Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Senador Ronaldo Caiado, do DEM, é eleito governador de Goiás, diz Datafolha

Domingo, 7/10/2018 20:02.
EBC

Publicidade

CLEOMAR ALMEIDA

GOIÂNIA, GO (FOLHAPRESS) - O senador Ronaldo Caiado (DEM), 69, foi eleito neste domingo (7) governador de Goiás, segundo projeção do Datafolha.

O atual governador, José Eliton (PSDB), que era candidato à reeleição, e o deputado federal Daniel Vilela (MDB) também estavam na disputa.
O democrata protagonizou, em setembro, uma polêmica no debate realizado pelo jornal O Popular e pela CBN Goiânia. "Beijava minha mão", disse ele sobre José Eliton, afirmando que o governador vivia lhe agradecendo por ajudá-lo a ascender na vida pública.

Em seguida, no mesmo debate, o senador foi chamado de "coronel" e "atrasado" por Eliton e Vilela -de 1912 a 1930 o estado foi governado pela família Caiado.

Numa tentativa de driblar a ligação de seu nome à imagem da política velha, Caiado assumiu um tom ponderado na campanha para apresentar suas propostas, mas sempre endureceu as críticas ao se referir a Marconi Perillo (PSDB), que governou o estado por quatro mandatos. José Eliton assumiu o governo após o seu colega de partido renunciar ao cargo em abril para disputar vaga no Senado.

Caiado, que é médico especialista em ortopedia e produtor rural, projetou seu nome no estado aumentando as críticas à gestão tucana, principalmente nas áreas de saúde, educação e segurança. Como alternativa, apresentou propostas para os setores, mas sempre sem citar prazo para executá-las, caso fosse eleito.

"Na saúde, meu compromisso é zerar a fila de 55 mil cirurgias eletivas", disse, em um dos vídeos no seu site. Ele também prometeu regionalizar o atendimento de saúde em Goiás, com médicos e especialistas no interior do estado. Outra promessa dele é a construção de 17 policlínicas, uma em cada região, e de um hospital do câncer e outro do coração.

Além disso, ele prometeu valorizar os salários de policiais. "A PM de Goiás tem o pior salário do país." O último concurso para soldado teve salário inicial de R$ 1.500, com exigência de nível superior em qualquer área. Caiado prometeu, ainda, construir três novos presídios, valorizar os professores e implantar educação de tempo integral em ao menos 50% da rede pública estadual.

Nestas eleições, Caiado declarou à Justiça Eleitoral o maior patrimônio entre os candidatos ao governo de Goiás, com bens no valor total de R$ 8,1 milhões. Nas eleições de 2014, os bens declarados somaram R$ 7,2 milhões.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
EBC

Senador Ronaldo Caiado, do DEM, é eleito governador de Goiás, diz Datafolha

Publicidade

Domingo, 7/10/2018 20:02.

CLEOMAR ALMEIDA

GOIÂNIA, GO (FOLHAPRESS) - O senador Ronaldo Caiado (DEM), 69, foi eleito neste domingo (7) governador de Goiás, segundo projeção do Datafolha.

O atual governador, José Eliton (PSDB), que era candidato à reeleição, e o deputado federal Daniel Vilela (MDB) também estavam na disputa.
O democrata protagonizou, em setembro, uma polêmica no debate realizado pelo jornal O Popular e pela CBN Goiânia. "Beijava minha mão", disse ele sobre José Eliton, afirmando que o governador vivia lhe agradecendo por ajudá-lo a ascender na vida pública.

Em seguida, no mesmo debate, o senador foi chamado de "coronel" e "atrasado" por Eliton e Vilela -de 1912 a 1930 o estado foi governado pela família Caiado.

Numa tentativa de driblar a ligação de seu nome à imagem da política velha, Caiado assumiu um tom ponderado na campanha para apresentar suas propostas, mas sempre endureceu as críticas ao se referir a Marconi Perillo (PSDB), que governou o estado por quatro mandatos. José Eliton assumiu o governo após o seu colega de partido renunciar ao cargo em abril para disputar vaga no Senado.

Caiado, que é médico especialista em ortopedia e produtor rural, projetou seu nome no estado aumentando as críticas à gestão tucana, principalmente nas áreas de saúde, educação e segurança. Como alternativa, apresentou propostas para os setores, mas sempre sem citar prazo para executá-las, caso fosse eleito.

"Na saúde, meu compromisso é zerar a fila de 55 mil cirurgias eletivas", disse, em um dos vídeos no seu site. Ele também prometeu regionalizar o atendimento de saúde em Goiás, com médicos e especialistas no interior do estado. Outra promessa dele é a construção de 17 policlínicas, uma em cada região, e de um hospital do câncer e outro do coração.

Além disso, ele prometeu valorizar os salários de policiais. "A PM de Goiás tem o pior salário do país." O último concurso para soldado teve salário inicial de R$ 1.500, com exigência de nível superior em qualquer área. Caiado prometeu, ainda, construir três novos presídios, valorizar os professores e implantar educação de tempo integral em ao menos 50% da rede pública estadual.

Nestas eleições, Caiado declarou à Justiça Eleitoral o maior patrimônio entre os candidatos ao governo de Goiás, com bens no valor total de R$ 8,1 milhões. Nas eleições de 2014, os bens declarados somaram R$ 7,2 milhões.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade