Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Economia
Brasil não é imune a movimento internacional de alta do dólar, diz Guardia

Ministro diz que o Brasil está em bom momento para ligar com a alta do dólar

Terça, 15/5/2018 15:01.
Wilson Dias/Agência Brasil
Eduardo Guardia

Publicidade

MAELI PRADO /BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta terça-feira (15) que a alta do dólar é uma tendência em todo o mundo, e que o Brasil não fica de fora desse processo.

"Vejo como uma tendência internacional de fortalecimento do dólar. As moedas de vários países estão se desvalorizando, e no Brasil também acontece isso", declarou.

Questionado sobre como o governo pode atuar para barrar essa alta, Guardia respondeu que a saída é persistir nas medidas para fortalecimento da situação fiscal do Brasil.

"A melhor atuação, a melhor resposta do governo é persistir no que fazemos, na consolidação fiscal, trabalhando para tornar a economia mais eficiente e produtiva", disse. "É um movimento internacional de fortalecimento do dólar, e o Brasil não está imune".

Guardia disse ainda que o Brasil está em bom momento para lidar com a alta da moeda americana.

"Temos um cenário externo bom, a inflação está baixa, estamos em um processo de redução de taxas de juros", listou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Wilson Dias/Agência Brasil
Eduardo Guardia
Eduardo Guardia

Brasil não é imune a movimento internacional de alta do dólar, diz Guardia

Ministro diz que o Brasil está em bom momento para ligar com a alta do dólar

Publicidade

Terça, 15/5/2018 15:01.

MAELI PRADO /BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta terça-feira (15) que a alta do dólar é uma tendência em todo o mundo, e que o Brasil não fica de fora desse processo.

"Vejo como uma tendência internacional de fortalecimento do dólar. As moedas de vários países estão se desvalorizando, e no Brasil também acontece isso", declarou.

Questionado sobre como o governo pode atuar para barrar essa alta, Guardia respondeu que a saída é persistir nas medidas para fortalecimento da situação fiscal do Brasil.

"A melhor atuação, a melhor resposta do governo é persistir no que fazemos, na consolidação fiscal, trabalhando para tornar a economia mais eficiente e produtiva", disse. "É um movimento internacional de fortalecimento do dólar, e o Brasil não está imune".

Guardia disse ainda que o Brasil está em bom momento para lidar com a alta da moeda americana.

"Temos um cenário externo bom, a inflação está baixa, estamos em um processo de redução de taxas de juros", listou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade