Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Após denúncia, Alckmin diz que aliança com PTB é institucional

Terça, 28/8/2018 17:42.
Zanone Fraissat/Folhapress

Publicidade

THAIS BILENKY

CAXIAS DO SUL, RS (FOLHAPRESS) - Aplaudido por empresários ao criticar o número de sindicatos no país (17 mil), o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) se esquivou se comentar a denúncia da cúpula do PTB, seu aliado.

"Você faz alianças com partidos, não faz com pessoas", afirmou nesta terça-feira (28), em Caxias do Sul (RS). "Tem boas pessoas em vários partidos."

"O que eu quero deixar claro é que o sistema está errado. É tão estranho ter 11 mil sindicatos de trabalhadores como ter 5.700 patronais também", disse.

"O cartório vale para os dois lados."

Já em Porto Alegre, o tucano também não quis comentar a análise pelo Supremo sobre tornar Jair Bolsonaro (PSL) réu pela terceira vez, agora por racismo.

A cúpula do PTB, incluindo o presidente Roberto Jefferson e sua filha Cristiane Brasil, foi denunciada por organização criminosa na Operação Registro Espúrio na segunda (27).

A suspeita é que vendiam registros sindicais. O PTB foi um dos primeiros partidos a anunciar apoio a Alckmin. Em julho, ele elogiou Jefferson.

"O Roberto, desde a primeira vez que eu liguei pra ele para agradecer sua declaração nos jornais de que eu era o melhor candidato, há meses, até hoje não pediu nada, absolutamente nada. Nosso compromisso é com o Brasil", afirmou à época.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Zanone Fraissat/Folhapress

Após denúncia, Alckmin diz que aliança com PTB é institucional

Publicidade

Terça, 28/8/2018 17:42.

THAIS BILENKY

CAXIAS DO SUL, RS (FOLHAPRESS) - Aplaudido por empresários ao criticar o número de sindicatos no país (17 mil), o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) se esquivou se comentar a denúncia da cúpula do PTB, seu aliado.

"Você faz alianças com partidos, não faz com pessoas", afirmou nesta terça-feira (28), em Caxias do Sul (RS). "Tem boas pessoas em vários partidos."

"O que eu quero deixar claro é que o sistema está errado. É tão estranho ter 11 mil sindicatos de trabalhadores como ter 5.700 patronais também", disse.

"O cartório vale para os dois lados."

Já em Porto Alegre, o tucano também não quis comentar a análise pelo Supremo sobre tornar Jair Bolsonaro (PSL) réu pela terceira vez, agora por racismo.

A cúpula do PTB, incluindo o presidente Roberto Jefferson e sua filha Cristiane Brasil, foi denunciada por organização criminosa na Operação Registro Espúrio na segunda (27).

A suspeita é que vendiam registros sindicais. O PTB foi um dos primeiros partidos a anunciar apoio a Alckmin. Em julho, ele elogiou Jefferson.

"O Roberto, desde a primeira vez que eu liguei pra ele para agradecer sua declaração nos jornais de que eu era o melhor candidato, há meses, até hoje não pediu nada, absolutamente nada. Nosso compromisso é com o Brasil", afirmou à época.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade