Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Noticiário falso contra adversários foi produzido no gabinete de Edson Piriquito

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Waldemar Cezar Neto
Advogados de Fabrício Oliveira na coletiva de imprensa

Quinta, 14/7/2016 11:39.

O judiciário identificou o autor das ofensas veiculadas num portal de notícias semi-clandestino contra o pré-candidato Fabrício Oliveira (PSB): trata-se de Arthur Miranda, coordenador de Imprensa da prefeitura de Balneário Camboriú, lotado junto ao gabinete do prefeito.

O noticiário falso foi produzido nas dependências da prefeitura, em horário de expediente, usando acesso à internet pago pelo município. Isso está perfeitamente documentado em informações fornecidas à justiça pelo Facebook e ò operadora OI.

Os fatos foram relatados e as provas apresentadas em entrevista coletiva à imprensa promovida na manhã desta quinta-feira (14) pelos advogados de Fabrício Oliveira. Eles informaram que o processo por crime eleitoral prosseguirá, que as multas são pesadíssimas e que todos os casos semelhantes que ocorrerem terão o mesmo tratamento.

Quando o fato foi parcialmente apurado pelo Página 3, que apontou a possibilidade do assessor do prefeito,  Arthur Miranda, estar ligado ao crime eleitoral, o suspeito disse que não tinha nada a ver com os fatos, era coisa feita por seu pai. Agora se sabe que ele mentiu e incriminou o próprio pai.

O Procurador Geral do Município, Marcelo Freitas, disse que a administração só vai se manifestar após examinar o processo.


 

O assessor ao lado do seu patrão. (Foto: Facebook de Arthur Miranda)

 

O login no Facebook identifica o autor.

 

Documento da OI mostra que linha telefônica utilizada é da prefeitura.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade