Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Cultura
Mostra Paralela de Teatro acontecendo no Teatro Municipal

Quarta, 4/12/2019 18:27.
Divulgação

Publicidade

A 1ª Mostra Paralela de Teatro, produzida pela Cia Tablado das Artes, de Ba;neário Camboriú, acontece até sexta-feira no Teatro Municipal Bruno Nitz. Desde quarta, quando inciou, serão seis espetáculos apresentados, sempre à noite.

Os espetáculos são “A Terceira Margem do Rio”, “O Desassossego de Fernando Pessoa”, “Arena Conta Zumbi”, “Cenas Utópicas”, “Mulheres Brilhantes” e “Beco Sem Saída”.

O diretor João Mendes disse que o objetivo é realizar exercícios cênicos a partir de montagens feitas com os próprios alunos e atores da Companhia.

O ingresso para cada espetáculo custa R$ 20, com meia-entrada de R$ 10. Para quem levar um quilo de alimento não perecível, a entrada custará R$ 10. Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente pelo telefone (47) 9 9938-6091 ou diretamente na bilheteria do Teatro, duas horas antes dos espetáculos.

Programação

Quarta-feira (4)

19h - A Terceira Margem do Rio - Um mergulho no regionalismo mágico de Guimarães Rosa. Um sertão de Minas Gerais, que, na verdade, está relacionado ao ser humano, pois trata de temas universais.

21h - O Desassossego de Fernando Pessoa - Montagem com poemas de Fernando Pessoa extraídos da obra “Livro do Desassossego”, assinado pelo seu heterônimo Bernardo Soares.

Quinta-feira (5)

19h - Arena Conta Zumbi - Nesta montagem, com base no texto de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, o foco está essencialmente no canto à liberdade, ou seja, Zumbi é um espelho para que se possa homenagear todos os grandes homens que deram suas vidas em prol de uma liberdade individual e coletiva. Arena Conta Zumbi inova o teatro em seus diversos aspectos. O roteiro não se desenvolve em torno de um protagonista, que nesse caso seria Zumbi, mas em torno de diversos protagonistas.

21h - Cenas Utópicas - Nesta apresentação, cada aluno escolheu um texto e um personagem para interpretar e cada qual mergulhou num estudo da obra para compor o personagem e projetar a cena inserindo os demais atores. O espetáculo também faz uma homenagem ao grande diretor e pesquisador Antunes Filho que coordenou o CPT – Centro de Pesquisa Teatral do SESC em São Paulo por 37 anos e deixou um legado extremamente importante para as novas tendências teatrais. O nome Cenas Utópicas vem do livro escrito por Sebastião Milaré, sobre o processo de trabalho de Antunes Filho.

Sexta-feira (6)

19h - Mulheres Brilhantes - É um espetáculo que visa homenagear algumas grandes mulheres que deixaram suas marcas na história pela coragem e ousadia de questionar o sistema, defender o universo da mulher, mostrar seus valores enquanto seres humanos e ser dignas de aplausos. Para a montagem do espetáculo, cada atriz escolheu uma dessas mulheres para vivenciar no palco. E os atores representam os poetas que, com seus poemas e canções, se rendem ao mundo feminino.

21h - Beco Sem Saída - É um exercício cênico que visa levar ao palco provocações e questionamentos sobre o nosso cotidiano e nossa vivência nos últimos tempos e nos momentos atuais.

Informações - Fundação Cultural (47) 3366-5325


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Mostra Paralela de Teatro acontecendo no Teatro Municipal

Publicidade

Quarta, 4/12/2019 18:27.

A 1ª Mostra Paralela de Teatro, produzida pela Cia Tablado das Artes, de Ba;neário Camboriú, acontece até sexta-feira no Teatro Municipal Bruno Nitz. Desde quarta, quando inciou, serão seis espetáculos apresentados, sempre à noite.

Os espetáculos são “A Terceira Margem do Rio”, “O Desassossego de Fernando Pessoa”, “Arena Conta Zumbi”, “Cenas Utópicas”, “Mulheres Brilhantes” e “Beco Sem Saída”.

O diretor João Mendes disse que o objetivo é realizar exercícios cênicos a partir de montagens feitas com os próprios alunos e atores da Companhia.

O ingresso para cada espetáculo custa R$ 20, com meia-entrada de R$ 10. Para quem levar um quilo de alimento não perecível, a entrada custará R$ 10. Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente pelo telefone (47) 9 9938-6091 ou diretamente na bilheteria do Teatro, duas horas antes dos espetáculos.

Programação

Quarta-feira (4)

19h - A Terceira Margem do Rio - Um mergulho no regionalismo mágico de Guimarães Rosa. Um sertão de Minas Gerais, que, na verdade, está relacionado ao ser humano, pois trata de temas universais.

21h - O Desassossego de Fernando Pessoa - Montagem com poemas de Fernando Pessoa extraídos da obra “Livro do Desassossego”, assinado pelo seu heterônimo Bernardo Soares.

Quinta-feira (5)

19h - Arena Conta Zumbi - Nesta montagem, com base no texto de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, o foco está essencialmente no canto à liberdade, ou seja, Zumbi é um espelho para que se possa homenagear todos os grandes homens que deram suas vidas em prol de uma liberdade individual e coletiva. Arena Conta Zumbi inova o teatro em seus diversos aspectos. O roteiro não se desenvolve em torno de um protagonista, que nesse caso seria Zumbi, mas em torno de diversos protagonistas.

21h - Cenas Utópicas - Nesta apresentação, cada aluno escolheu um texto e um personagem para interpretar e cada qual mergulhou num estudo da obra para compor o personagem e projetar a cena inserindo os demais atores. O espetáculo também faz uma homenagem ao grande diretor e pesquisador Antunes Filho que coordenou o CPT – Centro de Pesquisa Teatral do SESC em São Paulo por 37 anos e deixou um legado extremamente importante para as novas tendências teatrais. O nome Cenas Utópicas vem do livro escrito por Sebastião Milaré, sobre o processo de trabalho de Antunes Filho.

Sexta-feira (6)

19h - Mulheres Brilhantes - É um espetáculo que visa homenagear algumas grandes mulheres que deixaram suas marcas na história pela coragem e ousadia de questionar o sistema, defender o universo da mulher, mostrar seus valores enquanto seres humanos e ser dignas de aplausos. Para a montagem do espetáculo, cada atriz escolheu uma dessas mulheres para vivenciar no palco. E os atores representam os poetas que, com seus poemas e canções, se rendem ao mundo feminino.

21h - Beco Sem Saída - É um exercício cênico que visa levar ao palco provocações e questionamentos sobre o nosso cotidiano e nossa vivência nos últimos tempos e nos momentos atuais.

Informações - Fundação Cultural (47) 3366-5325


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade