Jornal Página 3
Coluna
Mobilidade Urbana BC
Por Henrique da Silva Wendhausen

Onde há boa estrutura, a demanda só cresce

Informo que o não uso dos modais automóvel e ônibus, não fara nenhuma falta a seus usuários, haja vista que estes modais aqui em Balneário Camboriú estão ficando em descrédito, o primeiro pelos seguidos engarrafamentos e o segundo pela estrutura deficitária que apresenta neste momento.

Explico: Balneário Camboriú é privilegiada por ter 90 % do seu território plano, facilitando o deslocamento de todos, quer seja a pé ou de bicicleta. A administração pública que tem como seu representante o prefeito Edson Renato Dias, queiram ou não está fazendo a sua parte com a melhora das calçadas e com a expansão do sistema cicloviário, ação super elogiável. Com a expansão do sistema cicloviário e com as novas calçadas, podemos nos deslocar por aí com mais segurança e muito mais rápido haja vista que os engarrafamentos já se tornaram uma rotina no inverno que é baixa temporada e também fora dos horários de pico. Imaginem como será no verão.

A matemática nos ensina que num trajeto de 7 km (3.5 km ida e 3,5 km volta) é super viável de se caminhar ao nos dirigirmos para o nosso trabalho, para a escola ou ainda para outros afazeres. De outra maneira num trajeto de 10 km (5 km de ida e 5 km de volta) você pode usar o modal bicicleta para o seu deslocamento na sua rotina do dia a dia. A única coisa que temos que fazer é ter a iniciativa de acordar 15 minutos mais cedo, só isto. Dependendo da situação você pode até se surpreender chegando ao seu destino antes do previsto. Garanto também que chegará antes dos automóveis ou ainda se for de ônibus, muito mais cedo. Faça um teste e descubra se estou certo ou não.

Balneário Camboriú tem 90% do seu território plano, e as distâncias de uma ponta a outra na cidade, não ultrapassam os 10 km. Portanto as ideias que citei acima, são possíveis de serem aplicadas. Você meu amigo, que possui o livre arbítrio para decidir o que é certo do errado, só pode apoiar esta iniciativa, e por que digo isto? Vou citar só uma palavra,‘’SAÚDE’’, o resto é complemento.

Desta maneira quero lembrar a todos que com o aumento do sistema cicloviário e com a melhora da estrutura das calçadas, a demanda pelo uso destes dois espaços aumentou consideravelmente em relação a anos passados. Posso lembrar também que a gasolina aumentou substancialmente encarecendo e muito o uso dos automóveis,mas também lembro que ao nos deslocarmos para nosso destino quer seja a pé ou de bicicleta, estamos colaborando diretamente não só com a nossa saúde, mas também com o meio ambiente e que só isto já basta para que tenhamos esta iniciativa.

Sou ciclista em tempo integral, não possuo carro, pedalo direto pelo sistema cicloviário de Balneário Camboriú e posso garantir a todos que a demanda por este espaço aumentou a olhos vistos.

Como ciclistas conseguem se comunicar com mais facilidade com quem está a sua volta, converso direto com outros parceiros e estes me informam que voltaram a pedalar por que se sentem protegidos dos automóveis. As mulheres também fazem parte desta turma, elas estão invadindo as ciclovias, não só como diversão, mas também para o seu deslocamento no dia a dia, quer seja para ir fazer compras ou se dirigir ao trabalho. A ciclofaixa da Avenida Atlântica, está sendo ocupada não só por quem visa passear, mas também por trabalhadores se dirigindo aos respectivos locais de seus serviços.

Para encerrar, chegamos à conclusão de que a demanda pelas ciclovias está totalmente reprimida, basta observarmos a grande circulação de ciclistas que está ocorrendo com a expansão deste sistema. Se a prefeitura continuar a executar o que está no papel teremos com certeza uma cidade amiga dos ciclistas e um exemplo para dar a outras cidades.

Link das Vias ciclísticas já implementadas em Balneário Camboriú e Camboriú:

http://www.acbc.com.br/mobilidade/implantada/baln-camboriu/

http://www.acbc.com.br/mobilidade/implantada/camboriu/

UM PEDESTRE E UM CICLISTA A MAIS NAS RUAS, SIGNIFICAM UM CARRO A MENOS NAS VIAS. PENSEM NISTO.

Escrito por Henrique da Silva Wendhausen, 02/10/2015 às 13h59 | h.s.wendhausen@gmail.com



Henrique da Silva Wendhausen

Assina a coluna Mobilidade Urbana BC

Administrador e cicloativista. Presidente da Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Mobilidade Urbana BC
Por Henrique da Silva Wendhausen

Onde há boa estrutura, a demanda só cresce

Informo que o não uso dos modais automóvel e ônibus, não fara nenhuma falta a seus usuários, haja vista que estes modais aqui em Balneário Camboriú estão ficando em descrédito, o primeiro pelos seguidos engarrafamentos e o segundo pela estrutura deficitária que apresenta neste momento.

Explico: Balneário Camboriú é privilegiada por ter 90 % do seu território plano, facilitando o deslocamento de todos, quer seja a pé ou de bicicleta. A administração pública que tem como seu representante o prefeito Edson Renato Dias, queiram ou não está fazendo a sua parte com a melhora das calçadas e com a expansão do sistema cicloviário, ação super elogiável. Com a expansão do sistema cicloviário e com as novas calçadas, podemos nos deslocar por aí com mais segurança e muito mais rápido haja vista que os engarrafamentos já se tornaram uma rotina no inverno que é baixa temporada e também fora dos horários de pico. Imaginem como será no verão.

A matemática nos ensina que num trajeto de 7 km (3.5 km ida e 3,5 km volta) é super viável de se caminhar ao nos dirigirmos para o nosso trabalho, para a escola ou ainda para outros afazeres. De outra maneira num trajeto de 10 km (5 km de ida e 5 km de volta) você pode usar o modal bicicleta para o seu deslocamento na sua rotina do dia a dia. A única coisa que temos que fazer é ter a iniciativa de acordar 15 minutos mais cedo, só isto. Dependendo da situação você pode até se surpreender chegando ao seu destino antes do previsto. Garanto também que chegará antes dos automóveis ou ainda se for de ônibus, muito mais cedo. Faça um teste e descubra se estou certo ou não.

Balneário Camboriú tem 90% do seu território plano, e as distâncias de uma ponta a outra na cidade, não ultrapassam os 10 km. Portanto as ideias que citei acima, são possíveis de serem aplicadas. Você meu amigo, que possui o livre arbítrio para decidir o que é certo do errado, só pode apoiar esta iniciativa, e por que digo isto? Vou citar só uma palavra,‘’SAÚDE’’, o resto é complemento.

Desta maneira quero lembrar a todos que com o aumento do sistema cicloviário e com a melhora da estrutura das calçadas, a demanda pelo uso destes dois espaços aumentou consideravelmente em relação a anos passados. Posso lembrar também que a gasolina aumentou substancialmente encarecendo e muito o uso dos automóveis,mas também lembro que ao nos deslocarmos para nosso destino quer seja a pé ou de bicicleta, estamos colaborando diretamente não só com a nossa saúde, mas também com o meio ambiente e que só isto já basta para que tenhamos esta iniciativa.

Sou ciclista em tempo integral, não possuo carro, pedalo direto pelo sistema cicloviário de Balneário Camboriú e posso garantir a todos que a demanda por este espaço aumentou a olhos vistos.

Como ciclistas conseguem se comunicar com mais facilidade com quem está a sua volta, converso direto com outros parceiros e estes me informam que voltaram a pedalar por que se sentem protegidos dos automóveis. As mulheres também fazem parte desta turma, elas estão invadindo as ciclovias, não só como diversão, mas também para o seu deslocamento no dia a dia, quer seja para ir fazer compras ou se dirigir ao trabalho. A ciclofaixa da Avenida Atlântica, está sendo ocupada não só por quem visa passear, mas também por trabalhadores se dirigindo aos respectivos locais de seus serviços.

Para encerrar, chegamos à conclusão de que a demanda pelas ciclovias está totalmente reprimida, basta observarmos a grande circulação de ciclistas que está ocorrendo com a expansão deste sistema. Se a prefeitura continuar a executar o que está no papel teremos com certeza uma cidade amiga dos ciclistas e um exemplo para dar a outras cidades.

Link das Vias ciclísticas já implementadas em Balneário Camboriú e Camboriú:

http://www.acbc.com.br/mobilidade/implantada/baln-camboriu/

http://www.acbc.com.br/mobilidade/implantada/camboriu/

UM PEDESTRE E UM CICLISTA A MAIS NAS RUAS, SIGNIFICAM UM CARRO A MENOS NAS VIAS. PENSEM NISTO.

Escrito por Henrique da Silva Wendhausen, 02/10/2015 às 13h59 | h.s.wendhausen@gmail.com



Henrique da Silva Wendhausen

Assina a coluna Mobilidade Urbana BC

Administrador e cicloativista. Presidente da Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú