Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

'Elle' e Isabelle Huppert são premiados no César, considerado o Oscar francês

Sábado, 25/2/2017 6:30.

(FOLHAPRESS) - "Elle", do holandês Paul Verhoven, recebeu nesta sexta (24) o César de melhor filme. Isabelle Huppert, atriz que protagoniza o longa, foi contemplada com o prêmio de melhor atriz, às vésperas do Oscar, premiação que ocorre na noite deste domingo (26) e na qual também concorre pela mesma categoria.

O suspense subversivo de Verhoeven (de "Instinto Selvagem") já havia sido premiado com os globos de ouro de melhor filme de língua estrangeira e de melhor atriz para Huppert.

O filme conta a história de uma empresada que sofre um abuso sexual por um homem que invadiu sua casa. Sem se intimidar, a vítima sai em busca de seu agressor.

"Às vezes penso na relação entre a intérprete que sou e o papel que encarno, creio que em 'Elle' o papel se impõe à intérprete", disse Huppert ao receber o prêmio. "No fundo, não atuei pior, talvez tão bem quanto em outros filmes, mas creio que desta vez notaram mais", acrescentou.

Huppert já havia ganhado um César de melhor atriz em 1996 por seu papel em "Mulheres Diabólicas", de Claude Chabrol.

Nesta edição da principal premiação francesa, comparada ao Oscar, ela competia principalmente como Marion Cotillard, por "Um Instante de Amor", de Nicole García. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

'Elle' e Isabelle Huppert são premiados no César, considerado o Oscar francês

Sábado, 25/2/2017 6:30.

(FOLHAPRESS) - "Elle", do holandês Paul Verhoven, recebeu nesta sexta (24) o César de melhor filme. Isabelle Huppert, atriz que protagoniza o longa, foi contemplada com o prêmio de melhor atriz, às vésperas do Oscar, premiação que ocorre na noite deste domingo (26) e na qual também concorre pela mesma categoria.

O suspense subversivo de Verhoeven (de "Instinto Selvagem") já havia sido premiado com os globos de ouro de melhor filme de língua estrangeira e de melhor atriz para Huppert.

O filme conta a história de uma empresada que sofre um abuso sexual por um homem que invadiu sua casa. Sem se intimidar, a vítima sai em busca de seu agressor.

"Às vezes penso na relação entre a intérprete que sou e o papel que encarno, creio que em 'Elle' o papel se impõe à intérprete", disse Huppert ao receber o prêmio. "No fundo, não atuei pior, talvez tão bem quanto em outros filmes, mas creio que desta vez notaram mais", acrescentou.

Huppert já havia ganhado um César de melhor atriz em 1996 por seu papel em "Mulheres Diabólicas", de Claude Chabrol.

Nesta edição da principal premiação francesa, comparada ao Oscar, ela competia principalmente como Marion Cotillard, por "Um Instante de Amor", de Nicole García. 

Publicidade

Publicidade