Jornal Página 3
Coluna
Viagens & Turismo
Por Marcos Vinicios Pagelkopf

Caminho de Santa Paulina experiências e emoções

O Caminho de Santa Paulina é uma experiência recheada de sabores e emoções.

Em maio completam dois anos de caminhadas do circuito. Hoje o roteiro conta com o apoio de várias propriedades que atendem com acolhida e as hospedagens são em pousadas, pousadas fazendas, sítios e também em residências particulares.

Estamos programando a caminhada oficial de aniversário e a comemoração do reconhecimento do Caminho pelo governo estadual.

O Caminho de Santa Paulina foi constituído pelo fato da Amabile Lucia Visintainer (Santa Paulina) ter caminhado nesse roteiro, conforme pesquisas feitas pelo historiador Isaque de Borba Correia. Fui convidado por ele em 2013 para fazer o diagnóstico turístico, a viabilidade e o reconhecimento do roteiro, desde então o Caminho está sendo usado como turismo religioso, cultural, rural, ecológico, gastronômico e também como via para os praticantes do cicloturismo. O governo oficializou o roteiro, com apoio das prefeituras envolvidas e também o aval do Santuário.

A procura está aumentando, um grupo de padres estão se programando para fazer o Caminho, eles estão vindo do norte e nordeste do país e está tendo muitos pedidos de informações sobre o roteiro que é recheado de experiências envolvendo fé, cultura, história e a deliciosa gastronomia rural e italiana.

A realização do circuito tem o apoio do Santuário junto com a união do poder público municipal e estadual, e com certeza os méritos maiores pelo sucesso ficam para os moradores que no percurso atendem os visitantes com carisma e amabilidade. São três pousadas e diversas propriedades recebendo esses turistas peregrinos.

Programem-se vocês também e venham caminhar em um dos melhores circuitos de caminhada de Santa Catarina, é auto guiado e tem 32 placas com indicações.

Informações pelo email euqueroirnessa@gmail.com

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 20/02/2019 às 10h55 | mvpagelkopf@gmail.com

Turismo e Experiências

Olá meus amigos.

Minha última participação nas ações turísticas de 2018 foi sobre turismo de experiências, fui convidado para conhecer o roteiro feito caminhando por Balneário Camboriú, essa opção é mais uma atração na Costa Verde & Mar, o turista conhece o lado cultural, artístico e histórico, as artes espalhadas pelas ruas e nos prédios, a história do crescimento da cidade mais vertical do Brasil, os primeiros prédios e os mais altos são alguns dos atrativos a serem visitados, o artesanato e a cultura no bairro da Barra finalizam o passeio. 

As experiências continuam em Camboriú, cidade vizinha, onde o turismo rural, ecológico e a gastronômico da colônia são as atrações.

Em Camboriú tem trilhas, cachoeiras, piscinas naturais e também cavalgadas, os mirantes são de deixar qualquer um de queixo caído, tem as delicias da roça, os cafés originalmente rurais servidos nas propriedades de alguns moradores, no cardápio caseiro tem além de queijos, pães caseiros, cucas, bolos e geleias fabricadas colonialmente, e como sempre comento, pois tenho paixão por esse lugar, você que lê e acompanha minhas publicações estando em Camboriú não deixe de ter a experiência de conhecer o Califas Comida Caseira, o lugar é fantástico, a originalidade da família é uma atração a parte, a comida somente saboreando para saber.

Para 2019 estou preparando alguns roteiros com temas e períodos que serão escolhidos por você, vai estar incluso hospedagem e refeição, apresentaremos algumas experiências que marcarão a sua visita em Santa Catarina, exemplo será almoçar ao ar livre em uma acolhida por família italiana ou alemã, onde o carisma e os sabores são as atrações, terá opções radicais como mergulhar, voar de traike, de balão, voo livre ou helicóptero, terá também as de pura adrenalina junto a natureza que são as caminhadas entres os grandes paredões de rochas com a travessia de rios e canions, nos costões do litoral mais encantado do Brasil.

Encontrei algumas cachoeiras, piscinas naturais, fontes de água doce, cavernas e grutas na areia da praia, essas atrações irei oferecer em 2019.

Programem-se, temos o ano todo, estou aqui para sugerir indicar e informar sobre o que tem nesse estado cheio de emoções e encantos.

Venham viver um período em Santa Catarina.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 04/01/2019 às 16h22 | mvpagelkopf@gmail.com

Uma atração gratuita para você em Balneário Camboriú.

Desde minha infância observo as tartarugas no canto da praia, como era conhecido o Pontal Norte aqui em Balneário Camboriú. Tenho lembranças da década de 70 quando pescava e pegava siri na lagoa, que hoje infelizmente poluída, virou um canal. O incrível é que elas, as Cabeçudas, como são conhecidas entre os pescadores, continuam lá e nessa semana levei aos olhos do poder público a necessidade de preservar esse santuário ecológico que temos ali no Pontal Norte.

Para isso convidei o Vereador Patrick Machado, a bibliotecária Lias Manacho, o historiador Isaque Correa, uma geóloga e alguns assessores da Câmara dos Vereadores juntamente com um grupo de alunos da rede Municipal para visualizar tartarugas Marinhas a menos de 10 metros de distância.

Como sempre, com um pouco de paciência, foi possível vê-las, alguns turistas que passavam naquele momento ficaram maravilhados com o número de tartarugas, visualizamos mais de 15 animais, foi espetacular.

Estamos programando uma apresentação também aos profissionais do turismo, não conheço outro lugar que você possa ver tartarugas marinhas em habitat natural sem precisar estar embarcado, elas são avistadas da saída do canal do Marambaia até na ponta da Prainha.

Quando você estiver caminhando no Pontal Norte pare por uns minutos, observe na crista da água que vais ter uma bela surpresa, é um show gratuito que a natureza tem a nos oferecer, onde o ingresso é a nossa conscientização.

Venham conhecer.

Venha viver Santa Catarina e seus encantos.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 26/10/2018 às 13h03 | mvpagelkopf@gmail.com

Foi dado mais um passo no Caminho de Santa Paulina.

Na semana passada foi oficializado o circuito junto a Câmera do Deputados Estaduais e aceito por unanimidade.

Agora estamos ampliando o roteiro incluindo onde dormir, o que ver, onde comer e o que fazer antes e depois de completar o Caminho que inicia em Balneário Camboriú com seu termino no Santuário de Santa Paulina na cidade de Nova Trento, são 64 km de muitas emoções e encantos, passando por seis cidades.

Para quem quer fazer o caminho e não tem disposição física para ir andando tem a possibilidade de contratar um carro de apoio para acompanha-lo até o final do percurso.

São diversas propriedades atendendo os peregrinos, tem 32 placas orientando no percurso, entre os equipamentos que estão atendendo tem uma pousada fazenda, três pousadas rural, um restaurante e três propriedades que atende com acolhida.

O verão está se aproximando e com ele uma leva de turistas vem visitar Santa Catarina, e o Caminho de Santa Paulina é uma ótima atração para oferecer todos os dias.

Em dias nublados ou até mesmo com chuva torna-se um roteiro espetacular, pois tem turismo em ambiente rural onde os proprietários atendem abrindo suas portas oferecendo o que eles produzem ou simplesmente oferecendo um copo d'água ou um cafezinho a beira de um fogão a lenha ou em um galpão.

Há também a oportunidade de adquirir pães caseiros, salaminhos, queijos, linguiças, feijão, tudo quanto é tipo de frutas da época, vinhos, licores, chocolates e confecções, além dos produtos coloniais.

No lado cultural a região é tomada por descendentes de imigrantes italianos, para quem não sabe a região de São João Batista foi uma das primeiras a ser povoada por italianos em solo catarinense.

Tem dois percursos do trajeto que está inserido na mata atlântica, montanhas, trilhas, reservas ecológicas, cachoeiras e pomares repletos de frutas que proporcionam momentos únicos junto a natureza.

A gastronomia é outra atração desse passeio, os restaurantes, cantinas e casas de acolhida oferecem um cardápio onde os sabores já valem a visita.

Esse é um tesouro turístico que temos a oferecer como novidade nessa temporada. Logo será disponibilizado um quadriciclo com reboque para acompanhar os peregrinos.

Informações para você viver momentos de experiências e emoções nesse caminho que é um show, entre em contato inbox ou pelo whats 47 99274 7660.

E seja bem-vindo.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 19/09/2018 às 10h35 | mvpagelkopf@gmail.com

Sabor e Alegria no Caminho de Santa Paulina

Todos vocês que acompanham minhas postagens sabem que estamos há dois anos formando o circuito turístico Caminhos de Santa Paulina via Caetés e nessa semana levei um grupo de amigos para conhecer a nova atração. Mais uma propriedade abre as portas para atender os visitantes e peregrinos que passam pelo roteiro que liga Camboriú com Nova Trento.

Primeiro fomos respirar o ar puro na reserva ecológica do seu Garcia em meio a mata Atlântica no Bairro dos Macacos, onde está uma das nascentes do rio Camboriú, o almoço foi servido em um dos restaurantes que tem a originalidade do turismo rural como referência e indico sempre a quem vem conhecer Camboriú, é o Califas Comida Caseira, onde o atendimento, o ambiente juntamente com as delicias caseiras e os artesanatos da Buna fazem do lugar uma atração única. Esse é realmente turismo em ambiente rural.

A principio era para irmos conhecer somente a propriedade do senhor Celso e da dona Lene nos Caetês, estava programado o café de boas vindas, mas acabamos prestigiando os Califas e também visitamos a fazenda Caetês pois todos são vizinhos. É um passeio cheio de atrações, em um percurso de 27 km saindo de Balneário Camboriú você irá viver essa emoções, tudo muito próximo é muito show. E Dona Lene não deixou a desejar, o café foi servido e muito elogiado, são os sabores da roça o carro chefe dessa propriedade, no momento ela e o senhor Celso irão atender somente aos sábados e domingos com reservas até conseguirem manter um padrão de atendimento semanal ou diário.

Se você pretende conhecer, no dia 29 de setembro iremos fazer o trajeto da Casa Paroquial até os Caetés, iremos almoçar no Califas e tomar café da tarde com dona Lene, e desta vez andaremos de carro de Boi, assim prometeu o senhor Celso.

Informações para viver essas experiências pelo e-mail euqueroirnessa@gmail.com ou pelo whatsaap 047 992747660.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 04/09/2018 às 17h42 | mvpagelkopf@gmail.com

Conhecendo Balneário Camboriú

Essa semana subi o morro do Gavião que dá acesso ao Pico da Teta, na divisa do bairro das Nações com a BR 101 e com o bairro dos Estados. Um dos lugares onde pode-se observar o tamanho e a imponência que está a cidade de Balneário Camboriú.

Desse ponto se avista a cidade vizinha Camboriú e todas as cordilheiras de montanhas que separam o litoral do Vale do Itajaí e do oceano atlântico e também as pontas dos edifícios que estão surgindo na praia Brava em Itajaí.

Na década de 80 subi esse morro em busca de aventura e diversão, hoje depois de mais de 30 anos, ver a transformação que a cidade passou, me impressionou pois antes só se avistava casas e terrenos cobertos por capoeiras.

Estando lá me veio uma lembrança, uma vista da terra amarela que iniciava no bairro das nações e ia até a estrada da rainha, ver essa real transformação urbana mexe com as emoções de quem nasceu aqui como me relatou o Isaque, conforme suas palavras "estamos passando pela fralda do morro que avistei por toda minha vida e agora depois de 58 anos estou finalmente colocando meus pé arriba dele".

São várias as trilhas que levam ao topo do morro, tem uma perto do fórum e outras na BR 101, no Cristo Luz e no bairro das Nações que é por onde fomos e onde se tem um panorama praticamente total da cidade, essa é por propriedade particular, somente com autorização para subir, as demais aconselho o acompanhamento de um guia ou condutor ambiental, pois sempre que escolher essa modalidade de esporte a segurança vem em primeiro lugar.

Nesse caminhada convidei o historiador Isaque de Borba Correa, o jornalista e professor Magru Floriano, dois guias de turismo e um morador nativo do local.

O professor e o Isaque estão buscando as antigas estradas que ligam o litoral com o interior do estado. Esse é um outro fator impressionante dessa trilha, 70% dela passa em uma estrada desativada provavelmente usada para tirar madeiras, pois encontramos árvores de grande porte, algumas das maiores árvores que já avistamos em toda a região estão no bairro das Nações.

Encontramos também tucanos, pica-pau, gralha azul, aracuã, esquilos e muitas aves que ouvimos seus cantos como a quase extinta araponga que nos chamou muito a atenção, entre as plantas encontramos orquídeas e bromélias, um paraíso tropical escondido entre o morro e o mar.

 Dia 04 iremos voltar para fazer mais registros das trilhas e do visual impressionante que tem nesse belvedere natural aqui ao lado de casa, iremos em 15 participantes e um guia.

Se você quiser conhecer e obter mais informações meu e-mail mvpagelkopf@gmail.com ou no blog euqueroirnessa.com.
Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 25/07/2018 às 17h49 | mvpagelkopf@gmail.com



1 2 3 4 5 6 7

Marcos Vinicios Pagelkopf

Assina a coluna Viagens & Turismo

Trabalho com turismo desde 1985, já fui agente de viagens, promotor de vendas de atrativos turísticos, professor de curso de recepção municipal e de guia de turismo da Univali, consultor, palestrante e idealizador de ações como a primeira comemoração do Dia Mundial do Turismo no Brasil.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Viagens & Turismo
Por Marcos Vinicios Pagelkopf

Caminho de Santa Paulina experiências e emoções

O Caminho de Santa Paulina é uma experiência recheada de sabores e emoções.

Em maio completam dois anos de caminhadas do circuito. Hoje o roteiro conta com o apoio de várias propriedades que atendem com acolhida e as hospedagens são em pousadas, pousadas fazendas, sítios e também em residências particulares.

Estamos programando a caminhada oficial de aniversário e a comemoração do reconhecimento do Caminho pelo governo estadual.

O Caminho de Santa Paulina foi constituído pelo fato da Amabile Lucia Visintainer (Santa Paulina) ter caminhado nesse roteiro, conforme pesquisas feitas pelo historiador Isaque de Borba Correia. Fui convidado por ele em 2013 para fazer o diagnóstico turístico, a viabilidade e o reconhecimento do roteiro, desde então o Caminho está sendo usado como turismo religioso, cultural, rural, ecológico, gastronômico e também como via para os praticantes do cicloturismo. O governo oficializou o roteiro, com apoio das prefeituras envolvidas e também o aval do Santuário.

A procura está aumentando, um grupo de padres estão se programando para fazer o Caminho, eles estão vindo do norte e nordeste do país e está tendo muitos pedidos de informações sobre o roteiro que é recheado de experiências envolvendo fé, cultura, história e a deliciosa gastronomia rural e italiana.

A realização do circuito tem o apoio do Santuário junto com a união do poder público municipal e estadual, e com certeza os méritos maiores pelo sucesso ficam para os moradores que no percurso atendem os visitantes com carisma e amabilidade. São três pousadas e diversas propriedades recebendo esses turistas peregrinos.

Programem-se vocês também e venham caminhar em um dos melhores circuitos de caminhada de Santa Catarina, é auto guiado e tem 32 placas com indicações.

Informações pelo email euqueroirnessa@gmail.com

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 20/02/2019 às 10h55 | mvpagelkopf@gmail.com

Turismo e Experiências

Olá meus amigos.

Minha última participação nas ações turísticas de 2018 foi sobre turismo de experiências, fui convidado para conhecer o roteiro feito caminhando por Balneário Camboriú, essa opção é mais uma atração na Costa Verde & Mar, o turista conhece o lado cultural, artístico e histórico, as artes espalhadas pelas ruas e nos prédios, a história do crescimento da cidade mais vertical do Brasil, os primeiros prédios e os mais altos são alguns dos atrativos a serem visitados, o artesanato e a cultura no bairro da Barra finalizam o passeio. 

As experiências continuam em Camboriú, cidade vizinha, onde o turismo rural, ecológico e a gastronômico da colônia são as atrações.

Em Camboriú tem trilhas, cachoeiras, piscinas naturais e também cavalgadas, os mirantes são de deixar qualquer um de queixo caído, tem as delicias da roça, os cafés originalmente rurais servidos nas propriedades de alguns moradores, no cardápio caseiro tem além de queijos, pães caseiros, cucas, bolos e geleias fabricadas colonialmente, e como sempre comento, pois tenho paixão por esse lugar, você que lê e acompanha minhas publicações estando em Camboriú não deixe de ter a experiência de conhecer o Califas Comida Caseira, o lugar é fantástico, a originalidade da família é uma atração a parte, a comida somente saboreando para saber.

Para 2019 estou preparando alguns roteiros com temas e períodos que serão escolhidos por você, vai estar incluso hospedagem e refeição, apresentaremos algumas experiências que marcarão a sua visita em Santa Catarina, exemplo será almoçar ao ar livre em uma acolhida por família italiana ou alemã, onde o carisma e os sabores são as atrações, terá opções radicais como mergulhar, voar de traike, de balão, voo livre ou helicóptero, terá também as de pura adrenalina junto a natureza que são as caminhadas entres os grandes paredões de rochas com a travessia de rios e canions, nos costões do litoral mais encantado do Brasil.

Encontrei algumas cachoeiras, piscinas naturais, fontes de água doce, cavernas e grutas na areia da praia, essas atrações irei oferecer em 2019.

Programem-se, temos o ano todo, estou aqui para sugerir indicar e informar sobre o que tem nesse estado cheio de emoções e encantos.

Venham viver um período em Santa Catarina.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 04/01/2019 às 16h22 | mvpagelkopf@gmail.com

Uma atração gratuita para você em Balneário Camboriú.

Desde minha infância observo as tartarugas no canto da praia, como era conhecido o Pontal Norte aqui em Balneário Camboriú. Tenho lembranças da década de 70 quando pescava e pegava siri na lagoa, que hoje infelizmente poluída, virou um canal. O incrível é que elas, as Cabeçudas, como são conhecidas entre os pescadores, continuam lá e nessa semana levei aos olhos do poder público a necessidade de preservar esse santuário ecológico que temos ali no Pontal Norte.

Para isso convidei o Vereador Patrick Machado, a bibliotecária Lias Manacho, o historiador Isaque Correa, uma geóloga e alguns assessores da Câmara dos Vereadores juntamente com um grupo de alunos da rede Municipal para visualizar tartarugas Marinhas a menos de 10 metros de distância.

Como sempre, com um pouco de paciência, foi possível vê-las, alguns turistas que passavam naquele momento ficaram maravilhados com o número de tartarugas, visualizamos mais de 15 animais, foi espetacular.

Estamos programando uma apresentação também aos profissionais do turismo, não conheço outro lugar que você possa ver tartarugas marinhas em habitat natural sem precisar estar embarcado, elas são avistadas da saída do canal do Marambaia até na ponta da Prainha.

Quando você estiver caminhando no Pontal Norte pare por uns minutos, observe na crista da água que vais ter uma bela surpresa, é um show gratuito que a natureza tem a nos oferecer, onde o ingresso é a nossa conscientização.

Venham conhecer.

Venha viver Santa Catarina e seus encantos.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 26/10/2018 às 13h03 | mvpagelkopf@gmail.com

Foi dado mais um passo no Caminho de Santa Paulina.

Na semana passada foi oficializado o circuito junto a Câmera do Deputados Estaduais e aceito por unanimidade.

Agora estamos ampliando o roteiro incluindo onde dormir, o que ver, onde comer e o que fazer antes e depois de completar o Caminho que inicia em Balneário Camboriú com seu termino no Santuário de Santa Paulina na cidade de Nova Trento, são 64 km de muitas emoções e encantos, passando por seis cidades.

Para quem quer fazer o caminho e não tem disposição física para ir andando tem a possibilidade de contratar um carro de apoio para acompanha-lo até o final do percurso.

São diversas propriedades atendendo os peregrinos, tem 32 placas orientando no percurso, entre os equipamentos que estão atendendo tem uma pousada fazenda, três pousadas rural, um restaurante e três propriedades que atende com acolhida.

O verão está se aproximando e com ele uma leva de turistas vem visitar Santa Catarina, e o Caminho de Santa Paulina é uma ótima atração para oferecer todos os dias.

Em dias nublados ou até mesmo com chuva torna-se um roteiro espetacular, pois tem turismo em ambiente rural onde os proprietários atendem abrindo suas portas oferecendo o que eles produzem ou simplesmente oferecendo um copo d'água ou um cafezinho a beira de um fogão a lenha ou em um galpão.

Há também a oportunidade de adquirir pães caseiros, salaminhos, queijos, linguiças, feijão, tudo quanto é tipo de frutas da época, vinhos, licores, chocolates e confecções, além dos produtos coloniais.

No lado cultural a região é tomada por descendentes de imigrantes italianos, para quem não sabe a região de São João Batista foi uma das primeiras a ser povoada por italianos em solo catarinense.

Tem dois percursos do trajeto que está inserido na mata atlântica, montanhas, trilhas, reservas ecológicas, cachoeiras e pomares repletos de frutas que proporcionam momentos únicos junto a natureza.

A gastronomia é outra atração desse passeio, os restaurantes, cantinas e casas de acolhida oferecem um cardápio onde os sabores já valem a visita.

Esse é um tesouro turístico que temos a oferecer como novidade nessa temporada. Logo será disponibilizado um quadriciclo com reboque para acompanhar os peregrinos.

Informações para você viver momentos de experiências e emoções nesse caminho que é um show, entre em contato inbox ou pelo whats 47 99274 7660.

E seja bem-vindo.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 19/09/2018 às 10h35 | mvpagelkopf@gmail.com

Sabor e Alegria no Caminho de Santa Paulina

Todos vocês que acompanham minhas postagens sabem que estamos há dois anos formando o circuito turístico Caminhos de Santa Paulina via Caetés e nessa semana levei um grupo de amigos para conhecer a nova atração. Mais uma propriedade abre as portas para atender os visitantes e peregrinos que passam pelo roteiro que liga Camboriú com Nova Trento.

Primeiro fomos respirar o ar puro na reserva ecológica do seu Garcia em meio a mata Atlântica no Bairro dos Macacos, onde está uma das nascentes do rio Camboriú, o almoço foi servido em um dos restaurantes que tem a originalidade do turismo rural como referência e indico sempre a quem vem conhecer Camboriú, é o Califas Comida Caseira, onde o atendimento, o ambiente juntamente com as delicias caseiras e os artesanatos da Buna fazem do lugar uma atração única. Esse é realmente turismo em ambiente rural.

A principio era para irmos conhecer somente a propriedade do senhor Celso e da dona Lene nos Caetês, estava programado o café de boas vindas, mas acabamos prestigiando os Califas e também visitamos a fazenda Caetês pois todos são vizinhos. É um passeio cheio de atrações, em um percurso de 27 km saindo de Balneário Camboriú você irá viver essa emoções, tudo muito próximo é muito show. E Dona Lene não deixou a desejar, o café foi servido e muito elogiado, são os sabores da roça o carro chefe dessa propriedade, no momento ela e o senhor Celso irão atender somente aos sábados e domingos com reservas até conseguirem manter um padrão de atendimento semanal ou diário.

Se você pretende conhecer, no dia 29 de setembro iremos fazer o trajeto da Casa Paroquial até os Caetés, iremos almoçar no Califas e tomar café da tarde com dona Lene, e desta vez andaremos de carro de Boi, assim prometeu o senhor Celso.

Informações para viver essas experiências pelo e-mail euqueroirnessa@gmail.com ou pelo whatsaap 047 992747660.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 04/09/2018 às 17h42 | mvpagelkopf@gmail.com

Conhecendo Balneário Camboriú

Essa semana subi o morro do Gavião que dá acesso ao Pico da Teta, na divisa do bairro das Nações com a BR 101 e com o bairro dos Estados. Um dos lugares onde pode-se observar o tamanho e a imponência que está a cidade de Balneário Camboriú.

Desse ponto se avista a cidade vizinha Camboriú e todas as cordilheiras de montanhas que separam o litoral do Vale do Itajaí e do oceano atlântico e também as pontas dos edifícios que estão surgindo na praia Brava em Itajaí.

Na década de 80 subi esse morro em busca de aventura e diversão, hoje depois de mais de 30 anos, ver a transformação que a cidade passou, me impressionou pois antes só se avistava casas e terrenos cobertos por capoeiras.

Estando lá me veio uma lembrança, uma vista da terra amarela que iniciava no bairro das nações e ia até a estrada da rainha, ver essa real transformação urbana mexe com as emoções de quem nasceu aqui como me relatou o Isaque, conforme suas palavras "estamos passando pela fralda do morro que avistei por toda minha vida e agora depois de 58 anos estou finalmente colocando meus pé arriba dele".

São várias as trilhas que levam ao topo do morro, tem uma perto do fórum e outras na BR 101, no Cristo Luz e no bairro das Nações que é por onde fomos e onde se tem um panorama praticamente total da cidade, essa é por propriedade particular, somente com autorização para subir, as demais aconselho o acompanhamento de um guia ou condutor ambiental, pois sempre que escolher essa modalidade de esporte a segurança vem em primeiro lugar.

Nesse caminhada convidei o historiador Isaque de Borba Correa, o jornalista e professor Magru Floriano, dois guias de turismo e um morador nativo do local.

O professor e o Isaque estão buscando as antigas estradas que ligam o litoral com o interior do estado. Esse é um outro fator impressionante dessa trilha, 70% dela passa em uma estrada desativada provavelmente usada para tirar madeiras, pois encontramos árvores de grande porte, algumas das maiores árvores que já avistamos em toda a região estão no bairro das Nações.

Encontramos também tucanos, pica-pau, gralha azul, aracuã, esquilos e muitas aves que ouvimos seus cantos como a quase extinta araponga que nos chamou muito a atenção, entre as plantas encontramos orquídeas e bromélias, um paraíso tropical escondido entre o morro e o mar.

 Dia 04 iremos voltar para fazer mais registros das trilhas e do visual impressionante que tem nesse belvedere natural aqui ao lado de casa, iremos em 15 participantes e um guia.

Se você quiser conhecer e obter mais informações meu e-mail mvpagelkopf@gmail.com ou no blog euqueroirnessa.com.
Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 25/07/2018 às 17h49 | mvpagelkopf@gmail.com



1 2 3 4 5 6 7

Marcos Vinicios Pagelkopf

Assina a coluna Viagens & Turismo

Trabalho com turismo desde 1985, já fui agente de viagens, promotor de vendas de atrativos turísticos, professor de curso de recepção municipal e de guia de turismo da Univali, consultor, palestrante e idealizador de ações como a primeira comemoração do Dia Mundial do Turismo no Brasil.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade