Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Botafogo empata com Sport e segue sem vencer no Brasileiro

Terça, 24/4/2018 8:19.

Publicidade

(UOL/FOLHAPRESS) - Em jogo fraco tecnicamente, também prejudicado pela chuva que ensopou o gramado da Ilha do Retiro antes de a bola rolar, Sport e Botafogo ficaram empataram em 1 a 1 na noite desta segunda-feira (23), no Recife. Everton Felipe e Rodrigo Lindoso anotaram os gols nos minutos finais.

O placar só não foi mais amplo no estádio pernambucano por "culpa" de Gatito Fernandez. O goleiro do Botafogo realizou, pelo menos, cinco defesas que poderiam culminar em gol para o Sport, que dominou as ações ofensivas jogando em casa.

Com o resultado, ambas as equipes seguem sem vencer neste Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o Botafogo (dois pontos, em 14º lugar na tabela) receberá o Grêmio, neste sábado (28), no Engenhão. Já o Sport (um ponto, em 17º) visitará o Paraná no domingo (29).

Choveu bastante no Recife antes de Sport x Botafogo. O gramado da Ilha do Retiro reunia condições de jogo, mas tinha alguns pontos com poças d'água, principalmente na faixa central do campo. Uma delas complicou a vida do zagueiro Ernando, aos quatro minutos do primeiro tempo, que se atrapalhou e entregou a bola de graça para Rodrigo Pimpão. O atacante alvinegro, no entanto, demorou para tomar uma decisão na área rival: nem chutou nem tocou para Brenner, que estava próximo, e acabou desarmado.

Na sequência da jogada, Leo Valencia tentou o cruzamento rasteiro pela esquerda e Ernando afastou o perigo, mas o defensor exagerou tanto na vontade de se redimir que se chocou com uma das traves, dando susto na partida.

Mais efetivo ofensivamente, com 11 finalizações, contra apenas uma do Botafogo, o Sport criou as melhores chances do primeiro tempo, e só não teve gol porque Gatito Fernandez operou dois milagres em menos de dois minutos.

Aos 22min, o Sport construiu bela jogada pela direita, com cruzamento rasteiro de Raul Prata para Gabriel errar o chute bisonhamente na área, mas a bola sobrou para Marlone, que finalizou com força, mas o goleiro do Botafogo defendeu à queima-roupa. Na sequência da jogada, o paraguaio mostrou elasticidade e reflexo para evitar que um desvio de Brenner terminasse em gol contra.

Antes do intervalo, deu tempo para Gatito ser decisivo mais duas vezes, em cabeçada de Rogério que espalmou para escanteio e em finalização de longa distância de Gabriel.

No segundo tempo, mais Gatito em ação. Aos nove minutos do segundo tempo, o Sport chegou na área botafoguense após triangulação, mas o goleiro bloqueou o chute de Rogério.

Para equilibrar as ações, Valentim mexeu em toda a linha ofensiva e gastou as três substituições em 23 minutos: Rodrigo Pimpão por Pachu, no intervalo, Brenner por Kieza, aos 13 minutos, e Ezequiel por Leo Valencia, aos 23. Mesmo assim, o Botafogo seguiu descompassado. O Sport conseguia manter mais a posse de bola e criar lances de perigo, forçando as ações pelo lado direito do ataque, com o apoio do lateral Raul Prata, nas costas de Gilson.

Na base da insistência, o Sport foi recompensado com um gol aos 40 minutos do segundo tempo, em contra-ataque armado pelo goleiro Maílson. Everton Felipe arriscou chute colocado da entrada da área, a bola desviou em Gustavo e enganou Gatito.

Mailson, revelado pelas categorias de base do Sport, foi o titular no gol do Sport na Ilha do Retiro. Foi a estreia do goleiro de 21 anos na Série A, e apenas a segunda partida dele como profissional. O novato ganhou oportunidade após Agenor, que teve atuação ruim contra o América-MG, pedir para sair do clube.

Como o ataque do Botafogo levou pouco perigo no primeiro tempo, Mailson não foi muito testado. A única intervenção mais complicada ocorreu aos 30 minutos, quando interceptou um cruzamento na área. Na segunda etapa, porém, ele não conseguiu parar o chute rasteiro de Rodrigo Lindoso, que decretou o empate no Recife.

SPORT
Maílson; Raul Prata, Ernando, Ronaldo Alves, Sander; Anselmo, Neto Moura (Hygor), Andrigo (Everton Felipe), Gabriel (Fellipe Bastos), Marlone; Rogério. T.: Nelsinho Baptista

BOTAFOGO
Gatito Fernandez; Marcinho, Carli, Igor Rabello, Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Gustavo, Leo Valencia (Ezequiel); Rodrigo Pimpão (Pachu), Brenner (Kieza). T.: Alberto Valentim

Estádio: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Juiz: Rafael Traci (PR)
Cartões amarelos: Neto Moura (Sport); Rodrigo Pimpão, Igor Rabello (Botafogo)
Gols: Everton Felipe, aos 40 minutos do segundo tempo (Sport), Rodrigo Lindoso, aos 47 do segundo tempo (Botafogo).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Botafogo empata com Sport e segue sem vencer no Brasileiro

Publicidade

Terça, 24/4/2018 8:19.

(UOL/FOLHAPRESS) - Em jogo fraco tecnicamente, também prejudicado pela chuva que ensopou o gramado da Ilha do Retiro antes de a bola rolar, Sport e Botafogo ficaram empataram em 1 a 1 na noite desta segunda-feira (23), no Recife. Everton Felipe e Rodrigo Lindoso anotaram os gols nos minutos finais.

O placar só não foi mais amplo no estádio pernambucano por "culpa" de Gatito Fernandez. O goleiro do Botafogo realizou, pelo menos, cinco defesas que poderiam culminar em gol para o Sport, que dominou as ações ofensivas jogando em casa.

Com o resultado, ambas as equipes seguem sem vencer neste Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o Botafogo (dois pontos, em 14º lugar na tabela) receberá o Grêmio, neste sábado (28), no Engenhão. Já o Sport (um ponto, em 17º) visitará o Paraná no domingo (29).

Choveu bastante no Recife antes de Sport x Botafogo. O gramado da Ilha do Retiro reunia condições de jogo, mas tinha alguns pontos com poças d'água, principalmente na faixa central do campo. Uma delas complicou a vida do zagueiro Ernando, aos quatro minutos do primeiro tempo, que se atrapalhou e entregou a bola de graça para Rodrigo Pimpão. O atacante alvinegro, no entanto, demorou para tomar uma decisão na área rival: nem chutou nem tocou para Brenner, que estava próximo, e acabou desarmado.

Na sequência da jogada, Leo Valencia tentou o cruzamento rasteiro pela esquerda e Ernando afastou o perigo, mas o defensor exagerou tanto na vontade de se redimir que se chocou com uma das traves, dando susto na partida.

Mais efetivo ofensivamente, com 11 finalizações, contra apenas uma do Botafogo, o Sport criou as melhores chances do primeiro tempo, e só não teve gol porque Gatito Fernandez operou dois milagres em menos de dois minutos.

Aos 22min, o Sport construiu bela jogada pela direita, com cruzamento rasteiro de Raul Prata para Gabriel errar o chute bisonhamente na área, mas a bola sobrou para Marlone, que finalizou com força, mas o goleiro do Botafogo defendeu à queima-roupa. Na sequência da jogada, o paraguaio mostrou elasticidade e reflexo para evitar que um desvio de Brenner terminasse em gol contra.

Antes do intervalo, deu tempo para Gatito ser decisivo mais duas vezes, em cabeçada de Rogério que espalmou para escanteio e em finalização de longa distância de Gabriel.

No segundo tempo, mais Gatito em ação. Aos nove minutos do segundo tempo, o Sport chegou na área botafoguense após triangulação, mas o goleiro bloqueou o chute de Rogério.

Para equilibrar as ações, Valentim mexeu em toda a linha ofensiva e gastou as três substituições em 23 minutos: Rodrigo Pimpão por Pachu, no intervalo, Brenner por Kieza, aos 13 minutos, e Ezequiel por Leo Valencia, aos 23. Mesmo assim, o Botafogo seguiu descompassado. O Sport conseguia manter mais a posse de bola e criar lances de perigo, forçando as ações pelo lado direito do ataque, com o apoio do lateral Raul Prata, nas costas de Gilson.

Na base da insistência, o Sport foi recompensado com um gol aos 40 minutos do segundo tempo, em contra-ataque armado pelo goleiro Maílson. Everton Felipe arriscou chute colocado da entrada da área, a bola desviou em Gustavo e enganou Gatito.

Mailson, revelado pelas categorias de base do Sport, foi o titular no gol do Sport na Ilha do Retiro. Foi a estreia do goleiro de 21 anos na Série A, e apenas a segunda partida dele como profissional. O novato ganhou oportunidade após Agenor, que teve atuação ruim contra o América-MG, pedir para sair do clube.

Como o ataque do Botafogo levou pouco perigo no primeiro tempo, Mailson não foi muito testado. A única intervenção mais complicada ocorreu aos 30 minutos, quando interceptou um cruzamento na área. Na segunda etapa, porém, ele não conseguiu parar o chute rasteiro de Rodrigo Lindoso, que decretou o empate no Recife.

SPORT
Maílson; Raul Prata, Ernando, Ronaldo Alves, Sander; Anselmo, Neto Moura (Hygor), Andrigo (Everton Felipe), Gabriel (Fellipe Bastos), Marlone; Rogério. T.: Nelsinho Baptista

BOTAFOGO
Gatito Fernandez; Marcinho, Carli, Igor Rabello, Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Gustavo, Leo Valencia (Ezequiel); Rodrigo Pimpão (Pachu), Brenner (Kieza). T.: Alberto Valentim

Estádio: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Juiz: Rafael Traci (PR)
Cartões amarelos: Neto Moura (Sport); Rodrigo Pimpão, Igor Rabello (Botafogo)
Gols: Everton Felipe, aos 40 minutos do segundo tempo (Sport), Rodrigo Lindoso, aos 47 do segundo tempo (Botafogo).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade