Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Atlético-MG bate o Vitória, conquista os primeiros pontos e afasta pressão

Segunda, 23/4/2018 6:09.

Publicidade

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Eram quatro jogos sem vencer e a pressão da torcida do Atlético-MG já estava grande, inclusive com protestos no aeroporto e no estádio. Mas a próxima semana será mais calma no lado alvinegro, após o triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, neste domingo (22), no Independência, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Com gols de Ricardo Oliveira e Róger Guedes o Atlético-MG conquistou seus primeiros pontos na competição. Um alívio para quem vinha de três derrotas e um empate. Já o Vitória segue sem ganhar na competição nacional, com apenas um ponto conquistado.

A sequência de bons jogos de Gustavo Blanco fez com que o volante ganhasse a condição de titular do Atlético contra o Vitória, no lugar de Elias, que ficou no banco de reservas. E o camisa 30 justificou a escolha do treinador com mais uma grande atuação. Gustavo Blanco foi principal nome do Atlético em campo, com desarmes, bola chutada na trave e uma assistência.

Jogador de muito prestígio dentro do Vitória, o zagueiro Kanu não teve uma jornada feliz no Independência. O zagueiro rubro-negro perdeu as principais disputas com Ricardo Oliveira. Foi assim no cruzamento do primeiro gol e foi o defensor do Leão que perdeu a bola para o atacante alvinegro na jogada do segundo gol.

Artilheiro do Atlético na temporada, Ricardo Oliveira marcou o primeiro gol dele no Campeonato Brasileiro. O camisa 9 fez um movimento dentro da área que confundiu a marcação do Vitória e superou os defensores para marcar de cabeça, aos 20min do primeiro tempo. Foi o décimo gol de Ricardo Oliveira em 2018.

O triunfo parcial por 1 a 0 ao término da etapa inicial foi até pouco pela produção do Atlético. A equipe da casa controlou a partida totalmente, sempre com mais de 70% de posse de bola, de acordo com dados do Footstats. Além do gol de Ricardo Oliveira, foram três bolas na trave. Duas com Otero e uma com Gustavo Blanco.

Com muita dificuldade para criar jogadas, o Vitória só conseguiu levar algum perigo após falhas individuais dos atleticanos. A maior delas aconteceu logo no começo da segunda etapa, quando Victor não conseguiu cortar o cruzamento e a bola sobrou dentro de área. Por sorte, Adilson e Patric conseguira evitar o pior para o Atlético.

Bastante apagado no jogo, Neílton teve a melhor chance do Vitória na partida. Após erro de Gustavo Blanco, o camisa 10 rubro-negro partiu para cima do zagueiro Gabriel e deu uma bela caneta no defensor atleticano. No entanto, Neílton não caprichou quando ficou sozinho com Victor e finalizou para fora.

Bastante criticado pelos atleticanos desde que errou na estreia do Atlético no Campeonato Brasileiro, Róger Guedes foi abraçado pela comissão técnica, que decidiu recuperar o jogador. E deu certo. O camisa 23 fez gol pelo segundo jogo seguido. Neste domingo, contra o Vitória, mérito também para Ricardo Oliveira, que roubou a bola de Kanu e cruzou para o companheiro fazer 2 a 0, aos 27min da etapa final.

Com a vantagem de dois gols, tudo indicava que o Atlético teria uma vitória tranquila sobre o Vitória. Mas o zagueiro Gabriel tratou de dar alguns minutos de emoção, ao fazer um gol contra, aos 41min. Com os quatro de acréscimo dado pelo árbitro, o time baiano teve até uma chance para empatar, com Denílson, mas o atacante chutou por cima do gol.

Adversários na segunda rodada do Brasileirão, Atlético e Vitória vão enfrentar o mesmo adversário nos próximos jogos. Na quarta-feira o time rubro-negro recebe o Corinthians, no Barradão, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Já no próximo domingo é a vez do Atlético enfrentar o atual campeão nacional. O confronto será no Independência, pela terceira rodada do Brasileirão.

ATLÉTICO-MG
Victor; Patric, Bremer, Gabriel, Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Matheus Galdezani), Otero (Erik), Luan (Elias); Róger Guedes, Ricardo Oliveira. T.: Thiago Larghi (interino)

VITÓRIA
Caíque; Zé Welison, Kanu, Ramon, Pedro Botelho (Jeferson); Willian Farias (Guilherme Costa), Uillian Correia, Yago; Rhayner, Neilton, Denílson. T.: Vagner Mancini

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira e Gustavo Blanco (Atlético-MG); Ramon e Uillian Correia (Vitória)
Gols: Ricardo Oliveira, aos 20min do primeiro tempo, e Róger Guedes, aos 27min do segundo tempo (Atlético-MG); Gabriel (contra), aos 41min do segundo tempo (Vitória).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Atlético-MG bate o Vitória, conquista os primeiros pontos e afasta pressão

Publicidade

Segunda, 23/4/2018 6:09.

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Eram quatro jogos sem vencer e a pressão da torcida do Atlético-MG já estava grande, inclusive com protestos no aeroporto e no estádio. Mas a próxima semana será mais calma no lado alvinegro, após o triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, neste domingo (22), no Independência, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Com gols de Ricardo Oliveira e Róger Guedes o Atlético-MG conquistou seus primeiros pontos na competição. Um alívio para quem vinha de três derrotas e um empate. Já o Vitória segue sem ganhar na competição nacional, com apenas um ponto conquistado.

A sequência de bons jogos de Gustavo Blanco fez com que o volante ganhasse a condição de titular do Atlético contra o Vitória, no lugar de Elias, que ficou no banco de reservas. E o camisa 30 justificou a escolha do treinador com mais uma grande atuação. Gustavo Blanco foi principal nome do Atlético em campo, com desarmes, bola chutada na trave e uma assistência.

Jogador de muito prestígio dentro do Vitória, o zagueiro Kanu não teve uma jornada feliz no Independência. O zagueiro rubro-negro perdeu as principais disputas com Ricardo Oliveira. Foi assim no cruzamento do primeiro gol e foi o defensor do Leão que perdeu a bola para o atacante alvinegro na jogada do segundo gol.

Artilheiro do Atlético na temporada, Ricardo Oliveira marcou o primeiro gol dele no Campeonato Brasileiro. O camisa 9 fez um movimento dentro da área que confundiu a marcação do Vitória e superou os defensores para marcar de cabeça, aos 20min do primeiro tempo. Foi o décimo gol de Ricardo Oliveira em 2018.

O triunfo parcial por 1 a 0 ao término da etapa inicial foi até pouco pela produção do Atlético. A equipe da casa controlou a partida totalmente, sempre com mais de 70% de posse de bola, de acordo com dados do Footstats. Além do gol de Ricardo Oliveira, foram três bolas na trave. Duas com Otero e uma com Gustavo Blanco.

Com muita dificuldade para criar jogadas, o Vitória só conseguiu levar algum perigo após falhas individuais dos atleticanos. A maior delas aconteceu logo no começo da segunda etapa, quando Victor não conseguiu cortar o cruzamento e a bola sobrou dentro de área. Por sorte, Adilson e Patric conseguira evitar o pior para o Atlético.

Bastante apagado no jogo, Neílton teve a melhor chance do Vitória na partida. Após erro de Gustavo Blanco, o camisa 10 rubro-negro partiu para cima do zagueiro Gabriel e deu uma bela caneta no defensor atleticano. No entanto, Neílton não caprichou quando ficou sozinho com Victor e finalizou para fora.

Bastante criticado pelos atleticanos desde que errou na estreia do Atlético no Campeonato Brasileiro, Róger Guedes foi abraçado pela comissão técnica, que decidiu recuperar o jogador. E deu certo. O camisa 23 fez gol pelo segundo jogo seguido. Neste domingo, contra o Vitória, mérito também para Ricardo Oliveira, que roubou a bola de Kanu e cruzou para o companheiro fazer 2 a 0, aos 27min da etapa final.

Com a vantagem de dois gols, tudo indicava que o Atlético teria uma vitória tranquila sobre o Vitória. Mas o zagueiro Gabriel tratou de dar alguns minutos de emoção, ao fazer um gol contra, aos 41min. Com os quatro de acréscimo dado pelo árbitro, o time baiano teve até uma chance para empatar, com Denílson, mas o atacante chutou por cima do gol.

Adversários na segunda rodada do Brasileirão, Atlético e Vitória vão enfrentar o mesmo adversário nos próximos jogos. Na quarta-feira o time rubro-negro recebe o Corinthians, no Barradão, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Já no próximo domingo é a vez do Atlético enfrentar o atual campeão nacional. O confronto será no Independência, pela terceira rodada do Brasileirão.

ATLÉTICO-MG
Victor; Patric, Bremer, Gabriel, Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Matheus Galdezani), Otero (Erik), Luan (Elias); Róger Guedes, Ricardo Oliveira. T.: Thiago Larghi (interino)

VITÓRIA
Caíque; Zé Welison, Kanu, Ramon, Pedro Botelho (Jeferson); Willian Farias (Guilherme Costa), Uillian Correia, Yago; Rhayner, Neilton, Denílson. T.: Vagner Mancini

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira e Gustavo Blanco (Atlético-MG); Ramon e Uillian Correia (Vitória)
Gols: Ricardo Oliveira, aos 20min do primeiro tempo, e Róger Guedes, aos 27min do segundo tempo (Atlético-MG); Gabriel (contra), aos 41min do segundo tempo (Vitória).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade