Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia da Semana

Geração de empregos
O mês de julho foi positivo na geração de empregos formais no Brasil, com saldo de 43.820 novas contratações, somando 461,4 mi no ano, de janeiro a julho. Santa Catarina também teve números positivos: 3.433 novos empregos gerados em julho no Estado. No acumulado do ano, são 53.755 novas contratações em sete meses (janeiro a julho). Destaques no mês para São José (+924), Chapecó (+456), Palhoça (+447), Criciúma (+359) e Itapema (+281). Números negativos no mês aconteceram com Indaial (-242), Itajaí (-191) e Blumenau (-60). No acumulado do ano, os destaques estão com Joinville (+7.084), Chapecó (+3.842), São José (+3.532), Blumenau (+3.381) e Brusque (+2.779). Os destaques negativos no ano continuam com Florianópolis (-2.080) e Balneário Camboriú (-1.029). Fonte Caged (SC).

Pronegócio
Encerrada a 50ª edição da Pronegócio Alto Verão, em Brusque, evento da AmpeBR, em parceria com Sebrae/SC. Mais de 1 milhão de peças vendidas durante a semana que passou e o planejamento já segue para a 51ª Pronegócio, que acontece de 4 a 6 de novembro, com o lançamento das coleções Outono/Inverno 2020. Hotéis lotados, restaurantes cheios, é a Ampe (Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região) movimentando a economia local e regional. Muitos compradores de várias partes do Brasil e do Exterior, apreciando cada vez a iniciativa da entidade. Tudo é feito para encantar os clientes e assim, mostrar um pouco do que se produz na região. Os depoimentos de vários compradores atestam este trabalho.

Dois benefícios
A reforma da Previdência vai criar restrições para quem passar a receber dois benefícios, como aposentadorias e pensões. Pelas regras atuais é possível contar com a soma das duas rendas, sem redutor. Depois da reforma, o benefício que tiver o menor valor terá um redutor, conforme o número de salários mínimos. Quanto maior o benefício complementar, maior será o desconto aplicado. Não haverá mudança para quem já recebe dois benefícios até um dia antes da aprovação final da reforma.

Leilão da Buettner
A Justiça determinou que os leiloeiros nomeados no processo de falência da Buettner sejam intimados para designar datas para os leilões do patrimônio da massa falida. Conforme decisão da Vara Comercial, não há mais dúvidas acerca das avaliações sobre o patrimônio da empresa. No entanto, a juíza Clarice Lanzarini determinou que os leiloeiros atentem às restrições existentes sobre parte do patrimônio ainda em discussão judicial. Conforme avaliação, os ativos a serem leiloados alcançam valor superior a R$ 150 milhões. A venda dos bens será utilizada para pagar os credores e os trabalhistas serão os primeiros a receber.

Agências do Sine
As agências do Sistema Nacional do Emprego (Sine) em Santa Catarina estão com cerca de 1,7 mil vagas disponíveis. Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Desse total, quase 900 postos de trabalho estão concentrados em cidades da região Oeste. O município onde há mais ofertas é São Miguel do Oeste (360 vagas).

Privatização dos Correios
A empresa Brasileira de Correios e Telégrafos faz parte da lista de estatais que o governo federal tem intenção de privatizar este ano., conforme informado pelo ministro da Economia. O governo elaborou um estudo para privatização, o qual aponta ineficiência na gestão da empresa, além de perda de mercado para empresas privadas de entrega.

Mamatas inadmissíveis
Estamos indignados com as manifestações que perpetuam a casa-grande e a senzala. Não estamos propondo nada semelhante ao que acontece na Suécia, onde os deputados não tem assessores, dormem em quitinete e pagam o cafezinho. No Brasil, pensões pagas às filhas de militares mortos, muitas delas casadas e em idade produtiva, custam aos cofres públicos mais de R$ 5 bilhões por ano, mais do que toda a receita previdenciária das Forças Armadas em 2017, que ainda resistem em apresentar dados detalhados sobre um dos benefícios.

Brasil irreal
Só no Brasil o poste faz xixi no cachorro. Em audiência no Congresso Nacional, o ministro da Justiça, Sérgio Morro, foi chamado de bandido. Agora, alega-se que não há credibilidade na delação premiada do ex-ministro Palocci. Mas o conteúdo hackeado das mensagens roubadas vale até para o Supremo Tribunal Federal (STF) usar em favor do interesse de bandidos.

Retrocesso ao desenvolvimento
É perceptível para todo o setor produtivo de Santa Catarina que o Governo do Estado busca ansiosamente aumentar a arrecadação acrescendo a carga tributária, atingindo diretamente quem produz emprego e renda, quando deveria fazê-lo combatendo a sonegação. Quando se fala da retirada de incentivos fiscais, não se compromete somente o empresário dono do parque fabril, impacta diretamente o consumidor final, passa por toda a cadeia econômica. Há uma enorme dificuldade das autoridades em diferenciar renúncia fiscal, incentivos fiscais e condições para o empresário catarinense competir com os concorrentes situados em outros estados. Todos os meses são anunciados aumentos na arrecadação, mas parece não ser suficiente. A arrecadação de SC em 2007 era de R$ 6 bilhões, aumentou em 2017 para R$ 52 bilhões, um acréscimo de 350% nos cofres públicos. Independente do segmento é preciso pensar que as empresas e os produtos catarinenses têm de ter condições de competir com mercados externos de outras federações. Cabe ao governo ter políticas de estímulo ao desenvolvimento econômico.

Novo papel da advocacia
O mundo vem mudando e isso influenciando os profissionais. O perfil e novo papel do advogado perante empresas e pessoas que querem melhores resultados em cada vez menos tempo será um dos temas a serem debatidos durante o IX Secmasc (Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de SC), dias 26 e 27 de setembro, em Palhoça. O evento acontece no auditório da Unisul, Cidade Universitária Pedra Branca. As inscrições acontecem pelo site: www.fecema.org.br/secmasc.

Revisões sem ir à Justiça
O INSS anunciou um plano em conjunto com o Poder Judiciário para reduzir o número de processos contra a Previdência nos tribunais. Ações sobre aposentadorias e outros benefícios correspondem a 48% dos novos processos na Justiça Federal, segundo o STF. São cerca de 7 mil novas ações todos os dias. Segundo o presidente do INSS, alguns entendimentos da Justiça devem passar a ser aceitos administrativamente, direto nas agências, e a ideia é “parar de brigar desnecessariamente com o cidadão”.

Banco do Brasil
Finalizado dia 14 deste mês de agosto, o programa de reestruturação de quadros do Banco do Brasil teve adesão de 2.367 funcionários. O plano de demissão integra um conjunto de medidas anunciadas pelo banco no fim do mês de julho. Quem aderiu ao desligamento voluntário vai receber o pagamento de até 9,8 salários, o que pode variar de R$ 20 mil a R$ 200 mil. Além disso, o banco também vai custear o plano de saúde dos funcionários que optaram pela saída e de seus dependentes pelo período de um ano. As indenizações custarão R$ 260 milhões.

Aposentados perdem dinheiro
Alerta aos aposentados e familiares de aposentados. Tem muita entidade obscura descontando parte da merecida renda mensal sem autorização ou conhecimento do beneficiário. E não basta checar o extrato do banco onde a aposentadoria é creditada. Para verificar se você ou parente está sendo lesado, é bom dar uma espiada no extrato da aposentadoria, emitida pelo INSS. Só lá é que se tem acesso aos valores que estão sendo descontados e ao nome das entidades que tomam posse desses valores. Só no Procon de Blumenau, foram mais de 200 reclamações só neste ano, com descontos indevidos.

Inflação de agosto
Os preços de transportes, alimentos e saúde recuaram em agosto e o IPCA-15, que é a prévia da inflação oficial, ficou abaixo do esperado, em 0,08%, segundo dados divulgados pelo IBGE. O índice é o menor para o mês em nove anos, favorecendo a perspectiva de mais cortes na taxa básica de juros neste ano.

Receita de igrejas
Em oito anos, a arrecadação de igrejas no Brasil praticamente dobrou. A alta é resultado do aumento de entidades religiosas no país e de mais doações, dízimos e ofertas aos templos. A renda subiu de R$ 13,3 bilhões em 2006, para R$ 24,2 bilhões em 2013, segundo dados da Receita Federal, obtidos pela Lei de Acesso à Informação. Corrigindo o montante de 2013 pela inflação, seriam quase R$ 32 bilhões em valores atuais. Isso significa uma receita de quase R$ 88 milhões por dia para entidades religiosas, em valores atualizados.

SC: a maior
As fábricas da multinacional americana WestRock instaladas em SC, serão as mais produtivas em papel kraft em todo o mundo. A projeção é do presidente do grupo ao assinalar que estão sendo investimentos superiores a um bilhão de dólares, sendo os maiores na unidade de Três Barras, no Planalto Norte. O grupo, que conta com 50 mil empregados e fatura 19 bilhões de dólares, tem também uma fábrica em Blumenau.

Imóvel
A Rôgga Empreendimentos está entregando seu oitavo empreendimento no litoral catarinense e o terceiro residencial da Linha Easy Club, em Balneário Piçarras, o Fiji Easy Club. O condomínio residencial tem duas torres, 198 apartamentos, e contempla mais de R$ 37 milhões em Valor Geral de Vendas (VGV). Com o Fiji, a Rôgga passou do patamar de 6 mil unidades vendidas na região.

Guia do queijo
A Pomerode Alimentos vai abrir as portas da fábrica para quem quiser conhecer o processo de produção de seus queijos especiais, como os da recém-premiada marca Vermont. As visitas serão conduzidas por uma pessoa já treinada para a função e ocorrerão em quatro horários (11h, 13h30min, 15h e 16h30min) de segunda a sábado. De olho nos turistas que visitam a cidade, a empresa cogita estender o roteiro aos domingos e também nos meses de alta temporada.

Contribuição
Pesquisa feita pelo Sebrae nacional sobre empreendedores brasileiros que contribuem com institutos de Previdência concluiu que os catarinenses são líderes nacionais no indicador. Dos empresários daqui, 68% contribuem para algum instituto previdenciário, uma média quase 10 vezes superior à do Amapá, onde só 7% contribuem. No Brasil, dos 28,2 milhões de donos de negócios, somente 37% contribuem para instituto de Previdência.

Trabalho aos domingos
O plenário do Senado aprovou a MP da Liberdade Econômica, mas retirou do texto a regra que permitia trabalho aos domingos e feriados. Foi mantida, porém, a possibilidade de fazer o controle de ponto apenas de horas extras e folgas, e não todos os dias. Além disso, só firmas com mais de 20 funcionários terão que fazer controle de jornada. Os senadores decidiram que a polêmica ampliação do trabalho aos domingos não tinha relação com o propósito inicial do projeto do governo.

Governo corta despesas
O Ministério da Economia anunciou o corte de gastos com estágio, telefonia e pacote de dados para servidores, diárias e passagens internacionais e até café para tentar resolver problemas de caixa que ameaçam, entre outras coisas, o pagamento de restituições do Imposto de Renda e emissão de CPFs. O objetivo é racionalizar os gastos e cortar despesas neste ano. Serão suspensas novas contratações de serviços de consultoria, treinamento e capacitação de servidores, estágios remunerados e mão de obra terceirizada.

Peste suína
A constatação de um foco de peste suína clássica no Ceará constitui, neste momento, a maior preocupação do Secretário da Agricultura de SC. A doença é a que atingiu drasticamente parte do rebanho suíno na China, provocando aumento da importação da carne produzida em Santa Catarina. Há alerta, pois a transmissão se dá na roupa e até no sapato, portanto, com alto grau de contágio. O estado catarinense é o maior exportador de carne suína do país. Entre janeiro e julho deste ano vendeu mais de 230 mil toneladas do produto ao exterior. Isso representa 58% das exportações brasileiras no setor.

Ações trabalhistas
O número de ações pendentes para julgamento na Justiça do Trabalho despencou em Joinville. No final de 2017, eram 9,8 mil ações a espera de julgamento nas cinco varas trabalhistas da cidade. Ao final do mês passado, o estoque caiu para 4,6 mil processos, onde são julgadas as demandas em primeira instância. A vigência da reforma trabalhista permitiu a maior produtividade, em circunstância também observada em escala nacional. Em 2018, caiu o registro de novas reclamatórias.

Venda de veículos
Santa Catarina contabilizou um crescimento de 26% na comercialização de carros usados e seminovos nos últimos dois meses. É o maior índice entre os Estados do Sul. Em seguida vem o Rio Grande do Sul, que comercializou 11% a mais. O Paraná registrou um crescimento de 5%. Os dados são da Associação dos Revendedores de Veículos do Estado de SC (Assovesc).

Balança comercial
Dados do Ministério da Economia mostram que de janeiro a julho, a balança comercial de Brusque registrou déficit de 119,9 milhões de dólares. As empresas brusquenses exportaram 31,4 milhões de dólares, em contrapartida, importaram 151,3 milhões de dólares. Segundo o ministério, foram registrados 58 empresas exportadoras e 83 importadoras em Brusque.

Aposentadoria
Nova regra do INSS permite a liberação da aposentadoria até para quem não conseguir entregar todos os documentos. O servidor do órgão precisará concluir que há elementos suficientes para comprovar o direito. Se algum período ficar fora, porém, o trabalhador poderá ter prejuízo.

Lucro do FGTS
A Caixa pagará até o dia 31 deste mês, o lucro do FGTS referente o ano de 2018. Com isso, muitos trabalhadores com conta no fundo já conseguem checar se o dinheiro foi liberado. A grana começou a ser paga no dia 20, que foi a data da publicação da resolução 934 do Conselho Curador do FGTS, que autorizou o crédito conforme resultado do Fundo em 2018, informa a Caixa.

Atrasados do INSS
O Conselho da Justiça Federal (CJF) liberou R$ 1,06 bilhão para os pagamentos de RPVs (Requisições de Pequeno Valor) finalizadas no mês de julho em tribunais federais de todo o país. Esses valores vão acertar os atrasados de até 60 salários mínimos de segurados que derrotaram o INSS na Justiça. Ao todo, 70,6 mil processos de 85,6 mil beneficiários serão definitivamente encerrados com a liberação. A grana estará na conta até o final deste mês de agosto.

Polos de tecnologia
De 13 polos de tecnologia do Brasil mapeados no estudo da Acate, o de Blumenau aparece na 2ª posição em termos de produtividade. Na cidade, cada trabalhador agrega em torno de R$ 106 mil às receitas das empresas. Só Florianópolis tem resultado melhor: R$ 113 mil.

Conta bilionária
O próprio governo federal está publicando as assustadoras contas do déficit da Previdência dos Estados em 2018, que passa dos R$ 100 bilhões. Doze governos estaduais estouraram o limite de gastos com pessoal, inclusive SC, que compromete 59,25% de sua arrecadação líquida para pagar servidores ativos e inativos. Um verdadeiro absurdo.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 27/08/2019 às 14h58 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia da Semana

Geração de empregos
O mês de julho foi positivo na geração de empregos formais no Brasil, com saldo de 43.820 novas contratações, somando 461,4 mi no ano, de janeiro a julho. Santa Catarina também teve números positivos: 3.433 novos empregos gerados em julho no Estado. No acumulado do ano, são 53.755 novas contratações em sete meses (janeiro a julho). Destaques no mês para São José (+924), Chapecó (+456), Palhoça (+447), Criciúma (+359) e Itapema (+281). Números negativos no mês aconteceram com Indaial (-242), Itajaí (-191) e Blumenau (-60). No acumulado do ano, os destaques estão com Joinville (+7.084), Chapecó (+3.842), São José (+3.532), Blumenau (+3.381) e Brusque (+2.779). Os destaques negativos no ano continuam com Florianópolis (-2.080) e Balneário Camboriú (-1.029). Fonte Caged (SC).

Pronegócio
Encerrada a 50ª edição da Pronegócio Alto Verão, em Brusque, evento da AmpeBR, em parceria com Sebrae/SC. Mais de 1 milhão de peças vendidas durante a semana que passou e o planejamento já segue para a 51ª Pronegócio, que acontece de 4 a 6 de novembro, com o lançamento das coleções Outono/Inverno 2020. Hotéis lotados, restaurantes cheios, é a Ampe (Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região) movimentando a economia local e regional. Muitos compradores de várias partes do Brasil e do Exterior, apreciando cada vez a iniciativa da entidade. Tudo é feito para encantar os clientes e assim, mostrar um pouco do que se produz na região. Os depoimentos de vários compradores atestam este trabalho.

Dois benefícios
A reforma da Previdência vai criar restrições para quem passar a receber dois benefícios, como aposentadorias e pensões. Pelas regras atuais é possível contar com a soma das duas rendas, sem redutor. Depois da reforma, o benefício que tiver o menor valor terá um redutor, conforme o número de salários mínimos. Quanto maior o benefício complementar, maior será o desconto aplicado. Não haverá mudança para quem já recebe dois benefícios até um dia antes da aprovação final da reforma.

Leilão da Buettner
A Justiça determinou que os leiloeiros nomeados no processo de falência da Buettner sejam intimados para designar datas para os leilões do patrimônio da massa falida. Conforme decisão da Vara Comercial, não há mais dúvidas acerca das avaliações sobre o patrimônio da empresa. No entanto, a juíza Clarice Lanzarini determinou que os leiloeiros atentem às restrições existentes sobre parte do patrimônio ainda em discussão judicial. Conforme avaliação, os ativos a serem leiloados alcançam valor superior a R$ 150 milhões. A venda dos bens será utilizada para pagar os credores e os trabalhistas serão os primeiros a receber.

Agências do Sine
As agências do Sistema Nacional do Emprego (Sine) em Santa Catarina estão com cerca de 1,7 mil vagas disponíveis. Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Desse total, quase 900 postos de trabalho estão concentrados em cidades da região Oeste. O município onde há mais ofertas é São Miguel do Oeste (360 vagas).

Privatização dos Correios
A empresa Brasileira de Correios e Telégrafos faz parte da lista de estatais que o governo federal tem intenção de privatizar este ano., conforme informado pelo ministro da Economia. O governo elaborou um estudo para privatização, o qual aponta ineficiência na gestão da empresa, além de perda de mercado para empresas privadas de entrega.

Mamatas inadmissíveis
Estamos indignados com as manifestações que perpetuam a casa-grande e a senzala. Não estamos propondo nada semelhante ao que acontece na Suécia, onde os deputados não tem assessores, dormem em quitinete e pagam o cafezinho. No Brasil, pensões pagas às filhas de militares mortos, muitas delas casadas e em idade produtiva, custam aos cofres públicos mais de R$ 5 bilhões por ano, mais do que toda a receita previdenciária das Forças Armadas em 2017, que ainda resistem em apresentar dados detalhados sobre um dos benefícios.

Brasil irreal
Só no Brasil o poste faz xixi no cachorro. Em audiência no Congresso Nacional, o ministro da Justiça, Sérgio Morro, foi chamado de bandido. Agora, alega-se que não há credibilidade na delação premiada do ex-ministro Palocci. Mas o conteúdo hackeado das mensagens roubadas vale até para o Supremo Tribunal Federal (STF) usar em favor do interesse de bandidos.

Retrocesso ao desenvolvimento
É perceptível para todo o setor produtivo de Santa Catarina que o Governo do Estado busca ansiosamente aumentar a arrecadação acrescendo a carga tributária, atingindo diretamente quem produz emprego e renda, quando deveria fazê-lo combatendo a sonegação. Quando se fala da retirada de incentivos fiscais, não se compromete somente o empresário dono do parque fabril, impacta diretamente o consumidor final, passa por toda a cadeia econômica. Há uma enorme dificuldade das autoridades em diferenciar renúncia fiscal, incentivos fiscais e condições para o empresário catarinense competir com os concorrentes situados em outros estados. Todos os meses são anunciados aumentos na arrecadação, mas parece não ser suficiente. A arrecadação de SC em 2007 era de R$ 6 bilhões, aumentou em 2017 para R$ 52 bilhões, um acréscimo de 350% nos cofres públicos. Independente do segmento é preciso pensar que as empresas e os produtos catarinenses têm de ter condições de competir com mercados externos de outras federações. Cabe ao governo ter políticas de estímulo ao desenvolvimento econômico.

Novo papel da advocacia
O mundo vem mudando e isso influenciando os profissionais. O perfil e novo papel do advogado perante empresas e pessoas que querem melhores resultados em cada vez menos tempo será um dos temas a serem debatidos durante o IX Secmasc (Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de SC), dias 26 e 27 de setembro, em Palhoça. O evento acontece no auditório da Unisul, Cidade Universitária Pedra Branca. As inscrições acontecem pelo site: www.fecema.org.br/secmasc.

Revisões sem ir à Justiça
O INSS anunciou um plano em conjunto com o Poder Judiciário para reduzir o número de processos contra a Previdência nos tribunais. Ações sobre aposentadorias e outros benefícios correspondem a 48% dos novos processos na Justiça Federal, segundo o STF. São cerca de 7 mil novas ações todos os dias. Segundo o presidente do INSS, alguns entendimentos da Justiça devem passar a ser aceitos administrativamente, direto nas agências, e a ideia é “parar de brigar desnecessariamente com o cidadão”.

Banco do Brasil
Finalizado dia 14 deste mês de agosto, o programa de reestruturação de quadros do Banco do Brasil teve adesão de 2.367 funcionários. O plano de demissão integra um conjunto de medidas anunciadas pelo banco no fim do mês de julho. Quem aderiu ao desligamento voluntário vai receber o pagamento de até 9,8 salários, o que pode variar de R$ 20 mil a R$ 200 mil. Além disso, o banco também vai custear o plano de saúde dos funcionários que optaram pela saída e de seus dependentes pelo período de um ano. As indenizações custarão R$ 260 milhões.

Aposentados perdem dinheiro
Alerta aos aposentados e familiares de aposentados. Tem muita entidade obscura descontando parte da merecida renda mensal sem autorização ou conhecimento do beneficiário. E não basta checar o extrato do banco onde a aposentadoria é creditada. Para verificar se você ou parente está sendo lesado, é bom dar uma espiada no extrato da aposentadoria, emitida pelo INSS. Só lá é que se tem acesso aos valores que estão sendo descontados e ao nome das entidades que tomam posse desses valores. Só no Procon de Blumenau, foram mais de 200 reclamações só neste ano, com descontos indevidos.

Inflação de agosto
Os preços de transportes, alimentos e saúde recuaram em agosto e o IPCA-15, que é a prévia da inflação oficial, ficou abaixo do esperado, em 0,08%, segundo dados divulgados pelo IBGE. O índice é o menor para o mês em nove anos, favorecendo a perspectiva de mais cortes na taxa básica de juros neste ano.

Receita de igrejas
Em oito anos, a arrecadação de igrejas no Brasil praticamente dobrou. A alta é resultado do aumento de entidades religiosas no país e de mais doações, dízimos e ofertas aos templos. A renda subiu de R$ 13,3 bilhões em 2006, para R$ 24,2 bilhões em 2013, segundo dados da Receita Federal, obtidos pela Lei de Acesso à Informação. Corrigindo o montante de 2013 pela inflação, seriam quase R$ 32 bilhões em valores atuais. Isso significa uma receita de quase R$ 88 milhões por dia para entidades religiosas, em valores atualizados.

SC: a maior
As fábricas da multinacional americana WestRock instaladas em SC, serão as mais produtivas em papel kraft em todo o mundo. A projeção é do presidente do grupo ao assinalar que estão sendo investimentos superiores a um bilhão de dólares, sendo os maiores na unidade de Três Barras, no Planalto Norte. O grupo, que conta com 50 mil empregados e fatura 19 bilhões de dólares, tem também uma fábrica em Blumenau.

Imóvel
A Rôgga Empreendimentos está entregando seu oitavo empreendimento no litoral catarinense e o terceiro residencial da Linha Easy Club, em Balneário Piçarras, o Fiji Easy Club. O condomínio residencial tem duas torres, 198 apartamentos, e contempla mais de R$ 37 milhões em Valor Geral de Vendas (VGV). Com o Fiji, a Rôgga passou do patamar de 6 mil unidades vendidas na região.

Guia do queijo
A Pomerode Alimentos vai abrir as portas da fábrica para quem quiser conhecer o processo de produção de seus queijos especiais, como os da recém-premiada marca Vermont. As visitas serão conduzidas por uma pessoa já treinada para a função e ocorrerão em quatro horários (11h, 13h30min, 15h e 16h30min) de segunda a sábado. De olho nos turistas que visitam a cidade, a empresa cogita estender o roteiro aos domingos e também nos meses de alta temporada.

Contribuição
Pesquisa feita pelo Sebrae nacional sobre empreendedores brasileiros que contribuem com institutos de Previdência concluiu que os catarinenses são líderes nacionais no indicador. Dos empresários daqui, 68% contribuem para algum instituto previdenciário, uma média quase 10 vezes superior à do Amapá, onde só 7% contribuem. No Brasil, dos 28,2 milhões de donos de negócios, somente 37% contribuem para instituto de Previdência.

Trabalho aos domingos
O plenário do Senado aprovou a MP da Liberdade Econômica, mas retirou do texto a regra que permitia trabalho aos domingos e feriados. Foi mantida, porém, a possibilidade de fazer o controle de ponto apenas de horas extras e folgas, e não todos os dias. Além disso, só firmas com mais de 20 funcionários terão que fazer controle de jornada. Os senadores decidiram que a polêmica ampliação do trabalho aos domingos não tinha relação com o propósito inicial do projeto do governo.

Governo corta despesas
O Ministério da Economia anunciou o corte de gastos com estágio, telefonia e pacote de dados para servidores, diárias e passagens internacionais e até café para tentar resolver problemas de caixa que ameaçam, entre outras coisas, o pagamento de restituições do Imposto de Renda e emissão de CPFs. O objetivo é racionalizar os gastos e cortar despesas neste ano. Serão suspensas novas contratações de serviços de consultoria, treinamento e capacitação de servidores, estágios remunerados e mão de obra terceirizada.

Peste suína
A constatação de um foco de peste suína clássica no Ceará constitui, neste momento, a maior preocupação do Secretário da Agricultura de SC. A doença é a que atingiu drasticamente parte do rebanho suíno na China, provocando aumento da importação da carne produzida em Santa Catarina. Há alerta, pois a transmissão se dá na roupa e até no sapato, portanto, com alto grau de contágio. O estado catarinense é o maior exportador de carne suína do país. Entre janeiro e julho deste ano vendeu mais de 230 mil toneladas do produto ao exterior. Isso representa 58% das exportações brasileiras no setor.

Ações trabalhistas
O número de ações pendentes para julgamento na Justiça do Trabalho despencou em Joinville. No final de 2017, eram 9,8 mil ações a espera de julgamento nas cinco varas trabalhistas da cidade. Ao final do mês passado, o estoque caiu para 4,6 mil processos, onde são julgadas as demandas em primeira instância. A vigência da reforma trabalhista permitiu a maior produtividade, em circunstância também observada em escala nacional. Em 2018, caiu o registro de novas reclamatórias.

Venda de veículos
Santa Catarina contabilizou um crescimento de 26% na comercialização de carros usados e seminovos nos últimos dois meses. É o maior índice entre os Estados do Sul. Em seguida vem o Rio Grande do Sul, que comercializou 11% a mais. O Paraná registrou um crescimento de 5%. Os dados são da Associação dos Revendedores de Veículos do Estado de SC (Assovesc).

Balança comercial
Dados do Ministério da Economia mostram que de janeiro a julho, a balança comercial de Brusque registrou déficit de 119,9 milhões de dólares. As empresas brusquenses exportaram 31,4 milhões de dólares, em contrapartida, importaram 151,3 milhões de dólares. Segundo o ministério, foram registrados 58 empresas exportadoras e 83 importadoras em Brusque.

Aposentadoria
Nova regra do INSS permite a liberação da aposentadoria até para quem não conseguir entregar todos os documentos. O servidor do órgão precisará concluir que há elementos suficientes para comprovar o direito. Se algum período ficar fora, porém, o trabalhador poderá ter prejuízo.

Lucro do FGTS
A Caixa pagará até o dia 31 deste mês, o lucro do FGTS referente o ano de 2018. Com isso, muitos trabalhadores com conta no fundo já conseguem checar se o dinheiro foi liberado. A grana começou a ser paga no dia 20, que foi a data da publicação da resolução 934 do Conselho Curador do FGTS, que autorizou o crédito conforme resultado do Fundo em 2018, informa a Caixa.

Atrasados do INSS
O Conselho da Justiça Federal (CJF) liberou R$ 1,06 bilhão para os pagamentos de RPVs (Requisições de Pequeno Valor) finalizadas no mês de julho em tribunais federais de todo o país. Esses valores vão acertar os atrasados de até 60 salários mínimos de segurados que derrotaram o INSS na Justiça. Ao todo, 70,6 mil processos de 85,6 mil beneficiários serão definitivamente encerrados com a liberação. A grana estará na conta até o final deste mês de agosto.

Polos de tecnologia
De 13 polos de tecnologia do Brasil mapeados no estudo da Acate, o de Blumenau aparece na 2ª posição em termos de produtividade. Na cidade, cada trabalhador agrega em torno de R$ 106 mil às receitas das empresas. Só Florianópolis tem resultado melhor: R$ 113 mil.

Conta bilionária
O próprio governo federal está publicando as assustadoras contas do déficit da Previdência dos Estados em 2018, que passa dos R$ 100 bilhões. Doze governos estaduais estouraram o limite de gastos com pessoal, inclusive SC, que compromete 59,25% de sua arrecadação líquida para pagar servidores ativos e inativos. Um verdadeiro absurdo.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 27/08/2019 às 14h58 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade