Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Cultura de Balneário Camboriú comemora recorde de inscritos na LIC

Tanto de projetos como de pareceristas

 

Sexta, 1/2/2019 10:21.
Divulgação PMBC

Publicidade

O presidente da Fundação Cultural George Varela está comemorando uma conquista e dois recordes estabelecidos esta semana relacionados à Lei de Incentivo à Cultura (LIC). A conquista é que o prefeito Fabrício Oliveira e a equipe da secretaria da Fazenda intercederam e conseguiram manter o valor da LIC em R$ 920 mil e os recordes são o de 116 projetos inscritos e o de 113 pareceristas que irão avaliar e escolher os melhores projetos.

“Foi realmente gratificante, porque pelo orçamento o valor da LIC havia baixado pela metade e isso seria um retrocesso na cultura da cidade. Quanto às inscrições que encerraram esta semana, batemos o recorde de inscritos e pelo que vimos rapidamente vem coisas muito interessantes por aí e outro recorde foi de pareceristas, que se inscreveram do país todo. Tem até artista da Globo inscrito”, comentou Varela.

O edital não permitiu o credenciamento de profissionais com residência ou domicílio em Balneário Camboriú.

Além dos projetos da LIC, os credenciados poderão ser contratados para prestar serviços em outros editais e processos de seleção da FCBC. Eles também poderão ser chamados para dar parecer técnico e analítico de projetos de patrimônio material edificado, móvel ou paisagístico. A remuneração pelo trabalho do avaliador vai variar conforme o nível de complexidade do projeto em questão e a necessidade de presença do parecerista (análise presencial ou a distância).

“A ideia é que a gente tenha um recurso reservado para tornar cada vez mais isenta avaliação dos projetos da LIC e para valorizar os projetos de uma maneira que não tenha nenhum tipo de conhecimento pessoal na cidade pequena e assim tornar a LIC um processo muito maduro em todos os aspectos, isso é muito legal”, acrescentou Varela.

Mais avanços

Varela disse que as duas últimas semanas também foram positivas para o projeto de expansão do Centro Integrado de Cultura (CIC), no entorno do Teatro Municipal.

“Nos próximos dias teremos a confirmação de um recurso que precisamos para fazer a finalização daquele espaço, mas o mais importante é que estamos avançando mesmo no projeto da expansão. Esta semana tivemos reunião com um profissional da área de arquitetura para nos orientar, já vimos as viabilidades dos terrenos ali próximos, e a ideia é em fevereiro ou março apresentar uma visão conceitual do que imaginamos para todo aquele espaço em torno do teatro”, concluiu o chefe da cultura municipal.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Cultura de Balneário Camboriú comemora recorde de inscritos na LIC

Divulgação PMBC

Publicidade

Sexta, 1/2/2019 10:21.

O presidente da Fundação Cultural George Varela está comemorando uma conquista e dois recordes estabelecidos esta semana relacionados à Lei de Incentivo à Cultura (LIC). A conquista é que o prefeito Fabrício Oliveira e a equipe da secretaria da Fazenda intercederam e conseguiram manter o valor da LIC em R$ 920 mil e os recordes são o de 116 projetos inscritos e o de 113 pareceristas que irão avaliar e escolher os melhores projetos.

“Foi realmente gratificante, porque pelo orçamento o valor da LIC havia baixado pela metade e isso seria um retrocesso na cultura da cidade. Quanto às inscrições que encerraram esta semana, batemos o recorde de inscritos e pelo que vimos rapidamente vem coisas muito interessantes por aí e outro recorde foi de pareceristas, que se inscreveram do país todo. Tem até artista da Globo inscrito”, comentou Varela.

O edital não permitiu o credenciamento de profissionais com residência ou domicílio em Balneário Camboriú.

Além dos projetos da LIC, os credenciados poderão ser contratados para prestar serviços em outros editais e processos de seleção da FCBC. Eles também poderão ser chamados para dar parecer técnico e analítico de projetos de patrimônio material edificado, móvel ou paisagístico. A remuneração pelo trabalho do avaliador vai variar conforme o nível de complexidade do projeto em questão e a necessidade de presença do parecerista (análise presencial ou a distância).

“A ideia é que a gente tenha um recurso reservado para tornar cada vez mais isenta avaliação dos projetos da LIC e para valorizar os projetos de uma maneira que não tenha nenhum tipo de conhecimento pessoal na cidade pequena e assim tornar a LIC um processo muito maduro em todos os aspectos, isso é muito legal”, acrescentou Varela.

Mais avanços

Varela disse que as duas últimas semanas também foram positivas para o projeto de expansão do Centro Integrado de Cultura (CIC), no entorno do Teatro Municipal.

“Nos próximos dias teremos a confirmação de um recurso que precisamos para fazer a finalização daquele espaço, mas o mais importante é que estamos avançando mesmo no projeto da expansão. Esta semana tivemos reunião com um profissional da área de arquitetura para nos orientar, já vimos as viabilidades dos terrenos ali próximos, e a ideia é em fevereiro ou março apresentar uma visão conceitual do que imaginamos para todo aquele espaço em torno do teatro”, concluiu o chefe da cultura municipal.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade