Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Rendimento das escolas municipais ficou abaixo do desejável
Celso Peixoto/PMBC

Segunda, 3/9/2018 7:15.

O desempenho das escolas municipais de Balneário Camboriú no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb - piorou quando comparado com 2015.

As informações foram divulgadas, para todas as escolas do país, pelo Ministério da Educação, neste final de semana.

O desempenho dos estudantes nesse caso foi medido através de provas nacionais, no final da 4ª e 8ª séries do ensino fundamental.

Os resultados estão piorando ao mesmo tempo em que a remuneração dos professores, balizada por um piso nacional (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb), está aumentando. Entre 2008 e 2018 o reajuste do piso básico foi de 101%, enquanto o INPC acumulou 54%.

Isso significa que pagar mais aos professores não é a única solução para melhorar o ensino. O problema é mais grave e atinge todo o Brasil, onde somente dois em cada dez municípios conseguiram avançar bater suas metas ao fim do ensino fundamental.

Em Balneário Camboriú o número de escolas que atingem a meta nas 8ª séries do ensino fundamental vem regredindo. Foram 8 em 2011; 6 em 2013; 3 em 2015 e se mantiveram em apenas 3 entre 10 avaliadas em 2017.

Não existe erro em afirmar que em 70% dessas escolas o resultado é abaixo do necessário.

Nas 4as séries a situação é melhor: as que atingiram as metas de aprendizado foram 8 em 2011; 10 em 2013; 13 em 2015 e 10 em 2017 sobre 16 avaliadas. Mesmo assim, em mais de um terço dessas escolas o resultado é deficiente.

A diretora do Departamento de Desenvolvimento Educacional do município, Maristela Gatto Faccio, explicou que a avaliação leva em conta as notas nas provas, além de aprovação e reprovação.

Ela considera que na média o município está bem, se destaca regionalmente, mas é necessário melhorar.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Variedades

A chegada do bom velhinho também dá inicio a uma intensa programação cultural  


Cidade

Toda a comunidade pode participar no próximo domingo


Cidade

Centro de Eventos de Balneário Camboriú será o maior do Sul do país  


Cidade

Obra é cara e mal explicada 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Rendimento das escolas municipais ficou abaixo do desejável

Celso Peixoto/PMBC
Segunda, 3/9/2018 7:15.

O desempenho das escolas municipais de Balneário Camboriú no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb - piorou quando comparado com 2015.

As informações foram divulgadas, para todas as escolas do país, pelo Ministério da Educação, neste final de semana.

O desempenho dos estudantes nesse caso foi medido através de provas nacionais, no final da 4ª e 8ª séries do ensino fundamental.

Os resultados estão piorando ao mesmo tempo em que a remuneração dos professores, balizada por um piso nacional (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb), está aumentando. Entre 2008 e 2018 o reajuste do piso básico foi de 101%, enquanto o INPC acumulou 54%.

Isso significa que pagar mais aos professores não é a única solução para melhorar o ensino. O problema é mais grave e atinge todo o Brasil, onde somente dois em cada dez municípios conseguiram avançar bater suas metas ao fim do ensino fundamental.

Em Balneário Camboriú o número de escolas que atingem a meta nas 8ª séries do ensino fundamental vem regredindo. Foram 8 em 2011; 6 em 2013; 3 em 2015 e se mantiveram em apenas 3 entre 10 avaliadas em 2017.

Não existe erro em afirmar que em 70% dessas escolas o resultado é abaixo do necessário.

Nas 4as séries a situação é melhor: as que atingiram as metas de aprendizado foram 8 em 2011; 10 em 2013; 13 em 2015 e 10 em 2017 sobre 16 avaliadas. Mesmo assim, em mais de um terço dessas escolas o resultado é deficiente.

A diretora do Departamento de Desenvolvimento Educacional do município, Maristela Gatto Faccio, explicou que a avaliação leva em conta as notas nas provas, além de aprovação e reprovação.

Ela considera que na média o município está bem, se destaca regionalmente, mas é necessário melhorar.

 

Publicidade

Publicidade