Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fabi Loos inaugura exposição inspirada na música
Luciana Zonta

Segunda, 9/5/2016 8:18.

Obras inspiradas em letras de músicas, capas de discos e bandas, especialmente de rock'n roll. Esta é a proposta da exposição Symphony of Colours, que a artista Fabi Loos inaugura na quinta-feira (12), às 19h30, na Galeria Municipal de Artes.

Nas 30 obras abstratas de diferentes tamanhos, a artista faz uma releitura com o objetivo de unir duas artes que fazem parte da sua vida: música e pintura.

A exposição explora a cor, a forma geométrica, a construção e a desconstrução, a cor chapada e as veladuras, com traços às vezes leves, outras vezes mais marcantes e densos, através das técnicas em acrílico sobre tela e mista sobre tela.

“A intenção é surpreender e sensibilizar o espectador da arte, de modo que cor e formas influenciem diretamente sua alma, provocando sentimentos, sensações e vibrações, da mesma maneira que tais emoções surgem durante o processo de criação da obra”, definiu a autora.

A visitação é gratuita no período de 12 a 31 de maio de 2016.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Negócios

"Foram quatro anos de tanta recessão que existe uma demanda represada gigantesca".


Geral

Rede municipal tem 1.700 professores que ensinam 15 mil alunos em 44 escolas


Esportes


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Fabi Loos inaugura exposição inspirada na música

Luciana Zonta
Segunda, 9/5/2016 8:18.

Obras inspiradas em letras de músicas, capas de discos e bandas, especialmente de rock'n roll. Esta é a proposta da exposição Symphony of Colours, que a artista Fabi Loos inaugura na quinta-feira (12), às 19h30, na Galeria Municipal de Artes.

Nas 30 obras abstratas de diferentes tamanhos, a artista faz uma releitura com o objetivo de unir duas artes que fazem parte da sua vida: música e pintura.

A exposição explora a cor, a forma geométrica, a construção e a desconstrução, a cor chapada e as veladuras, com traços às vezes leves, outras vezes mais marcantes e densos, através das técnicas em acrílico sobre tela e mista sobre tela.

“A intenção é surpreender e sensibilizar o espectador da arte, de modo que cor e formas influenciem diretamente sua alma, provocando sentimentos, sensações e vibrações, da mesma maneira que tais emoções surgem durante o processo de criação da obra”, definiu a autora.

A visitação é gratuita no período de 12 a 31 de maio de 2016.

Publicidade

Publicidade