Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Professor de Balneário Camboriú recebe prêmio nacional
Divulgação
Fábio Aurélio Castilho

Terça, 30/4/2019 14:38.

O professor contador de histórias e escritor Fábio Aurélio Castilho, da rede municipal de Balneário Camboriú recebeu o Prêmio Baobá de Literatura, neste sábado (27) em São Paulo. Indicado pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias, Fábio foi selecionado porque há muitos anos trabalha com contação de histórias, escreve histórias e desta forma, tornou-se um grande incentivador da leitura para o público infantil.

Na semana passada, ele lançou o livro “Boi de Mamão – Como tudo começou”, onde descreve de forma alegre e diferente a história deste personagem folclórico da tradição catarinense.

“O prêmio foi uma surpresa, sabia que alguns confrades da Academia Brasileira de Contadores de Histórias (ABCH) haviam me indicado, mas quando recebi o convite foi um momento muito especial e de gratidão por ver que ações desenvolvidas diariamente repercutiram e trouxeram grande resultado”, disse Fábio ao Página3.

Ele segue dizendo que receber o Prêmio Baobá foi muito especial e durante o evento teve a oportunidade de conhecer muitos projetos que fortalecem a arte narrativa em vários estados do Brasil.

Fábio vem trabalhando a literatura para crianças há oito anos em Balneário Camboriú e região. Por aqui, criou o Festival de Contadores de Histórias de Balneário Camboriú (Feconthi BC) que este ano foi novamente aprovado na LIC e terá sua terceira edição.

“Também somou pontos os espetáculos, livros e ações que realizamos constantemente com a Cia Ler e Viver, ABCH e ALBC em prol da leitura e da contação de histórias. Além disso tenho a grata alegria de participar do "Histórias a Bordo" do CEAC Projeto Oficinas, da secretaria municipal de Educação, onde com um ônibus repleto de livros e histórias visitamos e todos os núcleos de Educação Infantil e Centros Educacionais Municipais, para crianças do Maternal até o 5° ano do Ensino Fundamental”, detalhou o professor premiado.

Esta foi a terceira edição do prêmio, realizado pela prefeitura de São Paulo, Centro Cultural Santo Amaro e do Centro Universitário Ítalo Brasileiro, com o apoio do Colégio Práxis, para homenagear quem se dedica à leitura, como contadores de histórias, escritores, editoras e a movimentos e fundações que trabalham e investem esse tema.

Pela primeira vez um representante de Balneário Camboriú é selecionado para receber o Baobá.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Professor de Balneário Camboriú recebe prêmio nacional

Divulgação
Fábio Aurélio Castilho
Fábio Aurélio Castilho

Publicidade

Terça, 30/4/2019 14:38.

O professor contador de histórias e escritor Fábio Aurélio Castilho, da rede municipal de Balneário Camboriú recebeu o Prêmio Baobá de Literatura, neste sábado (27) em São Paulo. Indicado pela Academia Brasileira de Contadores de Histórias, Fábio foi selecionado porque há muitos anos trabalha com contação de histórias, escreve histórias e desta forma, tornou-se um grande incentivador da leitura para o público infantil.

Na semana passada, ele lançou o livro “Boi de Mamão – Como tudo começou”, onde descreve de forma alegre e diferente a história deste personagem folclórico da tradição catarinense.

“O prêmio foi uma surpresa, sabia que alguns confrades da Academia Brasileira de Contadores de Histórias (ABCH) haviam me indicado, mas quando recebi o convite foi um momento muito especial e de gratidão por ver que ações desenvolvidas diariamente repercutiram e trouxeram grande resultado”, disse Fábio ao Página3.

Ele segue dizendo que receber o Prêmio Baobá foi muito especial e durante o evento teve a oportunidade de conhecer muitos projetos que fortalecem a arte narrativa em vários estados do Brasil.

Fábio vem trabalhando a literatura para crianças há oito anos em Balneário Camboriú e região. Por aqui, criou o Festival de Contadores de Histórias de Balneário Camboriú (Feconthi BC) que este ano foi novamente aprovado na LIC e terá sua terceira edição.

“Também somou pontos os espetáculos, livros e ações que realizamos constantemente com a Cia Ler e Viver, ABCH e ALBC em prol da leitura e da contação de histórias. Além disso tenho a grata alegria de participar do "Histórias a Bordo" do CEAC Projeto Oficinas, da secretaria municipal de Educação, onde com um ônibus repleto de livros e histórias visitamos e todos os núcleos de Educação Infantil e Centros Educacionais Municipais, para crianças do Maternal até o 5° ano do Ensino Fundamental”, detalhou o professor premiado.

Esta foi a terceira edição do prêmio, realizado pela prefeitura de São Paulo, Centro Cultural Santo Amaro e do Centro Universitário Ítalo Brasileiro, com o apoio do Colégio Práxis, para homenagear quem se dedica à leitura, como contadores de histórias, escritores, editoras e a movimentos e fundações que trabalham e investem esse tema.

Pela primeira vez um representante de Balneário Camboriú é selecionado para receber o Baobá.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade