Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Alckmin mostra Bolsonaro dizendo que usava auxílio-moradia para 'comer gente'
Reprodução.
Bolsonaro com Maria do Rosário.

Sábado, 15/9/2018 7:10.

MÔNICA BERGAMO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A campanha de Geraldo Alckmin (PSDB-SP) retoma a carga máxima contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e passa a veicular anúncios com duras críticas a ele.

Em um deles, uma locutora diz: "O Brasil conhece o Bolsonaro que não respeita mulheres", e a peça publicitária volta a mostrar as imagens do deputado empurrando e xingando uma parlamentar e destratando uma jornalista.

Em seguida, a locutora diz: "Mas nem todos conhecem o Bolsonaro que emprega funcionários fantasma. Que recebia auxilio-moradia tendo apartamento próprio".

O capitão reformado aparece então dando uma entrevista sobre o benefício e dizendo: "Esse dinheiro do auxílio moradia, eu usava para comer gente. Tá satisfeita agora, ou não?".

Num segundo vídeo, uma jovem se diz indignada com a corrupção e o PT. Afirma que "também ia votar em Bolsonaro" mas que desistiu depois de saber que, em 27 anos como deputado, ele aprovou apenas dois projetos. "E sabe quantos para a segurança do Rio?", segue ela. "Zero.

Bolsonaro. Muito papo. Pouco trabalho. O Brasil não pode errar de novo", finaliza. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Cidade

Balneário Camboriú adotará entrega voluntária em ponto da prefeitura  


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Especial

Festival de música eletrônica reuniu milhares de pessoas na virada do ano, em Rio Negrinho


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Alckmin mostra Bolsonaro dizendo que usava auxílio-moradia para 'comer gente'

Reprodução.
Bolsonaro com Maria do Rosário.
Bolsonaro com Maria do Rosário.
Sábado, 15/9/2018 7:10.

MÔNICA BERGAMO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A campanha de Geraldo Alckmin (PSDB-SP) retoma a carga máxima contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e passa a veicular anúncios com duras críticas a ele.

Em um deles, uma locutora diz: "O Brasil conhece o Bolsonaro que não respeita mulheres", e a peça publicitária volta a mostrar as imagens do deputado empurrando e xingando uma parlamentar e destratando uma jornalista.

Em seguida, a locutora diz: "Mas nem todos conhecem o Bolsonaro que emprega funcionários fantasma. Que recebia auxilio-moradia tendo apartamento próprio".

O capitão reformado aparece então dando uma entrevista sobre o benefício e dizendo: "Esse dinheiro do auxílio moradia, eu usava para comer gente. Tá satisfeita agora, ou não?".

Num segundo vídeo, uma jovem se diz indignada com a corrupção e o PT. Afirma que "também ia votar em Bolsonaro" mas que desistiu depois de saber que, em 27 anos como deputado, ele aprovou apenas dois projetos. "E sabe quantos para a segurança do Rio?", segue ela. "Zero.

Bolsonaro. Muito papo. Pouco trabalho. O Brasil não pode errar de novo", finaliza. 

Publicidade

Publicidade