Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
General Mourão é 'jumento de carga' e Villas Bôas 'pegaria uma cana', diz Ciro

"No meu governo, militar não fala em política".

Quarta, 12/9/2018 12:54.
Marcelo Camargo/AB

Publicidade

ITALO NOGUEIRA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O presidenciável Ciro Gomes (PDT) fez duras declarações nesta quarta-feira (12) voltadas às Forças Armadas.

Ele afirmou que o comandante do Exército, general Villas Bôas, "provavelmente pegaria uma cana" por afirmar que o próximo presidente eleito poderá ter a "legitimidade questionada". E classificou o general Antônio Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), como um "jumento de carga".

"No meu governo, militar não fala em política. Ele estaria demitido e provavelmente pegaria uma cana. Ele está fazendo isso para tentar calar a voz das cadelas no cio que estão se animando. Esse lado fascista do povo brasileiro", afirmou o pedetista.

Ciro afirmou que a relação com as Forças Armadas num eventual governo seu será: "Eu mando e eles obedecem". Ele fez críticas pesadas ao vice de Bolsonaro.

"General Mourão é um jumento de carga. Acha que tem o poder. Disse que são os profissionais em violência. Olha para quem estamos ameaçando entregar nosso país", declarou o pedetista.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Marcelo Camargo/AB

General Mourão é 'jumento de carga' e Villas Bôas 'pegaria uma cana', diz Ciro

"No meu governo, militar não fala em política".

Publicidade

Quarta, 12/9/2018 12:54.

ITALO NOGUEIRA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O presidenciável Ciro Gomes (PDT) fez duras declarações nesta quarta-feira (12) voltadas às Forças Armadas.

Ele afirmou que o comandante do Exército, general Villas Bôas, "provavelmente pegaria uma cana" por afirmar que o próximo presidente eleito poderá ter a "legitimidade questionada". E classificou o general Antônio Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), como um "jumento de carga".

"No meu governo, militar não fala em política. Ele estaria demitido e provavelmente pegaria uma cana. Ele está fazendo isso para tentar calar a voz das cadelas no cio que estão se animando. Esse lado fascista do povo brasileiro", afirmou o pedetista.

Ciro afirmou que a relação com as Forças Armadas num eventual governo seu será: "Eu mando e eles obedecem". Ele fez críticas pesadas ao vice de Bolsonaro.

"General Mourão é um jumento de carga. Acha que tem o poder. Disse que são os profissionais em violência. Olha para quem estamos ameaçando entregar nosso país", declarou o pedetista.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade