Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Colunistas
DRONE - A Serra do Corvo Branco

Por Hélvion Ribeiro

Quarta, 6/5/2020 13:34.
Fotos Hélvion Ribeiro

Publicidade

A Serra do Corvo Branco, bastante conhecida, linda e impactante, é formada por um grande conjunto de montanhas rochosas, picos, depressões monumentais, selvagens e assustadoras, onde ali, você encosta o nariz na montanha.

Fica na Serra em Santa Catarina e um amigo definiu muito bem a região como Alpes Catarinenses.

É uma coisa que deixa a gente extasiado e abismado, imaginando a força das explosões que aconteceram ali, quando tudo foi formado.

Ao olhar estes penhascos, cada um de nós imagina: frades, caciques, bruxos, répteis gigantes, catedrais monumentais e o infinito.

Para alguns, quando se sobe, o nome desta formação rochosa da imagem é Maria Antonieta (a austríaca) para outros, é um Papa.

Esta semana fui lá de novo, ver como está aquela maravilha, que está recebendo reparos de asfalto. A estrada está aberta. Encontrei subindo ou descendo uns 20 carros.

A Serra do Corvo Branco fica entre Urubici e Grão Pará, na borda do Planalto Serrano, separando do Litoral, numa queda de cerca de 1.000 metros.

Apenas 12 quilômetros de estrada de chão batido separam as duas pontas da estrada asfaltada.

O trecho de chão está bom, como nunca esteve, mas é uma estrada perigosíssima.

A parte da Serra que tem 6 km está com um asfalto razoável.

Quem conhece sabe que ali estão belezas naturais de expressão mundial.

Se alguém quiser pode partilhar esta imagem com ou sem crédito, a natureza fica feliz.

Nota: Enriqueço esta postagem com a observação do arquiteto Tom Pavesi, importante e experiente Guia Conferencista de Paris do sólido site Segredos de Paris (40.000 membros), que achou a escultura rochosa natural, semelhante à escultura de Santa Genoveva de Paris. Diz o Tom:

“A escultura da Ponte da Santa Genoveva foi realizada por Paul Landowski em 1928, o mesmo que projetou em 1930, a estátua da Cristo Redentor, no Rio. Acho que ele se inspirou nessa montanha. Verifique se ele não andou por aí na década de 20”.

Obrigado Tom!


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Fotos Hélvion Ribeiro

DRONE - A Serra do Corvo Branco

Por Hélvion Ribeiro

Publicidade

Quarta, 6/5/2020 13:34.

A Serra do Corvo Branco, bastante conhecida, linda e impactante, é formada por um grande conjunto de montanhas rochosas, picos, depressões monumentais, selvagens e assustadoras, onde ali, você encosta o nariz na montanha.

Fica na Serra em Santa Catarina e um amigo definiu muito bem a região como Alpes Catarinenses.

É uma coisa que deixa a gente extasiado e abismado, imaginando a força das explosões que aconteceram ali, quando tudo foi formado.

Ao olhar estes penhascos, cada um de nós imagina: frades, caciques, bruxos, répteis gigantes, catedrais monumentais e o infinito.

Para alguns, quando se sobe, o nome desta formação rochosa da imagem é Maria Antonieta (a austríaca) para outros, é um Papa.

Esta semana fui lá de novo, ver como está aquela maravilha, que está recebendo reparos de asfalto. A estrada está aberta. Encontrei subindo ou descendo uns 20 carros.

A Serra do Corvo Branco fica entre Urubici e Grão Pará, na borda do Planalto Serrano, separando do Litoral, numa queda de cerca de 1.000 metros.

Apenas 12 quilômetros de estrada de chão batido separam as duas pontas da estrada asfaltada.

O trecho de chão está bom, como nunca esteve, mas é uma estrada perigosíssima.

A parte da Serra que tem 6 km está com um asfalto razoável.

Quem conhece sabe que ali estão belezas naturais de expressão mundial.

Se alguém quiser pode partilhar esta imagem com ou sem crédito, a natureza fica feliz.

Nota: Enriqueço esta postagem com a observação do arquiteto Tom Pavesi, importante e experiente Guia Conferencista de Paris do sólido site Segredos de Paris (40.000 membros), que achou a escultura rochosa natural, semelhante à escultura de Santa Genoveva de Paris. Diz o Tom:

“A escultura da Ponte da Santa Genoveva foi realizada por Paul Landowski em 1928, o mesmo que projetou em 1930, a estátua da Cristo Redentor, no Rio. Acho que ele se inspirou nessa montanha. Verifique se ele não andou por aí na década de 20”.

Obrigado Tom!


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade