Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Maioria dos reeleitos em SC saiu desidratada: conheça as exceções

Segunda, 8/10/2018 16:23.
Divulgação Alesc/Reprodução
Luciane Carminatti (PT), Geovania de Sá (PSDB) e Carmen Zanotto (PPS) estão entre as exceções

Publicidade

Em Santa Catarina, mais de 4,2 milhões de eleitores compareceram às urnas neste domingo. Houve uma abstenção geral de 16%, mesmo percentual de 2014.

17 deputados estaduais foram reeleitos e cinco federais foram reeleitos. O número parece alto, mas há de se considerar que a maioria dos candidatos que tiveram uma nova chance saiu desidratada desta corrida eleitoral, ou seja, com menos votos do que há quatro anos.

Em quase sua totalidade, os homens reeleitos tiveram desempenho pior em 2018.

Deputados estaduais

Os três únicos reeleitos a deputado estadual que tiveram mais votos que em 2014 são do PT: Luciane Maria Carminatti reeleita com 61 mil votos contra 45 mil de 2014, Neodi Saretta, que fez pouco mais de 39 mil votos contra 37 mil de 2014 e Pedro Baldissera angariou 35 mil votos contra 33 mil do pleito anterior.

Federais

Já entre os cinco federais reeleitos: Carmen Zanotto (PPS), Celso Maldaner (MDB), Geovania de Sá Rodrigues (PSDB), Pedro Uczai (PT) e Rogério Mendonça Peninha (MDB), apenas as mulheres tiveram melhor desempenho em 2018.

Carmen Zanotto pulou de 78 mil votos em 2014 para 84 mil neste ano e Geovania saltou de 52 mil para 101 mil em 2018.

Senado

Santa Catarina renovou dois dos três nomes no Senado. O candidato Paulo Bauer (PSDB), que pleiteava a reeleição, foi o quinto mais votado e não conseguiu, assim como o ex-governador Raimundo Colombo (PSD).

Foram eleitos senadores: Esperidião Amin (PP) e Jorginho Mello (PR). Ambos foram eleitos deputado federal em 2014.

Dados TRE-SC.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação Alesc/Reprodução
Luciane Carminatti (PT), Geovania de Sá (PSDB) e Carmen Zanotto (PPS) estão entre as exceções
Luciane Carminatti (PT), Geovania de Sá (PSDB) e Carmen Zanotto (PPS) estão entre as exceções

Maioria dos reeleitos em SC saiu desidratada: conheça as exceções

Publicidade

Segunda, 8/10/2018 16:23.

Em Santa Catarina, mais de 4,2 milhões de eleitores compareceram às urnas neste domingo. Houve uma abstenção geral de 16%, mesmo percentual de 2014.

17 deputados estaduais foram reeleitos e cinco federais foram reeleitos. O número parece alto, mas há de se considerar que a maioria dos candidatos que tiveram uma nova chance saiu desidratada desta corrida eleitoral, ou seja, com menos votos do que há quatro anos.

Em quase sua totalidade, os homens reeleitos tiveram desempenho pior em 2018.

Deputados estaduais

Os três únicos reeleitos a deputado estadual que tiveram mais votos que em 2014 são do PT: Luciane Maria Carminatti reeleita com 61 mil votos contra 45 mil de 2014, Neodi Saretta, que fez pouco mais de 39 mil votos contra 37 mil de 2014 e Pedro Baldissera angariou 35 mil votos contra 33 mil do pleito anterior.

Federais

Já entre os cinco federais reeleitos: Carmen Zanotto (PPS), Celso Maldaner (MDB), Geovania de Sá Rodrigues (PSDB), Pedro Uczai (PT) e Rogério Mendonça Peninha (MDB), apenas as mulheres tiveram melhor desempenho em 2018.

Carmen Zanotto pulou de 78 mil votos em 2014 para 84 mil neste ano e Geovania saltou de 52 mil para 101 mil em 2018.

Senado

Santa Catarina renovou dois dos três nomes no Senado. O candidato Paulo Bauer (PSDB), que pleiteava a reeleição, foi o quinto mais votado e não conseguiu, assim como o ex-governador Raimundo Colombo (PSD).

Foram eleitos senadores: Esperidião Amin (PP) e Jorginho Mello (PR). Ambos foram eleitos deputado federal em 2014.

Dados TRE-SC.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade