Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

MMA: atleta de Balneário busca título internacional nos EUA
Reprodução/Facebook

Quinta, 14/7/2016 10:01.

Com um cartel impecável no MMA (seis lutas e seis vitórias), Cláudia Rey Nelz, 30, paranaense que mora em Balneário Camboriú há 26 anos, prepara-se para sua estreia internacional: dia 29 próximo no maior evento feminino do mundo Invicta FC, em Kansas (EUA). Ela luta na categoria peso mosca. O evento pertence à organização do UFC.

Claudia intensificou treinamentos desde o começo do ano e está segura que levará a melhor sobre sua adversária polonesa.“Este título vem para o Brasil ou melhor para Balneário Camboriú”, garante a atleta, que também é campeã nacional e sulamericana de jiu jitsu, campeã da 6ª etapa do Catarinense de boxe e dona de vários títulos de lutas de chão.

Cláudia pratica MMA há quatro anos. “A modalidade me escolheu, tenho no sangue, serei eternamente grata às artes marciais e a quem me ensinou elas”, disse.

Preconceito

Cláudia conta que no começo, as mulheres não eram levadas a sério e muitas vezes até deixadas de lado nos treinos. “Muita gente também já achou que eu era lésbica somente por praticar o esporte. Quem me conhece sabe o quão feminina eu e as outras meninas da equipe são. Mas hoje em dia mudou muito, com a abertura da categoria feminina no UFC as pessoas estão conhecendo melhor o esporte e julgando menos”, revelou.

Preparativos

A atleta treina na equipe Astra Fight Team, na Company Academia em média 14 treinos semanais de 6 a 8h/dia nas modalidades de luta livre esportiva, boxe, muay thai, wrestling e MMA. Cláudia tem acompanhamento médico (Dr. Marcos StaakJr.), que orienta a dieta e a perda de peso para a luta (aproximadamente 13kg).

Os fisioterapeutas Marcela Meira e Guilherme Brum cuidam das lesões que são normais em esportes de alto rendimento e o massoterapeuta Eduardo Duran que ajuda a prevenir essas lesões e estresses do corpo.

Patrocinio

A atleta tem patrocínio da Litoral Estruturas Metálicas há dois anos e agradece o apoio da The Best Conversação e do empresário Cristiano Waltrick pelo curso de inglês; ao coach André César e a Nine treinamento funcional pela preparação física e às suas alunas. “O esporte é caro, porque exige dedicação total. Os equipamentos bons não são baratos”, descreve Cláudia, enfatizando a necessidade de novos patrocinadores/apoiadores, especialmente para esta luta.

“Não estou estipulando valores, mas garanto que é resultado garantido”, disse a atleta.

Contatos: 47-9715-6469 Claudinharey@hotmail.com

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Política

Enquanto a maioria quer aumentar quantidade de leis ele deseja o contrário


Geral

Houve um vazamento de grande proporção e reparos estão sendo feitos


Cidade

Prefeitos nunca investiram em reservação de água bruta  


Opinião

No Brasil isso é quase um diploma de honestidade


Publicidade


Publicidade


Seu Dinheiro

Acordo pode ter provocado um aumento de bilhões na conta de luz dos consumidores.


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Editais

Renovação de Licença Ambiental de Operação


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

MMA: atleta de Balneário busca título internacional nos EUA

Reprodução/Facebook
Quinta, 14/7/2016 10:01.

Com um cartel impecável no MMA (seis lutas e seis vitórias), Cláudia Rey Nelz, 30, paranaense que mora em Balneário Camboriú há 26 anos, prepara-se para sua estreia internacional: dia 29 próximo no maior evento feminino do mundo Invicta FC, em Kansas (EUA). Ela luta na categoria peso mosca. O evento pertence à organização do UFC.

Claudia intensificou treinamentos desde o começo do ano e está segura que levará a melhor sobre sua adversária polonesa.“Este título vem para o Brasil ou melhor para Balneário Camboriú”, garante a atleta, que também é campeã nacional e sulamericana de jiu jitsu, campeã da 6ª etapa do Catarinense de boxe e dona de vários títulos de lutas de chão.

Cláudia pratica MMA há quatro anos. “A modalidade me escolheu, tenho no sangue, serei eternamente grata às artes marciais e a quem me ensinou elas”, disse.

Preconceito

Cláudia conta que no começo, as mulheres não eram levadas a sério e muitas vezes até deixadas de lado nos treinos. “Muita gente também já achou que eu era lésbica somente por praticar o esporte. Quem me conhece sabe o quão feminina eu e as outras meninas da equipe são. Mas hoje em dia mudou muito, com a abertura da categoria feminina no UFC as pessoas estão conhecendo melhor o esporte e julgando menos”, revelou.

Preparativos

A atleta treina na equipe Astra Fight Team, na Company Academia em média 14 treinos semanais de 6 a 8h/dia nas modalidades de luta livre esportiva, boxe, muay thai, wrestling e MMA. Cláudia tem acompanhamento médico (Dr. Marcos StaakJr.), que orienta a dieta e a perda de peso para a luta (aproximadamente 13kg).

Os fisioterapeutas Marcela Meira e Guilherme Brum cuidam das lesões que são normais em esportes de alto rendimento e o massoterapeuta Eduardo Duran que ajuda a prevenir essas lesões e estresses do corpo.

Patrocinio

A atleta tem patrocínio da Litoral Estruturas Metálicas há dois anos e agradece o apoio da The Best Conversação e do empresário Cristiano Waltrick pelo curso de inglês; ao coach André César e a Nine treinamento funcional pela preparação física e às suas alunas. “O esporte é caro, porque exige dedicação total. Os equipamentos bons não são baratos”, descreve Cláudia, enfatizando a necessidade de novos patrocinadores/apoiadores, especialmente para esta luta.

“Não estou estipulando valores, mas garanto que é resultado garantido”, disse a atleta.

Contatos: 47-9715-6469 Claudinharey@hotmail.com

Publicidade

Publicidade