Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Lance Armstrong será julgado em processo de R$ 311 milhões

Quarta, 15/2/2017 7:28.

(UOL/FOLHAPRESS) - O ex-ciclista Lance Armstrong terá de enfrentar um processo no valor total de US$ 100 milhões (R$ 311 milhões) movido por Floyd Llandis, seu companheiro na US Postal Service, equipe que defendeu entre os anos de 1998 e 2005. Um juiz federal se recusou a bloquear a ação que também tem como interessado o governo americano, que investia no time.

O processo é movido devido ao escândalo de doping que Armstrong se envolveu. Em 2013, ele admitiu que trapaceou para vencer sete edições da Volta da França entre 1999 e 2005. Ele perdeu os títulos e foi banido da competição.

A ação cobra reparos por Armstrong ter enganado o governo ao esconder seu doping para seguir recebendo salário e verbas de patrocínio.

A data do início do julgamento ainda não foi marcada, mas o mais provável é que comece no segundo semestre deste ano.

Desde que admitiu a trapaça, Armstrong já sofreu muitas perdas financeiras. Todos os seus patrocinadores romperam contratos e ele já teve de pagar mais de US$ 10 milhões (R$ 31 milhões) em diversos processos. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Esportes


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Lance Armstrong será julgado em processo de R$ 311 milhões

Quarta, 15/2/2017 7:28.

(UOL/FOLHAPRESS) - O ex-ciclista Lance Armstrong terá de enfrentar um processo no valor total de US$ 100 milhões (R$ 311 milhões) movido por Floyd Llandis, seu companheiro na US Postal Service, equipe que defendeu entre os anos de 1998 e 2005. Um juiz federal se recusou a bloquear a ação que também tem como interessado o governo americano, que investia no time.

O processo é movido devido ao escândalo de doping que Armstrong se envolveu. Em 2013, ele admitiu que trapaceou para vencer sete edições da Volta da França entre 1999 e 2005. Ele perdeu os títulos e foi banido da competição.

A ação cobra reparos por Armstrong ter enganado o governo ao esconder seu doping para seguir recebendo salário e verbas de patrocínio.

A data do início do julgamento ainda não foi marcada, mas o mais provável é que comece no segundo semestre deste ano.

Desde que admitiu a trapaça, Armstrong já sofreu muitas perdas financeiras. Todos os seus patrocinadores romperam contratos e ele já teve de pagar mais de US$ 10 milhões (R$ 31 milhões) em diversos processos. 

Publicidade

Publicidade