Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Com expulsão polêmica de goleiro rival, Santa Cruz ganha do Figueirense em casa

Quinta, 16/6/2016 7:06.

Recife, 15 (AE) - O Santa Cruz se aproveitou da expulsão polêmica do goleiro Gatito Fernández, por reclamação, e do talento de Grafite para vencer o Figueirense por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio do Arruda, no Recife, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, e se recuperar de três derrotas seguidas. Lelê fez o único gol do jogo, após assistência do veterano atacante, que saiu machucado no segundo tempo. O arqueiro paraguaio foi expulso ainda na etapa inicial, deixando o time catarinense com um a menos durante a maior parte do jogo

Com a vitória, o Santa Cruz foi a 11 pontos, enquanto que o Figueirense segue com nove. O time pernambucano vai a São Paulo pegar o Palmeiras neste sábado, enquanto que os catarinenses recebem o Internacional no domingo.

Após vencer o Flamengo, o técnico Vinicius Eutrópio se deu ao luxo de poupar quatro dos principais jogadores do elenco do Figueirense: o lateral-direito Ayrton, o zagueiro Marquinhos, o meia Carlos Alberto e o atacante Rafael Moura, que nem viajaram ao Recife.

A partida começou ruim, com os dois times demorando a criar boas oportunidades. A coisa só começou a melhorar a partir dos 20 minutos, quando Dudu bateu por cima. Logo depois, o Figueirense perderia mais uma oportunidade com Bady. Neris salvou em cima da linha e impediu que os visitantes saíssem na frente.

Grafite, que não participou da derrota para o Santos, voltou ao time sendo novamente decisivo. Aos 25 minutos, lembrou os bons tempos de São Paulo e, de primeira, fez o pivô para deixar Lelê na cara do gol para abrir o placar.

Aos 41 minutos, o lance polêmico. O árbitro paulista Marcelo Aparecido de Souza deu cartão amarelo para Dudu, do Figueirense, e Gatito Fernández reclamou. O juiz primeiro deu o amarelo e, em seguida, decidiu por expulsar o goleiro, causando revolta em todo o time de Santa Catarina, que foi para cima. Aparentemente, o paraguaio o ofendeu.

Só cinco minutos depois o jogo foi retomado, com o goleiro reserva Thiago Rodrigues no lugar do atacante Dudu. Com um a menos, o Figueirense teve dificuldade para reagir na segunda etapa. Logo aos 6, João Paulo bateu e Thiago fez boa defesa. Aos 10, voltou a impedir o segundo.

Grafite sentiu a coxa e saiu, indicando que a sua escalação pode ter sido precipitada - ele não treinou ao longo da semana. Mesmo sem seu melhor jogador, o Santa Cruz continuou mandando no jogo e quase não correu riscos. Nem quando o goleiro rival foi para a área, no último lance.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 1 x 0 FIGUEIRENSE

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Vitor, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo e Lelê (Leandrinho); Arthur (Leo Moura), Grafite e Wallyson (Fernando Gabriel). Técnico: Milton Mendes.

FIGUEIRENSE - Gatito Fernández; Jefferson, Werley, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Ferrugem e Bady; Dodô (Lins), Gustavo Ermel (Guilherme Queiroz) e Dudu (Thiago Rodrigues). Técnico: Vinícius Eutrópio.

GOL - Lelê, aos 25 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Neris, Tiago Costa e Fernando Gabriel (Santa Cruz); Marquinhos Pedroso e Dudu (Figueirense).

CARTÃO VERMELHO - Gatito Fernández (Figueirense).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido de Souza (SP).

RENDA - R$ 128.510,00.

PÚBLICO - 10.019 pagantes.

LOCAL - Estádio do Arruda, no Recife (PE). 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Volume de resíduos não é um indicador seguro da quantidade de turistas


Policia

Praça central de Balneário Camboriú é o ponto preferido também de andarilhos e usuários 


Policia

A suspeita é que funcionários dos gabinetes da Alerj devolviam parte dos salários


Política


Publicidade


Publicidade


Cidade

Balneário Camboriú adotará entrega voluntária em ponto da prefeitura  


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Geral

Até embarcações de pequeno porte levantam areia, depende das condições 


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Com expulsão polêmica de goleiro rival, Santa Cruz ganha do Figueirense em casa

Quinta, 16/6/2016 7:06.

Recife, 15 (AE) - O Santa Cruz se aproveitou da expulsão polêmica do goleiro Gatito Fernández, por reclamação, e do talento de Grafite para vencer o Figueirense por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio do Arruda, no Recife, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, e se recuperar de três derrotas seguidas. Lelê fez o único gol do jogo, após assistência do veterano atacante, que saiu machucado no segundo tempo. O arqueiro paraguaio foi expulso ainda na etapa inicial, deixando o time catarinense com um a menos durante a maior parte do jogo

Com a vitória, o Santa Cruz foi a 11 pontos, enquanto que o Figueirense segue com nove. O time pernambucano vai a São Paulo pegar o Palmeiras neste sábado, enquanto que os catarinenses recebem o Internacional no domingo.

Após vencer o Flamengo, o técnico Vinicius Eutrópio se deu ao luxo de poupar quatro dos principais jogadores do elenco do Figueirense: o lateral-direito Ayrton, o zagueiro Marquinhos, o meia Carlos Alberto e o atacante Rafael Moura, que nem viajaram ao Recife.

A partida começou ruim, com os dois times demorando a criar boas oportunidades. A coisa só começou a melhorar a partir dos 20 minutos, quando Dudu bateu por cima. Logo depois, o Figueirense perderia mais uma oportunidade com Bady. Neris salvou em cima da linha e impediu que os visitantes saíssem na frente.

Grafite, que não participou da derrota para o Santos, voltou ao time sendo novamente decisivo. Aos 25 minutos, lembrou os bons tempos de São Paulo e, de primeira, fez o pivô para deixar Lelê na cara do gol para abrir o placar.

Aos 41 minutos, o lance polêmico. O árbitro paulista Marcelo Aparecido de Souza deu cartão amarelo para Dudu, do Figueirense, e Gatito Fernández reclamou. O juiz primeiro deu o amarelo e, em seguida, decidiu por expulsar o goleiro, causando revolta em todo o time de Santa Catarina, que foi para cima. Aparentemente, o paraguaio o ofendeu.

Só cinco minutos depois o jogo foi retomado, com o goleiro reserva Thiago Rodrigues no lugar do atacante Dudu. Com um a menos, o Figueirense teve dificuldade para reagir na segunda etapa. Logo aos 6, João Paulo bateu e Thiago fez boa defesa. Aos 10, voltou a impedir o segundo.

Grafite sentiu a coxa e saiu, indicando que a sua escalação pode ter sido precipitada - ele não treinou ao longo da semana. Mesmo sem seu melhor jogador, o Santa Cruz continuou mandando no jogo e quase não correu riscos. Nem quando o goleiro rival foi para a área, no último lance.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 1 x 0 FIGUEIRENSE

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Vitor, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo e Lelê (Leandrinho); Arthur (Leo Moura), Grafite e Wallyson (Fernando Gabriel). Técnico: Milton Mendes.

FIGUEIRENSE - Gatito Fernández; Jefferson, Werley, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Ferrugem e Bady; Dodô (Lins), Gustavo Ermel (Guilherme Queiroz) e Dudu (Thiago Rodrigues). Técnico: Vinícius Eutrópio.

GOL - Lelê, aos 25 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Neris, Tiago Costa e Fernando Gabriel (Santa Cruz); Marquinhos Pedroso e Dudu (Figueirense).

CARTÃO VERMELHO - Gatito Fernández (Figueirense).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido de Souza (SP).

RENDA - R$ 128.510,00.

PÚBLICO - 10.019 pagantes.

LOCAL - Estádio do Arruda, no Recife (PE). 

Publicidade

Publicidade