Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Polyphonia traz ‘Concertos Hispanicos’ a Balneário Camboriú nesta quarta

Segunda, 24/10/2016 8:40.

O Polyphonia Khoros, um dos corais mais importantes do Estado, se apresenta no Teatro Municipal Bruno Nitz, nesta quarta-feira (26), com um programa especial, que terá a participação do violonista local Marcos Pablo Dalmacio.

O coral estreou em 2001 em Itajaí e hoje está sediado em Florianópolis. Já apresentou-se na igreja luterana Martin Luther.

Sob regência de Mércia Ferreira e Per Ekedahl, o Polyphonia traz na primeira do programa uma alternância entre música coral e instrumental solo, com interpretações realizadas na vihuela, instrumento espanhol do século 16, com pouquíssimos expoentes no país.

Na segunda parte, instrumento e coro se unem na obra prima do compositor italiano Castelnuovo-Tedesco, autor do Romancero Gitano, baseado nos poemas do espanhol Federico Garcia Lorca.

“Como intérprete de violão e vihuela estarei presente em um programa dedicado à música hispânica de diferentes épocas e estilos. Será uma excelente oportunidade em uma região que aprecia a música vocal”, disse o violonista Dalmacio.

O programa inicia às 20h e a entrada é franca.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Polyphonia traz ‘Concertos Hispanicos’ a Balneário Camboriú nesta quarta

Segunda, 24/10/2016 8:40.

O Polyphonia Khoros, um dos corais mais importantes do Estado, se apresenta no Teatro Municipal Bruno Nitz, nesta quarta-feira (26), com um programa especial, que terá a participação do violonista local Marcos Pablo Dalmacio.

O coral estreou em 2001 em Itajaí e hoje está sediado em Florianópolis. Já apresentou-se na igreja luterana Martin Luther.

Sob regência de Mércia Ferreira e Per Ekedahl, o Polyphonia traz na primeira do programa uma alternância entre música coral e instrumental solo, com interpretações realizadas na vihuela, instrumento espanhol do século 16, com pouquíssimos expoentes no país.

Na segunda parte, instrumento e coro se unem na obra prima do compositor italiano Castelnuovo-Tedesco, autor do Romancero Gitano, baseado nos poemas do espanhol Federico Garcia Lorca.

“Como intérprete de violão e vihuela estarei presente em um programa dedicado à música hispânica de diferentes épocas e estilos. Será uma excelente oportunidade em uma região que aprecia a música vocal”, disse o violonista Dalmacio.

O programa inicia às 20h e a entrada é franca.

Publicidade

Publicidade