Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Aplicações Financeiras
O mês de agosto fechou com as seguintes alterações: CDI (+0,50%) acumulado no ano de (+4,18%); CDB (+0,45%) acumulado/ano (+4,08%); Poupança (+0,34%) acumulado/ano (+2,98%); Ibovespa (-0,67%) acumulado/ano (+15,07%); Dólar (+8,46%) acumulado/ano (+6,90%); Euro (+7,66%) acumulado/ano (+2,70%); Ouro (+17,95%) acumulado/ano (+34,13%); IGP-M (-0,67%) acumulado/ano (+4,09%). Últimos 12 meses, o IGP-M teve variação de (+4,95%) índice que servirá para reajuste dos alugueis em setembro deste ano.

Livro sobre Arbitragem
O desembargador aposentado Joel Figueira Junior será um dos palestrantes no IX Secmasc, que será realizado dias 26 e 27 de setembro em Palhoça (SC), na Unisul. Renomado desembargador catarinense, está iniciando sua atuação como árbitro e lança neste mês de setembro um livro de sua autoria intitulado “Arbitragem, um novo Modelo de Justiça”. As inscrições para o evento podem ser feitas pelo site: www.fecema.org.br/secmasc.

Argentina vive descontrole
O assunto mais recorrente nas ruas, mercados e cafés de Buenos Aires é como o país chegará até 10 de dezembro, quando assume o novo presidente. O atual presidente encontra-se desmoralizado. Apenas as grandes redes, como Carrefour e Coto, respeitam o congelamento de preços. Os produtos que são vendidos a menor preço estão em geral em estantes separadas, num canto dos mercados. Já nos supermercados chineses ou pequenos mercados, onde a maioria da população de classe média faz suas compras, não há controle. Ninguém fiscaliza. O mesmo ocorre em bares e restaurantes sobre os quais não há regras estipuladas de congelamento de preço. Uma refeição para duas pessoas num restaurante de Palermo, sem bebida, não sai por menos de 1.800 pesos. Há poucas semanas atrás, por 1.200 pesos era possível comer bem e tomar uma garrafa de vinho.

Sul reage
O Boletim Regional Porto Alegre, do Banco Central, anima: enquanto o ritmo da atividade econômica no resto do Brasil é quase desolador, os números de SC, Paraná e Rio Grande do Sul são mais animadores. O Índice de Atividade Econômica aponta 3,1% nos últimos 12 meses, quase o dobro da região Centro-Oeste (1,6%).

Dudalina
O número de lojas da marca Dudalina mantidas pela varejista Restoque em todo o país ao final do primeiro semestre deste ano era de 66. São oito a menos do que havia no mesmo período de 2018.

Indicadores
O índice de produção da indústria brasileira subiu 9,6 pontos em julho frente a junho, atingindo a marca de 53 pontos. O indicador está cinco pontos acima da média histórica e é o maior desde outubro do ano passado, segundo dados divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Novo Centro
A catarinense Aurora acaba de inaugurar o Centro de Distribuição e Logística em Arujá, na região de Guarulhos (SP). Investimentos de R$ 130 milhões, com geração de 300 empregos diretos e 600 indiretos. Tem área construída de 23.660 m2 em terreno de 191,5 mil m2.

Exclusividade
Os vários de fabricantes de prosecco em SC, tidos como os melhores do Brasil e até premiados internacionalmente, não sabem ainda o que fazer diante de um impasse. Com a formalização do tratado de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, será chamada prosecco apenas a bebida fabricada pelos italianos. O tratado prevê a exclusividade de nomes às regiões de origem. Compensatoriamente, será chamada cachaça só a bebida produzida no Brasil. O mais provável é que o prosecco receba uma adaptação e se encaixe como espumante, expressão genérica que também é usada pelos brasileiros para a champanhe.

Aposentados que trabalham
Toda a grana guardada no FGTS é liberada assim que o trabalhador consegue sua aposentadoria e fica mais fácil sacar os novos depósitos para quem continua trabalhando. Em caso de demissão, há garantia da multa de 40% sobre o período trabalhado. Quem pagava parte do plano de saúde da empresa pode manter a cobertura médica.

Inflação do aluguel
O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), índice usado para reajustar a maior dos contratos de aluguel no país, caiu 0,67% em agosto e fechou os últimos 12 meses cotado a 4,95%. O percentual é inferior a julho, quando a taxa foi de 0,40%. No ano, o IGP-M acumula alta de 4,09%. Em agosto de 2018, o índice havia subido 0,70% no mês e acumulava alta de 8,89% em 12 meses. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, caiu 1,14%.

Novo prazo dos precatórios
O Senado Federal prepara uma moratória no pagamento de precatórios com potencial para prejudicar mais de um milhão de credores no país. Há casos de pessoas que aguardam desde os anos 80. Se aprovada, será a sexta moratória. A última foi há menos de dois anos.

Sem boné
Foi publicada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina (TJ-SC) uma resolução que define diretrizes de segurança em todas as unidades judiciárias e administrativa do Estado. Entre as novas normas, há a proibição do acesso a fóruns com uso de bonés e gorros. O texto proíbe, a partir de 23 de setembro, o uso de bonés, gorros ou outros itens de uso na região na cabeça. Isso porque, segundo o TJ-SC, estes artigos atrapalham o reconhecimento em sistemas de videomonitoramento.

Outras definições
O texto afirma ainda que “independentemente do cargo, função ou profissão, todas as pessoas que queiram ter acesso às unidades judiciárias e administrativas do poder judiciário deverão se submeter a identificação e cadastramento em meio eletrônico, preferencialmente, ou em livros próprios e à inspeção de segurança pessoal, de objetos, de volumes e de bagagens pelos instrumentos de detecção eletrônica, a fim de identificar itens que coloquem em risco a integridade física ou o patrimônio público”.

Revisões milionárias
O segurado que está aposentado pode ter direito a uma revisão seja porque o INSS errou no cálculo ou porque ele mesmo conseguiu novos documentos. Algumas revisões garantem uma bolada em atrasados, como a do teto para benefícios concedidos entre 1988 e 1991, a do buraco negro, em 1992, ou uma combinação de revisões.

Trégua comercial
Após duas semanas muitos ruins, a Bolsa brasileira teve boa alta na última semana por conta do cenário mais tranquilo no exterior. Por incrível que pareça, Trump (EUA) indicou avanços nas negociações com os chineses, o que trouxe alívio ao mercado, mesmo que as taxas às exportações de ambos os países continuem de pé. Internamente, a economia brasileira finalmente mostrou números positivos. Ainda é cedo para comemorar, mas depois de muito tempo o PIB surpreendeu positivamente. O desemprego também reforçou o otimismo, já o IGP-M pede cautela. A Oi dispara quase 50% em meio a sinalizações de uma possível aquisição pela americana AT&T.

Mais lojas em Joinville
A Havan tem ambicioso plano de expansão para Joinville. A rede de lojas de departamentos, com sede em Brusque, planeja abrir mais três lojas no maior município de SC. Uma delas, na avenida Santa Catarina, região Sul, um projeto antigo, que ainda não se efetivou porque há a necessidade de obter licença ambiental para o empreendimento por parte da prefeitura. As outras duas unidades futuras na cidade serão erguidas nos bairros Costa e Silva e Aventureiro, mas não há data de inauguração prevista. No total, estes investimentos vão somar R$ 100 milhões. Em Santa Catarina, a Havan ainda vai abrir estabelecimentos em Balneário Camboriú, no dia 28 de setembro, e mais uma em Itajaí que será inaugurada em 26 de outubro. Também estão no radar do grupo outras unidades em Florianópolis (Ilha Shopping e Campeche) e mais uma em Palhoça, estas ainda sem data definida para começar.

Vida centenária
Estilo de vida influencia mais que a genética, medicina avança e a chance de ultrapassar a marca dos 100 anos de idade cresce a cada dia. A medicina avança diariamente e até as estatísticas apontam que a chance de chegar lá aumenta a cada década. Mas quem quer passar dos 100 anos precisa se cuidar desde já. Na pior das hipóteses, caso não atinja essa meta que é para poucos, terá uma velhice bem mais saudável. A chance de se tornar centenário vem dos hábitos do dia a dia. Quanto mais cedo puder ter um estilo de vida saudável, maior a possibilidade de chegar com mais reservas funcionais e estar bem. Em resumo, beber muito e acender um cigarro atrás do outro são vícios que não vão prolongar a vida de ninguém, mesmo com boa vontade dos gens.

Cheque especial
Estão em vigor, desde julho, as novas regras para o uso do cheque especial. Os clientes que utilizarem mais de 15% do limite de crédito concedido pelo banco por 30 dias seguidos serão convidados a optarem por outra forma de financiamento menos cara. O cheque especial e o cartão de crédito são as duas modalidades que mais corroem as finanças pessoais.

Turismo
Cidades da região Costa Verde & Mar tiveram “upgrade” na classificação de desempenho no Mapa do Turismo Brasileiro, do Ministério do Turismo. Itapema, que era categoria B, passou para A, que representa os municípios com maior fluxo turístico e número de empregos e estabelecimentos no setor de hospedagem. Já estão nesta categoria, em SC, as cidades de Balneário Camboriú, Bombinhas, Florianópolis e Joinville. Os municípios de Navegantes, Balneário Piçarras também subiram de categoria: passaram de C para B.

Espantoso
Espantosa, pelos volumes anunciados, a Operação Alba Virus, realizada pela Polícia Federal, para desarticular um grupo de traficantes de drogas que enviou ao menos seis toneladas de cocaína para países da Europa por meio dos portos de Navegantes, Santos e Paranaguá. Mobilizou 180 agentes para cumprimento de 18 mandados de prisão temporária e 42 buscas, em várias cidades de país, incluindo Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau, Balneário Piçarras e Ilhota.

Investimentos
Entre 2011 e 2018 os imigrantes residentes no Brasil investiram mais de R$ 1,5 bilhão em negócios no País, conforme o Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra) e dados sobre fluxos migratórios do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Apenas no ano passado foram mais de R$ 180 milhões aplicados em diversos setores.

Aposentadoria especial
Quem trabalhou em condições prejudiciais à saúde até 1995 pode incluir o período especial e antecipar a aposentadoria se provar que a atividade era parecida com uma das profissões que estão na lista do INSS. A Turma Nacional de Uniformização (TNU), dos Juizados Especiais Federais, garante o direito para quem comprovar essa similaridade.

Emprego para jovens
O governo federal lançará um modelo de contrato inédito no país para tentar aumentar a chance de emprego de jovens de baixa renda. Na iniciativa, chamada de contrato de impacto social, uma organização privada será responsável por qualificar mil jovens de forma a que eles consigam trabalho e se mantenham nas vagas por pelo menos quatro meses. A entidade só será paga se um avaliador independente comprovar que as metas foram cumpridas. Comum em vários países, o modelo não deslanchou nas duas vezes em que foi tentado no Brasil.

Aposentadoria automática
Desde maio de 2019, o INSS concede aposentadorias e pensões sem o segurado precisar ir até uma agência. O novo sistema exige mais cuidado na hora de verificar o cálculo e de selecionar os documentos a serem enviados pela internet. Além de conferir se há erro ou se aparecem pendências no cadastro de contribuições, é preciso atenção ao agendar o benefício na internet. No agendamento, o segurado tem de responder a algumas perguntas e, após essa etapa, também há a opção de enviar documentos. Se o trabalhador informou que já foi servidor, por exemplo, deve encaminhar a certidão do órgão que trabalhava.

SOS Joinville
A reestruturação do Joinville Esporte Clube foi abordada recentemente numa reunião da Associação Empresarial. Na pauta discutiu-se a grave crise financeira do clube. O evento aconteceu dia 26 de agosto e movimentou todo o potencial empresarial da maior cidade do Estado de SC.

Economia menos ruim (1)
Muita gente comemorou o resultado geral da economia do país, que demonstrou crescimento de 0,4% no segundo trimestre, em comparação com o primeiro. Mas isso é bom mesmo? O número foi de fato melhor do que o 0,2% esperado, mas essa diferença pequena depois da vírgula tem muito pouco efeito na vida real. Boa parte do alívio aconteceu porque não veio um valor negativo, que mostraria a renda do país encolhendo mais uma vez. De janeiro a março ocorreu queda de 0,1%. Já havia quem tivesse medo de uma recaída na recessão, que acontece quando toda a economia piora por um período prolongado. Esse risco parece afastado, pelo menos por ora. Os dados do IBGE apontaram até uma boa melhora nos investimentos (os gastos com obras e compra de equipamentos), que aumentaram 3,2%.

Economia menos ruim (2)
Mas, olhando para o quadro geral, não há muito a celebrar. O Brasil continua crescendo num ritmo em torno de 1% ao ano, o que é uma mixaria, ainda mais, depois da crise de 2014/2016, quando houve um empobrecimento. Antes da recessão, desempenho a ser comemorado era de 4% ao ano para cima. Hoje existe torcida para que o número chegue aos 2% em 2020. Mas nem assim conseguiremos retornar o nível de renda de 2013. É muito tempo perdido. Com o governo sem grana, o impulso precisa vir do setor privado. Por isso é importante liberar para empresas a exploração de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, por exemplo. Os juros também precisam baixar mais. O governo pode até comemorar o 0,4%, mas não deveria se conformar com tão pouco.

Agora é regra
Segundo o governo federal, o presidente ao assinar a MP 891/2019, transformou a antecipação dos pagamentos em regra. Anteriormente, a gratificação em agosto era determinada com assinatura de decreto presidencial a cada ano. Com a medida, a partir de agora, haverá previsibilidade para que, no futuro, os aposentados e pensionistas do INSS possam se programar, uma vez que terão uma garantia real de que receberão esse adiantamento no mês de agosto.

Cebola
A Epagri recebeu na última semana cerca de R$ 430 mil em royalties sobre a comercialização de duas variedades de cebola desenvolvidas pela empresa em Ituporanga (SC). Os recursos serão usados para custear novas pesquisas. Santa Catarina é o maior produtor brasileiro do bulbo, em torno de 500 mil toneladas a cada colheita. A cultura movimenta cerca de R$ 370 milhões por ano em SC.

Arrecadação em alta
A arrecadação das receitas federais somou R$ 137,7 bilhões em julho de 2019, segundo a Secretaria da Receita Federal do Ministério da Economia. O crescimento real (descontada a inflação) comparado ao mesmo mês de 2018, chegou a 2,95%. É o maior resultado para o mês desde julho de 2011 (R$ 141,8 bilhões). O resultado do mês foi influenciado por eventos atípicos. O principal motivo foi aumento da arrecadação de receitas extraordinárias de aproximadamente R$ 3,2 bilhões com Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Isso aconteceu devido a reorganizações societárias, em que há incidência dos tributos sobre o ganho de capital com a nova organização societária das empresas. Também houve influência do crescimento da arrecadação de depósitos judiciais.

Koch em Brusque
Com 23 lojas em SC, a rede de supermercados Koch pretende inaugurar uma filial em Brusque no primeiro semestre de 2020. A loja ficará localizada nas proximidades da ponte do Trabalhador, no bairro Santa Rita, em um terreno de 17 mil m2.

Veículos
O superintendente do Porto de Itajaí e o diretor superintendente da APM Terminais apresentaram o potencial do terminal à Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em Moema (SP). A ideia é captar novas operações de importação de carros para o terminal, que já atende à GM.

No ranking
Em 2018 a Clamed (marcas Drogaria Catarinense e Preço Popular, entre outras) ultrapassou a marca de 500 lojas em mais de 150 cidades das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, com faturamento de R$ 2,19 bilhões. A perspectiva para 2019 é consolidar a presença das marcas nos locais onde já está presente com a abertura de 70 novas lojas. A meta é faturar R$ 2,4 bilhões este ano. O grupo figura na posição 306 no ranking das maiores e melhores empresas da revista Exame.

Mais tempo
A Caixa prorrogou até o fim do ano o prazo para empresas e pessoas físicas renegociarem suas dívidas com o banco.

No ar
O turismo catarinense pode festejar. A companhia aérea chilena JetSmart, pediu autorização à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para iniciar operações no Brasil. Se junta à companhia de baixa tarifa e custo Sky Airline, que já tem ligações de Santiago para Rio, São Paulo e Florianópolis. A capital catarinense também nas intenções das argentinas Flybondi e Avian.

Conforto
Lava um pouco a alma saber que a Advocacia-Geral da União está cobrando R$ 3,6 bilhões em 1.116 ações ajuizadas contra autores de irregularidades nos primeiros sete meses deste ano. Na lista estão ações de improbidade, execução de condenações impostas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e outros pedidos de ressarcimento ao erário e cobranças por ilícitos cometidos por ex-agentes públicos ou particulares.

Aumento populacional
Santa Catarina ganhou 89,2 mil habitantes no último ano. O dado da Pesquisa de Estimativa Populacional do IBGE aponta um crescimento de 1,3% na população do Estado, puxado especialmente por cidades do litoral e do Norte. Conforme o IBGE, 186 cidades catarinenses (63%) tiveram aumento na população, enquanto 101 (34%) perderam habitantes e oito (3%) mantiveram estabilidade populacional de 2018 para 2019. O destaque está com Araquari, que aumentou 3,9% em um ano, tendo a maior taxa de crescimento do Estado e a 23ª do Brasil. Entre as 10 maiores cidades, somente Lages perdeu habitantes. Brusque cresceu 2,23%, Guabiruba 2,4% e São João Batista 3,25% foram os destaques na região.

Mercado americano
Indústrias catarinenses tiveram a oportunidade de conhecer a SelectUSA, programa do governo norte-americano que incentiva a internacionalização dos negócios, em um encontro que aconteceu na última semana na Federação das Indústrias (Fiesc). Especialistas debateram as tendências para internacionalização.

Trabalho perigoso
Os trabalhadores de áreas insalubres terão regras mais duras na reforma da Previdência. Eles deixarão de ter o benefício integral, passarão a ter idade mínima e ainda ficarão sem a conversão do período especial em comum. Entre os afetados estão metalúrgicos, químicos, eletricitários, funcionários da saúde e de segurança patrimonial.

Fruki em SC
Três anos depois de atravessar pela primeira vez a fronteira e desembarcar com seus produtos em Santa Catarina, a Fruki, quase centenária indústria gaúcha de bebidas, vai reforçar sua presença no Estado com a abertura do Centro de Distribuição próprio. A estrutura funcionará em um galpão no bairro Itoupava Central, em Blumenau, que será o primeiro da Fruki fora do Rio Grande do Sul e vai empregar 40 pessoas.

OAB em Brusque
O presidente da seccional de Santa Catarina, Rafael Horn, esteve em Brusque na última semana, para mais uma edição dos projetos “Papo de Colega” e “Conversa com a Advocacia”. A proposta dos dois programas é estreitar os laços entre a seccional e os advogados do estado, ouvindo os profissionais mais jovens e os mais experientes sobre as necessidades e o mercado de trabalho.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 03/09/2019 às 13h24 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Aplicações Financeiras
O mês de agosto fechou com as seguintes alterações: CDI (+0,50%) acumulado no ano de (+4,18%); CDB (+0,45%) acumulado/ano (+4,08%); Poupança (+0,34%) acumulado/ano (+2,98%); Ibovespa (-0,67%) acumulado/ano (+15,07%); Dólar (+8,46%) acumulado/ano (+6,90%); Euro (+7,66%) acumulado/ano (+2,70%); Ouro (+17,95%) acumulado/ano (+34,13%); IGP-M (-0,67%) acumulado/ano (+4,09%). Últimos 12 meses, o IGP-M teve variação de (+4,95%) índice que servirá para reajuste dos alugueis em setembro deste ano.

Livro sobre Arbitragem
O desembargador aposentado Joel Figueira Junior será um dos palestrantes no IX Secmasc, que será realizado dias 26 e 27 de setembro em Palhoça (SC), na Unisul. Renomado desembargador catarinense, está iniciando sua atuação como árbitro e lança neste mês de setembro um livro de sua autoria intitulado “Arbitragem, um novo Modelo de Justiça”. As inscrições para o evento podem ser feitas pelo site: www.fecema.org.br/secmasc.

Argentina vive descontrole
O assunto mais recorrente nas ruas, mercados e cafés de Buenos Aires é como o país chegará até 10 de dezembro, quando assume o novo presidente. O atual presidente encontra-se desmoralizado. Apenas as grandes redes, como Carrefour e Coto, respeitam o congelamento de preços. Os produtos que são vendidos a menor preço estão em geral em estantes separadas, num canto dos mercados. Já nos supermercados chineses ou pequenos mercados, onde a maioria da população de classe média faz suas compras, não há controle. Ninguém fiscaliza. O mesmo ocorre em bares e restaurantes sobre os quais não há regras estipuladas de congelamento de preço. Uma refeição para duas pessoas num restaurante de Palermo, sem bebida, não sai por menos de 1.800 pesos. Há poucas semanas atrás, por 1.200 pesos era possível comer bem e tomar uma garrafa de vinho.

Sul reage
O Boletim Regional Porto Alegre, do Banco Central, anima: enquanto o ritmo da atividade econômica no resto do Brasil é quase desolador, os números de SC, Paraná e Rio Grande do Sul são mais animadores. O Índice de Atividade Econômica aponta 3,1% nos últimos 12 meses, quase o dobro da região Centro-Oeste (1,6%).

Dudalina
O número de lojas da marca Dudalina mantidas pela varejista Restoque em todo o país ao final do primeiro semestre deste ano era de 66. São oito a menos do que havia no mesmo período de 2018.

Indicadores
O índice de produção da indústria brasileira subiu 9,6 pontos em julho frente a junho, atingindo a marca de 53 pontos. O indicador está cinco pontos acima da média histórica e é o maior desde outubro do ano passado, segundo dados divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Novo Centro
A catarinense Aurora acaba de inaugurar o Centro de Distribuição e Logística em Arujá, na região de Guarulhos (SP). Investimentos de R$ 130 milhões, com geração de 300 empregos diretos e 600 indiretos. Tem área construída de 23.660 m2 em terreno de 191,5 mil m2.

Exclusividade
Os vários de fabricantes de prosecco em SC, tidos como os melhores do Brasil e até premiados internacionalmente, não sabem ainda o que fazer diante de um impasse. Com a formalização do tratado de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, será chamada prosecco apenas a bebida fabricada pelos italianos. O tratado prevê a exclusividade de nomes às regiões de origem. Compensatoriamente, será chamada cachaça só a bebida produzida no Brasil. O mais provável é que o prosecco receba uma adaptação e se encaixe como espumante, expressão genérica que também é usada pelos brasileiros para a champanhe.

Aposentados que trabalham
Toda a grana guardada no FGTS é liberada assim que o trabalhador consegue sua aposentadoria e fica mais fácil sacar os novos depósitos para quem continua trabalhando. Em caso de demissão, há garantia da multa de 40% sobre o período trabalhado. Quem pagava parte do plano de saúde da empresa pode manter a cobertura médica.

Inflação do aluguel
O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), índice usado para reajustar a maior dos contratos de aluguel no país, caiu 0,67% em agosto e fechou os últimos 12 meses cotado a 4,95%. O percentual é inferior a julho, quando a taxa foi de 0,40%. No ano, o IGP-M acumula alta de 4,09%. Em agosto de 2018, o índice havia subido 0,70% no mês e acumulava alta de 8,89% em 12 meses. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, caiu 1,14%.

Novo prazo dos precatórios
O Senado Federal prepara uma moratória no pagamento de precatórios com potencial para prejudicar mais de um milhão de credores no país. Há casos de pessoas que aguardam desde os anos 80. Se aprovada, será a sexta moratória. A última foi há menos de dois anos.

Sem boné
Foi publicada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina (TJ-SC) uma resolução que define diretrizes de segurança em todas as unidades judiciárias e administrativa do Estado. Entre as novas normas, há a proibição do acesso a fóruns com uso de bonés e gorros. O texto proíbe, a partir de 23 de setembro, o uso de bonés, gorros ou outros itens de uso na região na cabeça. Isso porque, segundo o TJ-SC, estes artigos atrapalham o reconhecimento em sistemas de videomonitoramento.

Outras definições
O texto afirma ainda que “independentemente do cargo, função ou profissão, todas as pessoas que queiram ter acesso às unidades judiciárias e administrativas do poder judiciário deverão se submeter a identificação e cadastramento em meio eletrônico, preferencialmente, ou em livros próprios e à inspeção de segurança pessoal, de objetos, de volumes e de bagagens pelos instrumentos de detecção eletrônica, a fim de identificar itens que coloquem em risco a integridade física ou o patrimônio público”.

Revisões milionárias
O segurado que está aposentado pode ter direito a uma revisão seja porque o INSS errou no cálculo ou porque ele mesmo conseguiu novos documentos. Algumas revisões garantem uma bolada em atrasados, como a do teto para benefícios concedidos entre 1988 e 1991, a do buraco negro, em 1992, ou uma combinação de revisões.

Trégua comercial
Após duas semanas muitos ruins, a Bolsa brasileira teve boa alta na última semana por conta do cenário mais tranquilo no exterior. Por incrível que pareça, Trump (EUA) indicou avanços nas negociações com os chineses, o que trouxe alívio ao mercado, mesmo que as taxas às exportações de ambos os países continuem de pé. Internamente, a economia brasileira finalmente mostrou números positivos. Ainda é cedo para comemorar, mas depois de muito tempo o PIB surpreendeu positivamente. O desemprego também reforçou o otimismo, já o IGP-M pede cautela. A Oi dispara quase 50% em meio a sinalizações de uma possível aquisição pela americana AT&T.

Mais lojas em Joinville
A Havan tem ambicioso plano de expansão para Joinville. A rede de lojas de departamentos, com sede em Brusque, planeja abrir mais três lojas no maior município de SC. Uma delas, na avenida Santa Catarina, região Sul, um projeto antigo, que ainda não se efetivou porque há a necessidade de obter licença ambiental para o empreendimento por parte da prefeitura. As outras duas unidades futuras na cidade serão erguidas nos bairros Costa e Silva e Aventureiro, mas não há data de inauguração prevista. No total, estes investimentos vão somar R$ 100 milhões. Em Santa Catarina, a Havan ainda vai abrir estabelecimentos em Balneário Camboriú, no dia 28 de setembro, e mais uma em Itajaí que será inaugurada em 26 de outubro. Também estão no radar do grupo outras unidades em Florianópolis (Ilha Shopping e Campeche) e mais uma em Palhoça, estas ainda sem data definida para começar.

Vida centenária
Estilo de vida influencia mais que a genética, medicina avança e a chance de ultrapassar a marca dos 100 anos de idade cresce a cada dia. A medicina avança diariamente e até as estatísticas apontam que a chance de chegar lá aumenta a cada década. Mas quem quer passar dos 100 anos precisa se cuidar desde já. Na pior das hipóteses, caso não atinja essa meta que é para poucos, terá uma velhice bem mais saudável. A chance de se tornar centenário vem dos hábitos do dia a dia. Quanto mais cedo puder ter um estilo de vida saudável, maior a possibilidade de chegar com mais reservas funcionais e estar bem. Em resumo, beber muito e acender um cigarro atrás do outro são vícios que não vão prolongar a vida de ninguém, mesmo com boa vontade dos gens.

Cheque especial
Estão em vigor, desde julho, as novas regras para o uso do cheque especial. Os clientes que utilizarem mais de 15% do limite de crédito concedido pelo banco por 30 dias seguidos serão convidados a optarem por outra forma de financiamento menos cara. O cheque especial e o cartão de crédito são as duas modalidades que mais corroem as finanças pessoais.

Turismo
Cidades da região Costa Verde & Mar tiveram “upgrade” na classificação de desempenho no Mapa do Turismo Brasileiro, do Ministério do Turismo. Itapema, que era categoria B, passou para A, que representa os municípios com maior fluxo turístico e número de empregos e estabelecimentos no setor de hospedagem. Já estão nesta categoria, em SC, as cidades de Balneário Camboriú, Bombinhas, Florianópolis e Joinville. Os municípios de Navegantes, Balneário Piçarras também subiram de categoria: passaram de C para B.

Espantoso
Espantosa, pelos volumes anunciados, a Operação Alba Virus, realizada pela Polícia Federal, para desarticular um grupo de traficantes de drogas que enviou ao menos seis toneladas de cocaína para países da Europa por meio dos portos de Navegantes, Santos e Paranaguá. Mobilizou 180 agentes para cumprimento de 18 mandados de prisão temporária e 42 buscas, em várias cidades de país, incluindo Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau, Balneário Piçarras e Ilhota.

Investimentos
Entre 2011 e 2018 os imigrantes residentes no Brasil investiram mais de R$ 1,5 bilhão em negócios no País, conforme o Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra) e dados sobre fluxos migratórios do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Apenas no ano passado foram mais de R$ 180 milhões aplicados em diversos setores.

Aposentadoria especial
Quem trabalhou em condições prejudiciais à saúde até 1995 pode incluir o período especial e antecipar a aposentadoria se provar que a atividade era parecida com uma das profissões que estão na lista do INSS. A Turma Nacional de Uniformização (TNU), dos Juizados Especiais Federais, garante o direito para quem comprovar essa similaridade.

Emprego para jovens
O governo federal lançará um modelo de contrato inédito no país para tentar aumentar a chance de emprego de jovens de baixa renda. Na iniciativa, chamada de contrato de impacto social, uma organização privada será responsável por qualificar mil jovens de forma a que eles consigam trabalho e se mantenham nas vagas por pelo menos quatro meses. A entidade só será paga se um avaliador independente comprovar que as metas foram cumpridas. Comum em vários países, o modelo não deslanchou nas duas vezes em que foi tentado no Brasil.

Aposentadoria automática
Desde maio de 2019, o INSS concede aposentadorias e pensões sem o segurado precisar ir até uma agência. O novo sistema exige mais cuidado na hora de verificar o cálculo e de selecionar os documentos a serem enviados pela internet. Além de conferir se há erro ou se aparecem pendências no cadastro de contribuições, é preciso atenção ao agendar o benefício na internet. No agendamento, o segurado tem de responder a algumas perguntas e, após essa etapa, também há a opção de enviar documentos. Se o trabalhador informou que já foi servidor, por exemplo, deve encaminhar a certidão do órgão que trabalhava.

SOS Joinville
A reestruturação do Joinville Esporte Clube foi abordada recentemente numa reunião da Associação Empresarial. Na pauta discutiu-se a grave crise financeira do clube. O evento aconteceu dia 26 de agosto e movimentou todo o potencial empresarial da maior cidade do Estado de SC.

Economia menos ruim (1)
Muita gente comemorou o resultado geral da economia do país, que demonstrou crescimento de 0,4% no segundo trimestre, em comparação com o primeiro. Mas isso é bom mesmo? O número foi de fato melhor do que o 0,2% esperado, mas essa diferença pequena depois da vírgula tem muito pouco efeito na vida real. Boa parte do alívio aconteceu porque não veio um valor negativo, que mostraria a renda do país encolhendo mais uma vez. De janeiro a março ocorreu queda de 0,1%. Já havia quem tivesse medo de uma recaída na recessão, que acontece quando toda a economia piora por um período prolongado. Esse risco parece afastado, pelo menos por ora. Os dados do IBGE apontaram até uma boa melhora nos investimentos (os gastos com obras e compra de equipamentos), que aumentaram 3,2%.

Economia menos ruim (2)
Mas, olhando para o quadro geral, não há muito a celebrar. O Brasil continua crescendo num ritmo em torno de 1% ao ano, o que é uma mixaria, ainda mais, depois da crise de 2014/2016, quando houve um empobrecimento. Antes da recessão, desempenho a ser comemorado era de 4% ao ano para cima. Hoje existe torcida para que o número chegue aos 2% em 2020. Mas nem assim conseguiremos retornar o nível de renda de 2013. É muito tempo perdido. Com o governo sem grana, o impulso precisa vir do setor privado. Por isso é importante liberar para empresas a exploração de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, por exemplo. Os juros também precisam baixar mais. O governo pode até comemorar o 0,4%, mas não deveria se conformar com tão pouco.

Agora é regra
Segundo o governo federal, o presidente ao assinar a MP 891/2019, transformou a antecipação dos pagamentos em regra. Anteriormente, a gratificação em agosto era determinada com assinatura de decreto presidencial a cada ano. Com a medida, a partir de agora, haverá previsibilidade para que, no futuro, os aposentados e pensionistas do INSS possam se programar, uma vez que terão uma garantia real de que receberão esse adiantamento no mês de agosto.

Cebola
A Epagri recebeu na última semana cerca de R$ 430 mil em royalties sobre a comercialização de duas variedades de cebola desenvolvidas pela empresa em Ituporanga (SC). Os recursos serão usados para custear novas pesquisas. Santa Catarina é o maior produtor brasileiro do bulbo, em torno de 500 mil toneladas a cada colheita. A cultura movimenta cerca de R$ 370 milhões por ano em SC.

Arrecadação em alta
A arrecadação das receitas federais somou R$ 137,7 bilhões em julho de 2019, segundo a Secretaria da Receita Federal do Ministério da Economia. O crescimento real (descontada a inflação) comparado ao mesmo mês de 2018, chegou a 2,95%. É o maior resultado para o mês desde julho de 2011 (R$ 141,8 bilhões). O resultado do mês foi influenciado por eventos atípicos. O principal motivo foi aumento da arrecadação de receitas extraordinárias de aproximadamente R$ 3,2 bilhões com Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Isso aconteceu devido a reorganizações societárias, em que há incidência dos tributos sobre o ganho de capital com a nova organização societária das empresas. Também houve influência do crescimento da arrecadação de depósitos judiciais.

Koch em Brusque
Com 23 lojas em SC, a rede de supermercados Koch pretende inaugurar uma filial em Brusque no primeiro semestre de 2020. A loja ficará localizada nas proximidades da ponte do Trabalhador, no bairro Santa Rita, em um terreno de 17 mil m2.

Veículos
O superintendente do Porto de Itajaí e o diretor superintendente da APM Terminais apresentaram o potencial do terminal à Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em Moema (SP). A ideia é captar novas operações de importação de carros para o terminal, que já atende à GM.

No ranking
Em 2018 a Clamed (marcas Drogaria Catarinense e Preço Popular, entre outras) ultrapassou a marca de 500 lojas em mais de 150 cidades das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, com faturamento de R$ 2,19 bilhões. A perspectiva para 2019 é consolidar a presença das marcas nos locais onde já está presente com a abertura de 70 novas lojas. A meta é faturar R$ 2,4 bilhões este ano. O grupo figura na posição 306 no ranking das maiores e melhores empresas da revista Exame.

Mais tempo
A Caixa prorrogou até o fim do ano o prazo para empresas e pessoas físicas renegociarem suas dívidas com o banco.

No ar
O turismo catarinense pode festejar. A companhia aérea chilena JetSmart, pediu autorização à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para iniciar operações no Brasil. Se junta à companhia de baixa tarifa e custo Sky Airline, que já tem ligações de Santiago para Rio, São Paulo e Florianópolis. A capital catarinense também nas intenções das argentinas Flybondi e Avian.

Conforto
Lava um pouco a alma saber que a Advocacia-Geral da União está cobrando R$ 3,6 bilhões em 1.116 ações ajuizadas contra autores de irregularidades nos primeiros sete meses deste ano. Na lista estão ações de improbidade, execução de condenações impostas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e outros pedidos de ressarcimento ao erário e cobranças por ilícitos cometidos por ex-agentes públicos ou particulares.

Aumento populacional
Santa Catarina ganhou 89,2 mil habitantes no último ano. O dado da Pesquisa de Estimativa Populacional do IBGE aponta um crescimento de 1,3% na população do Estado, puxado especialmente por cidades do litoral e do Norte. Conforme o IBGE, 186 cidades catarinenses (63%) tiveram aumento na população, enquanto 101 (34%) perderam habitantes e oito (3%) mantiveram estabilidade populacional de 2018 para 2019. O destaque está com Araquari, que aumentou 3,9% em um ano, tendo a maior taxa de crescimento do Estado e a 23ª do Brasil. Entre as 10 maiores cidades, somente Lages perdeu habitantes. Brusque cresceu 2,23%, Guabiruba 2,4% e São João Batista 3,25% foram os destaques na região.

Mercado americano
Indústrias catarinenses tiveram a oportunidade de conhecer a SelectUSA, programa do governo norte-americano que incentiva a internacionalização dos negócios, em um encontro que aconteceu na última semana na Federação das Indústrias (Fiesc). Especialistas debateram as tendências para internacionalização.

Trabalho perigoso
Os trabalhadores de áreas insalubres terão regras mais duras na reforma da Previdência. Eles deixarão de ter o benefício integral, passarão a ter idade mínima e ainda ficarão sem a conversão do período especial em comum. Entre os afetados estão metalúrgicos, químicos, eletricitários, funcionários da saúde e de segurança patrimonial.

Fruki em SC
Três anos depois de atravessar pela primeira vez a fronteira e desembarcar com seus produtos em Santa Catarina, a Fruki, quase centenária indústria gaúcha de bebidas, vai reforçar sua presença no Estado com a abertura do Centro de Distribuição próprio. A estrutura funcionará em um galpão no bairro Itoupava Central, em Blumenau, que será o primeiro da Fruki fora do Rio Grande do Sul e vai empregar 40 pessoas.

OAB em Brusque
O presidente da seccional de Santa Catarina, Rafael Horn, esteve em Brusque na última semana, para mais uma edição dos projetos “Papo de Colega” e “Conversa com a Advocacia”. A proposta dos dois programas é estreitar os laços entre a seccional e os advogados do estado, ouvindo os profissionais mais jovens e os mais experientes sobre as necessidades e o mercado de trabalho.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 03/09/2019 às 13h24 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade