Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Índice Geral de Preços – Mercado, Boicote, Cartórios, Convênios, Europa fechada

Índice Geral de Preços – Mercado

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel no país, registrou taxa de inflação de 1,56% em junho deste ano, taxa superior ao 0,28% de maio. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com o resultado de junho, o IGP-M acumula taxas de inflação de 4,39% no semestre e 7,31% em 12 meses.

Boicote

A disseminação de conteúdos de ódio e notícias falsas sem controle pela plataforma levou uma série de grandes empresas do planeta a boicotar o Facebook. Gigantes como Unilever e Coca-Cola anunciaram que estão interrompendo investimentos em publicidade nos canais da empresa de Mark Zuckemberg. A campanha se intensificou na última semana. Dela aderiram outras corporações, como Starbucks, Diageo, entre mais de 150, a maioria multinacional. A ação leva o nome de “Dê um basta no ódio por lucro”, que tiveram, inicialmente, como alvo da suspensão de mídia paga em canais como o Facebook e o Twiter.

Nova sede

A ZM, empresa produtora de componentes do setor automotivo em Brusque, continua as ações de transição para sua nova sede. Na última semana, um dos maiores equipamentos da empresa, uma máquina conformadora de cinco estágios que pesa mais de 90 toneladas foi transportada. Para isso, foi montada uma operação de logística por uma empresa de transportes, que contou inclusive com o apoio da Polícia Rodoviária estadual.

Cartórios

Desde 1/7, atos de inscrição, alteração, consulta e emissão de 2ª via de CPF poderão ser feitos nos 836 Cartórios de Registro Civil do Estado de São Paulo, possibilitando que os cidadãos paulistas possam regularizar seus documentos para fins de obtenção do auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal. O convênio firmado entre a Receita Federal e a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais tem como base a Lei Federal 13.484/17, que transformou os Cartórios de Registro Civil, presentes em todos os municípios do país, em Ofícios da Cidadania, podendo realizar parcerias com órgãos públicos para a solução e entrega de documentos de identificação.

Convênios

A Agência Nacional de Saúde Suplementar determinou que os planos de saúde são obrigados a cobrir o exame de sorologia para detectar o coronavirus. É preciso ter um pedido médico. Desde março, o teste RT-PCR, que não detecta infecções em estágio inicial ou depois da cura, já era coberto pelos convênios. O exame que passou a ser obrigatório feito por meio de amostras de sangue, identifica anticorpos produzidos pelo organismo após a exposição ao vírus do corona.

Europa fechada

Os 27 países da União Europeia (UE) concordaram em abrir as fronteiras externas para 14 países considerados menos críticos em relação ao risco de contágio de coronavirus: Argentina, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Geórgia, Japão, Marrocos, Montenegro, Nova Zelândia, Ruanda, Sérvia, Tailândia, Tunísia e Uruguai. O Brasil está fora da lista, por causa da situação da epidemia, que continua “muito preocupante”, segundo a Organização Mundial da Saúde. As restrições atingem também a Rússia, os Estados Unidos, a Arábia Saudita e a Turquia. O Reino Unido foi considerado para essa decisão membro da UE.

Arrecadação

A arrecadação de impostos em SC foi de R$ 1,95 bilhão em junho, queda de 12,5% provocada em grande parte pelos efeitos da pandemia. A perda em junho é bem menor do que a abril (18%) e maio (22%) e representa R$ 300 milhões a menos no caixa do Estado em comparação a junho do ano passado. Os setores que apresentaram maior queda na arrecadação foram restaurantes (73%), automotores (52%), combustíveis (33,8%), têxtil (33,3%) e agroindústria (29,3%). A expectativa é de que a pior fase já tenha passado.

Mais conforto

Levantamento da consultoria imobiliária OLX mostra que as buscas por imóveis em SC tiveram aumento de 22% durante a pandemia. A procura por casas e apartamentos com três ou mais quartos aumentou 19%. O interesse por esse tipo de imóvel cresceu 22% para compra e 14% para aluguel. Os dados são de abril e maio deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado.

Armadilhas

A passagem deste fenômeno climático “bomba” expôs, novamente, o perigo que representam essas estruturas metálicas que carregam painéis publicitários em pontos estratégicos de cidades e rodovias. Submetidas a vendavais e tempestades, se transformam em armas de destruição caso venham a despencar, estejam onde estiverem. As prefeituras precisam fazer um pente fino no grau de segurança destas estruturas, preventivamente, antes que novas tragédias e prejuízos materiais de grande monta venham a acontecer.

Produção de veículos

A retomada gradual das atividades, principalmente no segmento automotivo, em meio à pandemia do Covid-19 fez a produção industrial do Brasil esboçar recuperação em maio, com alta de 7% ante abril, segundo o IBGE. Mesmo assim, o setor ainda está longe de retomar os 26,3% perdidos em meio a pandemia. Na comparação de maio de 2020 com o mesmo período do ano passado, o recuo, no entanto, é de 21,9%, o sétimo resultado negativo nessa base de análise. A recuperação com relação a abril se deve por uma base de comparação muito baixa. A influência positiva mais relevante foi em veículos automotores, que cresceu 244% em maio, interrompendo dois meses seguidos de queda.

Justiça do Trabalho

Uma nova decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, ampliou a polêmica em torno do índice a ser aplicado na correção monetária em ações trabalhistas. O despacho é do dia 1/7. No dia 27, o ministro mandou suspender todos os processos relacionados ao tema. Agora, ele afirmou que as ações prosseguem, mas somente as que usam a TR, hoje zerada. Ele vetou a aplicação do IPCA-E, índice mais vantajoso para o empregado. Como negou o pedido para reformar a decisão, conforme solicitado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a confusão prossegue. Na prática, quase todas as ações exigem correção. A TR foi definida na reforma trabalhista, mas tem sido ignorada.

Seguradoras

Uma das maiores batalhas judiciais da história dos seguros está prestes a começar. Milhares de donos de restaurantes, varejistas e outros prejudicados pelas suspensões de atividades decorrentes da pandemia moveram processos nos EUA para obrigar suas seguradoras a cobrir bilhões de dólares por lucros cessantes.

Serviços jurídicos

A OAB tem obtido decisões favoráveis no TRF da 2ª Região, com sede no Rio de Janeiro, contra sites que compram o direito de passageiros em processos contra aéreas ou patrocinam a ação em troca de um bom percentual do valor a receber. Já são ao menos duas decisões, que consideraram a atividade como exercício ilícito da advocacia,

Lucro operacional

O Banco de Compensações Internacionais projeta redução de 37% no lucro operacional médio das companhias brasileiras em 2020, na esteira da súbita paralisação da atividade econômica global causada pela Covid-19. Para o organismo, as receitas operacionais de caixa devem ficar aquém dos custos operacionais e do pagamento de dívidas de curto prazo.

Auxílio emergencial

Um relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) mostra que 235,5 mil empresários, que não são MEIs (Microempreendedores Individuais), receberam o auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo governo. Foram identificados empresários com indícios de serem sócios ou responsáveis por empresas. Para a análise, foram considerados cadastros como responsáveis e sócios de pessoas jurídicas da Receita Federal e o CNE (Cadastro Nacional de Empresas), do Ministério da Economia.

Pronampe

O governo vai ampliar o atendimento de demandas de crédito às micro e pequenas empresas. O Banco do Brasil anunciou que vai operar o Pronampe – Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte sem a cobrança de taxa de abertura de crédito, nem seguro prestamista. Essa taxação inesperada num momento de recessão, cobrada pela Caixa, gerou duras críticas dos empresários de SC.

Agregando valor

Com qualidade, tecnologia e inovação, as indústrias da Coamo transformam matéria-prima em produção, gerando empregos e progresso. Os resultados estão presentes no dia a dia de milhares de consumidores, além de vários países que consomem a produção que vem dos campos dos cooperados.

Compactos na frente

Os carros populares se mantiveram na liderança de mercado no primeiro semestre. Entre os 10 modelos mais vendidos, sete são compactos disponíveis em versões 1.0 sem turbo, com preços iniciais abaixo de R$ 50 mil. O Chevrolet Onix hatch permanece na liderança isolada, com 60,2 mil unidades emplacadas. O Hyundai HB20 vem em segundo com 32,8 mil, seguido por outro integrante da GM, o sedã Onix Plus com 31,4 mil. Os dados foram divulgados pela Fenabrave, que representa os revendedores de veículos.

Fábricas encerram atividades

O país já vive uma primeira onda de encerramentos de fábricas. Há empresas que enfrentavam dificuldades antes da crise atual e tiveram a decisão de interromper atividades e demitir funcionários precipitada pela queda de pedidos. Em outros casos, fabricantes com matrizes estrangeiras aplicaram reestruturação já em estudos. O Ibre-FGV estima queda de 11,5% do PIB da indústria de transformação este ano.

Registro eletrônico

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) suspendeu eventuais contratos ou convênios da Caixa com cartórios. Com isso, o registro eletrônico de imóveis não será possível. A Caixa anunciou que incluiria o valor do imposto ITBI e os custos cartorários em novos financiamentos e que o registro passaria a ser eletrônico, o que reduziria a espera. Para o CNJ, a Caixa não pode incluir os custos cartorários em novos contratos, só despesas previstas em lei.

Auxílio sem perícia

O INSS anunciou a prorrogação, até 31 de outubro, da antecipação do auxílio-doença e do BPC. A medida adotada pelo governo no início da pandemia para garantir o pagamento do benefício mesmo com a suspensão dos atendimentos presenciais. Originalmente, a antecipação se encerraria em 30 de junho. O trabalhador que solicitar a antecipação do auxílio-doença receberá R$ 1.045, o equivalente a um salário mínimo.

Precatórios

As dívidas judiciais da União com valor acima de 60 salários mínimos são quitadas após a emissão de uma ordem de pagamento, que recebe o nome de precatório. Caso essa ordem de pagamento seja de uma dívida judicial federal com valor abaixo de 60 salários mínimos, ela recebe o nome de RPV. Tem direito de receber um precatório federal em 2020 quem teve o pagamento autorizado entre 2 de julho de 2018 e 1º de julho de 2019. Tradicionalmente, porém, o governo costuma liberar esses recursos, entre março e abril. Mas neste ano o repasse foi adiado. No caso das RPVs, o dinheiro sai bem mais rápido: o depósito é realizado na conta judicial do credor no mês seguinte à autuação.

Malha fina

A Receita Federal divulgou que 31,98 milhões de declarações do Imposto de Renda foram enviadas dentro do prazo que terminou em 30 de junho. A expectativa do Fisco era que 32 milhões de contribuintes enviassem a prestação de contas. Segundo o secretário da RF, 1 milhão de declarações já estavam na malha fina no dia 29 de junho. O principal motivo para reter uma declaração é a omissão de rendimentos (42%) dos contribuintes com declarações retidas deixaram de informar o salário, por exemplo. Os dois primeiros lotes de restituições do IR já foram pagos nos dias 29 de maio e 30 de junho. O próximo pagamento será feito no dia 31 de julho, quando 4,9 milhões de contribuintes receberão R$ 5,6 bilhões em imposto devolvido.

Idosos fora do mercado

Relatório feito pela seguradora Allianz mostra que a taxa de idosos fora do mercado de trabalho pode chegar a 40% em 2050 no Brasil. Atualmente, o percentual está entre 10% e 15%. O estudo comparou sistemas previdenciários de 70 países e o Brasil está em 43º lugar. O indicador leva em conta a adequação e a sustentabilidade do programa e dá notas de 1 (a melhor) a 7 (a pior). A Previdência brasileira ficou com 3,98 pontos. Existe um descompasso na Previdência brasileira. Infelizmente a recente reforma foi muito mais para tirar privilégios do que para adequação do programa.

Recuperação econômica

O novo indicador diário de atividade econômica elaborado pelo Itaú Unibanco mostra que a economia brasileira atingiu o fundo do poço em 28 de março e, três meses depois, havia recuperado praticamente metade das perdas verificadas em relação à primeira quinzena de março, pouco antes do anúncio de medidas de isolamento social por estados e municípios. O banco informa que nova onda de contaminação e fim de auxílios são riscos para a retomada.  

Contratos encerrados

Junho terminou com mais um contrato longevo encerrado na Globo. Após 44 anos, Renato Aragão deu adeus ao salário mensal que recebia desde 1976, quando a Globo tirou da TV Tupi o quarteto Os Trapalhões. Sem programa permanente na grade desde 2012, o humorista tem feito produções especiais e participando anualmente do Criança Esperança, o que pode ser acordado e pago por obra certa, como foi combinado com outros profissionais dispensados este ano, todos após longa relação trabalhista. São os casos de Vera Fischer, Jose de Abreu, Stênio Garcia, Bruno Gagliasso, Miguel Falabella, Aguinaldo Silva e Zeca Camargo. A tendência é que todos os acordos em fase de expirar, sem que o profissional tenha algo previsto para curto prazo na emissora, sejam encerrados.

Caranguejos

SC deverá se tornar o 11º estado a proibir a captura e comercialização, em qualquer época do ano, do caranguejo-uçá, conforme projeto que será votado e aprovado pela Assembleia Legislativa nos próximos dias. A espécie é essencial para o equilíbrio ecológico dos manguezais, considerados berçários da vida marinha e costeira.

Mercadinho querido

Pode-se dizer que é um fenômeno também em SC o que acaba de ser aferido por um estudo no RJ, onde se constatou que oito a cada 10 consumidores priorizam o comércio de bairro de pequeno e médio porte durante a vigência das medidas de distanciamento social e que a maior parte deles pretende seguir comprando nesses estabelecimentos após o fim da pandemia.

Futuro

Apesar da pandemia, é preciso pensar no futuro. O grupo Accor fez uma pesquisa inédita mostrando que 41% dos entrevistados em todo o Brasil tem intenção de viajar nos próximos meses, até setembro. Outros 18% planejam dar-se folga entre outubro e novembro e 17% entre dezembro deste ano e janeiro de 2021.

Delírio

O problema de alguns craques do futebol brasileiro que atuam na Europa e investem seu dinheiro no nosso mercado imobiliário é que eles deliram um pouco quanto aos preços daquilo que querem vender. Não lhes ocorre que aqui não é a Europa. Um deles, da Seleção, que atua na França, investiu alguns milhões num prédio comercial e residencial em uma conhecida avenida central em Florianópolis. Não é aquele luxo, mas seus preços são europeus. Isso explica o enorme encalhe.

Portal de emprego

Mas de 20 novas vagas foram cadastradas no Portal Empregabilidade Unifebe. As empresas de Brusque e região têm procurado por estudantes dos cursos de graduação e egressos da instituição, para preencher as vagas de estágio e emprego, disponíveis no mercado de trabalho. Isso prova ainda mais que, em meio a esse cenário econômico incerto que estamos vivendo, o ensino superior faz toda a diferença para ingressar ou mesmo se manter no mercado de trabalho.

Presença estatal

Representantes do Conselho das Federações Empresariais de SC participaram de videoconferência com os secretários estaduais da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico para reafirmar uma aspiração antiga mas que pouco tem avançado: maior participação privada nas iniciativas de desenvolvimento, por meio de concessões de serviços como os de saneamento, portos e demais projetos de infraestrutura, para que o Estado possa focar em suas atividades básicas nas áreas de saúde, educação e segurança. Perfeito. Mas quando se constata que o Estado ainda é dono de uma fabriqueta de gelo, dá para imaginar o quanto é preciso para mudar a cabeça de gestores públicos e da classe política.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 07/07/2020 às 11h45 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: [email protected]

Página 3
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Índice Geral de Preços – Mercado, Boicote, Cartórios, Convênios, Europa fechada

Índice Geral de Preços – Mercado

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel no país, registrou taxa de inflação de 1,56% em junho deste ano, taxa superior ao 0,28% de maio. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com o resultado de junho, o IGP-M acumula taxas de inflação de 4,39% no semestre e 7,31% em 12 meses.

Boicote

A disseminação de conteúdos de ódio e notícias falsas sem controle pela plataforma levou uma série de grandes empresas do planeta a boicotar o Facebook. Gigantes como Unilever e Coca-Cola anunciaram que estão interrompendo investimentos em publicidade nos canais da empresa de Mark Zuckemberg. A campanha se intensificou na última semana. Dela aderiram outras corporações, como Starbucks, Diageo, entre mais de 150, a maioria multinacional. A ação leva o nome de “Dê um basta no ódio por lucro”, que tiveram, inicialmente, como alvo da suspensão de mídia paga em canais como o Facebook e o Twiter.

Nova sede

A ZM, empresa produtora de componentes do setor automotivo em Brusque, continua as ações de transição para sua nova sede. Na última semana, um dos maiores equipamentos da empresa, uma máquina conformadora de cinco estágios que pesa mais de 90 toneladas foi transportada. Para isso, foi montada uma operação de logística por uma empresa de transportes, que contou inclusive com o apoio da Polícia Rodoviária estadual.

Cartórios

Desde 1/7, atos de inscrição, alteração, consulta e emissão de 2ª via de CPF poderão ser feitos nos 836 Cartórios de Registro Civil do Estado de São Paulo, possibilitando que os cidadãos paulistas possam regularizar seus documentos para fins de obtenção do auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal. O convênio firmado entre a Receita Federal e a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais tem como base a Lei Federal 13.484/17, que transformou os Cartórios de Registro Civil, presentes em todos os municípios do país, em Ofícios da Cidadania, podendo realizar parcerias com órgãos públicos para a solução e entrega de documentos de identificação.

Convênios

A Agência Nacional de Saúde Suplementar determinou que os planos de saúde são obrigados a cobrir o exame de sorologia para detectar o coronavirus. É preciso ter um pedido médico. Desde março, o teste RT-PCR, que não detecta infecções em estágio inicial ou depois da cura, já era coberto pelos convênios. O exame que passou a ser obrigatório feito por meio de amostras de sangue, identifica anticorpos produzidos pelo organismo após a exposição ao vírus do corona.

Europa fechada

Os 27 países da União Europeia (UE) concordaram em abrir as fronteiras externas para 14 países considerados menos críticos em relação ao risco de contágio de coronavirus: Argentina, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Geórgia, Japão, Marrocos, Montenegro, Nova Zelândia, Ruanda, Sérvia, Tailândia, Tunísia e Uruguai. O Brasil está fora da lista, por causa da situação da epidemia, que continua “muito preocupante”, segundo a Organização Mundial da Saúde. As restrições atingem também a Rússia, os Estados Unidos, a Arábia Saudita e a Turquia. O Reino Unido foi considerado para essa decisão membro da UE.

Arrecadação

A arrecadação de impostos em SC foi de R$ 1,95 bilhão em junho, queda de 12,5% provocada em grande parte pelos efeitos da pandemia. A perda em junho é bem menor do que a abril (18%) e maio (22%) e representa R$ 300 milhões a menos no caixa do Estado em comparação a junho do ano passado. Os setores que apresentaram maior queda na arrecadação foram restaurantes (73%), automotores (52%), combustíveis (33,8%), têxtil (33,3%) e agroindústria (29,3%). A expectativa é de que a pior fase já tenha passado.

Mais conforto

Levantamento da consultoria imobiliária OLX mostra que as buscas por imóveis em SC tiveram aumento de 22% durante a pandemia. A procura por casas e apartamentos com três ou mais quartos aumentou 19%. O interesse por esse tipo de imóvel cresceu 22% para compra e 14% para aluguel. Os dados são de abril e maio deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado.

Armadilhas

A passagem deste fenômeno climático “bomba” expôs, novamente, o perigo que representam essas estruturas metálicas que carregam painéis publicitários em pontos estratégicos de cidades e rodovias. Submetidas a vendavais e tempestades, se transformam em armas de destruição caso venham a despencar, estejam onde estiverem. As prefeituras precisam fazer um pente fino no grau de segurança destas estruturas, preventivamente, antes que novas tragédias e prejuízos materiais de grande monta venham a acontecer.

Produção de veículos

A retomada gradual das atividades, principalmente no segmento automotivo, em meio à pandemia do Covid-19 fez a produção industrial do Brasil esboçar recuperação em maio, com alta de 7% ante abril, segundo o IBGE. Mesmo assim, o setor ainda está longe de retomar os 26,3% perdidos em meio a pandemia. Na comparação de maio de 2020 com o mesmo período do ano passado, o recuo, no entanto, é de 21,9%, o sétimo resultado negativo nessa base de análise. A recuperação com relação a abril se deve por uma base de comparação muito baixa. A influência positiva mais relevante foi em veículos automotores, que cresceu 244% em maio, interrompendo dois meses seguidos de queda.

Justiça do Trabalho

Uma nova decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, ampliou a polêmica em torno do índice a ser aplicado na correção monetária em ações trabalhistas. O despacho é do dia 1/7. No dia 27, o ministro mandou suspender todos os processos relacionados ao tema. Agora, ele afirmou que as ações prosseguem, mas somente as que usam a TR, hoje zerada. Ele vetou a aplicação do IPCA-E, índice mais vantajoso para o empregado. Como negou o pedido para reformar a decisão, conforme solicitado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a confusão prossegue. Na prática, quase todas as ações exigem correção. A TR foi definida na reforma trabalhista, mas tem sido ignorada.

Seguradoras

Uma das maiores batalhas judiciais da história dos seguros está prestes a começar. Milhares de donos de restaurantes, varejistas e outros prejudicados pelas suspensões de atividades decorrentes da pandemia moveram processos nos EUA para obrigar suas seguradoras a cobrir bilhões de dólares por lucros cessantes.

Serviços jurídicos

A OAB tem obtido decisões favoráveis no TRF da 2ª Região, com sede no Rio de Janeiro, contra sites que compram o direito de passageiros em processos contra aéreas ou patrocinam a ação em troca de um bom percentual do valor a receber. Já são ao menos duas decisões, que consideraram a atividade como exercício ilícito da advocacia,

Lucro operacional

O Banco de Compensações Internacionais projeta redução de 37% no lucro operacional médio das companhias brasileiras em 2020, na esteira da súbita paralisação da atividade econômica global causada pela Covid-19. Para o organismo, as receitas operacionais de caixa devem ficar aquém dos custos operacionais e do pagamento de dívidas de curto prazo.

Auxílio emergencial

Um relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) mostra que 235,5 mil empresários, que não são MEIs (Microempreendedores Individuais), receberam o auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo governo. Foram identificados empresários com indícios de serem sócios ou responsáveis por empresas. Para a análise, foram considerados cadastros como responsáveis e sócios de pessoas jurídicas da Receita Federal e o CNE (Cadastro Nacional de Empresas), do Ministério da Economia.

Pronampe

O governo vai ampliar o atendimento de demandas de crédito às micro e pequenas empresas. O Banco do Brasil anunciou que vai operar o Pronampe – Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte sem a cobrança de taxa de abertura de crédito, nem seguro prestamista. Essa taxação inesperada num momento de recessão, cobrada pela Caixa, gerou duras críticas dos empresários de SC.

Agregando valor

Com qualidade, tecnologia e inovação, as indústrias da Coamo transformam matéria-prima em produção, gerando empregos e progresso. Os resultados estão presentes no dia a dia de milhares de consumidores, além de vários países que consomem a produção que vem dos campos dos cooperados.

Compactos na frente

Os carros populares se mantiveram na liderança de mercado no primeiro semestre. Entre os 10 modelos mais vendidos, sete são compactos disponíveis em versões 1.0 sem turbo, com preços iniciais abaixo de R$ 50 mil. O Chevrolet Onix hatch permanece na liderança isolada, com 60,2 mil unidades emplacadas. O Hyundai HB20 vem em segundo com 32,8 mil, seguido por outro integrante da GM, o sedã Onix Plus com 31,4 mil. Os dados foram divulgados pela Fenabrave, que representa os revendedores de veículos.

Fábricas encerram atividades

O país já vive uma primeira onda de encerramentos de fábricas. Há empresas que enfrentavam dificuldades antes da crise atual e tiveram a decisão de interromper atividades e demitir funcionários precipitada pela queda de pedidos. Em outros casos, fabricantes com matrizes estrangeiras aplicaram reestruturação já em estudos. O Ibre-FGV estima queda de 11,5% do PIB da indústria de transformação este ano.

Registro eletrônico

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) suspendeu eventuais contratos ou convênios da Caixa com cartórios. Com isso, o registro eletrônico de imóveis não será possível. A Caixa anunciou que incluiria o valor do imposto ITBI e os custos cartorários em novos financiamentos e que o registro passaria a ser eletrônico, o que reduziria a espera. Para o CNJ, a Caixa não pode incluir os custos cartorários em novos contratos, só despesas previstas em lei.

Auxílio sem perícia

O INSS anunciou a prorrogação, até 31 de outubro, da antecipação do auxílio-doença e do BPC. A medida adotada pelo governo no início da pandemia para garantir o pagamento do benefício mesmo com a suspensão dos atendimentos presenciais. Originalmente, a antecipação se encerraria em 30 de junho. O trabalhador que solicitar a antecipação do auxílio-doença receberá R$ 1.045, o equivalente a um salário mínimo.

Precatórios

As dívidas judiciais da União com valor acima de 60 salários mínimos são quitadas após a emissão de uma ordem de pagamento, que recebe o nome de precatório. Caso essa ordem de pagamento seja de uma dívida judicial federal com valor abaixo de 60 salários mínimos, ela recebe o nome de RPV. Tem direito de receber um precatório federal em 2020 quem teve o pagamento autorizado entre 2 de julho de 2018 e 1º de julho de 2019. Tradicionalmente, porém, o governo costuma liberar esses recursos, entre março e abril. Mas neste ano o repasse foi adiado. No caso das RPVs, o dinheiro sai bem mais rápido: o depósito é realizado na conta judicial do credor no mês seguinte à autuação.

Malha fina

A Receita Federal divulgou que 31,98 milhões de declarações do Imposto de Renda foram enviadas dentro do prazo que terminou em 30 de junho. A expectativa do Fisco era que 32 milhões de contribuintes enviassem a prestação de contas. Segundo o secretário da RF, 1 milhão de declarações já estavam na malha fina no dia 29 de junho. O principal motivo para reter uma declaração é a omissão de rendimentos (42%) dos contribuintes com declarações retidas deixaram de informar o salário, por exemplo. Os dois primeiros lotes de restituições do IR já foram pagos nos dias 29 de maio e 30 de junho. O próximo pagamento será feito no dia 31 de julho, quando 4,9 milhões de contribuintes receberão R$ 5,6 bilhões em imposto devolvido.

Idosos fora do mercado

Relatório feito pela seguradora Allianz mostra que a taxa de idosos fora do mercado de trabalho pode chegar a 40% em 2050 no Brasil. Atualmente, o percentual está entre 10% e 15%. O estudo comparou sistemas previdenciários de 70 países e o Brasil está em 43º lugar. O indicador leva em conta a adequação e a sustentabilidade do programa e dá notas de 1 (a melhor) a 7 (a pior). A Previdência brasileira ficou com 3,98 pontos. Existe um descompasso na Previdência brasileira. Infelizmente a recente reforma foi muito mais para tirar privilégios do que para adequação do programa.

Recuperação econômica

O novo indicador diário de atividade econômica elaborado pelo Itaú Unibanco mostra que a economia brasileira atingiu o fundo do poço em 28 de março e, três meses depois, havia recuperado praticamente metade das perdas verificadas em relação à primeira quinzena de março, pouco antes do anúncio de medidas de isolamento social por estados e municípios. O banco informa que nova onda de contaminação e fim de auxílios são riscos para a retomada.  

Contratos encerrados

Junho terminou com mais um contrato longevo encerrado na Globo. Após 44 anos, Renato Aragão deu adeus ao salário mensal que recebia desde 1976, quando a Globo tirou da TV Tupi o quarteto Os Trapalhões. Sem programa permanente na grade desde 2012, o humorista tem feito produções especiais e participando anualmente do Criança Esperança, o que pode ser acordado e pago por obra certa, como foi combinado com outros profissionais dispensados este ano, todos após longa relação trabalhista. São os casos de Vera Fischer, Jose de Abreu, Stênio Garcia, Bruno Gagliasso, Miguel Falabella, Aguinaldo Silva e Zeca Camargo. A tendência é que todos os acordos em fase de expirar, sem que o profissional tenha algo previsto para curto prazo na emissora, sejam encerrados.

Caranguejos

SC deverá se tornar o 11º estado a proibir a captura e comercialização, em qualquer época do ano, do caranguejo-uçá, conforme projeto que será votado e aprovado pela Assembleia Legislativa nos próximos dias. A espécie é essencial para o equilíbrio ecológico dos manguezais, considerados berçários da vida marinha e costeira.

Mercadinho querido

Pode-se dizer que é um fenômeno também em SC o que acaba de ser aferido por um estudo no RJ, onde se constatou que oito a cada 10 consumidores priorizam o comércio de bairro de pequeno e médio porte durante a vigência das medidas de distanciamento social e que a maior parte deles pretende seguir comprando nesses estabelecimentos após o fim da pandemia.

Futuro

Apesar da pandemia, é preciso pensar no futuro. O grupo Accor fez uma pesquisa inédita mostrando que 41% dos entrevistados em todo o Brasil tem intenção de viajar nos próximos meses, até setembro. Outros 18% planejam dar-se folga entre outubro e novembro e 17% entre dezembro deste ano e janeiro de 2021.

Delírio

O problema de alguns craques do futebol brasileiro que atuam na Europa e investem seu dinheiro no nosso mercado imobiliário é que eles deliram um pouco quanto aos preços daquilo que querem vender. Não lhes ocorre que aqui não é a Europa. Um deles, da Seleção, que atua na França, investiu alguns milhões num prédio comercial e residencial em uma conhecida avenida central em Florianópolis. Não é aquele luxo, mas seus preços são europeus. Isso explica o enorme encalhe.

Portal de emprego

Mas de 20 novas vagas foram cadastradas no Portal Empregabilidade Unifebe. As empresas de Brusque e região têm procurado por estudantes dos cursos de graduação e egressos da instituição, para preencher as vagas de estágio e emprego, disponíveis no mercado de trabalho. Isso prova ainda mais que, em meio a esse cenário econômico incerto que estamos vivendo, o ensino superior faz toda a diferença para ingressar ou mesmo se manter no mercado de trabalho.

Presença estatal

Representantes do Conselho das Federações Empresariais de SC participaram de videoconferência com os secretários estaduais da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico para reafirmar uma aspiração antiga mas que pouco tem avançado: maior participação privada nas iniciativas de desenvolvimento, por meio de concessões de serviços como os de saneamento, portos e demais projetos de infraestrutura, para que o Estado possa focar em suas atividades básicas nas áreas de saúde, educação e segurança. Perfeito. Mas quando se constata que o Estado ainda é dono de uma fabriqueta de gelo, dá para imaginar o quanto é preciso para mudar a cabeça de gestores públicos e da classe política.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 07/07/2020 às 11h45 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.