Jornal Página 3
Coluna
Viagens & Turismo
Por Marcos Vinicios Pagelkopf

Caminhos de Santa Paulina

Hoje vou falar de como fui incluído no Projeto do Caminhos de Santa Paulina. Quem acompanha minhas publicações já sabe do que se trata, então vou fazer um resumo da história. 

No ano de 2013 eu administrava a Casa do Vale Europeu aqui em Balneário Camboriú, onde diariamente apresentávamos atrativos e equipamentos turísticos a guias de turismo, agenciadores, coordenadores, motoristas de transporte turístico e demais profissionais. As reuniões eram regadas a gastronomia típica com apresentações turísticas de cada cidade do Vale Europeu, participavam também escritores regionais em noites de autógrafos.

Nesse período Isaque me apresentou sua pesquisa sobre o "Caminho do Meio", essa pesquisa nada mais era que um espetacular circuito turístico, o único passeio que ligaria o litoral com o Vale Europeu, vi que realmente se tratava da legitima regionalização do turismo. Já sabia que seria um sucesso, pois o início do circuito é na capital catarinense do turismo e tem como enredo (registrado em fotos e atas que a madre Paulina, hoje a unica santa Brasileira caminhou entre Nova Trento e Camboriú, via bairro Caetés para participar dos festejos na igreja de Camboriú), um importante fato para a realização desse feito.

Depois de muitos erros e acertos, fomos fazer o diagnóstico do circuito, ver as possibilidades, conquistar os proprietários dos equipamentos turísticos e ganhar a confiança dos moradores da região para atender nossos futuros peregrinos e turistas, foi cansativo mas muito gratificante e por fim apresentamos ao poder público e também ao Santuário de Santa Paulina, pois sem sua autorização e apoio não poderíamos realizar tal feito.

A irmã Ana, diretora do Santuário amou o projeto, o secretário de Turismo de Nova Trento, na época o senhor Aloisio, apoiou a ideia e o atual secretário, o senhor Sálvio, vestiu a camisa juntamente com Jean, prefeito de Nova Trento que forneceu as placas de sinalização do Caminho e também disponibilizou seu secretariados para a realização do circuito e o governo oficializou como lei. Camboriú inseriu o circuito turístico Caminhos de Santa Paulina na publicidade da cidade, e agora o secretário de turismo de Balneário Camboriú, senhor Nelson de Oliveira apresentou o Caminho com uma visita técnica com todo o seu colegiado nas propriedades que estão inseridas no roteiro, essa visita resultou na união de forças entre três secretarias, secretaria de turismo de Camboriú, Balneário Camboriú e Nova Trento e dezenas de empreendedores.

 Além dos profissionais conhecerem o roteiro, surgiu a oportunidade de incluir o circuito da Imigração Italiana para que o visitem também, que está entre as cidades de Nova Trento e São João Batista, cidade berço dos imigrantes responsáveis pela boa comida e acolhida de quem visita esse pedacinho de solo que é sagrado, pois tudo o que se planta colhe-se com fartura.

Programem-se e venham participar dessa história cheia de emoções, alegria, fé e boa gastronomia.
Venham conhecer.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 03/04/2019 às 10h44 | mvpagelkopf@gmail.com



Marcos Vinicios Pagelkopf

Assina a coluna Viagens & Turismo

Trabalho com turismo desde 1985, já fui agente de viagens, promotor de vendas de atrativos turísticos, professor de curso de recepção municipal e de guia de turismo da Univali, consultor, palestrante e idealizador de ações como a primeira comemoração do Dia Mundial do Turismo no Brasil.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Viagens & Turismo
Por Marcos Vinicios Pagelkopf

Caminhos de Santa Paulina

Hoje vou falar de como fui incluído no Projeto do Caminhos de Santa Paulina. Quem acompanha minhas publicações já sabe do que se trata, então vou fazer um resumo da história. 

No ano de 2013 eu administrava a Casa do Vale Europeu aqui em Balneário Camboriú, onde diariamente apresentávamos atrativos e equipamentos turísticos a guias de turismo, agenciadores, coordenadores, motoristas de transporte turístico e demais profissionais. As reuniões eram regadas a gastronomia típica com apresentações turísticas de cada cidade do Vale Europeu, participavam também escritores regionais em noites de autógrafos.

Nesse período Isaque me apresentou sua pesquisa sobre o "Caminho do Meio", essa pesquisa nada mais era que um espetacular circuito turístico, o único passeio que ligaria o litoral com o Vale Europeu, vi que realmente se tratava da legitima regionalização do turismo. Já sabia que seria um sucesso, pois o início do circuito é na capital catarinense do turismo e tem como enredo (registrado em fotos e atas que a madre Paulina, hoje a unica santa Brasileira caminhou entre Nova Trento e Camboriú, via bairro Caetés para participar dos festejos na igreja de Camboriú), um importante fato para a realização desse feito.

Depois de muitos erros e acertos, fomos fazer o diagnóstico do circuito, ver as possibilidades, conquistar os proprietários dos equipamentos turísticos e ganhar a confiança dos moradores da região para atender nossos futuros peregrinos e turistas, foi cansativo mas muito gratificante e por fim apresentamos ao poder público e também ao Santuário de Santa Paulina, pois sem sua autorização e apoio não poderíamos realizar tal feito.

A irmã Ana, diretora do Santuário amou o projeto, o secretário de Turismo de Nova Trento, na época o senhor Aloisio, apoiou a ideia e o atual secretário, o senhor Sálvio, vestiu a camisa juntamente com Jean, prefeito de Nova Trento que forneceu as placas de sinalização do Caminho e também disponibilizou seu secretariados para a realização do circuito e o governo oficializou como lei. Camboriú inseriu o circuito turístico Caminhos de Santa Paulina na publicidade da cidade, e agora o secretário de turismo de Balneário Camboriú, senhor Nelson de Oliveira apresentou o Caminho com uma visita técnica com todo o seu colegiado nas propriedades que estão inseridas no roteiro, essa visita resultou na união de forças entre três secretarias, secretaria de turismo de Camboriú, Balneário Camboriú e Nova Trento e dezenas de empreendedores.

 Além dos profissionais conhecerem o roteiro, surgiu a oportunidade de incluir o circuito da Imigração Italiana para que o visitem também, que está entre as cidades de Nova Trento e São João Batista, cidade berço dos imigrantes responsáveis pela boa comida e acolhida de quem visita esse pedacinho de solo que é sagrado, pois tudo o que se planta colhe-se com fartura.

Programem-se e venham participar dessa história cheia de emoções, alegria, fé e boa gastronomia.
Venham conhecer.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 03/04/2019 às 10h44 | mvpagelkopf@gmail.com



Marcos Vinicios Pagelkopf

Assina a coluna Viagens & Turismo

Trabalho com turismo desde 1985, já fui agente de viagens, promotor de vendas de atrativos turísticos, professor de curso de recepção municipal e de guia de turismo da Univali, consultor, palestrante e idealizador de ações como a primeira comemoração do Dia Mundial do Turismo no Brasil.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade