Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Não vou ser pau mandado de banqueiro, diz Alckmin sobre Bolsonaro

Segunda, 24/9/2018 16:05.
Divulgação
Alckmin esteve em Salvador no sábado (21)

Publicidade

(FOLHAPRESS

O ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) centrou fogo em Jair Bolsonaro (PSL) durante caminhada pelo Mercadão de Madureira, zona norte do Rio de Janeiro, na tarde desta segunda-feira (24).

"Eu não vou ser pau mandado de banqueiro para aumentar imposto, para reduzir imposto de renda de rico, para criar a CPMF, para onerar o povo", disse, em referência a Bolsonaro e seu guru econômico, Paulo Guedes.

Alckmin afirmou, ainda, que Bolsonaro não será capaz de impedir a volta do PT à Presidência, mesmo que, segundo ele, algumas pessoas votem no candidato do PSL por acreditarem que apenas ele poderia vencer a candidatura petista.

"Tem uma parte das pessoas, até bem intencionadas, que acham que para vencer o PT é [preciso votar em] Bolsonaro e não é. Ele não dá conta de vencer o PT e não dá conta do governo."


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Alckmin esteve em Salvador no sábado (21)
Alckmin esteve em Salvador no sábado (21)

Não vou ser pau mandado de banqueiro, diz Alckmin sobre Bolsonaro

Publicidade

Segunda, 24/9/2018 16:05.

(FOLHAPRESS

O ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) centrou fogo em Jair Bolsonaro (PSL) durante caminhada pelo Mercadão de Madureira, zona norte do Rio de Janeiro, na tarde desta segunda-feira (24).

"Eu não vou ser pau mandado de banqueiro para aumentar imposto, para reduzir imposto de renda de rico, para criar a CPMF, para onerar o povo", disse, em referência a Bolsonaro e seu guru econômico, Paulo Guedes.

Alckmin afirmou, ainda, que Bolsonaro não será capaz de impedir a volta do PT à Presidência, mesmo que, segundo ele, algumas pessoas votem no candidato do PSL por acreditarem que apenas ele poderia vencer a candidatura petista.

"Tem uma parte das pessoas, até bem intencionadas, que acham que para vencer o PT é [preciso votar em] Bolsonaro e não é. Ele não dá conta de vencer o PT e não dá conta do governo."


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade