Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Balneário está disputando o maior torneio de xadrez do país
Divulgação
Vinicius Yasuto Ikeda, Luiz Cesar Niehues (morador de BC, que também está participando) e o técnico Sunao Ikeda

Terça, 24/1/2017 9:14.

Dois enxadristas de Balneário Camboriú estão participando do 3º Floripa Chess Open, campeonato de 10 rodadas, que começou sexta-feira (20) e termina nesta quinta (26), em Florianópolis. Vinicius Yasuto Ikeda, 18 e Geanfrancesco Pereira, 27, comandados pelo técnico Sunao Ikeda. Vinicius está competindo pela segunda vez no Chess Open, ano passado foi campão da Sub-18. Ele tem várias conquistas nacionais e internacionais no currículo. Gean ostenta um vice-campeonato internacional e tem larga experiência em competições.

Até esta terça-feira, Vinicius jogou seis partidas, (faltam mais quatro rodadas) venceu duas, empatou duas e perdeu duas. Na terceira rodada perdeu partida importante contra o Mestre Fide (Mestre da Federação Internacional de Xadrez) Manuel Larrea do Uruguai.

“O importante em um campeonato deste porte é a bagagem adquirida, o aprendizado é muito grande, além da preparação antes do campeonato (estudamos e nos preparamos muito para este evento), estudamos as partidas jogadas com ajuda de programa de computador; antes de cada rodada depois que sai o emparceiramento (definição do oponente) que é publicado no chess results, procuramos informação sobre o adversário sobre estilo de jogo e variantes de aberturas que prefere jogar”, detalhou o professor e técnico de xadrez Sunao Ikeda.

Este é o maior campeonato disputado no Brasil em todos os tempos com 404 jogadores de 14 países e 22 estados brasileiros, com o nível técnico muito elevado já que participam 13 Grandes Mestres (GM), 12 Mestre Internacional (MI) e 35 Mestres Fide (MF). Entre os sete GMs brasileiros estão os dois melhores enxadristas brasileiros de todos os tempos: Gilberto Milos e Henrique Mecking, o Mequinho. O campeonato distribui R$ 22 mil em premiação e a inscrição variou de R$ 180 a 300.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Esportes


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Balneário está disputando o maior torneio de xadrez do país

Divulgação
Vinicius Yasuto Ikeda, Luiz Cesar Niehues (morador de BC, que também está participando) e o técnico Sunao Ikeda
Vinicius Yasuto Ikeda, Luiz Cesar Niehues (morador de BC, que também está participando) e o técnico Sunao Ikeda
Terça, 24/1/2017 9:14.

Dois enxadristas de Balneário Camboriú estão participando do 3º Floripa Chess Open, campeonato de 10 rodadas, que começou sexta-feira (20) e termina nesta quinta (26), em Florianópolis. Vinicius Yasuto Ikeda, 18 e Geanfrancesco Pereira, 27, comandados pelo técnico Sunao Ikeda. Vinicius está competindo pela segunda vez no Chess Open, ano passado foi campão da Sub-18. Ele tem várias conquistas nacionais e internacionais no currículo. Gean ostenta um vice-campeonato internacional e tem larga experiência em competições.

Até esta terça-feira, Vinicius jogou seis partidas, (faltam mais quatro rodadas) venceu duas, empatou duas e perdeu duas. Na terceira rodada perdeu partida importante contra o Mestre Fide (Mestre da Federação Internacional de Xadrez) Manuel Larrea do Uruguai.

“O importante em um campeonato deste porte é a bagagem adquirida, o aprendizado é muito grande, além da preparação antes do campeonato (estudamos e nos preparamos muito para este evento), estudamos as partidas jogadas com ajuda de programa de computador; antes de cada rodada depois que sai o emparceiramento (definição do oponente) que é publicado no chess results, procuramos informação sobre o adversário sobre estilo de jogo e variantes de aberturas que prefere jogar”, detalhou o professor e técnico de xadrez Sunao Ikeda.

Este é o maior campeonato disputado no Brasil em todos os tempos com 404 jogadores de 14 países e 22 estados brasileiros, com o nível técnico muito elevado já que participam 13 Grandes Mestres (GM), 12 Mestre Internacional (MI) e 35 Mestres Fide (MF). Entre os sete GMs brasileiros estão os dois melhores enxadristas brasileiros de todos os tempos: Gilberto Milos e Henrique Mecking, o Mequinho. O campeonato distribui R$ 22 mil em premiação e a inscrição variou de R$ 180 a 300.

 

Publicidade

Publicidade