Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Eleição com recorde de debates não terá encontro de líderes no primeiro turno

Quinta, 4/10/2018 10:32.
Divulgação

Publicidade

GUSTAVO FIORATTI(FOLHAPRESS)

Sem a presença do líder nas pesquisas de intenção de voto Jair Bolsonaro (PSL), a Globo exibe nesta quinta (4), às 22h, o último debate com presidenciáveis antes da votação de domingo (7) para o primeiro turno.

O debate terá quatro blocos e apresentação de William Bonner. Bolsonaro não participará por recomendação médica. O candidato ainda se recupera da facada que recebeu durante ato público em Juiz de Fora (MG).

Os sete debates entre os candidatos exibidos na TV são recorde desde a redemocratização, ultrapassando a série de 1989, de cinco debates, um deles desmembrado em dois dias, todos na Rede Bandeirantes.

O primeiro deste ano foi transmitido pela TV Band no início de agosto. RedeTV, TV Gazeta (em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo), TV Aparecida, SBT (em parceria com Folha de S.Paulo e UOL), e na TV Record também reuniram candidatos para discutir propostas.

Por uma sequência de situações atípicas, o eleitor não teve a oportunidade de ver confronto entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT), que está em segundo lugar nas pesquisas.

O petista entrou na corrida eleitoral apenas no dia 11 de setembro, data limite para que seu partido apontasse, por determinação da Justiça, um candidato no lugar de Lula, cuja candidatura foi caçada em agosto.

Haddad fez sua primeira participação em um debate no dia 20 de setembro, na TV Aparecida, mas Bolsonaro não compareceu porque estava hospitalizado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Eleição com recorde de debates não terá encontro de líderes no primeiro turno

Publicidade

Quinta, 4/10/2018 10:32.

GUSTAVO FIORATTI(FOLHAPRESS)

Sem a presença do líder nas pesquisas de intenção de voto Jair Bolsonaro (PSL), a Globo exibe nesta quinta (4), às 22h, o último debate com presidenciáveis antes da votação de domingo (7) para o primeiro turno.

O debate terá quatro blocos e apresentação de William Bonner. Bolsonaro não participará por recomendação médica. O candidato ainda se recupera da facada que recebeu durante ato público em Juiz de Fora (MG).

Os sete debates entre os candidatos exibidos na TV são recorde desde a redemocratização, ultrapassando a série de 1989, de cinco debates, um deles desmembrado em dois dias, todos na Rede Bandeirantes.

O primeiro deste ano foi transmitido pela TV Band no início de agosto. RedeTV, TV Gazeta (em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo), TV Aparecida, SBT (em parceria com Folha de S.Paulo e UOL), e na TV Record também reuniram candidatos para discutir propostas.

Por uma sequência de situações atípicas, o eleitor não teve a oportunidade de ver confronto entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT), que está em segundo lugar nas pesquisas.

O petista entrou na corrida eleitoral apenas no dia 11 de setembro, data limite para que seu partido apontasse, por determinação da Justiça, um candidato no lugar de Lula, cuja candidatura foi caçada em agosto.

Haddad fez sua primeira participação em um debate no dia 20 de setembro, na TV Aparecida, mas Bolsonaro não compareceu porque estava hospitalizado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade