Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Geração de empregos
O Brasil fechou o mês de junho com geração de 48.436 empregos formais, segundo dados do Caged. É o melhor saldo para o mês em seis anos. No ano, o saldo está positivo em 408,5 mil postos de trabalho, maior que o registrado nos seis primeiros meses de 2018, quando foram gerados 392,4 mil. Em Santa Catarina, o saldo em junho foi positivo com 940 novos empregos gerados, destaques para São José (+566), Joinville (+511) e Chapecó (+361). Florianópolis (-625) e Balneário Camboriú (-225) foram os destaques negativos no mês. No acumulado do ano, SC tem saldo positivo de 49.895 empregos formais, destaques para Joinville (+6.763), Chapecó (+3.360), Blumenau (+3.340), Brusque (+2.740) e São José (+2.591). Os números negativos continuam com Florianópolis (-2.101) e Balneário Camboriú (-1.035).

Destaque têxtil
A empresa Mafratex, localizada no bairro Dom Joaquim, em Brusque, com produção de toalhas, foi destaque em SC e acaba de receber o mérito social e empresarial. A premiação ocorreu durante o Prêmio Excelência e Qualidade Brasil 2019, realizado em 15 de julho, em São Paulo. A empresa conta com 40 colaboradores e mais 22 representantes espalhados pelo Brasil. O objetivo da empresa é sempre levar o melhor em toalhas de banho. Com isso, continua conquistando o mercado nacional e hoje é conhecida em diversos Estados. Atualmente, produz 90 toneladas de felpudos por mês.

Moda infantil
Para se chegar a Gaspar é necessário passar pela capital da cerveja (Blumenau), pela capital da moda íntima (Ilhota) ou ainda, pelo município conhecido por seus vários shoppings atacadistas de roupas (Brusque). Com o objetivo de se tornar um ponto de parada dos viajantes e valorizar a identidade local, estimulando o turismo e o comércio, Gaspar está pleiteando o título de Capital Nacional da Moda Infantil. O setor têxtil corresponde a 28% das empresas instaladas em Gaspar, sendo 870 indústrias de confecções, 484 facções e 85 relacionadas à tinturaria, fiação e tecelagem. O segmento têxtil é responsável por 8,4 mil postos de trabalho, cerca de 37% de todas as vagas de emprego no município.

Ranking de gestão
O município de Concórdia desponta em 2º lugar no estudo do Conselho Federal de Administração sobre o Índice de Governança Municipal, que afere a qualidade da gestão pública, entre os municípios com até 100 mil habitantes e renda per capita de R$ 20,4 mil. Rio do Sul aparece na 8ª posição, no mesmo grupo. Entre as cidades com mais de 100 mil habitantes e renda de R$ 28,9 mil, Balneário Camboriú ficou em 5º lugar e Brusque em 8º. E naqueles com população até 50 mil, Joaçaba está em 2º lugar e Timbó em 6º.

Beto Carrero World
Mais de 100 atrativos, shows inéditos e quase três décadas de muita fantasia e diversão. Este é o Beto Carrero World, que pelo 6º ano consecutivo é consagrado pelo público como o Melhor Parque da América do Sul. Foi o único brasileiro a conquistar espaço na lista dos 20 melhores parques do mundo.

Clube para morar
A Sociedade Esportiva Bandeirante, em Brusque, vai investir R$ 4 milhões para expansão de um projeto que prevê um condomínio residencial unifamiliar dentro do clube. Serão 40 lotes que ainda precisam de aprovação dos órgãos competentes para início das obras e a comercialização. O grande objeto é transformar o clube com os recursos da comercialização do condomínio. Todo o recurso será aplicado na sociedade.

Votorantim
A Votorantim anunciou investimentos de R$ 55 milhões em sua fábrica de cimento em Vidal Ramos, no Alto Vale, que gera 225 empregos entre diretos e indiretos. A empresa vai implantar na unidade uma tecnologia chamada by-pass, que garante maior consumo dos resíduos sólidos não recicláveis usados como fonte de energia para os fornos de cimento, em substituição ao craque, um combustível derivado do petróleo.

Vaidades
Difícil de acreditar, mas é verdade. Ainda tem gente esperta que visita cidades pequenas para vender anel de formatura para estudantes que estão concluindo o ensino médio. Tem de todo preço e material. E tem quem compre para exibir no baile.

Incentivo
Duas novas leis sancionadas pelo atual presidente mereceram aplausos no Estado. Concedem incentivos à produção artesanal de queijo, e cria o selo “arte” para produtos alimentícios artesanais de origem animal.

Colecionadores
Para homenagear os 50 anos de encontros filatélicos em SC, os Correios estão emitindo um selo personalizado e um carimbo comemorativo com a temática do erva-mate. Já a Associação Filatélica e Numismática de SC promoverá o 175º encontro, dias 3 e 4 de agosto, no Hotel Castelmar, em Florianópolis. Nesses tradicionais e concorridos eventos os colecionadores buscam selos, moedas, cédulas, cartões-postais, cartões-telefônicos antiguidades, discos de vinil, figurinhas e miniaturas, como carrinhos de ferro.

Roda gigante
A prefeitura de Balneário Camboriú concedeu o alvará de construção para a instalação da Big Wheed, roda gigante com 65 metros de altura, no costão do Pontal Norte. Com isto, as obras estão autorizadas a iniciar. A empresa optou por aguardar o resultado da ação proposta pelo Ministério Público de SC que corre no Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O desembargador Ricardo Roesler propôs uma audiência de conciliação, mas a promotoria se negou a discutir um possível acordo.

Prisão
O General Hamilton Mourão acertou no alvo quando falou sobre o sistema penal. Foi textual: “Temos que mudar a legislação penal brasileira. A atual é muito leniente. O regime semiaberto virou ‘regime sempre-aberto’. E a prisão não pode ser uma colônia de férias. Prisão tem que ser local de trabalho e de reeducação”.

INSS bloqueia benefícios
Criado no início deste ano, o pente-fino do INSS já bloqueou o pagamento de 170 mil segurados no país. Estão na mira os benefícios com suspeitas de irregularidade na concessão. Quem entra no pente-fino tem como se defender, mas precisa comprovar o direito para não ter o benefício definitivamente cancelado. No primeiro semestre, 1,3 milhão de segurados foram notificados no país. Dentre os principais motivos para a suspensão ou o cancelamento definitivo do benefício estão ausência de recadastramento anual (prova de vida), suspeita de morte do beneficiado e pagamento indevido de mais de um benefício.

Grandeza pelo trabalho
Jaraguá do Sul, no Norte do Estado, está comemorando 175 anos de emancipação política. Com posição privilegiada entre os 295 municípios, desponta hoje como a quinta maior economia e terceiro maior polo industrial de Santa Catarina. O Atlas da Violência revelou que Jaraguá do Sul era o município mais pacífico do Brasil. Título merecido e resultado das qualidades de seu povo. Empresários e trabalhadores levam ao pé da letra o slogan do brasão: “Grandeza pelo trabalho”. Os índices de desenvolvimento humano de Jaraguá do Sul estão entre os melhores de SC. A maioria de suas empresas são familiares e seus maiores acionistas participam da vida da cidade.

Transações de destaque
Os últimos dias foram marcados por duas transações de destaque envolvendo empresas de tecnologia de SC. A Intelbrás anunciou a aquisição da Seventh, desenvolvedora de soluções para gerenciamento de imagens e controle de acesso, enquanto a Hi Platform, que tem origem em Blumenau, informou ter comprado a paulista Yourview como parte de uma estratégia para reforçar a plataforma de relacionamento com clientes que fazem compras pela internet. Não são casos isolados. Fusões e aquisições estão em alta neste ramo. A LKC Capital, empresa especializada em intermediar esse tipo de operação, o atual momento da economia no Brasil favorece essas movimentações.

Aula magna
O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão Filho, abriu com chave de ouro o projeto “Momento Brasil”, com brilhante palestra no auditório da Fiesc. Demonstrou conhecimento da realidade nacional, vivência, perfeito diagnóstico e receita qualificada. Começou analisando os novos tempos, as mudanças no mundo e as grandes transformações das novas tecnologias, para situar o Brasil no mercado mundial, suas potencialidades e riquezas, com ênfase para a posição estratégica no hemisfério sul. Mostrou o desastre econômico causado pelos governos anteriores, com uma gastança sem controle que produziu monumental endividamento e brutal déficit público. Calamidade que tem custado aos brasileiros R$ 400 bilhões ao ano em juros bancários. Dinheiro que faz falta para hospitais, escolas, infraestrutura, etc.

Petrobrás
O processo enxugamento da Petrobrás fez com que a estatal esvaziasse o prédio que ocupava no Centro de Itajaí. A desmobilização vem desde 2015, quando a empresa fechou a Unidade de Exploração e Produção (UP-Sul), responsável pela prospecção de novas fontes de trabalho na região. Permaneceu no edifício apenas o serviço administrativo, cada vez mais escasso, que agora foi transferido para um novo endereço.

Polícia Federal
Símbolo do desmanche da Petrobrás, o edifício que abrigou a estatal em Itajaí será ocupado pela Polícia Federal. Foi a solução encontrada pela prefeitura para cumprir um acordo, parte da concessão de áreas do porto para a construção da Marina Itajaí, em parceria público-privada. A construção de uma nova Delegacia da Polícia Federal era uma contrapartida, que nunca saiu do papel. O município agora, negocia a compra do prédio que abrigou a Petrobrás para ceder à PF.

Fusões
Acaba de ser concluído o processo de venda de três empresas do grupo Limper (Limpezas Gerais, Help Eletrônica e Help Vigilância) à Liderança Serviços. O processo de negociação foi conduzido pela Maeri Consulting. Com escritórios em São Paulo e Florianópolis, a Maeri trata da venda de empresas para fundos de investimentos e multinacionais.

FG Empreendimentos
Uma história sólida, construída com a sagacidade e o empreendedorismo de um jovem que saiu da roça para construir os maiores arranha-céus do país. Assim nasceu a FG Empreendimentos, que pelo oitavo ano consecutivo recebe o Prêmio Top of Mind, um reconhecimento da credibilidade da marca. A construtora de luxo de Balneário Camboriú é ganhadora do prêmio como marca mais lembrada pelos executivos do mercado e também pelo público em geral, quando o assunto é construção de edifícios de altíssimo padrão de qualidade. A pesquisa é realizada pelo Ibope Inteligência, e está entre as mais respeitadas do Brasil.

Mercado livre de energia
Cada vez mais empresas de SC estão migrando para o mercado livre de energia. Dados da Celesc mostram que o número de unidades consumidoras dentro da área de concessão da companhia que adotaram essa modalidade saltou de 876 em junho de 2018, para 1030 no mesmo mês deste ano. O crescimento chega a 17,6% em um ano. No mercado livre, os consumidores compram energia diretamente das geradoras, ou seja, ela não passa por uma distribuidora. Nessa modalidade, o cliente tem mais flexibilidade para negociar preços, volumes e prazos, de acordo com a própria necessidade. Além disso, o contrato firmado evita que a tarifa sofra oscilações abruptas, como no mercado aberto. Das 1030 unidades consumidoras adeptas dessa modalidade no Estado, 603 (58%) são indústrias. Nas fábricas, o consumo de energia costuma representar um dos principais itens da lista de despesas, o que explica a procura maior por alternativas que ajudem a reduzir a conta.

Mediação e Conciliação
Em provimento publicado em março de 2018, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) autorizou que os cartórios de todo o país possam oferecer os serviços de mediação e conciliação à população. A medida, aprovada como provimento 67/2018, vai auxiliar a disseminar as soluções extrajudiciais de conflitos por todo o país. Antes, a atividade era exclusiva do Judiciário. Em cada cidade, para que o serviço passa ser oferecido, é preciso também a aprovação de uma lei local que institua a defina as formas de cobrança para a execução do serviço. Os cartórios interessados deverão se habilitar e solicitar nas corregedorias locais permissão específica, além de esperar regulação local. Os funcionários que atuarão como mediadores também deverão ser capacitados a cada dois anos para prestarem um serviço de qualidade.

Solução
A situação dos quiosques de milho e churros de Balneário Camboriú, que a Superintendência de Patrimônio da União (SPU) mandou demolir, está perto de uma solução. A SPU concordou em permitir que os pontos de venda permaneçam desde que sejam estruturas móveis. Isso significa que as plataformas de concreto e a estrutura nova, que foi construída recentemente, terão que sair. A proposta é fazer novas plataformas em madeira, que podem ser retiradas facilmente.

BMW X3
Quem passar pela BR-101 e olhar para a fábrica da BMW Group em Araquari vai se deparar com um carro coberto. Na plataforma que dá destaque para a produção local, este novo modelo, o X3, que vai substituir o BMW X1 como carro de destaque até então. O BMW Série X3 é o mais vendido da história da montadora do mundo. O modelo foi recentemente eleito a melhor opção de compra entre os sedãs premium do Brasil, segundo a revista Auto Esporte. Atualmente é comercializado no Brasil em versão importada da Alemanha. Será um dos veículos mais tecnológicos a serem produzidos no Brasil.

Aposentadorias
Quase 70 mil pessoas estão na fila em Santa Catarina para conseguir a aposentadoria pelo INSS. Os pedidos foram feitos entre o ano passado e os seis primeiros meses deste ano. Cerca de 47 mil desses pedidos são de pessoas que já atingiram o tempo mínimo de contribuição. Por meio de nota, o INSS admitiu que a demanda é muito maior do que a capacidade do órgão para atender a todos os pedidos. Uma das explicações para a alta demanda é o fato dos trabalhadores que já estão aptos a se aposentarem, não querem correr o risco de serem enquadrados nas novas regras da reforma da Previdência. Para tentar agilizar o processo, o trabalhador que possui os dados atualizados no sistema do INSS pode encaminhar o pedido de aposentadoria pela internet. De acordo com a assessoria do órgão, a concessão do benefício online é mais rápida.

Planos da Ambev
Mais uma grande companhia líder de mercado encontrou em Blumenau terreno fértil para o desenvolvimento de novas tecnologias. Depois da Philips, foi a vez da Ambev, dona de marcas como Antarctica, Bohemia, Brahma, Budweiser, Skol e Stella Artois, fincar raízes na cidade ao anunciar, em fevereiro, a compra da HBSIS. A empresa local era uma parceira de longa data da cervejaria, fornecendo sistemas usados principalmente no controle de operações logísticas. A aquisição já foi totalmente concluída após a análise de órgãos reguladores e não faz com que a HBSIS deixe de existir. Na prática, continua como uma empresa separada e com identidade própria, mas agora atuando exclusivamente como um banco tecnológico e de inovação da Ambev.

Habitação
A Polícia Federal realiza operação para desarticular um grupo suspeito de fraude em financiamentos habitacionais. O grupo realizava os financiamentos mediante fraude, lavagem de dinheiro e inserção de dados falsos em sistema de informação e estavam estabelecidos em São José, Florianópolis e Joinville. As investigações apontaram que, entre 2013 e 2014, foram obtidos diversos financiamentos habitacionais com apresentação de documentos de comprovação de renda falsos para a Caixa. Com o esquema, o grupo criminoso gerou uma dívida no valor atual de mais de R$ 26 milhões, decorrentes do não pagamento das respectivas parcelas.

Centro de Eventos de BC
A SC Par prevê que o contrato de concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú chegue a R$ 144 milhões. O valor leva em conta a outorga, que será paga antes da assinatura do contrato, e a projeção de receitas ao longo dos 20 anos de concessão. A empresa que assumir a gestão pagará 5% sobre o faturamento bruto mensal ao Estado. Será a primeira concessão de bem público feita pelo Estado, e a licitação será internacional, com possibilidade de empresas estrangeiras apresentarem propostas. A expectativa da Santur é que a licitação seja concluída até o final do ano, quando a obra do Centro de Eventos estará concluída.

Paliativo
A liberação do saque de parte do FGTS e do PIS-Pasep anunciada pelo governo federal, é uma medida paliativa, uma tentativa de dar ânimo ao menos temporário à ainda capenga economia brasileira. É estimado que a medida injete R$ 30 bilhões na economia ainda em 2019, mais R$ 12 bilhões no ano que vem, totalizando R$ 42 bilhões. Na prática, o governo repete uma fórmula antiga: aposta no consumo para movimentar o mercado. Essa estratégia costuma ter efeitos imediatos, principalmente no comércio, seja na aquisição de produtos ou no pagamento de dívidas, mas é insuficiente para gerar um crescimento estruturado no médio e longo prazos.

Alemães em SC
São Pedro de Alcântara: um Encontro com a História. É o livro da Editoria Dois por Quatro, lançado na semana passada no Teatrinho, ao lado da Matriz. A obra bilingue (português e alemão) é de autoria de Jane Philippi e Giana de Souza e celebra os 190 anos da 1ª colônia alemã em SC.

Insolvência
Por solicitação do senador Romário (RJ), seu partido entrou com ação direta de inconstitucionalidade que pode mudar a relação dos jogadores e os clubes de futebol. Pede que seja modificada a Lei Pelé de forma que os jogadores possam rescindir contratos com as equipes em caso de apenas um mês de atraso de salário e não três, como acontece hoje em dia. Se valesse desde já, alguns clubes de SC ficariam sem nenhum atleta. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 30/07/2019 às 10h56 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Geração de empregos
O Brasil fechou o mês de junho com geração de 48.436 empregos formais, segundo dados do Caged. É o melhor saldo para o mês em seis anos. No ano, o saldo está positivo em 408,5 mil postos de trabalho, maior que o registrado nos seis primeiros meses de 2018, quando foram gerados 392,4 mil. Em Santa Catarina, o saldo em junho foi positivo com 940 novos empregos gerados, destaques para São José (+566), Joinville (+511) e Chapecó (+361). Florianópolis (-625) e Balneário Camboriú (-225) foram os destaques negativos no mês. No acumulado do ano, SC tem saldo positivo de 49.895 empregos formais, destaques para Joinville (+6.763), Chapecó (+3.360), Blumenau (+3.340), Brusque (+2.740) e São José (+2.591). Os números negativos continuam com Florianópolis (-2.101) e Balneário Camboriú (-1.035).

Destaque têxtil
A empresa Mafratex, localizada no bairro Dom Joaquim, em Brusque, com produção de toalhas, foi destaque em SC e acaba de receber o mérito social e empresarial. A premiação ocorreu durante o Prêmio Excelência e Qualidade Brasil 2019, realizado em 15 de julho, em São Paulo. A empresa conta com 40 colaboradores e mais 22 representantes espalhados pelo Brasil. O objetivo da empresa é sempre levar o melhor em toalhas de banho. Com isso, continua conquistando o mercado nacional e hoje é conhecida em diversos Estados. Atualmente, produz 90 toneladas de felpudos por mês.

Moda infantil
Para se chegar a Gaspar é necessário passar pela capital da cerveja (Blumenau), pela capital da moda íntima (Ilhota) ou ainda, pelo município conhecido por seus vários shoppings atacadistas de roupas (Brusque). Com o objetivo de se tornar um ponto de parada dos viajantes e valorizar a identidade local, estimulando o turismo e o comércio, Gaspar está pleiteando o título de Capital Nacional da Moda Infantil. O setor têxtil corresponde a 28% das empresas instaladas em Gaspar, sendo 870 indústrias de confecções, 484 facções e 85 relacionadas à tinturaria, fiação e tecelagem. O segmento têxtil é responsável por 8,4 mil postos de trabalho, cerca de 37% de todas as vagas de emprego no município.

Ranking de gestão
O município de Concórdia desponta em 2º lugar no estudo do Conselho Federal de Administração sobre o Índice de Governança Municipal, que afere a qualidade da gestão pública, entre os municípios com até 100 mil habitantes e renda per capita de R$ 20,4 mil. Rio do Sul aparece na 8ª posição, no mesmo grupo. Entre as cidades com mais de 100 mil habitantes e renda de R$ 28,9 mil, Balneário Camboriú ficou em 5º lugar e Brusque em 8º. E naqueles com população até 50 mil, Joaçaba está em 2º lugar e Timbó em 6º.

Beto Carrero World
Mais de 100 atrativos, shows inéditos e quase três décadas de muita fantasia e diversão. Este é o Beto Carrero World, que pelo 6º ano consecutivo é consagrado pelo público como o Melhor Parque da América do Sul. Foi o único brasileiro a conquistar espaço na lista dos 20 melhores parques do mundo.

Clube para morar
A Sociedade Esportiva Bandeirante, em Brusque, vai investir R$ 4 milhões para expansão de um projeto que prevê um condomínio residencial unifamiliar dentro do clube. Serão 40 lotes que ainda precisam de aprovação dos órgãos competentes para início das obras e a comercialização. O grande objeto é transformar o clube com os recursos da comercialização do condomínio. Todo o recurso será aplicado na sociedade.

Votorantim
A Votorantim anunciou investimentos de R$ 55 milhões em sua fábrica de cimento em Vidal Ramos, no Alto Vale, que gera 225 empregos entre diretos e indiretos. A empresa vai implantar na unidade uma tecnologia chamada by-pass, que garante maior consumo dos resíduos sólidos não recicláveis usados como fonte de energia para os fornos de cimento, em substituição ao craque, um combustível derivado do petróleo.

Vaidades
Difícil de acreditar, mas é verdade. Ainda tem gente esperta que visita cidades pequenas para vender anel de formatura para estudantes que estão concluindo o ensino médio. Tem de todo preço e material. E tem quem compre para exibir no baile.

Incentivo
Duas novas leis sancionadas pelo atual presidente mereceram aplausos no Estado. Concedem incentivos à produção artesanal de queijo, e cria o selo “arte” para produtos alimentícios artesanais de origem animal.

Colecionadores
Para homenagear os 50 anos de encontros filatélicos em SC, os Correios estão emitindo um selo personalizado e um carimbo comemorativo com a temática do erva-mate. Já a Associação Filatélica e Numismática de SC promoverá o 175º encontro, dias 3 e 4 de agosto, no Hotel Castelmar, em Florianópolis. Nesses tradicionais e concorridos eventos os colecionadores buscam selos, moedas, cédulas, cartões-postais, cartões-telefônicos antiguidades, discos de vinil, figurinhas e miniaturas, como carrinhos de ferro.

Roda gigante
A prefeitura de Balneário Camboriú concedeu o alvará de construção para a instalação da Big Wheed, roda gigante com 65 metros de altura, no costão do Pontal Norte. Com isto, as obras estão autorizadas a iniciar. A empresa optou por aguardar o resultado da ação proposta pelo Ministério Público de SC que corre no Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O desembargador Ricardo Roesler propôs uma audiência de conciliação, mas a promotoria se negou a discutir um possível acordo.

Prisão
O General Hamilton Mourão acertou no alvo quando falou sobre o sistema penal. Foi textual: “Temos que mudar a legislação penal brasileira. A atual é muito leniente. O regime semiaberto virou ‘regime sempre-aberto’. E a prisão não pode ser uma colônia de férias. Prisão tem que ser local de trabalho e de reeducação”.

INSS bloqueia benefícios
Criado no início deste ano, o pente-fino do INSS já bloqueou o pagamento de 170 mil segurados no país. Estão na mira os benefícios com suspeitas de irregularidade na concessão. Quem entra no pente-fino tem como se defender, mas precisa comprovar o direito para não ter o benefício definitivamente cancelado. No primeiro semestre, 1,3 milhão de segurados foram notificados no país. Dentre os principais motivos para a suspensão ou o cancelamento definitivo do benefício estão ausência de recadastramento anual (prova de vida), suspeita de morte do beneficiado e pagamento indevido de mais de um benefício.

Grandeza pelo trabalho
Jaraguá do Sul, no Norte do Estado, está comemorando 175 anos de emancipação política. Com posição privilegiada entre os 295 municípios, desponta hoje como a quinta maior economia e terceiro maior polo industrial de Santa Catarina. O Atlas da Violência revelou que Jaraguá do Sul era o município mais pacífico do Brasil. Título merecido e resultado das qualidades de seu povo. Empresários e trabalhadores levam ao pé da letra o slogan do brasão: “Grandeza pelo trabalho”. Os índices de desenvolvimento humano de Jaraguá do Sul estão entre os melhores de SC. A maioria de suas empresas são familiares e seus maiores acionistas participam da vida da cidade.

Transações de destaque
Os últimos dias foram marcados por duas transações de destaque envolvendo empresas de tecnologia de SC. A Intelbrás anunciou a aquisição da Seventh, desenvolvedora de soluções para gerenciamento de imagens e controle de acesso, enquanto a Hi Platform, que tem origem em Blumenau, informou ter comprado a paulista Yourview como parte de uma estratégia para reforçar a plataforma de relacionamento com clientes que fazem compras pela internet. Não são casos isolados. Fusões e aquisições estão em alta neste ramo. A LKC Capital, empresa especializada em intermediar esse tipo de operação, o atual momento da economia no Brasil favorece essas movimentações.

Aula magna
O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão Filho, abriu com chave de ouro o projeto “Momento Brasil”, com brilhante palestra no auditório da Fiesc. Demonstrou conhecimento da realidade nacional, vivência, perfeito diagnóstico e receita qualificada. Começou analisando os novos tempos, as mudanças no mundo e as grandes transformações das novas tecnologias, para situar o Brasil no mercado mundial, suas potencialidades e riquezas, com ênfase para a posição estratégica no hemisfério sul. Mostrou o desastre econômico causado pelos governos anteriores, com uma gastança sem controle que produziu monumental endividamento e brutal déficit público. Calamidade que tem custado aos brasileiros R$ 400 bilhões ao ano em juros bancários. Dinheiro que faz falta para hospitais, escolas, infraestrutura, etc.

Petrobrás
O processo enxugamento da Petrobrás fez com que a estatal esvaziasse o prédio que ocupava no Centro de Itajaí. A desmobilização vem desde 2015, quando a empresa fechou a Unidade de Exploração e Produção (UP-Sul), responsável pela prospecção de novas fontes de trabalho na região. Permaneceu no edifício apenas o serviço administrativo, cada vez mais escasso, que agora foi transferido para um novo endereço.

Polícia Federal
Símbolo do desmanche da Petrobrás, o edifício que abrigou a estatal em Itajaí será ocupado pela Polícia Federal. Foi a solução encontrada pela prefeitura para cumprir um acordo, parte da concessão de áreas do porto para a construção da Marina Itajaí, em parceria público-privada. A construção de uma nova Delegacia da Polícia Federal era uma contrapartida, que nunca saiu do papel. O município agora, negocia a compra do prédio que abrigou a Petrobrás para ceder à PF.

Fusões
Acaba de ser concluído o processo de venda de três empresas do grupo Limper (Limpezas Gerais, Help Eletrônica e Help Vigilância) à Liderança Serviços. O processo de negociação foi conduzido pela Maeri Consulting. Com escritórios em São Paulo e Florianópolis, a Maeri trata da venda de empresas para fundos de investimentos e multinacionais.

FG Empreendimentos
Uma história sólida, construída com a sagacidade e o empreendedorismo de um jovem que saiu da roça para construir os maiores arranha-céus do país. Assim nasceu a FG Empreendimentos, que pelo oitavo ano consecutivo recebe o Prêmio Top of Mind, um reconhecimento da credibilidade da marca. A construtora de luxo de Balneário Camboriú é ganhadora do prêmio como marca mais lembrada pelos executivos do mercado e também pelo público em geral, quando o assunto é construção de edifícios de altíssimo padrão de qualidade. A pesquisa é realizada pelo Ibope Inteligência, e está entre as mais respeitadas do Brasil.

Mercado livre de energia
Cada vez mais empresas de SC estão migrando para o mercado livre de energia. Dados da Celesc mostram que o número de unidades consumidoras dentro da área de concessão da companhia que adotaram essa modalidade saltou de 876 em junho de 2018, para 1030 no mesmo mês deste ano. O crescimento chega a 17,6% em um ano. No mercado livre, os consumidores compram energia diretamente das geradoras, ou seja, ela não passa por uma distribuidora. Nessa modalidade, o cliente tem mais flexibilidade para negociar preços, volumes e prazos, de acordo com a própria necessidade. Além disso, o contrato firmado evita que a tarifa sofra oscilações abruptas, como no mercado aberto. Das 1030 unidades consumidoras adeptas dessa modalidade no Estado, 603 (58%) são indústrias. Nas fábricas, o consumo de energia costuma representar um dos principais itens da lista de despesas, o que explica a procura maior por alternativas que ajudem a reduzir a conta.

Mediação e Conciliação
Em provimento publicado em março de 2018, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) autorizou que os cartórios de todo o país possam oferecer os serviços de mediação e conciliação à população. A medida, aprovada como provimento 67/2018, vai auxiliar a disseminar as soluções extrajudiciais de conflitos por todo o país. Antes, a atividade era exclusiva do Judiciário. Em cada cidade, para que o serviço passa ser oferecido, é preciso também a aprovação de uma lei local que institua a defina as formas de cobrança para a execução do serviço. Os cartórios interessados deverão se habilitar e solicitar nas corregedorias locais permissão específica, além de esperar regulação local. Os funcionários que atuarão como mediadores também deverão ser capacitados a cada dois anos para prestarem um serviço de qualidade.

Solução
A situação dos quiosques de milho e churros de Balneário Camboriú, que a Superintendência de Patrimônio da União (SPU) mandou demolir, está perto de uma solução. A SPU concordou em permitir que os pontos de venda permaneçam desde que sejam estruturas móveis. Isso significa que as plataformas de concreto e a estrutura nova, que foi construída recentemente, terão que sair. A proposta é fazer novas plataformas em madeira, que podem ser retiradas facilmente.

BMW X3
Quem passar pela BR-101 e olhar para a fábrica da BMW Group em Araquari vai se deparar com um carro coberto. Na plataforma que dá destaque para a produção local, este novo modelo, o X3, que vai substituir o BMW X1 como carro de destaque até então. O BMW Série X3 é o mais vendido da história da montadora do mundo. O modelo foi recentemente eleito a melhor opção de compra entre os sedãs premium do Brasil, segundo a revista Auto Esporte. Atualmente é comercializado no Brasil em versão importada da Alemanha. Será um dos veículos mais tecnológicos a serem produzidos no Brasil.

Aposentadorias
Quase 70 mil pessoas estão na fila em Santa Catarina para conseguir a aposentadoria pelo INSS. Os pedidos foram feitos entre o ano passado e os seis primeiros meses deste ano. Cerca de 47 mil desses pedidos são de pessoas que já atingiram o tempo mínimo de contribuição. Por meio de nota, o INSS admitiu que a demanda é muito maior do que a capacidade do órgão para atender a todos os pedidos. Uma das explicações para a alta demanda é o fato dos trabalhadores que já estão aptos a se aposentarem, não querem correr o risco de serem enquadrados nas novas regras da reforma da Previdência. Para tentar agilizar o processo, o trabalhador que possui os dados atualizados no sistema do INSS pode encaminhar o pedido de aposentadoria pela internet. De acordo com a assessoria do órgão, a concessão do benefício online é mais rápida.

Planos da Ambev
Mais uma grande companhia líder de mercado encontrou em Blumenau terreno fértil para o desenvolvimento de novas tecnologias. Depois da Philips, foi a vez da Ambev, dona de marcas como Antarctica, Bohemia, Brahma, Budweiser, Skol e Stella Artois, fincar raízes na cidade ao anunciar, em fevereiro, a compra da HBSIS. A empresa local era uma parceira de longa data da cervejaria, fornecendo sistemas usados principalmente no controle de operações logísticas. A aquisição já foi totalmente concluída após a análise de órgãos reguladores e não faz com que a HBSIS deixe de existir. Na prática, continua como uma empresa separada e com identidade própria, mas agora atuando exclusivamente como um banco tecnológico e de inovação da Ambev.

Habitação
A Polícia Federal realiza operação para desarticular um grupo suspeito de fraude em financiamentos habitacionais. O grupo realizava os financiamentos mediante fraude, lavagem de dinheiro e inserção de dados falsos em sistema de informação e estavam estabelecidos em São José, Florianópolis e Joinville. As investigações apontaram que, entre 2013 e 2014, foram obtidos diversos financiamentos habitacionais com apresentação de documentos de comprovação de renda falsos para a Caixa. Com o esquema, o grupo criminoso gerou uma dívida no valor atual de mais de R$ 26 milhões, decorrentes do não pagamento das respectivas parcelas.

Centro de Eventos de BC
A SC Par prevê que o contrato de concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú chegue a R$ 144 milhões. O valor leva em conta a outorga, que será paga antes da assinatura do contrato, e a projeção de receitas ao longo dos 20 anos de concessão. A empresa que assumir a gestão pagará 5% sobre o faturamento bruto mensal ao Estado. Será a primeira concessão de bem público feita pelo Estado, e a licitação será internacional, com possibilidade de empresas estrangeiras apresentarem propostas. A expectativa da Santur é que a licitação seja concluída até o final do ano, quando a obra do Centro de Eventos estará concluída.

Paliativo
A liberação do saque de parte do FGTS e do PIS-Pasep anunciada pelo governo federal, é uma medida paliativa, uma tentativa de dar ânimo ao menos temporário à ainda capenga economia brasileira. É estimado que a medida injete R$ 30 bilhões na economia ainda em 2019, mais R$ 12 bilhões no ano que vem, totalizando R$ 42 bilhões. Na prática, o governo repete uma fórmula antiga: aposta no consumo para movimentar o mercado. Essa estratégia costuma ter efeitos imediatos, principalmente no comércio, seja na aquisição de produtos ou no pagamento de dívidas, mas é insuficiente para gerar um crescimento estruturado no médio e longo prazos.

Alemães em SC
São Pedro de Alcântara: um Encontro com a História. É o livro da Editoria Dois por Quatro, lançado na semana passada no Teatrinho, ao lado da Matriz. A obra bilingue (português e alemão) é de autoria de Jane Philippi e Giana de Souza e celebra os 190 anos da 1ª colônia alemã em SC.

Insolvência
Por solicitação do senador Romário (RJ), seu partido entrou com ação direta de inconstitucionalidade que pode mudar a relação dos jogadores e os clubes de futebol. Pede que seja modificada a Lei Pelé de forma que os jogadores possam rescindir contratos com as equipes em caso de apenas um mês de atraso de salário e não três, como acontece hoje em dia. Se valesse desde já, alguns clubes de SC ficariam sem nenhum atleta. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 30/07/2019 às 10h56 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade