Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Baú de Histórias apresenta espetáculo no João Goulart

Sexta, 27/9/2019 18:14.
Divulgação

Publicidade

O projeto Baú de Histórias, voltado para crianças e jovens, percorrerá 30 cidades catarinenses, entre elas Balneário Camboriú.

Os quatro espetáculos de contação de histórias, selecionados entre 97 propostas cadastradas na plataforma IdCult.Sesc, são: ‘Tiana e Gazé’, de Camila Miotto (Chapecó); ‘Quedelhe o Boi?’, do Pequeninus Grupo de Arte (Canelinha); ‘Maracá’, da Cia ContaCausos (Chapecó) e ‘Da Boca do Povo’ ou ‘A Caixa, os Brinquedos e o Mágico de Oz’, de Lieza Neves (Florianópolis), que apresentará um espetáculo ou outro de acordo com a cidade e o público.

A seleção dos grupos foi pautada na qualidade da encenação e relevância literária da proposta. O projeto introduz no cotidiano de Santa Catarina uma arte popular de origens ancestrais, que remonta ao próprio nascimento da sensação do tempo entre os homens, quando a fala passou a ter o poder de tornar presentes fatos que ocorreram num passado distante e que, sem o contar de sua história, estariam perdidos na neblina do esquecido. O projeto rendeu ao Sesc recentemente o Prêmio Empresa Cidadã 2019 ADVB/SC. Trata-se de uma ação em prol do incentivo à leitura, da valorização do contador de histórias como profissional reconhecido e da difusão da literatura.

Em Balneário

O espetáculo ‘Tiana e Gazé’, de Camila Miotto, estará na cidade na próxima segunda-feira (30) em duas apresentações no colégio estadual João Goulart, às 10h e às 15h.

Tiana era uma princesa faminta de magia. Gazé era um sapo conquistador de lagartixas. Um dia eles se encontram para viver uma história cheia de poesia, que até poderia ser clássica, mas que toma um rumo surpreendente. A BiblioBike estaciona nesse brejo e vira o palco dessa história baseada no livro "A Princesa Tiana e o Sapo Gazé", do escritor Márcio Vassallo.

A apresentação tem duração de 45 minutos (apresentação 30 min + leitura do acervo 15 min) e é recomendada para crianças de 7 a 10 anos).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Baú de Histórias apresenta espetáculo no João Goulart

Publicidade

Sexta, 27/9/2019 18:14.

O projeto Baú de Histórias, voltado para crianças e jovens, percorrerá 30 cidades catarinenses, entre elas Balneário Camboriú.

Os quatro espetáculos de contação de histórias, selecionados entre 97 propostas cadastradas na plataforma IdCult.Sesc, são: ‘Tiana e Gazé’, de Camila Miotto (Chapecó); ‘Quedelhe o Boi?’, do Pequeninus Grupo de Arte (Canelinha); ‘Maracá’, da Cia ContaCausos (Chapecó) e ‘Da Boca do Povo’ ou ‘A Caixa, os Brinquedos e o Mágico de Oz’, de Lieza Neves (Florianópolis), que apresentará um espetáculo ou outro de acordo com a cidade e o público.

A seleção dos grupos foi pautada na qualidade da encenação e relevância literária da proposta. O projeto introduz no cotidiano de Santa Catarina uma arte popular de origens ancestrais, que remonta ao próprio nascimento da sensação do tempo entre os homens, quando a fala passou a ter o poder de tornar presentes fatos que ocorreram num passado distante e que, sem o contar de sua história, estariam perdidos na neblina do esquecido. O projeto rendeu ao Sesc recentemente o Prêmio Empresa Cidadã 2019 ADVB/SC. Trata-se de uma ação em prol do incentivo à leitura, da valorização do contador de histórias como profissional reconhecido e da difusão da literatura.

Em Balneário

O espetáculo ‘Tiana e Gazé’, de Camila Miotto, estará na cidade na próxima segunda-feira (30) em duas apresentações no colégio estadual João Goulart, às 10h e às 15h.

Tiana era uma princesa faminta de magia. Gazé era um sapo conquistador de lagartixas. Um dia eles se encontram para viver uma história cheia de poesia, que até poderia ser clássica, mas que toma um rumo surpreendente. A BiblioBike estaciona nesse brejo e vira o palco dessa história baseada no livro "A Princesa Tiana e o Sapo Gazé", do escritor Márcio Vassallo.

A apresentação tem duração de 45 minutos (apresentação 30 min + leitura do acervo 15 min) e é recomendada para crianças de 7 a 10 anos).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade