Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Dedo na Moleira
Bolsonaro, o pior presidente nos últimos 33 anos, é caso de polícia e justiça

Por Waldemar Cezar Neto

Terça, 23/6/2020 11:02.
Carolina Maria Ruy
A maioria do povo não gosta desse cara.

Publicidade

A constatação de que Bolsonaro é o pior presidente desde a redemocratização não é minha, ela emerge das milhares de pessoas ouvidas em 400 pesquisas de opinião no país nos últimos 32 anos, comparando 11 governos e 8 presidentes, compiladas pelo Jota, um portal especializado em poder judiciário.

Me parece até adequado que um portal jurídico mostre o fracasso de Jair Bolsonaro, pois se trata mesmo de um caso de polícia, assunto para o judiciário que já está investigando seus delírios totalitários, seus propósitos golpistas e as relações dele e de familiares com organizações criminosas.

Bolsonaro é desumano, reúne muito de ruim que uma pessoa possa ser. Não respeita a vida, não tem compaixão, é misógino, homofóbico e ultradireitista, ostenta características neonazistas e mesmo assim ainda se encontra gente, até inteligente (não muito) que o apoia.

Felizmente o bolsonarismo escorre para o ralo da história, na última pesquisa da Quaest, divulgada ontem, os conceitos bom e ótimo somaram 21%, sinal de que o povo descobriu a fria em que embarcou.

Bolsonaro e os insensatos que o seguem acharam que poderiam dar um golpe de Estado e implantar uma ditadura, mas as instituições reagiram e provaram que não, isso não vai acontecer, pregar golpe, divulgar notícias falsas, promover ataques às instituições é crime e quem o fizer irá para cadeia, como está ocorrendo.

Se alguma das minhas nove leitoras acha que o Brasil precisa mudar -coisa que eu também acho- façamos isso pelo voto, não existe outra forma das coisas funcionarem.

Tivemos a oportunidade de mudar um ano e meio atrás e elegemos esse fracassado, a próxima chance é dentro de alguns meses, na eleição para prefeitos e vereadores.

O Brasil teve um ditador parecido com Bolsonaro, autocrata, simpatizante do nazifascismo, seu nome era Getúlio Vargas, sujeito que a pretexto de combater o “perigo Vermelho” deu um golpe de Estado, suspendendo os direitos civis, torturando, encarcerando e fazendo o que quis com quem quisesse, porque é assim que operam todas as ditaduras, na base da porrada, do choque elétrico e do pau-de-arara.

Se quem está lendo aí acha que não é verdade que gaste seu tempo aprendendo história em vez de cultuar um néscio como Jair Bolsonaro.

A Pátria agradece.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Carolina Maria Ruy
A maioria do povo não gosta desse cara.
A maioria do povo não gosta desse cara.

Bolsonaro, o pior presidente nos últimos 33 anos, é caso de polícia e justiça

Por Waldemar Cezar Neto

Publicidade

Terça, 23/6/2020 11:02.

A constatação de que Bolsonaro é o pior presidente desde a redemocratização não é minha, ela emerge das milhares de pessoas ouvidas em 400 pesquisas de opinião no país nos últimos 32 anos, comparando 11 governos e 8 presidentes, compiladas pelo Jota, um portal especializado em poder judiciário.

Me parece até adequado que um portal jurídico mostre o fracasso de Jair Bolsonaro, pois se trata mesmo de um caso de polícia, assunto para o judiciário que já está investigando seus delírios totalitários, seus propósitos golpistas e as relações dele e de familiares com organizações criminosas.

Bolsonaro é desumano, reúne muito de ruim que uma pessoa possa ser. Não respeita a vida, não tem compaixão, é misógino, homofóbico e ultradireitista, ostenta características neonazistas e mesmo assim ainda se encontra gente, até inteligente (não muito) que o apoia.

Felizmente o bolsonarismo escorre para o ralo da história, na última pesquisa da Quaest, divulgada ontem, os conceitos bom e ótimo somaram 21%, sinal de que o povo descobriu a fria em que embarcou.

Bolsonaro e os insensatos que o seguem acharam que poderiam dar um golpe de Estado e implantar uma ditadura, mas as instituições reagiram e provaram que não, isso não vai acontecer, pregar golpe, divulgar notícias falsas, promover ataques às instituições é crime e quem o fizer irá para cadeia, como está ocorrendo.

Se alguma das minhas nove leitoras acha que o Brasil precisa mudar -coisa que eu também acho- façamos isso pelo voto, não existe outra forma das coisas funcionarem.

Tivemos a oportunidade de mudar um ano e meio atrás e elegemos esse fracassado, a próxima chance é dentro de alguns meses, na eleição para prefeitos e vereadores.

O Brasil teve um ditador parecido com Bolsonaro, autocrata, simpatizante do nazifascismo, seu nome era Getúlio Vargas, sujeito que a pretexto de combater o “perigo Vermelho” deu um golpe de Estado, suspendendo os direitos civis, torturando, encarcerando e fazendo o que quis com quem quisesse, porque é assim que operam todas as ditaduras, na base da porrada, do choque elétrico e do pau-de-arara.

Se quem está lendo aí acha que não é verdade que gaste seu tempo aprendendo história em vez de cultuar um néscio como Jair Bolsonaro.

A Pátria agradece.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade