Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Bruno Moritz comanda Jam Session no Mercado Público de Itajaí
Divulgação

Quinta, 24/11/2016 9:25.

O mês de novembro reserva espaço na agenda do Mercado Público de Itajaí para receber mais uma jam session. Quem comanda o palco nesta quinta-feira (24), a partir das 20h, é o instrumentista, compositor e arranjador Bruno Moritz. Após a apresentação o palco fica livre para canjas dos músicos presentes. A entrada é gratuita.

Natural de Brusque, o acordeonista Bruno Moritz recebeu, neste mês, o prêmio da Música Catarinense na categoria de Melhor Álbum Instrumental com o disco Titoco ao vivo. Na carreira já dividiu o palco com renomados nomes da música brasileira, como Sivuca, Dominguinhos, Oswaldinho do Acordeon, Renato Borghetti, Alegre Corrêa, entre outros.

Nesta apresentação em Itajaí, ele preparou um repertório de canções autorais e standards de música brasileira. Bruno será acompanhado pela banda base do projeto: Anderson Gandin (piano), Felipe José Dias (baixo), Micael Graciki (guitarra) e Rafael Vieira (bateria).

Contribuição cultural

Com o objetivo de contribuir para a formação cultural da cidade surgiu, em 2016, o Projeto Jam Session no Mercado. Os eventos são realizados para fortificar um ponto importante do município, o Mercado Público de Itajaí, além de difundir a música brasileira e o jazz para novos músicos da comunidade. O projeto tem apoio da Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí, Fundação Cultural de Itajaí, Unimed, Univali e os restaurantes Mercado Velho, Empório Gourmet e Café Democrático.

Ao todo, serão realizadas cinco jam sessions em meses diferentes dos que ocorrem os grandes eventos musicais do município, como Festival de Música de Itajaí, Seminários de Violão e Itajazz. As três primeiras jam session do ano tiveram como convidados a cantora e compositora Ana Paula da Silva e os instrumentistas e compositores Alegre Corrêa e Rafael Calegari. Os próximos eventos irão receber os músicos Bruno Moritz e Eliéser de Jesus.

Sobre Bruno Moritz

Premiado acordeonista, compositor, arranjador e produtor musical, Bruno Moritz iniciou os estudos de acordeon aos quatro anos em sua cidade natal, Brusque. Fortemente influenciado por Sivuca e Renato Borghetti, desde a infância estudou piano, violão, violino, flauta transversal, trombone, trompete, contrabaixo e bandolim. Também cursou a Universidade Livre de Música Tom Jobim e a Universidade de São Paulo (USP), onde estudou composição e regência, além de ter se formando em Licenciatura em Música pela Univali. Venceu, em 2014 e em 2016, o Prêmio da Música Catarinense como Melhor Álbum Instrumental com os discos Tempero Brasileiro e Titoco ao vivo, respectivamente, além de acumular uma série de premiações como acordeonista no Brasil e no exterior.

Fonte: Maikeli Alves

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

 O encontro traz à cidade palestrantes renomados no país. 


Cidade

No Estaleiro e no Estaleirinho as bandeiras seguem hasteadas até a Páscoa


Política

Guru do bolsonarismo afirmou isso no sábado em evento nos Estados Unidos


Cidade

Ele estaria em licença de saúde, mas no filme não parece doente


Publicidade


Geral

Captura além da cota em 2018 é o argumento do governo para impedir a safra de 2019.  


Esportes

Um dos campeões é de Balneário Camboriú


Geral


Cidade

Não iniciou e diretor da segunda colocada na liciitação é acusado na Lava Jato


Publicidade


Justiça

A prisão após a condenação em segunda instância, será avaliada em abril pelo STF.


Política


Geral

Leitores lançam suspeitas sobre procedimento da Caixa


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Bruno Moritz comanda Jam Session no Mercado Público de Itajaí

Divulgação
Quinta, 24/11/2016 9:25.

O mês de novembro reserva espaço na agenda do Mercado Público de Itajaí para receber mais uma jam session. Quem comanda o palco nesta quinta-feira (24), a partir das 20h, é o instrumentista, compositor e arranjador Bruno Moritz. Após a apresentação o palco fica livre para canjas dos músicos presentes. A entrada é gratuita.

Natural de Brusque, o acordeonista Bruno Moritz recebeu, neste mês, o prêmio da Música Catarinense na categoria de Melhor Álbum Instrumental com o disco Titoco ao vivo. Na carreira já dividiu o palco com renomados nomes da música brasileira, como Sivuca, Dominguinhos, Oswaldinho do Acordeon, Renato Borghetti, Alegre Corrêa, entre outros.

Nesta apresentação em Itajaí, ele preparou um repertório de canções autorais e standards de música brasileira. Bruno será acompanhado pela banda base do projeto: Anderson Gandin (piano), Felipe José Dias (baixo), Micael Graciki (guitarra) e Rafael Vieira (bateria).

Contribuição cultural

Com o objetivo de contribuir para a formação cultural da cidade surgiu, em 2016, o Projeto Jam Session no Mercado. Os eventos são realizados para fortificar um ponto importante do município, o Mercado Público de Itajaí, além de difundir a música brasileira e o jazz para novos músicos da comunidade. O projeto tem apoio da Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí, Fundação Cultural de Itajaí, Unimed, Univali e os restaurantes Mercado Velho, Empório Gourmet e Café Democrático.

Ao todo, serão realizadas cinco jam sessions em meses diferentes dos que ocorrem os grandes eventos musicais do município, como Festival de Música de Itajaí, Seminários de Violão e Itajazz. As três primeiras jam session do ano tiveram como convidados a cantora e compositora Ana Paula da Silva e os instrumentistas e compositores Alegre Corrêa e Rafael Calegari. Os próximos eventos irão receber os músicos Bruno Moritz e Eliéser de Jesus.

Sobre Bruno Moritz

Premiado acordeonista, compositor, arranjador e produtor musical, Bruno Moritz iniciou os estudos de acordeon aos quatro anos em sua cidade natal, Brusque. Fortemente influenciado por Sivuca e Renato Borghetti, desde a infância estudou piano, violão, violino, flauta transversal, trombone, trompete, contrabaixo e bandolim. Também cursou a Universidade Livre de Música Tom Jobim e a Universidade de São Paulo (USP), onde estudou composição e regência, além de ter se formando em Licenciatura em Música pela Univali. Venceu, em 2014 e em 2016, o Prêmio da Música Catarinense como Melhor Álbum Instrumental com os discos Tempero Brasileiro e Titoco ao vivo, respectivamente, além de acumular uma série de premiações como acordeonista no Brasil e no exterior.

Fonte: Maikeli Alves

Publicidade

Publicidade