Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Educação
Vereador Piruka quer reeditar disciplina escolar das ditaduras

Educação Moral e Cívica fortaleceu o controle nas escolas

Segunda, 25/6/2018 15:01.
EBC.
A ditadura militar ensinando moral e cívica.

Publicidade

O vereador Leonardo Piruka (PP) apresentou projeto para que as escolas municipais de Balneário Camboriú incluam na grade curricular a disciplina de Educação Moral e Cívica.

Integrante de um partido político que tem 31 dos seus 56 parlamentares federais respondendo a processos criminais no STF, Piruka acredita que “não podemos mais permitir que valores éticos e familiares se percam, pois é isto que tem acontecido. Precisamos resgatar tais valores e esta proposta (de ensinar moral e cívica) nos ajudará neste sentido”.

A disciplina de moral e cívica foi criada por uma ditadura civil corrupta, a de Getúlio Vargas, e recriada em 1969 por meio de decreto dos militares.

Em 1971, foi criada a Comissão Nacional de Moral e Civismo que controlava o ensino indicando professores e controlando os currículos.

O ensino de Moral e Cívica só foi extinto em 1993, por não ser um instrumento democrático, pelo ex-presidente Itamar Franco.

O vereador Piruka acredita que a introdução de uma disciplina na grade curricular pode assumir funções que são essencialmente da família como passar aos jovens o valor à pátria, a honestidade, a moralidade e a ética.

O vereador Piruka não tem formação ou experiência em educação de jovens e crianças, mas mesmo assim decidiu propor alteração na grade curricular.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
EBC.
A ditadura militar ensinando moral e cívica.
A ditadura militar ensinando moral e cívica.

Vereador Piruka quer reeditar disciplina escolar das ditaduras

Educação Moral e Cívica fortaleceu o controle nas escolas

Publicidade

Segunda, 25/6/2018 15:01.

O vereador Leonardo Piruka (PP) apresentou projeto para que as escolas municipais de Balneário Camboriú incluam na grade curricular a disciplina de Educação Moral e Cívica.

Integrante de um partido político que tem 31 dos seus 56 parlamentares federais respondendo a processos criminais no STF, Piruka acredita que “não podemos mais permitir que valores éticos e familiares se percam, pois é isto que tem acontecido. Precisamos resgatar tais valores e esta proposta (de ensinar moral e cívica) nos ajudará neste sentido”.

A disciplina de moral e cívica foi criada por uma ditadura civil corrupta, a de Getúlio Vargas, e recriada em 1969 por meio de decreto dos militares.

Em 1971, foi criada a Comissão Nacional de Moral e Civismo que controlava o ensino indicando professores e controlando os currículos.

O ensino de Moral e Cívica só foi extinto em 1993, por não ser um instrumento democrático, pelo ex-presidente Itamar Franco.

O vereador Piruka acredita que a introdução de uma disciplina na grade curricular pode assumir funções que são essencialmente da família como passar aos jovens o valor à pátria, a honestidade, a moralidade e a ética.

O vereador Piruka não tem formação ou experiência em educação de jovens e crianças, mas mesmo assim decidiu propor alteração na grade curricular.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade