Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Secretária de Educação lamenta a demissão de 32 professores ACT´s
Divulgação PMBC

Terça, 31/1/2017 9:58.

A Secretaria da Educação fez a chamada nesta segunda-feira de 222 professores ACT´s que trabalharão na educação infantil e com isto outros 32 que também atuaram nos sete núcleos, onde funcionaram as colônias de férias, ficaram sem emprego.

A situação gerou polêmicas e muita discussão.

A secretária da Educação Denize Leite disse que realmente houve uma diminuição em relação aos polos de atendimento. Lembrou que a partir desta terça-feira (30) até o dia 9, início do ano letivo, as escolas ficarão fechadas em preparação para o ano letivo e os professores estarão em formação.

“A comunidade sofre com isso, porque muitos não têm onde deixar as crianças. Esse ano não deu para resolver essa situação, mas já conversei com o prefeito e ano que vem iremos elaborar dois editais, um para professores que trabalharão nos polos e outro para os que trabalharão no ano letivo. Hoje não existe essa diferença e é isso que causou essa situação”, disse Denize.

Para trabalhar nos sete polos de férias foram chamados 264 professores, mas efetivamente atuaram 233 (alguns não se apresentaram). “Criou-se uma expectativa, mas não foi possível chamar todos, gerou um desconforto”, segue a secretária.

Ela disse que ontem mesmo solicitou um parecer jurídico para que caso a demanda exija seja possível chamar obedecendo a ordem de classificação no concurso. “Chamamos até o número 222, mesmo extinguindo os seguintes, se houver necessidade, que possamos chamar o 223, obedecendo a ordem de classificação na prova”, disse.

Denize argumentou que a expectativa foi criada porque ano passado existia uma demanda diferente. “Mas não podemos responder por anos anteriores”, disse chateada com a situação.

“São profissionais que fizeram excelente trabalho nos polos. Ficamos entristecidos, ainda mais porque existe um desemprego grande, mas temos que agir corretamente, ser justos com a sociedade”, concluiu.

Além dos 222 ACT´s chamados ontem(29), a secretaria tem pouco mais de 600 professores efetivos.  

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Secretária de Educação lamenta a demissão de 32 professores ACT´s

Divulgação PMBC
Terça, 31/1/2017 9:58.

A Secretaria da Educação fez a chamada nesta segunda-feira de 222 professores ACT´s que trabalharão na educação infantil e com isto outros 32 que também atuaram nos sete núcleos, onde funcionaram as colônias de férias, ficaram sem emprego.

A situação gerou polêmicas e muita discussão.

A secretária da Educação Denize Leite disse que realmente houve uma diminuição em relação aos polos de atendimento. Lembrou que a partir desta terça-feira (30) até o dia 9, início do ano letivo, as escolas ficarão fechadas em preparação para o ano letivo e os professores estarão em formação.

“A comunidade sofre com isso, porque muitos não têm onde deixar as crianças. Esse ano não deu para resolver essa situação, mas já conversei com o prefeito e ano que vem iremos elaborar dois editais, um para professores que trabalharão nos polos e outro para os que trabalharão no ano letivo. Hoje não existe essa diferença e é isso que causou essa situação”, disse Denize.

Para trabalhar nos sete polos de férias foram chamados 264 professores, mas efetivamente atuaram 233 (alguns não se apresentaram). “Criou-se uma expectativa, mas não foi possível chamar todos, gerou um desconforto”, segue a secretária.

Ela disse que ontem mesmo solicitou um parecer jurídico para que caso a demanda exija seja possível chamar obedecendo a ordem de classificação no concurso. “Chamamos até o número 222, mesmo extinguindo os seguintes, se houver necessidade, que possamos chamar o 223, obedecendo a ordem de classificação na prova”, disse.

Denize argumentou que a expectativa foi criada porque ano passado existia uma demanda diferente. “Mas não podemos responder por anos anteriores”, disse chateada com a situação.

“São profissionais que fizeram excelente trabalho nos polos. Ficamos entristecidos, ainda mais porque existe um desemprego grande, mas temos que agir corretamente, ser justos com a sociedade”, concluiu.

Além dos 222 ACT´s chamados ontem(29), a secretaria tem pouco mais de 600 professores efetivos.  

Publicidade

Publicidade