Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Figue convocado para disputar Mundial de Surf nos EUA

Sexta, 28/10/2016 19:00.

Elias ‘Figue’ Diel, 43, foi surpreendido essa semana com a covocação para integrar a equipe brasileira que disputará o Campeonato Mundial de Surfe Adaptado, dia 5 de dezembro, em San Diego, nos Estados Unidos. Ele é o único atleta catarinense convocado e este será seu primeiro mundial.

Figue pratica surfe desde os 10 anos e hoje tornou-se um exemplo de superação, porque aos 16 anos sofreu um acidente que o deixou cego. Desde então, ele pratica surfe adaptado e já surfou as ondas gigantes da Indonésia, tornando-se conhecido no meio esportivo.

“Foi uma boa surpresa essa convocação”, comentou o surfista que não precisa nem treinar, porque pratica sempre que tem boas ondas. Além disso, ele é professor de ioga, faz jiu jitsu e escalada.

A convocação veio através da Ong Adaptsurf, associação sem fins lucrativos que promove a inclusão social das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

O surfista embarca uma semana antes do Mundial. As despesas de viagem e inscrição são por conta do atleta. Por isso ele está à procura de apoio (contato 84095818).

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Figue convocado para disputar Mundial de Surf nos EUA

Sexta, 28/10/2016 19:00.

Elias ‘Figue’ Diel, 43, foi surpreendido essa semana com a covocação para integrar a equipe brasileira que disputará o Campeonato Mundial de Surfe Adaptado, dia 5 de dezembro, em San Diego, nos Estados Unidos. Ele é o único atleta catarinense convocado e este será seu primeiro mundial.

Figue pratica surfe desde os 10 anos e hoje tornou-se um exemplo de superação, porque aos 16 anos sofreu um acidente que o deixou cego. Desde então, ele pratica surfe adaptado e já surfou as ondas gigantes da Indonésia, tornando-se conhecido no meio esportivo.

“Foi uma boa surpresa essa convocação”, comentou o surfista que não precisa nem treinar, porque pratica sempre que tem boas ondas. Além disso, ele é professor de ioga, faz jiu jitsu e escalada.

A convocação veio através da Ong Adaptsurf, associação sem fins lucrativos que promove a inclusão social das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

O surfista embarca uma semana antes do Mundial. As despesas de viagem e inscrição são por conta do atleta. Por isso ele está à procura de apoio (contato 84095818).

Publicidade

Publicidade