Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Balneário Camboriú recebe a tocha olímpica nesta terça-feira

Segunda, 11/7/2016 7:41.

Balneário Camboriú é uma das 330 cidades brasileiras que assistirá a passagem da tocha olímpica. O prefeito Edson Dias decretou ponto facultativo nesta terça-feira (12), para acompanhar a passagem do fogo olímpico, pela primeira vez na América do Sul.

A tocha sairá de Florianópolis, passando por Biguaçu e tem chegada prevista para às 10h30, no Teatro Municipal Bruno Nitz, na avenida Central, onde se apresentará o Coral Infantil do Projeto Oficinas. Dali ela seguirá pela Central, entrará na avenida Brasil até a Rua 3700, depois até a Atlântica, para chegar no ponto final, no Pontal Norte, onde será montado um palco para rápidas apresentações.

O prefeito fará um breve discurso, haverá apresentações de dança e serão anunciados os vencedores dos melhores desenhos e da melhor tocha decorada com material reciclável, concursos realizados nas escolas municipais.

O secretário da Administração e organizador do evento Paulo Milton dos Santos explicou que ao longo da beira mar haverá apresentações das várias atividades do Projeto Oficinas, na praça Tamandaré haverá capoeira e piscina de bolinhas e outras brincadeiras.

Trânsito

A avenida Central estará fechada ao trânsito a partir das 8h. Cerca de 40 minutos antes de a tocha passar, também serão fechadas a Brasil e a Atlântica. Segundo o secretário de Segurança, Geraldo Barizon Filho, o tráfego será liberado logo após a passagem da tocha.

Condutores

Serão 34 condutores em 6,8km de percurso, 17 deles se concentrarão no Teatro Bruno Nitz e outros 17 no colégio Vereador Santa, de onde partirão os ônibus que os levarão aos seus pontos. Cada um conduzirá 200m. Ao lado de cada condutor estará um policial militar, um guarda municipal e um professor de educação física.

A prefeitura escolheu cinco dos 34 condutores: Márcio Santos (tetracampeão mundial), Cesar Prates (jogador de futebol), Suelen Marcheski (paratleta campeã brasileira de atletismo), João Luis Ramos Filho (maratonista), professor Nilson Borba (campeão e instrutor de judô, que faleceu e será substituído por sua mulher Alzira. “São todos ligados ao esporte, a escolha não pode ter conotação política”, disse Paulo.

Os demais condutores foram escolhidos pelos patrocinadores. O jornalista Waldemar Cezar Neto, editor do jornal Página3, foi selecionado para representar a imprensa e porque o jornal cobre esportes há 25 anos em Balneário Camboriú.

Sem custo

Ao contrário do que algumas pessoas estão escrevendo nas redes sociais, a prefeitura não pagou para trazer a passagem da tocha para Balneário. “Há um ano o Comitê Olímpico ligou perguntando se havia interesse, perguntei sobre custos e eles disseram que não haveria gastos. A única despesa nossa será com o palco e com uma faixa, pouco mais de R$ 2 mil”. afirmou o secretário.

Segundo ele, os fatores que sugeriram a indicação foi o apelo nacional da cidade, a infraestrutura, as belezas naturais. “Para nós é importante a visibilidade que traz para a cidade e também pelo simbolismo, afinal é a primeira vez que uma tocha olímpica passa por nosso município”, concluiu informando que o Ministério do Turismo estará com uma equipe na cidade fazendo imagens.

 

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Balneário Camboriú recebe a tocha olímpica nesta terça-feira

Segunda, 11/7/2016 7:41.

Balneário Camboriú é uma das 330 cidades brasileiras que assistirá a passagem da tocha olímpica. O prefeito Edson Dias decretou ponto facultativo nesta terça-feira (12), para acompanhar a passagem do fogo olímpico, pela primeira vez na América do Sul.

A tocha sairá de Florianópolis, passando por Biguaçu e tem chegada prevista para às 10h30, no Teatro Municipal Bruno Nitz, na avenida Central, onde se apresentará o Coral Infantil do Projeto Oficinas. Dali ela seguirá pela Central, entrará na avenida Brasil até a Rua 3700, depois até a Atlântica, para chegar no ponto final, no Pontal Norte, onde será montado um palco para rápidas apresentações.

O prefeito fará um breve discurso, haverá apresentações de dança e serão anunciados os vencedores dos melhores desenhos e da melhor tocha decorada com material reciclável, concursos realizados nas escolas municipais.

O secretário da Administração e organizador do evento Paulo Milton dos Santos explicou que ao longo da beira mar haverá apresentações das várias atividades do Projeto Oficinas, na praça Tamandaré haverá capoeira e piscina de bolinhas e outras brincadeiras.

Trânsito

A avenida Central estará fechada ao trânsito a partir das 8h. Cerca de 40 minutos antes de a tocha passar, também serão fechadas a Brasil e a Atlântica. Segundo o secretário de Segurança, Geraldo Barizon Filho, o tráfego será liberado logo após a passagem da tocha.

Condutores

Serão 34 condutores em 6,8km de percurso, 17 deles se concentrarão no Teatro Bruno Nitz e outros 17 no colégio Vereador Santa, de onde partirão os ônibus que os levarão aos seus pontos. Cada um conduzirá 200m. Ao lado de cada condutor estará um policial militar, um guarda municipal e um professor de educação física.

A prefeitura escolheu cinco dos 34 condutores: Márcio Santos (tetracampeão mundial), Cesar Prates (jogador de futebol), Suelen Marcheski (paratleta campeã brasileira de atletismo), João Luis Ramos Filho (maratonista), professor Nilson Borba (campeão e instrutor de judô, que faleceu e será substituído por sua mulher Alzira. “São todos ligados ao esporte, a escolha não pode ter conotação política”, disse Paulo.

Os demais condutores foram escolhidos pelos patrocinadores. O jornalista Waldemar Cezar Neto, editor do jornal Página3, foi selecionado para representar a imprensa e porque o jornal cobre esportes há 25 anos em Balneário Camboriú.

Sem custo

Ao contrário do que algumas pessoas estão escrevendo nas redes sociais, a prefeitura não pagou para trazer a passagem da tocha para Balneário. “Há um ano o Comitê Olímpico ligou perguntando se havia interesse, perguntei sobre custos e eles disseram que não haveria gastos. A única despesa nossa será com o palco e com uma faixa, pouco mais de R$ 2 mil”. afirmou o secretário.

Segundo ele, os fatores que sugeriram a indicação foi o apelo nacional da cidade, a infraestrutura, as belezas naturais. “Para nós é importante a visibilidade que traz para a cidade e também pelo simbolismo, afinal é a primeira vez que uma tocha olímpica passa por nosso município”, concluiu informando que o Ministério do Turismo estará com uma equipe na cidade fazendo imagens.

 

 

Publicidade

Publicidade