Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Balneário Camboriú voltou a ter saldo positivo na geração de emprego
Daniele dos Reis/Página 3

Quarta, 12/10/2016 7:23.

Depois do último semestre inteiro colhendo saldos negativos na geração de empregos, Balneário retomou o fôlego. Em agosto, por exemplo, último mês com dados liberados pelo Ministério do Trabalho, Balneário foi a sétima cidade que mais fez admissões em Santa Catarina. Foram 2.300 pessoas contratadas contra 2.252 desligamentos. 

Conforme o supervisor do SINE local, José Peixe a agência tem registrado queda no número de trabalhadores dando entrada no pedido do seguro-desemprego. Ele acredita que isso seja reflexo de várias mudanças. Segundo Peixe, antes, com grande oferta de vagas, o trabalhador diante de qualquer necessidade financeira, costumava fazer o famoso e ilegal acordo.

“Ou seja, solicitava demissão ao empregador, explicava suas razões, o empregador o demitia para que pudesse sacar o FGTS e receber as parcelas do seguro-desemprego e depois o recontratava. Ou então, este trabalhador durante o período de recebimento do seguro, entrava no mercado informal e após, se colocava novamente no mercado de trabalho em outra vaga, já que a oferta era grande. Com isso havia um giro maior de contratações e demissões”, explica.

Ele acha que isso está mudando porque o Ministério do Trabalho criou mais critérios para pedir e ter acesso a esse benefício, assim como punições mais rígidas para quem for pego burlando a lei.

A redução da oferta de postos de trabalho também trouxe mudanças para as relações entre empregador e trabalhador. Para Peixe, com o mercado instável por causa da crise, o próprio trabalhador estaria “cuidando mais” de seu emprego.

O empregador, por sua vez, tem aproveitado essa grande procura para exigir mais no momento da contratação, pedindo maior escolaridade, qualificação e experiência profissional. Com essa nova dinâmica, a tendência é que os trabalhadores se qualifiquem mais e que o mercado todo ganhe com isso.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Balneário Camboriú voltou a ter saldo positivo na geração de emprego

Daniele dos Reis/Página 3
Quarta, 12/10/2016 7:23.

Depois do último semestre inteiro colhendo saldos negativos na geração de empregos, Balneário retomou o fôlego. Em agosto, por exemplo, último mês com dados liberados pelo Ministério do Trabalho, Balneário foi a sétima cidade que mais fez admissões em Santa Catarina. Foram 2.300 pessoas contratadas contra 2.252 desligamentos. 

Conforme o supervisor do SINE local, José Peixe a agência tem registrado queda no número de trabalhadores dando entrada no pedido do seguro-desemprego. Ele acredita que isso seja reflexo de várias mudanças. Segundo Peixe, antes, com grande oferta de vagas, o trabalhador diante de qualquer necessidade financeira, costumava fazer o famoso e ilegal acordo.

“Ou seja, solicitava demissão ao empregador, explicava suas razões, o empregador o demitia para que pudesse sacar o FGTS e receber as parcelas do seguro-desemprego e depois o recontratava. Ou então, este trabalhador durante o período de recebimento do seguro, entrava no mercado informal e após, se colocava novamente no mercado de trabalho em outra vaga, já que a oferta era grande. Com isso havia um giro maior de contratações e demissões”, explica.

Ele acha que isso está mudando porque o Ministério do Trabalho criou mais critérios para pedir e ter acesso a esse benefício, assim como punições mais rígidas para quem for pego burlando a lei.

A redução da oferta de postos de trabalho também trouxe mudanças para as relações entre empregador e trabalhador. Para Peixe, com o mercado instável por causa da crise, o próprio trabalhador estaria “cuidando mais” de seu emprego.

O empregador, por sua vez, tem aproveitado essa grande procura para exigir mais no momento da contratação, pedindo maior escolaridade, qualificação e experiência profissional. Com essa nova dinâmica, a tendência é que os trabalhadores se qualifiquem mais e que o mercado todo ganhe com isso.

 

Publicidade

Publicidade