Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Circuito de Criação Literária do Sesc em Balneário Camboriú
Divulgação SESC

Quinta, 12/7/2018 11:57.

Balneário Camboriú é uma das três cidades catarinenses que receberá as oficinas de Criação Literária do projeto nacional ‘Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras’, de 23 a 27 destes. As outras duas são Laguna e Florianópolis. As inscrições estão abertas e são gratuitas.

O projeto é realizado em formato de circuitos, com representantes da diversidade literária brasileira e o objetivo é oferecer ações que atuem em toda a cadeia da literatura, incluindo o aprimoramento da escrita nas suas diferentes categorias, a formação e a divulgação de novos autores.

No Sesc em Balneário Camboriú, o escritor, músico e terapeuta, Carlos Correia (PA) comanda a oficina “Criação Poética Sensorial Inclusiva”, das 18h30 às 22h.

O objetivo é estimular os sentidos para a criação de poemas, seja a visão, o olfato, paladar ou o tato. Desafiar o corpo a ir além do que estamos acostumados, seja por uma pessoa com deficiência ou não. A iniciativa tem como premissa básica a criação de jogos perceptivos-cognitivos estruturados para estimular os sentidos dos participantes, provocando a aptidão para criar poemas.

Quem é

Carlos Correia Santos é escritor, músico e terapeuta. Bacharel em Direito pela Universidade da Amazônia e Graduando em Pedagogia. Pós-graduado em Educação Especial com Ênfase na Inclusão; em Psicopedagogia Clínica; em Educação Musical e Ensino de Artes; em Musicoterapia; e em Autismo. Tem se destacado na área de arte-inclusão com pesquisas e espetáculos ligados ao tema. É criador do Cena Especial - Teatro Inclusivo, projeto de extensão realizado na Fibra com o qual criou o primeiro grupo de teatro inclusivo da região Norte.

Venceu o Prêmio Funarte de Dramaturgia por três anos consecutivos (2003, 2004 e 2005); o Prêmio Funarte Petrobras de Fomento ao Teatro (2005); o Prêmio Funarte Petrobras de Circulação Nacional (2006); e duas vezes o Edital Seleção Brasil em Cena do Centro Cultural Banco do Brasil (2007 e 2011). Incluídos no Catálogo da Dramaturgia Brasileira, de Maria Helena Kühner, seus textos já foram apresentados em várias cidades como Belém, Recife, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, além de terem sido traduzidos para o espanhol e o francês.

É autor dos romances "Velas na Tapera" e "Senhora de Todos os Passos"; do livro de poemas "Poeticário"; e dos textos para teatro "Nu Nery", "Ópera Profano", "Batista" e "Não Conte com o Número Um no Reino de Numesmópolis", este vencedor do III Concurso Literatura para Todos (2009), promovido pelo Ministério da Educação.

As inscrições podem ser realizadas na Área de Relacionamento com Clientes da Unidade, na Avenida Central, 360.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Política

Uma das comissões legislativas é controlada pela oposição


Cidade

Governo terá que agir rápido para não ficar desarticulado


Geral

Bloqueio dos aparelhos começa em dezembro, usuários serão informados


Cidade

Balneário será a cidade mais azul de SC


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Circuito de Criação Literária do Sesc em Balneário Camboriú

Divulgação SESC

Balneário Camboriú é uma das três cidades catarinenses que receberá as oficinas de Criação Literária do projeto nacional ‘Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras’, de 23 a 27 destes. As outras duas são Laguna e Florianópolis. As inscrições estão abertas e são gratuitas.

O projeto é realizado em formato de circuitos, com representantes da diversidade literária brasileira e o objetivo é oferecer ações que atuem em toda a cadeia da literatura, incluindo o aprimoramento da escrita nas suas diferentes categorias, a formação e a divulgação de novos autores.

No Sesc em Balneário Camboriú, o escritor, músico e terapeuta, Carlos Correia (PA) comanda a oficina “Criação Poética Sensorial Inclusiva”, das 18h30 às 22h.

O objetivo é estimular os sentidos para a criação de poemas, seja a visão, o olfato, paladar ou o tato. Desafiar o corpo a ir além do que estamos acostumados, seja por uma pessoa com deficiência ou não. A iniciativa tem como premissa básica a criação de jogos perceptivos-cognitivos estruturados para estimular os sentidos dos participantes, provocando a aptidão para criar poemas.

Quem é

Carlos Correia Santos é escritor, músico e terapeuta. Bacharel em Direito pela Universidade da Amazônia e Graduando em Pedagogia. Pós-graduado em Educação Especial com Ênfase na Inclusão; em Psicopedagogia Clínica; em Educação Musical e Ensino de Artes; em Musicoterapia; e em Autismo. Tem se destacado na área de arte-inclusão com pesquisas e espetáculos ligados ao tema. É criador do Cena Especial - Teatro Inclusivo, projeto de extensão realizado na Fibra com o qual criou o primeiro grupo de teatro inclusivo da região Norte.

Venceu o Prêmio Funarte de Dramaturgia por três anos consecutivos (2003, 2004 e 2005); o Prêmio Funarte Petrobras de Fomento ao Teatro (2005); o Prêmio Funarte Petrobras de Circulação Nacional (2006); e duas vezes o Edital Seleção Brasil em Cena do Centro Cultural Banco do Brasil (2007 e 2011). Incluídos no Catálogo da Dramaturgia Brasileira, de Maria Helena Kühner, seus textos já foram apresentados em várias cidades como Belém, Recife, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, além de terem sido traduzidos para o espanhol e o francês.

É autor dos romances "Velas na Tapera" e "Senhora de Todos os Passos"; do livro de poemas "Poeticário"; e dos textos para teatro "Nu Nery", "Ópera Profano", "Batista" e "Não Conte com o Número Um no Reino de Numesmópolis", este vencedor do III Concurso Literatura para Todos (2009), promovido pelo Ministério da Educação.

As inscrições podem ser realizadas na Área de Relacionamento com Clientes da Unidade, na Avenida Central, 360.

 

Publicidade

Publicidade