Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Com R$ 1,3 milhão, Peninha é o candidato local com mais dinheiro

Fundo Eleitoral banca quase a totalidade da sua campanha

Terça, 28/8/2018 11:35.

Publicidade

Até o momento o único de Balneário Camboriú com a carteira “recheada” para a campanha é o candidato a deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça, que arrecadou R$ 1.310.000,00, sendo que R$ 1,3 milhão veio da direção nacional do seu partido, o MDB.

De maneira geral em todo o país os partidos políticos privilegiaram na distribuição do Fundo Eleitoral (dinheiro público repassado aos partidos) aqueles que já são deputados; seus candidatos a senador e a governador.

Isso de certa forma vai na contramão de um suposto desejo de renovação política porque os atuais detentores de cargos eletivos disputam com mais chances a eleição.

Os demais

Dentre os candidatos moradores de Balneário Camboriú na sequência vem Carlos Humberto (estadual) que colocou R$ 50 mil do próprio bolso e recebeu R$ 15 mil de doação de um simpatizante.

Depois aparece Maurício Eskudlark (estadual), com R$ 30 ml de recursos próprios e Junior Pavan (federal), que recebeu doação R$ 20 mil do seu pai.

Na sequência aparece Edson Piriquito (estadual) com R$ 7.300,00 doados por seu amigo Jaime Mantelli e Leonardo Piruka (federal) com R$ 1 mil, doado por seu pai.

Nove candidatos locais declararam à justiça eleitoral zero de receitas e despesas. Os que concorrem à Assembleia Legislativa são Ary Souza, Gustavo Horst, Laura Perez, André Meirinho, Mariza Andrade Valgas, Wanderley Amora e Walter Baldi.

Candidatos à Câmara dos Deputados sem receitas e despesas declaradas são Dileta Corrêa da Silva e Lucas Gotardo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Com R$ 1,3 milhão, Peninha é o candidato local com mais dinheiro

Fundo Eleitoral banca quase a totalidade da sua campanha

Publicidade

Terça, 28/8/2018 11:35.

Até o momento o único de Balneário Camboriú com a carteira “recheada” para a campanha é o candidato a deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça, que arrecadou R$ 1.310.000,00, sendo que R$ 1,3 milhão veio da direção nacional do seu partido, o MDB.

De maneira geral em todo o país os partidos políticos privilegiaram na distribuição do Fundo Eleitoral (dinheiro público repassado aos partidos) aqueles que já são deputados; seus candidatos a senador e a governador.

Isso de certa forma vai na contramão de um suposto desejo de renovação política porque os atuais detentores de cargos eletivos disputam com mais chances a eleição.

Os demais

Dentre os candidatos moradores de Balneário Camboriú na sequência vem Carlos Humberto (estadual) que colocou R$ 50 mil do próprio bolso e recebeu R$ 15 mil de doação de um simpatizante.

Depois aparece Maurício Eskudlark (estadual), com R$ 30 ml de recursos próprios e Junior Pavan (federal), que recebeu doação R$ 20 mil do seu pai.

Na sequência aparece Edson Piriquito (estadual) com R$ 7.300,00 doados por seu amigo Jaime Mantelli e Leonardo Piruka (federal) com R$ 1 mil, doado por seu pai.

Nove candidatos locais declararam à justiça eleitoral zero de receitas e despesas. Os que concorrem à Assembleia Legislativa são Ary Souza, Gustavo Horst, Laura Perez, André Meirinho, Mariza Andrade Valgas, Wanderley Amora e Walter Baldi.

Candidatos à Câmara dos Deputados sem receitas e despesas declaradas são Dileta Corrêa da Silva e Lucas Gotardo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade