Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Educação
Univali é a única universidade não pública catarinense entre as melhores da América Latina

Quarta, 19/6/2019 15:40.
Divulgação

Publicidade

A Univali é a única instituição de ensino superior não pública catarinense entre as 150 melhores universidades da América Latina. A avaliação foi publicada em um dos principais rankings universitários do mundo, o Times Higher Education (THE), nesta terça-feira (18).

Desde 2016, a publicação britânica vem publicando avaliações sobre as instituições de ensino superior da América Latina. São considerados critérios como ensino (o ambiente de aprendizagem), pesquisa (volume, renda e reputação), citações (influência da pesquisa), perspectivas internacionais (pessoal, estudantes e pesquisa) e rendimento do setor (transferência de conhecimento), são utilizados como indicadores de desempenho das universidades. Neste ano, o THE também ampliou o número de ranqueadas, incluindo 150 universidades (anteriormente eram 121) da América Latina e Caribe.

O Brasil ainda é o país com mais representatividade no ranking, com 52 universidades classificadas, mas perdeu a primeira posição, antes ocupada pela Unicamp (SP) para a PUC-Chile. A segunda colocação agora é da Universidade de São Paulo (USP) e a Unicamp aparece em terceiro. Em Santa Catarina, mais duas universidades estatais estão presentes: a UFSC e a Udesc. 

Informações - (47) 3341-7552.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Univali é a única universidade não pública catarinense entre as melhores da América Latina

Publicidade

Quarta, 19/6/2019 15:40.

A Univali é a única instituição de ensino superior não pública catarinense entre as 150 melhores universidades da América Latina. A avaliação foi publicada em um dos principais rankings universitários do mundo, o Times Higher Education (THE), nesta terça-feira (18).

Desde 2016, a publicação britânica vem publicando avaliações sobre as instituições de ensino superior da América Latina. São considerados critérios como ensino (o ambiente de aprendizagem), pesquisa (volume, renda e reputação), citações (influência da pesquisa), perspectivas internacionais (pessoal, estudantes e pesquisa) e rendimento do setor (transferência de conhecimento), são utilizados como indicadores de desempenho das universidades. Neste ano, o THE também ampliou o número de ranqueadas, incluindo 150 universidades (anteriormente eram 121) da América Latina e Caribe.

O Brasil ainda é o país com mais representatividade no ranking, com 52 universidades classificadas, mas perdeu a primeira posição, antes ocupada pela Unicamp (SP) para a PUC-Chile. A segunda colocação agora é da Universidade de São Paulo (USP) e a Unicamp aparece em terceiro. Em Santa Catarina, mais duas universidades estatais estão presentes: a UFSC e a Udesc. 

Informações - (47) 3341-7552.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade