Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Casa Linhares será transformada em Ponto de Memória neste sábado
Divulgação

Sexta, 18/3/2016 15:51.

O programa Ponto de Memória, que visa valorizar as memórias sociais da comunidade de Balneário Camboriú será lançado neste sábado (19), às 18h, na Casa Linhares, na Barra. Haverá contação de histórias, música, poesia, projeções e gastronomia.

O presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Anderson Beluzzo, conta que durante a noite será aberta a Exposição Memórias, apresentando acervo da Família Linhares e de mulheres que são referência na comunidade. A comissão formada por 10 representantes comunitários definiu os temas que serão abordados nas ações que serão desenvolvidas ao longo do ano, e a família e mulheres são os dois primeiros. Os outros são indígenas, o mundo da pesca artesanal, religiosidades, veranear, lendas, contos e tradições, caminhos da roça, BC 50 anos, comunidade quilombola do Morro do Boi e ofícios e mestres dos saberes.

O presidente salienta que não se trata de um museu, e sim um local onde acontecerão estratégias que reúnam e incentivem a memória social da cidade. O local era a antiga sede da Escola de Arte e Artesanato, que estava desativada, e passou recentemente por reforma.

“Queremos que o público tenha a Casa Linhares como referência e que prestigie as manifestações que lá ocorrerão”, explica. Ele adianta que estão sendo preparadas outras atividades na Casa, que devem ser divulgadas em breve.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Casa Linhares será transformada em Ponto de Memória neste sábado

Divulgação
Sexta, 18/3/2016 15:51.

O programa Ponto de Memória, que visa valorizar as memórias sociais da comunidade de Balneário Camboriú será lançado neste sábado (19), às 18h, na Casa Linhares, na Barra. Haverá contação de histórias, música, poesia, projeções e gastronomia.

O presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Anderson Beluzzo, conta que durante a noite será aberta a Exposição Memórias, apresentando acervo da Família Linhares e de mulheres que são referência na comunidade. A comissão formada por 10 representantes comunitários definiu os temas que serão abordados nas ações que serão desenvolvidas ao longo do ano, e a família e mulheres são os dois primeiros. Os outros são indígenas, o mundo da pesca artesanal, religiosidades, veranear, lendas, contos e tradições, caminhos da roça, BC 50 anos, comunidade quilombola do Morro do Boi e ofícios e mestres dos saberes.

O presidente salienta que não se trata de um museu, e sim um local onde acontecerão estratégias que reúnam e incentivem a memória social da cidade. O local era a antiga sede da Escola de Arte e Artesanato, que estava desativada, e passou recentemente por reforma.

“Queremos que o público tenha a Casa Linhares como referência e que prestigie as manifestações que lá ocorrerão”, explica. Ele adianta que estão sendo preparadas outras atividades na Casa, que devem ser divulgadas em breve.

Publicidade

Publicidade