Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Tudo combinado e nada decidido para as eleições de prefeito e vice
Reprodução/Facebook

Terça, 26/7/2016 11:36.

As coligações partidárias e os candidatos à majoritária na eleição de 2 de outubro deverão ser conhecidos somente em 5 de agosto, último dia para os partidos realizarem convenções. O PP ator importante no processo, fará sua convenção dia 4.

Este cenário de indefinição é composto principalmente por Fábio Flôr (PP); Fabrício Oliveira (PSB), Junior Pavan (PSDB), Leonel Pavan (PSDB) e Carlos Humberto (PR). Eles conversam entre si, mas nada de concreto brota desses encontros.

Aparentemente Junior e Carlos Humberto estão próximos, mas circulam boatos até de uma chapa composta por dois deputados, Leonel Pavan e Fábio Flôr. Nessa época os boatos se multiplicam e alguns deles são “plantados” pelos próprios pré-candidatos conforme seus interesses.

No final de semana Leonel Pavan assumiu postura de candidato e fontes do seu partido dizem que ele quer concorrer. No extremo, isso pode rachar seriamente o partido.   

Outra conversa de bastidores dá conta que Fábio Flôr poderia declarar apoio a uma chapa de oposição, em troca de fortalecer sua campanha para deputado estadual. Ele informou que continua candidato a prefeito e procurando um vice.

O PSOL com Japa Ozawa e o PT de Marisa Fernandes possivelmente se aliem para a disputa. Jade Martins Ribeiro (PMDB) tende a concorrer em chapa pura com Jone Moi como vice. Claudir Maciel (PTB) e Ary Souza (PSD) estão na expectativa de ser vice da chapa de Fabrício de Oliveira.

Ary está sofrendo pressões por acertos de cúpulas partidárias em Florianópolis visando as eleições estaduais dentro de dois anos. Ele não entra em detalhes, mas sua revolta é visível e talvez exponha o assunto para a comunidade numa coletiva à imprensa.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Tudo combinado e nada decidido para as eleições de prefeito e vice

Reprodução/Facebook
Terça, 26/7/2016 11:36.

As coligações partidárias e os candidatos à majoritária na eleição de 2 de outubro deverão ser conhecidos somente em 5 de agosto, último dia para os partidos realizarem convenções. O PP ator importante no processo, fará sua convenção dia 4.

Este cenário de indefinição é composto principalmente por Fábio Flôr (PP); Fabrício Oliveira (PSB), Junior Pavan (PSDB), Leonel Pavan (PSDB) e Carlos Humberto (PR). Eles conversam entre si, mas nada de concreto brota desses encontros.

Aparentemente Junior e Carlos Humberto estão próximos, mas circulam boatos até de uma chapa composta por dois deputados, Leonel Pavan e Fábio Flôr. Nessa época os boatos se multiplicam e alguns deles são “plantados” pelos próprios pré-candidatos conforme seus interesses.

No final de semana Leonel Pavan assumiu postura de candidato e fontes do seu partido dizem que ele quer concorrer. No extremo, isso pode rachar seriamente o partido.   

Outra conversa de bastidores dá conta que Fábio Flôr poderia declarar apoio a uma chapa de oposição, em troca de fortalecer sua campanha para deputado estadual. Ele informou que continua candidato a prefeito e procurando um vice.

O PSOL com Japa Ozawa e o PT de Marisa Fernandes possivelmente se aliem para a disputa. Jade Martins Ribeiro (PMDB) tende a concorrer em chapa pura com Jone Moi como vice. Claudir Maciel (PTB) e Ary Souza (PSD) estão na expectativa de ser vice da chapa de Fabrício de Oliveira.

Ary está sofrendo pressões por acertos de cúpulas partidárias em Florianópolis visando as eleições estaduais dentro de dois anos. Ele não entra em detalhes, mas sua revolta é visível e talvez exponha o assunto para a comunidade numa coletiva à imprensa.

 

Publicidade

Publicidade