Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Eleições
Eleitorado de Balneário Camboriú encolheu quase 11% em dois anos

Balneário Camboriú tem 82.758 eleitores aptos a votar em outubro

Quarta, 1/8/2018 14:31.

Publicidade

O Tribunal Superior Eleitoral liberou nesta quarta-feira (1) as estatísticas do eleitorado brasileiro onde Balneário Camboriú aparece com 82.578 pessoas aptas a votar, o que mostra uma diminuição, porque em 2014 eram 86.981.

Quando comparado com a eleição de 2016 a diferença é ainda mais gritante, estavam aptos naquela ocasião91.438eleitores, portanto agora diminuiu quase 11%.

Segundo estimativa do IBGE, em 2014 a cidade tinha 124.557 habitantes e hoje tem 135.268 portanto enquanto a quantidade de pessoas aumentou 8,6% em quatro anos, a de eleitores reduziu 5,3%.

A reportagem tentou,sem sucesso, escutar a justiça eleitoral em busca de possíveis explicações que talvez passem pelo recadastramento com identificação digital feito neste ano.

O município de Camboriú tem agora 47.674 eleitores, Itapema 41.581 e Itajaí 133.093.

Os quatro municípios vizinhos entre si, que totalizam 305.000 eleitores, poderiam eleger com folga mais de um deputado estadual e pelo menos um federal, mas na eleição de 2014 toda a região da Amfri só emplacou um eleito à Assembleia Legislativa, Leonel Pavan.

Isso porque os votos se dividem entre candidatos locais e grande parte vai para fora. Em 2014, em Balneário Camboriú, essa “evasão” para deputado estadual e federal rondou os 50%.

O prejuízo é dos munícipes. Por exemplo, o terceiro mais votado para federal, Esperidião Amin, desde aquela eleição nunca veio à cidade perguntar se precisávamos de alguma coisa.

OUTROS DADOS

Algumas informações divulgadas pelo TSE:

* Em Santa Catarina somos 5.070.212 eleitores.

*No Brasil são 147.302.354 eleitores que elegerão em 7 de outubro o novo presidente da República, deputados federais, deputados estaduais ou distritais, dois senadores por estado e o governador de cada uma das 27 Unidades da Federação.

*Houve um aumento do eleitorado braslleiro de 3,14% em relação às últimas eleições gerais realizadas no país.

*O quantitativo de eleitores no exterior, em especial, teve elevação expressiva nos últimos quatro anos, saltando de 354.184 para 500.727 eleitores em 2018.

*A maior parte do eleitorado brasileiro pertence ao gênero feminino. Ao todo, são 77.337.918 eleitoras, representando 52,5% do total.

*Pela primeira vez, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018. Nome social é aquele que designa o nome pelo qual o transexual ou travesti é socialmente reconhecido. Ao todo, 6.280 pessoas fizeram essa escolha ao se registrar ou atualizar seus dados na Justiça Eleitoral.

*A faixa etária com o maior quantitativo de eleitores é a que reúne cidadãos entre 45 e 59 anos de idade. Eles são 24,26%. Em seguida, estão os eleitores de 25 a 34 anos, que reúnem 31.149.869 pessoas – 21,15 % do total.

*Os jovens de 16 e 17 anos, cujo voto é opcional, representam 0,95% do eleitorado em 2018, num total de 1.400.617 pessoas. Os dados apontam uma redução de 14,53% no número de jovens eleitores, uma vez que, em 2014, foram registrados 1.638.751 eleitores nessa faixa etária.

*Já os eleitores acima de 70 anos, que também têm voto facultativo, são mais numerosos que há quatro anos. Em 2018 são 12.028.495 eleitores, aumento de 11,12% em comparação às eleições de 2014, quando 10.824.810 eleitores idosos podiam votar.

*São Paulo continua a ser o maior colégio eleitoral brasileiro, com 33.040.411 eleitores.

*O segundo maior eleitorado está em Minas Gerais, que soma 15.700.966 votantes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 12.406.394 cidadãos aptos a participar do pleito este ano.

*O município brasileiro com maior número de eleitores é São Paulo, que reúne 9.052.724 cidadãos em condições de votar. O município com menor número de eleitores é Serra da Saudade (MG), que tem 941 registrados.

*A maior parte do eleitorado possui ensino fundamental incompleto. São 38.063.892 eleitores que declararam ter essa escolaridade. Outros 33.676.853 eleitores afirmaram ter concluído, pelo menos, o ensino médio. Já os eleitores com ensino superior somam 13.576.117 cidadãos.

*59,6% dos eleitores estavam solteiros no momento do registro/atualização do cadastro eleitoral.

*Ao todo, 940.613 eleitores declararam ter algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Eleitorado de Balneário Camboriú encolheu quase 11% em dois anos

Balneário Camboriú tem 82.758 eleitores aptos a votar em outubro

Publicidade

Quarta, 1/8/2018 14:31.

O Tribunal Superior Eleitoral liberou nesta quarta-feira (1) as estatísticas do eleitorado brasileiro onde Balneário Camboriú aparece com 82.578 pessoas aptas a votar, o que mostra uma diminuição, porque em 2014 eram 86.981.

Quando comparado com a eleição de 2016 a diferença é ainda mais gritante, estavam aptos naquela ocasião91.438eleitores, portanto agora diminuiu quase 11%.

Segundo estimativa do IBGE, em 2014 a cidade tinha 124.557 habitantes e hoje tem 135.268 portanto enquanto a quantidade de pessoas aumentou 8,6% em quatro anos, a de eleitores reduziu 5,3%.

A reportagem tentou,sem sucesso, escutar a justiça eleitoral em busca de possíveis explicações que talvez passem pelo recadastramento com identificação digital feito neste ano.

O município de Camboriú tem agora 47.674 eleitores, Itapema 41.581 e Itajaí 133.093.

Os quatro municípios vizinhos entre si, que totalizam 305.000 eleitores, poderiam eleger com folga mais de um deputado estadual e pelo menos um federal, mas na eleição de 2014 toda a região da Amfri só emplacou um eleito à Assembleia Legislativa, Leonel Pavan.

Isso porque os votos se dividem entre candidatos locais e grande parte vai para fora. Em 2014, em Balneário Camboriú, essa “evasão” para deputado estadual e federal rondou os 50%.

O prejuízo é dos munícipes. Por exemplo, o terceiro mais votado para federal, Esperidião Amin, desde aquela eleição nunca veio à cidade perguntar se precisávamos de alguma coisa.

OUTROS DADOS

Algumas informações divulgadas pelo TSE:

* Em Santa Catarina somos 5.070.212 eleitores.

*No Brasil são 147.302.354 eleitores que elegerão em 7 de outubro o novo presidente da República, deputados federais, deputados estaduais ou distritais, dois senadores por estado e o governador de cada uma das 27 Unidades da Federação.

*Houve um aumento do eleitorado braslleiro de 3,14% em relação às últimas eleições gerais realizadas no país.

*O quantitativo de eleitores no exterior, em especial, teve elevação expressiva nos últimos quatro anos, saltando de 354.184 para 500.727 eleitores em 2018.

*A maior parte do eleitorado brasileiro pertence ao gênero feminino. Ao todo, são 77.337.918 eleitoras, representando 52,5% do total.

*Pela primeira vez, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018. Nome social é aquele que designa o nome pelo qual o transexual ou travesti é socialmente reconhecido. Ao todo, 6.280 pessoas fizeram essa escolha ao se registrar ou atualizar seus dados na Justiça Eleitoral.

*A faixa etária com o maior quantitativo de eleitores é a que reúne cidadãos entre 45 e 59 anos de idade. Eles são 24,26%. Em seguida, estão os eleitores de 25 a 34 anos, que reúnem 31.149.869 pessoas – 21,15 % do total.

*Os jovens de 16 e 17 anos, cujo voto é opcional, representam 0,95% do eleitorado em 2018, num total de 1.400.617 pessoas. Os dados apontam uma redução de 14,53% no número de jovens eleitores, uma vez que, em 2014, foram registrados 1.638.751 eleitores nessa faixa etária.

*Já os eleitores acima de 70 anos, que também têm voto facultativo, são mais numerosos que há quatro anos. Em 2018 são 12.028.495 eleitores, aumento de 11,12% em comparação às eleições de 2014, quando 10.824.810 eleitores idosos podiam votar.

*São Paulo continua a ser o maior colégio eleitoral brasileiro, com 33.040.411 eleitores.

*O segundo maior eleitorado está em Minas Gerais, que soma 15.700.966 votantes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 12.406.394 cidadãos aptos a participar do pleito este ano.

*O município brasileiro com maior número de eleitores é São Paulo, que reúne 9.052.724 cidadãos em condições de votar. O município com menor número de eleitores é Serra da Saudade (MG), que tem 941 registrados.

*A maior parte do eleitorado possui ensino fundamental incompleto. São 38.063.892 eleitores que declararam ter essa escolaridade. Outros 33.676.853 eleitores afirmaram ter concluído, pelo menos, o ensino médio. Já os eleitores com ensino superior somam 13.576.117 cidadãos.

*59,6% dos eleitores estavam solteiros no momento do registro/atualização do cadastro eleitoral.

*Ao todo, 940.613 eleitores declararam ter algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade