Jornal Página 3
Coluna
Viagens & Turismo
Por Marcos Vinicios Pagelkopf

Retrospectiva 2017

Olá meus amigos e seguidores das maravilhas de Santa Catarina.

Mais um ano está chegando ao fim, estou muito grato por ter proporcionado momentos de lazer e atividades para alguns de vocês e também pelo simples fato de alegrar diariamente os olhos e despertar o espirito de aventura dentro de cada um que curte ao ver as imagens do que temos de mais belo e extasiante no estado.

Foi um ano cheio de emoções, sensações, sabores, desafios e novas amizades.

Nossos serviços de divulgações iniciaram em 2013 e em quatro anos formamos mais de cem roteiros turísticos e visitamos inúmeros atrativos em Santa Catarina. 2017 foi um ano muito especial, um ano de contato com a natureza, com caminhadas, trilhas na mata atlântica e muita superação e adrenalina.

 

Nesse ano tivemos ações fundamentais como a elaboração do lançamento do Caminho de Santa Paulina entre Camboriú e Nova Trento, participação na Caminhada de Compostela em Florianópolis, reconhecimento das trilhas liberadas pelo ministério público em Governador Celso Ramos, cruzamos a Serra da Leoa no Vale Europeu e as escarpas de Alfredo Wagner caminhando em Pedras Brancas, sentimos muita adrenalina no Caminho dos Canyons, pedalamos na Costa Esmeralda comprovando que entre Balneário Camboriú e Penha 80% do percurso é com ciclovias e 100% com muita natureza, são 32 quilômetros de pura alegria.
 

Apresentamos novas opções turísticas aos agenciadores de Balneário Camboriú como Dr. Pedrinho, Rio dos Cedros, Alfredo Wagner, Ibirama, Praia Grande e também atrações no litoral, participei da capacitação para os guias de turismo regionais, fazendo a cobertura e colaborando no operacional.

 

Foi um ano de bastante atividades e também de contato com o poder público e com os canais de comunicações. Analizando o tempo e os quilômetros que percorremos nesse quatro anos rodando atrás de emoções e visuais, acredito que não chegamos a conhecer 20% das belezas naturais que esse estado tem.

 

Quando iniciei publicando os atrativos em 2013 não imaginava a repercusão positiva de vocês e também dos meios de comunicação e jornais que estão em busca de informações. Hoje estamos escrevendo em cinco colunas de turismo, devo isso a vocês que me acompanham on-line e aos colaboradores dessas ações que durante os anos ajudaram nas avaliações dos novos atrativos. e colaborando também nos custos financeiros dessas visitas.

 

E para fechar o ano com chave de ouro estou programando as próximas visitas com os caçadores de cultura e turismo, uma dupla de intelectuais incríveis, o professor, escritor, historiador, jornalista Magru Floriano e o Isaque De Borba Correia nosso ilustre historiador catarinense.

Foram eles os primeiros colaboradores dessas ações em 2013, e nessa semana iniciaremos a busca de novos atrativos e visitas para 2018, onde iremos apresentar cultura, gastronomia, esporte e turismo para você meu amigo que tem Santa Catarina como seu destino.

Um grande abraço a todos em nome da minha família e dos meus colaboradores, desejamos um novo ano com muita prosperidade, saúde e muitos passeios, dando preferência aos roteiros em Santa Catarina.

Feliz Festas e boas férias a todos.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 11/12/2017 às 15h01 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade

Praia Grande, cidade dos cânions

Voltei a Praia Grande nessa semana, a cidade dos cânions, e dessa vez fomos no parque Aparados da Serra, onde nos deparamos com chuva e nevoeiro. Foi mais um desafio para mostrar que as atrações não se limitam pelo clima.

Já na chegada da cidade vi os paredões gigantescos sumirem em nossa frente, o clima nessa região é muito instável, hora dá sol e de repente começa a chuva.

 

Quando chegamos na Pousada Refúgio das Montanhas começou uma chuva com muita intensidade, mudei o roteiro e fomos a um lugar que o nome tem tudo a ver, "Magia das Águas", tem cachoeiras, cascatas e uma vista de tirar o fôlego.

Retornamos na Pousada onde o jantar foi um show de arte, pois a mesa que é preparada no Refúgio tem uma decoração diferente em cada refeição, o cardápio é um dos atrativos da pousada, a carne é assada com estilo tropeiro acompanhado de batatas, escondidinhos, saladas totalmente orgânicas e o charme da mesa fica por conta das flores, pimentas e pedras, somente vindo para ver e sentir esses sabores.

 

No segundo dia após o maravilhoso café da manhã servido com muito bom gosto, subimos a serra do Faxinal.
Em cima é Rio Grande do Sul e um metro abaixo dos peraus está Santa Catarina, a vista maravilhosa é de lá, onde podemos contemplar as curvas e os relevos dos imensos paredões dos Cânions do Itambézinho que fazem a divisa entre os estados.

Quando chegamos na entrada do parque Nacional de Aparados da Serra uma surpresa, o Governo Federal não tinha mais funcionários trabalhando na conservação e administração das entradas que está hoje nas mãos de voluntários.

O Parque Aparados da Serra hoje só está aberto porque está sendo preservado por alguns voluntários de Cambará do Sul - RS e por alguns guias e voluntários de Praia Grande - SC. E todos que visitam o parque deixam uma colaboração espontânea para auxiliar na sua manutenção.

 

Quando visitei pela primeira, tinha vários caixas na recepção principal, carros do governo, agentes fazendo limpeza e manutenção, uma estrutura impecável. Hoje o aspecto de abandono, ferrugem, cercas quebradas gera muita tristeza. Uma vergonha para o turismo nacional, uma vergonha para todos, pois temos turistas Japoneses, Americanos, Europeus e Brasileiros visitando e caminhando pelas trilhas.

A preservação do parque Nacional é obrigação do Governo e está abandonado, largado às traças infelizmente.

Voltando a parte boa da visita, a chuva caiu até chegarmos no parque, o tempo logo abriu e conseguimos em poucos minutos registrar a visita com a dadiva de um arco-íris.

No fim da trilha da vértice tem um sítio em que os proprietários atendem os visitantes oferecendo um café ou um chimarão que é a bebida tradicional do gaúchos. A casa foi construída pelos imigrantes italianos no ano de 1942, não tem energia elétrica e tudo é manual.

A casa e a propriedade já foram cenário da rede Globo em várias novelas e seriados. Foi fugindo da chuva que o destino nos levou a conhecer esse paraíso. Ela atende com café, vende mel, queijos, salaminhos, ponches, mantas, luvas de lã tecidas por ela mesmo, arte feita com dedicação e carinho em cada peça.

Por isso falo que com chuva ou com sol Praia Grande é sensacional.

Venha conhecer você também.
Venha sentir essas emoções.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 29/11/2017 às 09h50 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade

Confraternização em Nova Trento

Estou feliz em poder cumprir com uma promessa feita ao Secretário de Turismo de Nova Trento e para irmã Anna Tomelin, Diretora Geral do santuário da Santa Paulina. Quando ajudei no pré Lançamento do Caminho da Santa Paulina me comprometi em organizar uma visita de familiarização com os guias e profissionais do turismo em Nova Trento.

A liderança da minha amiga Vivian Brand e sua vontade de promover a classe levou praticamente 60 profissionais a participarem desse famtur. Como já tinha ocorrido em Blumenau, Balneário Camboriú, Florianopolis, Joinville e Itajai, indiquei um próximo destino, e foi Nova Trento o escolhido.

Fomos recebidos de braços abertos com um legítimo café da manhã à moda italiana regado a sucos, frutas, polenta frita e ovos mexidos, tudo isso acompanhados de dezenas de quitutes da Nona, pães de várias formas e cores junto com queijos e salaminhos, dá água na boca só de lembrar.

A administração e os empresários não deixaram a peteca cair, foi um dia repleto de conhecimento, depoimentos, apresentações gastronômicas, degustações de vinhos e cervejas e provaram que os italianos também sabem fazer chopp, uma verdadeira festa à moda italiana.

No lado cultural tivemos várias palestras por historiadores e visitamos museus, santuários, igrejas e vinícolas com suas adegas. Para finalizar, os empresários juntamente com a Secretaria de Turismo Municipal, proporcionou um banquete italiano com muito calor humano, marcando assim a despedida que na verdade é uma boas vindas, pois justamente essa ação é na abertura do Verão onde esses guias irão apresentar a milhares de turistas diariamente o que temos de melhor em Santa Catarina..

Participaram dessa ação guias de Turismo de Florianópolis, Balneário Camboriú, Itajaí, Navegantes, Blumenau e de Nova Trento. São trabalhos como esses com custo baixo, criatividade e parcerias que o turismo acontece. Fomos comprovar que Nova Trento pode ser o seu destino nesse verão, reserve um ou mais dias para conhecer esse pedaço da Itália encravado no paraíso que é Santa Catarina.

A próxima ação será em Urubici, aguarde que apresentaremos o que tem na Serra Catarinense.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 14/11/2017 às 14h49 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade

O que tem de melhor em Santa Catarina

Quando iniciei as divulgações dos atrativos turísticos de Santa Catarina em 2013, a pousada Refúgio Das Montanhas foi uma das primeira a me receber, se buscar nas postagens comento sobre esse casal espetacular que tem um carisma sem igual, eles me recepcionaram e abriram as portas convidando-me a divulgar esse pequeno paraíso, um lugar que realmente tem alma.

A arte aliada ao charme e conforto da impressionante obra construída por suas mãos, mostra o zelo e a qualidade de turismo que ele e sua companheira Silvana apresentam abrindo espaço em momentos de suas vidas acolhendo e proporcionando uma estada que marca a sua vida.

Esse pedaço do paraíso catarinense, o Caminho dos Cânions, é um destino exclusivo e muito pouco conhecido por brasileiros, o turismo ecológico juntamente com o gastronômico consagram Praia Grande a titulo internacional.

No ano de 2013 repeti várias vezes esse roteiro e no último dia 28 voltei com alguns amigos que impressionaram-se com o que viram, com os sabores e experiências que viveram em Praia Grande em apenas dois dias, porém, atrativos tem para curtir por dois meses.

Pensa em um lugar onde você sente o sabor do ar, isso existe é em Santa Catarina.

A parte de cima é Rio Grande do Sul e em baixo Santa Catarina, tem diversas atrações desde quadriciclos a cavalgadas, tirolesas e caminhadas, o carro chefe é os cânions, a trilha do Rio do Boi é a mais concorrida e mais pesada, somente para os fortes, e a trilha do gigante Malacara, o grande cavalo com cara marcada na ponta do penhasco é visivelmente vista logo depois de duas travessias de rio.

Para você que segue minhas postagens esse roteiro indico com total confiança porque as experiências vividas valem cada km rodado para chegar nesse destino espetacular que temos em Santa Catarina.

E as refeições feitas pelas mão do casal irá impressionar você também, pois o Glei além de ter feito praticamente todos os móveis e todo o paisagismo do Refúgio da Montanha, ele diariamente faz uma obra de arte exclusiva para cada refeição servida, é um show de sabores, cores e aromas.

Quatro anos se passaram e a pousada Refúgio hoje tem cinco unidades e serviço completo de atrativos.

O Glei que está sempre impressionando colocou mais uma novidade marcante, a cerveja Refugio da Montanhas produzida com água do Gigante Malacara, venha saborear.

Venha conhecer e não irá se arrepender.

Santa Catarina tem um encanto em cada canto, e é no canto Sul do estado que Praia Grande faz seu espetáculo, fica logo ali na divisa dos dois estados, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 30/10/2017 às 18h16 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade

Turismo em Alfredo Wagner

Outro dia uma amiga representante do turismo no Caminhos do Alto Vale pediu uma sugestão de roteiro técnico para apresentar e visitar com o colegiado local, o desafio maior é que teria que ser day use, (sem hospedagem) e que os atrativos tivessem uma realidade parecida com a vivida no Caminhos Alto Vale, teria que ser bem desenvolvido no turismo cultural e gastronômico em ambiente rural e ecológico.

Passei três sugestões de regiões que visito, o roteiro escolhido foi na cidade de Alfredo Wagner, um dia de cultura, gastronomia, convivência em ambiente rural e ecológico na Capital das Nascentes.

Os atrativos e equipamentos apresentados foram a pousada Fazenda Campinho o parque aquático Salto da Águas e o sítio Café Pedras Rollantes.

Na Fazenda os visitantes andaram de trator e percorreram uma trilha ecológica com visita na cachoeira do Poço Certo que é uma das atrações da Campinho, que também oferece cavalgadas, fogo de chão e as hospedagens são em dois chales com acomodações para casal e duas casas grandes para acomodar grupos de até 40 participantes.

E para celebrar o encontro foi servido um delicioso café rural estilo da fazenda em que participaram secretários de turismo, empresários e representantes dos 28 municípios do Caminhos do Alto Vale.

O almoço foi no restaurante do parque Salto das Águas onde os sabores são divididos com as emoções e diversões. O parque tem brinquedos aquáticos modernos com temáticas representadas por enormes esculturas e é mais um instrumento do turismo na Capital das Nascente.

Em Pedras Rollantes foi apresentado uma forma personalizada de turismo de experiência, onde os sentidos são explorados em vários pontos da propriedade.

O Café é servido e envolvido em pequenos detalhes que formam um conjunto mágico, o enxoval que compõem o ambiente, o designer das mesas e cadeiras, as pratarias e porcelanas combinado com as receitas que são criadas a partir dos produtos produzidos no sitio ou na região. São pães de várias formas e sabores, doces de frutas da estação, sabores cítricos explorados com achocolatados.

Em Pedras Rollantes além das experiências gastronômicas também tem hospedagens.

Tudo o que é apresentado no cardápio é servido em um ritual pelos proprietários, detalhando com requinte o que você está experimentando. Encontrei-me com o grupo na hora do almoço, trocamos contatos e combinamos apresentar o Caminhos do Alto Vale para vocês meus amigos que acompanham as dicas e sugestões de lazer em Santa Catarina.

O que Alfredo Wagner tem de mais especial é a natureza e não deu tempo para eles conhecerem.

Para que você conheça essas dicas publico no blog euqueroirnessa.com.br. Alfredo Wagner foi aprovado e agora é a vez de aprovarmos os Caminhos do Alto Vale. Venha conhecer.

 

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 17/10/2017 às 17h19 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade

Porto Belo em todos os ângulos

Montar um roteiro turístico é como montar uma receita de um delicioso prato.

Suas dosagens certas, contam pontos no resultado final. Santa Catarina tem todos os ingredientes e com muita qualidade.

 

Essa visita que elaboramos em Porto Belo foi para incluir um atrativo moderno e arrojado que corresponde a expectativa de quem está em busca de experiências.

Fomos conhecer a Costa Esmeralda de helicóptero visualizando onde iríamos caminhar, a sensação é espetacular. Ver do alto um dos mais lindos contornos naturais de Santa Catarina é uma experiência que indico a todos.

Escolhemos para completar as experiências dessa aventura a zona rural e pesqueira de Porto Belo, a trilha escolhida foi a da ponta do Caixa D'Aço.

Os mirantes proporcionam uma vista que completa o que vimos do alto: uma forma única e impressionante de conhecer a Costa Esmeralda.

 

O almoço nos foi servido em panela de barro feita no fogão à lenha, Porto Belo tem além de muita ecologia, aventura e uma gastronomia espetacular.

Para quem conhece Porto Belo é fácil se localizar, pois o ponto de referência é a empresa de pesca Pioneira, para chegar no Caixa D'Aço é somente pelo mar, mais o Araçá e a praia do Estaleiro chega-se caminhando.

 

Outro fator que me encanta nessa localidade da Península são as vilas de pescadores que com o colorido das casas e das embarcações formam um cartão postal em cada canto, a mata atlântica é o bordado desse roteiro de emoções na Costa Esmeralda.

Venha voar pela manhã na Costa Esmeralda decolando do hangar em Itapema, esse é o inicio das emoções desse roteiro, minha sugestão de entrada obrigatória é o Alambique do Alemão no bairro Alto Pereque, tem pinga, licores, doces e produtos rurais à venda.

Seguimos em sentido a Porto Belo, a primeira trilha é curta, inicia em uma escada que da acesso à praia do Estaleiro, depois do desgaste físico a apetite é estimulado, se for buscar um bom almoço é no Panela de Barro, um restaurante que busca sabor e bom gosto.

 
 

Depois de sentir os sabores da cozinha Açoriana, seguimos ao parque Fritz Muller para caminhar onde piratas e o próprio Fritz fez coletas de dados que colaboraram nas pesquisas de Darwin.

Um roteiro cheio de história, cultura, gastronomia e muitas emoções junto a natureza.

Visitamos um Resort e dois mirantes, mas isso fica para próxima postagem.

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 06/10/2017 às 09h22 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade





publicidade



1 2 3 4 5 6

Marcos Vinicios Pagelkopf

Assina a coluna Viagens & Turismo

Trabalho com turismo desde 1985, já fui agente de viagens, promotor de vendas de atrativos turísticos, professor de curso de recepção municipal e de guia de turismo da Univali, consultor, palestrante e idealizador de ações como a primeira comemoração do Dia Mundial do Turismo no Brasil.
















Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br