Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Governo federal abre prazo para renegociar dívida com Fies

Segunda, 29/4/2019 13:42.

O governo federal abriu nesta segunda-feira (29) período para renegociação de dívidas do Fies (Financiamento Estudantil). O prazo vai até 29 de de junho.

Mais de 500 mil contratos estão inadimplentes há pelo menos três meses. No total, o saldo devedor do programa alcança R$ 11,2 bilhões, segundo o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), órgão do Ministério da Educação que gerencia o Fies.

Pelo Fies, os alunos fazem a faculdade em uma instituição privada, e a União paga as mensalidades. O estudante tem de começar a quitar as prestações um ano e meio depois de formado.

A renegociação é voltada para estudantes que contrataram o financiamento até 2017, que não sejam alvo de ações judiciais e estejam com atrasos acima de 90 dias. As regras de renegociação foram firmadas em novembro de 2018, ainda no governo Michel Temer (MDB).

Os interessados devem pagar uma entrada de 10% do valor da dívida ou R$ 1.000 (o que for maior). A dívida vencida, acrescida de juros e demais encargos, poderá ser paga em dois anos. A parcela mínima mensal está estipulada em R$ 200.

Os interessados deverão solicitar a renegociação no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal, por meio dos canais de atendimento que serão disponibilizados por cada agente financeiro. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Governo federal abre prazo para renegociar dívida com Fies

Publicidade

Segunda, 29/4/2019 13:42.

O governo federal abriu nesta segunda-feira (29) período para renegociação de dívidas do Fies (Financiamento Estudantil). O prazo vai até 29 de de junho.

Mais de 500 mil contratos estão inadimplentes há pelo menos três meses. No total, o saldo devedor do programa alcança R$ 11,2 bilhões, segundo o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), órgão do Ministério da Educação que gerencia o Fies.

Pelo Fies, os alunos fazem a faculdade em uma instituição privada, e a União paga as mensalidades. O estudante tem de começar a quitar as prestações um ano e meio depois de formado.

A renegociação é voltada para estudantes que contrataram o financiamento até 2017, que não sejam alvo de ações judiciais e estejam com atrasos acima de 90 dias. As regras de renegociação foram firmadas em novembro de 2018, ainda no governo Michel Temer (MDB).

Os interessados devem pagar uma entrada de 10% do valor da dívida ou R$ 1.000 (o que for maior). A dívida vencida, acrescida de juros e demais encargos, poderá ser paga em dois anos. A parcela mínima mensal está estipulada em R$ 200.

Os interessados deverão solicitar a renegociação no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal, por meio dos canais de atendimento que serão disponibilizados por cada agente financeiro. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade