Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Brusque Polo Fashion
As tendências da próxima estação já começaram a tomar conta do Brusque Polo Fashion. No último domingo (17), os três shoppings atacadistas de Brusque, o All Shopping, Master Shopping e o Catarina Moda Shopping apresentaram ao público atacadista o que estará em alta nas vitrines do outono 2019. A programação iniciou às 7h e terminou às 18h, quando centenas de visitantes-lojistas se deliciaram com as novidades da nova estação que ora está iniciando. Para marcar o lançamento da nova estação, os visitantes também participaram da campanha “Comprou Ganhou”.

Conflitos de consumo
É de 125,4 mil o número de processos em tramitação no Judiciário catarinense relacionados a conflitos de consumo, conforme dados do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O número corresponde a 5% do total de ações que tramitam no TJ-SC.

Kumon em Brusque
Brusque vai receber uma unidade de Kumon, maior franquia educacional do Brasil. Será a 50ª unidade de ensino japonesa em Santa Catarina. O processo para abertura leva, em média, 9 meses e o investimento pode chegar a R$ 65 mil, baixo em comparação a outros empreendimentos. A rede teve um crescimento de 10% no ano passado e quer abrir 140 unidades até o fim do ano. No 7º lugar do ranking de maiores franquias do Brasil, a Kumon foi eleita a melhor microfranquia do país.

Parceria
A rede de varejo Havan assinou contrato com a Zurich, líder do mercado brasileiro em seguros massificados. A empresa será a seguradora oficial da rede de lojas pelos próximos cinco anos e ficará responsável pela venda dos produtos de garantia estendida, seguro de roubo, furto e danos acidentais.

Moda sustentável
A Brandili Têxtil, de Apiúna, aderiu o movimento Sou Algodão, que tem como objetivo unir os principais agentes da cadeia produtiva em torno de um bem comum: promover a sustentabilidade e o consumo consciente, a partir dos benefícios da matéria-prima. Atualmente, o movimento conta com mais de 70 marcas de moda. A Brandili tem como foco a produção de moda infantil e fabrica 15 milhões de peças por ano. São mais de 300 toneladas de malha consumidas por mês. Presente em 80% das cidades brasileiras, exporta para mais de 20 países. Mais de 90% das peças contam com algodão 100%.

Deixe a crise para os outros ...
Mude a tática da sua empresa, repense os jogadores, mas nunca pare de jogar. A história comprova que anunciar em tempos difíceis e força sua posição de negócio e ajuda a perder menos vendas, até porque seus concorrentes podem estar parados e há menos disputa pela atenção do consumidor. Ou seja, há ainda mais espaço para seu investimento trazer maior retorno. Em todas as recessões que o Brasil enfrentou, sempre houve empresas que ganharam mercado e vendas. Nenhuma delas fez isso ficando para trás.

Fevereiro recorde
As importações catarinenses, em fevereiro deste ano, somaram US$ 1,32 bilhão, o que representa uma ampliação de 12,86% frente ao mesmo mês do ano passado e corresponde a 9,7% das compras externas totais do Brasil. O destaque é que este é o maior valor registrado para fevereiro desde o início da série histórica, em 1997, analisada pelo Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Até então, o mês que havia sido marcado pelo maior volume foi no ano de 2014, período que antecedeu a recessão econômica quando atingiu US$ 1,28 bilhão.

Definido
A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) definiu o nome de quem fará o parecer sobre a recomendação do Tribunal de Contas de SC de suspender o pagamento da verba indenizatória do uso do carro aos 769 servidores que recebem o benefício. Será Queila de Araújo Duarte Vahl, procuradora-chefe da Consultoria Jurídica da PGE. Não há prazo para ela concluir a análise.

Próximo dos empresários
Os gestos e a fala do experiente parlamentar Júlio Garcia, como ideário próximo ao do empresariado, mais do que sugerem: ele será uma figura de proa na cena política estadual pelos próximos dois anos, no mínimo. Defende mudanças radicais no modelo administrativo dos governos. Não basta reduzir o número de comissionados. Nem só cortar os cafezinhos. Isso não resolve o problema. Tudo ajuda, mas precisamos de reformas estruturantes. A linha do atual ministro da Economia é a adequada.

Mais empregos
O grupo catarinense Kyly passou a produzir internamente o fio de algodão para suas peças de vestuário, o que garante ganho de produtividade e qualidade no produto. A empresa contratou 70 pessoas neste início de ano e prevê mais 180 vagas ao longo de 2019. Entre 2014 e este ano investiu R$ 60 milhões.

Feira internacional
Empresas de Brusque participam no próximo mês, da Automec – Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços, que chega a sua 14ª edição. O evento será realizado de 23 a 27 de abril, em São Paulo. Quatro empresas estão confirmadas: Zen, ZM, 3-RHO e Borgwarner, esta última possui uma de suas unidades no município. Todas são do ramo de fabricação de peças automotivas que atuam no mercado internacional.

Cesta básica
O preço dos alimentos que compõem a cesta básica aumentou em Brusque no mês de fevereiro. Conforme relatório do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o valor dos itens básicos aumentou 3,67% no mês passado, em comparação com janeiro. O valor total fechou em R$ 395,91. Três alimentos puxaram a elevação no preço: o feijão, que aumentou 24%, a batata (30%) e o tomate (37%).

Colômbia
A equipe do Convention & Visitors Bureau de Balneário Camboriú acaba de voltar da 38ª edição da Feira Vitrina Turística da Associação Colombiana de Agências de Viagens e Turismo (Anato), em Bogotá. Mais de 22 mil profissionais do setor de 35 países, participaram do evento. Balneário esteve no estande da Embratur, ao lado de destinos como Rio de Janeiro, Salvador e Foz do Iguaçu. O principal objetivo foi a captação de informações para futuras estratégias de promoção turística. A Colômbia é um mercado potencial.

Cartórios
Estão abertas as inscrições do concurso público para serviços notariais e registrais em serventias atualmente vagas. Interessados têm até o dia 12 de abril para confirmar a participação. O edital do concurso, que contempla 193 vagas, foi publicado no Diário da Justiça de 21 de janeiro deste ano. A inscrição deverá ser feita em duas etapas: a primeira pela internet, no site www.cartorio.tjsc.ieses.org e a segunda com o pagamento da taxa de inscrição até o dia 15 de abril. O concurso será promovido pelo Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (Ieses). O valor da taxa de inscrição é de R$ 350.

Forte Atacadista expande
A rede de atacado Fort Atacadista, do grupo Pereira, está selecionando candidatos a preencherem 480 vagas em SC. Os novos postos de trabalho, para 15 cargos diferentes, serão para as lojas a serem inauguradas no Estado nos próximos meses, nas cidades de Barra Velha, Biguaçu e em Itajaí. Atualmente, a rede já conta com 22 lojas somente no Estado. Ainda não há datas confirmadas para a inauguração das novas unidades. Em Barra Velha há 140 vagas de empregos, em Biguaçu estão disponíveis 150 e na loja de Itajaí estão abertas 190 vagas. É uma clara aposta no desenvolvimento dos negócios de alimentos em cidades distintas. Além de SC, a rede está presente também no Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

Melhor banda larga
Quem melhor fornece serviços de internet banda larga fixa em SC não são as gigantes do setor. Em primeiro lugar, segundo pesquisa da Anatel, ficou a Unifique, empresa de Timbó. Ela recebeu nota 7,64 seguida pela Net com 6,88. A Vivo teve 6,47 e a Oi 5,85. Foram entrevistados cerca de 100 mil consumidores em 2018 no Brasil. A Unifique atua em 116 municípios catarinenses, fornecendo serviços para empresas. Graças a qualidade dos serviços, 80% dos novos contratos da Unifique são recomendações de quem já é cliente. A empresa tem crescido numa média de 35% ao ano. Com 21 anos, a empresa opera com banda larga, vende TV por assinatura e telefonia digital.

Cidade de oportunidades
Sinop (MT) com 3.942 m2, totalmente plana, é a cidade de oportunidades. Praticamente não tem indústrias. Sua produção está no agronegócio (soja, milho, algodão e agropecuária). Está em andamento a instalação de uma usina de etanol à base do milho. Atualmente, a cidade produz 40 milhões de toneladas de grãos. Com a instalação da usina, espera-se dobrar a produção. Também, em estudos, o ramal ferroviário, cujo destino é o porto no Pará, evitando assim, o grande volume de caminhões em nossas rodovias. Profissionais liberais como médicos, dentistas, engenheiros, arquitetos, contadores, entre outros, tem um campo fértil na cidade. Devido sua distância com a Capital Cuiabá (mais de 500 kms), cidades menores em volta, dependem de Sinop, cujo significado é Sociedade Imobiliária do Norte do Paraná. A cidade tem pouco mais de 40 anos de existência, mas já conta com mais de 150 mil habitantes, cinco universidades e quatro sucursais de TV. Cresce em mais de 10% ao ano. É o novo eldorado brasileiro.

Mais emplacamentos
A Federação da Distribuição de Veículos Automotores de Santa Catarina (Fenabrave-SC), entidade que representa 580 concessionárias de veículos automotores de todo o Estado, divulgou o desempenho do setor no mês de fevereiro. As vendas de 2019 em relação as de fevereiro de 2018 tiveram acréscimo de 16,37%. No total, 14.712 unidades, entre automóveis, utilitários leves, caminhões, ônibus e motos, foram emplacados no mês. A frota circulante em SC soma hoje, 5 milhões de veículos, sendo que a maioria é de automóveis, em um total de 2,8 milhões.

Pobreza municipal
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), numa atitude sobretudo cidadã e de respeito ao contribuinte, que é quem quita a fatura, se conscientizou que tem que fazer algo no delicado problema que hoje envolve 105 municípios, cuja receita é insuficiente para se manter. Chamou o presidente da Federação Catarinense dos Municípios para um começo de conversa.

Preservação
O decreto do governo federal que elimina 21 mil funções de confiança e gratificações não atinge os cargos cobiçados pelos partidos na estrutura federal nos Estados. Essas vagas foram preservadas. A longo prazo, a intenção do Ministério da Economia é conseguir privatizar ou extinguir muitas destas estatais que hoje são comandadas por afilhados políticos.

Aposentadoria
Foi aprovada na Comissão de Direitos Humanos relatório da proposta que acaba com a aposentadoria especial de governadores e presidente da República. O projeto foi baseado em uma sugestão popular, via portal E-Cidadania do Senado. A PEC precisa ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Imposto dos combustíveis
Na semana que se comemorou o Dia do Consumidor, dia 15, o Sindipetro-SC lançou uma campanha publicitária: “O problema não é o Posto, é o Imposto”. O objetivo é informar para os clientes que o dono do posto, diferente do que muitas pessoas pensam, não é o vilão do preço pago nas bombas. O presidente da entidade afirma que 43% do preço da gasolina comum é composto por impostos: federal (PIS, Cofins e Cide) e estadual (ICMS), pouco mais de 41% se dividem entre a refinaria e o valor do etanol adicionado ao combustível. Sobram 15% para os postos e distribuidoras. No caso do óleo diesel, o percentual é de 16%. É dessa porcentagem que saem o aluguel, salário dos funcionários, encargos sociais, água, energia e segurança.

Turismo de negócios
A China tem sido o destino de muitos brasileiros atraídos pela cultura, história e excentricidade do país mais populoso do mundo. Além de receber um grande número de visitantes em busca de turismo exploratório, algumas cidades também são referências para turismo de negócio. Uma delas é Guangzhou, conhecida por receber a maior feira de importação do mundo em variedade de expositores: em torno de 25 mil.

Royalties
O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar dia 4 de abril o processo que trata da demarcação da divisa oceânica entre os Estados do Paraná e de Santa Catarina para fins de distribuição de royalties a título de indenização também aos municípios devido à exploração de poços de petróleo.

Colheita na Serra
O verde dos parreirais, a uva em processo final de maturação e a qualidade dos vinhos finos têm atraído cada vez mais turistas para a Serra catarinense. Março, que marca o início da colheita de uvas viníferas na região, se consolida a cada ano como um mês importante para a economia local. A 6ª Vindima de Altitude, que segue até dia 31 deste mês, reúne 14 vinícolas dispostas a apresentar o melhor de cada produção, com harmonizações, passeios e programação cultural.

Indústria têxtil em Brusque
A primeira fábrica de tecidos que logrou êxito em Brusque foi a Fábrica Renaux, constituída por Carlos Renaux em 1892. O início da atividade fabril só foi possível graças a um pequeno grupo de alemães, conhecidos como “auslands-deutesche”, que estavam estabelecidos em terriório polonês quando a partir de 1889, emigraram para o Brasil. Com base nas pesquisas de Dirschnabel (2019), as famílias Weber, Kreidlow, Oziemowski, Kosel e Schultz, dentre outras, estavam entre os “Tecelões de Lodz” que ajudaram a criar a Renaux. Inicialmente eles se estabeleceram na linha do Sternthal, Guabiruba do Norte Alta, e por isso, Guabiruba ficou conhecida como a Terra do Tecelão. Os primeiros anos da fábrica foram duros e, devido às dificuldades de venda dos tecidos, a fábrica ficava parada frequentemente, o que dificultava a conservação de uma turma de operários experimentados.

Para quem deve ao INSS
O governo vai pedir ao Congresso autorização para usar aplicativos de mensagens, redes sociais e call center para cobrar devedores. A estratégia tem o objetivo de elevar a recuperação de recursos que entraram na Dívida Ativa da União, hoje em R$ 2 trilhões. O projeto de lei, que integra o pacote de reforma da Previdência, deve ser enviado à Câmara nos próximos dias. O governo espera reduzir os cusos de cobrança e permitir que os débitos sejam pagos o quanto antes.

Mais empreendedorismo
Realizada pelo Sebrae, a pesquisa Global Entrepreneurishp Monitor revela que 38% dos brasileiros em idade produtiva estão envolvidos com algum tipo de atividade na área dos micro e pequenos empreendedores, o que representa 52 milhões de pessoas. É o segundo melhor desempenho para a taxa de empreendedorismo brasileiro desde 2002. O crescimento, pelo terceiro ano consecutivo ocorre após a identificação de uma demanda de mercado e resulta, por consequência, em empresas mais preparadas. Nos últimos três anos a proporção de empreendedorismo por oportunidade cresceu 62% em 2018. Em 2012 e 2013 a taxa foi de 71%.

Justiça Federal
A mudança da sede da Justiça Federal em Itajaí para um hotel, na Praia Brava, incomodou advogados. Em reunião da OAB, relataram falta de acessibilidade, distância do Centro e um ambiente que constrange os cidadãos. O critério para a escolha do novo espaço teria sido econômico.

Oxford cresce
A Oxford, de São Bento do Sul, aumentou a receita líquida em 13% no ano passado. O faturamento bruto atingiu R$ 358,4 milhões. A empresa conseguiu dobrar as vendas nos últimos cinco anos. O número de peças produzidas em 2018 chegou a 62,5 milhões. As exportações tiveram elevação ainda mais significativa, passando a participação no faturamento geral de 8,3% em 2017 para 10,6% em 2018. Com crescimento de 44%, as vendas internacionais somaram R$ 26 milhões. Para 2019, a Oxford planeja avançar 16% na receita líquida. Para alcançar o objetivo, vem intensificando ações comerciais, de marketing e produtos. Para o mercado brasileiro, a companhia se propõe a ser uma marca de soluções completas para cozinhar, servir, organizar, decorar e brindar.

Automóveis importados
No acumulado do primeiro bimestre de 2019, um dado se destaca: pela chegada de carros à pauta importadora predominante entre os cinco principais produtos que compõem a relação. As compras de automóveis aumentaram em 208% quando comparados ao mesmo período de 2018. O aumento significativo é reflexo exclusivamente do mês de fevereiro, onde a compra de veículos aumentou 300% na comparação com igual mês do ano passado. O salto ainda é resultante das operações da GM feitas pelo porto de Itajaí, que eram inexistentes até junho de 2018. Os que tiveram maior representatividade no volume de carros importados foram São Francisco do Sul (US$ 13,3 milhões) e Itajaí (US$ 8 milhões).

Produção de maçãs
A safra de maçã recém iniciou em Santa Catarina, mas se depender das estimativas do setor, deve ficar próxima de 600 mil toneladas. O número representa um crescimento de 4% em relação à última colheita, quando as macieiras catarinenses produziram 575 mil toneladas, de acordo com a Associação Brasileira de Produtores de Maçã. O clima também colaborou, o que agrega qualidade à fruta que colore e perfuma prateleiras por todo o Brasil. A região de São Joaquim é responsável por 35% do plantio nacional de maçã. Os municípios de Bom Jardim da Serra, Urupema, Urubicí, Bom Retiro, Painel e Lages estão dentro desta fatia, que juntos devem colher entre 380 e 400 toneladas este ano. São 12 mil hectares plantados, uma gama de 2,4 mil fruticultores. No Estado são 16 mil hectares.

Mercado de Pulgas
A paixão por antiguidades marcou mais uma edição do Mercado de Pulgas, em Brusque. A 13ª edição do evento ocorreu de 9 a 10 de março, tendo como local o Pavilhão da Fenarreco. Discos de vinil, tocadores de discos, bicicletas, brinquedos, roupas, louças e moedas são alguns dos produtos expostos. Participaram do mercado mais de 100 expositores vindos principalmente de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Além do evento ser antiguidades, é um evento cultural. Esta edição contou com 10 novos expositores.

Documento único
Decreto do governo federal institui o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como instrumento suficiente e substitutivo da apresentação de outros documentos do cidadão no exercício de obrigações e direitos ou na obtenção de benefícios. Na prática, estabelece que os órgãos da administração pública federal terão três meses para adequação dos sistemas e procedimentos de atendimento ao cidadão e 12 meses para consolidar os cadastros e as bases de dados a partir do número do CPF. O texto atualizado confirma a dispensa, já definida em lei, de reconhecimento de firma e da autenticação em documentos produzidos no país perante órgãos públicos.

Rodovia Brusque-Itajaí
Com o objetivo de pressionar o governo do Estado acerca da finalização das obras de infraestrutura na Rodovia Antônio Heil (SC-486), estrada estadual que liga Brusque a Itajaí (BR-101), a administração municipal pretende enviar um relatório contendo todos os serviços que ainda precisam ser feitos, antes da entrega oficial da duplicação. Atualmente, não há nenhuma movimentação no canteiro de obras. Preocupa esta situação. A empresa responsável está deixando a desejar. É uma obra muito importante para Brusque e região.

Mundo ideal
A desvinculação das receitas do orçamento da União seria a melhor medida que a equipe econômica poderia tomar, libertando Estados e municípios das amarras da lei, se estivéssemos em um mundo ideal. Setores importantes como saúde, educação jamais precisariam ter recursos assegurados por lei se houvesse um compromisso dos gestores em priorizar essas duas áreas, assegurando qualidade do serviço oferecido ao cidadão. Na vida real, no entanto, as contas estão descontroladas e a tentação é grande. O comprometimento com a folha de pagamento já está alto, incluindo o incrível peso dos inativos, na maioria dos casos. Portanto, enquanto não houver uma reforma da Previdência para valer e o início do equilíbrio das contas, é temerário acabar com os percentuais obrigatórios.

O que aconteceu?
Vários deputados estaduais se perguntam, depois de ouvirem o secretário da Fazenda, dias atrás, pintando um quadro catastrófico nas finanças do Estado, o que aconteceu, principalmente com ele. O mesmo secretário esteve na Assembleia em dezembro, anunciando várias medidas saneadoras e agora, depois de pouco mais de dois meses, fala em calamidade financeira.

Preço alto
O Tribunal de Contas de SC vai auxiliar o governo do Estado na compra de medicamentos. Os técnicos chegaram a conclusão de que o mesmo distribuidor vende o medicamento com preços diferentes para o poder público e clínicas e hospitais privados, por exemplo. A ideia é formar um banco de dados de preços e exigir os valores de mercado nos editais. Empresários reclamam que o preço para os governos é mais alto porque atrasa o pagamento.

Posto Ipiranga
Preocupante a proposta do ministro da Economia de acabar com os repasses mínimos obrigatórios para saúde e educação. Pesquisas mostram que o Brasil investe em educação, por exemplo, um percentual superior a muitos países desenvolvidos e até de terceiro mundo, porém, sem os resultados esperados. Claro que o problema é, também, de gestão, mas dá para imaginar o que prefeitos e governadores fariam com essa verba sem carimbo?

Eventos aguardam definição
O Convention & Visitors Bureau de Balneário Camboriú já recebeu mais de 30 consultas de organizadores no Centro de Eventos de BC. São produtores nacionais e internacionais, que aguardam a definição dos valores de aluguel. As propostas são para eventos que ocorrerão nos próximos oito anos e somam um público estimado de 140 mil pessoas. Para algumas, já não há mais tempo hábil. Os eventos de grande porte costumam ser definidos com pelomenos dois anos de antecedência.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 19/03/2019 às 16h30 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Brusque Polo Fashion
As tendências da próxima estação já começaram a tomar conta do Brusque Polo Fashion. No último domingo (17), os três shoppings atacadistas de Brusque, o All Shopping, Master Shopping e o Catarina Moda Shopping apresentaram ao público atacadista o que estará em alta nas vitrines do outono 2019. A programação iniciou às 7h e terminou às 18h, quando centenas de visitantes-lojistas se deliciaram com as novidades da nova estação que ora está iniciando. Para marcar o lançamento da nova estação, os visitantes também participaram da campanha “Comprou Ganhou”.

Conflitos de consumo
É de 125,4 mil o número de processos em tramitação no Judiciário catarinense relacionados a conflitos de consumo, conforme dados do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O número corresponde a 5% do total de ações que tramitam no TJ-SC.

Kumon em Brusque
Brusque vai receber uma unidade de Kumon, maior franquia educacional do Brasil. Será a 50ª unidade de ensino japonesa em Santa Catarina. O processo para abertura leva, em média, 9 meses e o investimento pode chegar a R$ 65 mil, baixo em comparação a outros empreendimentos. A rede teve um crescimento de 10% no ano passado e quer abrir 140 unidades até o fim do ano. No 7º lugar do ranking de maiores franquias do Brasil, a Kumon foi eleita a melhor microfranquia do país.

Parceria
A rede de varejo Havan assinou contrato com a Zurich, líder do mercado brasileiro em seguros massificados. A empresa será a seguradora oficial da rede de lojas pelos próximos cinco anos e ficará responsável pela venda dos produtos de garantia estendida, seguro de roubo, furto e danos acidentais.

Moda sustentável
A Brandili Têxtil, de Apiúna, aderiu o movimento Sou Algodão, que tem como objetivo unir os principais agentes da cadeia produtiva em torno de um bem comum: promover a sustentabilidade e o consumo consciente, a partir dos benefícios da matéria-prima. Atualmente, o movimento conta com mais de 70 marcas de moda. A Brandili tem como foco a produção de moda infantil e fabrica 15 milhões de peças por ano. São mais de 300 toneladas de malha consumidas por mês. Presente em 80% das cidades brasileiras, exporta para mais de 20 países. Mais de 90% das peças contam com algodão 100%.

Deixe a crise para os outros ...
Mude a tática da sua empresa, repense os jogadores, mas nunca pare de jogar. A história comprova que anunciar em tempos difíceis e força sua posição de negócio e ajuda a perder menos vendas, até porque seus concorrentes podem estar parados e há menos disputa pela atenção do consumidor. Ou seja, há ainda mais espaço para seu investimento trazer maior retorno. Em todas as recessões que o Brasil enfrentou, sempre houve empresas que ganharam mercado e vendas. Nenhuma delas fez isso ficando para trás.

Fevereiro recorde
As importações catarinenses, em fevereiro deste ano, somaram US$ 1,32 bilhão, o que representa uma ampliação de 12,86% frente ao mesmo mês do ano passado e corresponde a 9,7% das compras externas totais do Brasil. O destaque é que este é o maior valor registrado para fevereiro desde o início da série histórica, em 1997, analisada pelo Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Até então, o mês que havia sido marcado pelo maior volume foi no ano de 2014, período que antecedeu a recessão econômica quando atingiu US$ 1,28 bilhão.

Definido
A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) definiu o nome de quem fará o parecer sobre a recomendação do Tribunal de Contas de SC de suspender o pagamento da verba indenizatória do uso do carro aos 769 servidores que recebem o benefício. Será Queila de Araújo Duarte Vahl, procuradora-chefe da Consultoria Jurídica da PGE. Não há prazo para ela concluir a análise.

Próximo dos empresários
Os gestos e a fala do experiente parlamentar Júlio Garcia, como ideário próximo ao do empresariado, mais do que sugerem: ele será uma figura de proa na cena política estadual pelos próximos dois anos, no mínimo. Defende mudanças radicais no modelo administrativo dos governos. Não basta reduzir o número de comissionados. Nem só cortar os cafezinhos. Isso não resolve o problema. Tudo ajuda, mas precisamos de reformas estruturantes. A linha do atual ministro da Economia é a adequada.

Mais empregos
O grupo catarinense Kyly passou a produzir internamente o fio de algodão para suas peças de vestuário, o que garante ganho de produtividade e qualidade no produto. A empresa contratou 70 pessoas neste início de ano e prevê mais 180 vagas ao longo de 2019. Entre 2014 e este ano investiu R$ 60 milhões.

Feira internacional
Empresas de Brusque participam no próximo mês, da Automec – Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços, que chega a sua 14ª edição. O evento será realizado de 23 a 27 de abril, em São Paulo. Quatro empresas estão confirmadas: Zen, ZM, 3-RHO e Borgwarner, esta última possui uma de suas unidades no município. Todas são do ramo de fabricação de peças automotivas que atuam no mercado internacional.

Cesta básica
O preço dos alimentos que compõem a cesta básica aumentou em Brusque no mês de fevereiro. Conforme relatório do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o valor dos itens básicos aumentou 3,67% no mês passado, em comparação com janeiro. O valor total fechou em R$ 395,91. Três alimentos puxaram a elevação no preço: o feijão, que aumentou 24%, a batata (30%) e o tomate (37%).

Colômbia
A equipe do Convention & Visitors Bureau de Balneário Camboriú acaba de voltar da 38ª edição da Feira Vitrina Turística da Associação Colombiana de Agências de Viagens e Turismo (Anato), em Bogotá. Mais de 22 mil profissionais do setor de 35 países, participaram do evento. Balneário esteve no estande da Embratur, ao lado de destinos como Rio de Janeiro, Salvador e Foz do Iguaçu. O principal objetivo foi a captação de informações para futuras estratégias de promoção turística. A Colômbia é um mercado potencial.

Cartórios
Estão abertas as inscrições do concurso público para serviços notariais e registrais em serventias atualmente vagas. Interessados têm até o dia 12 de abril para confirmar a participação. O edital do concurso, que contempla 193 vagas, foi publicado no Diário da Justiça de 21 de janeiro deste ano. A inscrição deverá ser feita em duas etapas: a primeira pela internet, no site www.cartorio.tjsc.ieses.org e a segunda com o pagamento da taxa de inscrição até o dia 15 de abril. O concurso será promovido pelo Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul (Ieses). O valor da taxa de inscrição é de R$ 350.

Forte Atacadista expande
A rede de atacado Fort Atacadista, do grupo Pereira, está selecionando candidatos a preencherem 480 vagas em SC. Os novos postos de trabalho, para 15 cargos diferentes, serão para as lojas a serem inauguradas no Estado nos próximos meses, nas cidades de Barra Velha, Biguaçu e em Itajaí. Atualmente, a rede já conta com 22 lojas somente no Estado. Ainda não há datas confirmadas para a inauguração das novas unidades. Em Barra Velha há 140 vagas de empregos, em Biguaçu estão disponíveis 150 e na loja de Itajaí estão abertas 190 vagas. É uma clara aposta no desenvolvimento dos negócios de alimentos em cidades distintas. Além de SC, a rede está presente também no Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

Melhor banda larga
Quem melhor fornece serviços de internet banda larga fixa em SC não são as gigantes do setor. Em primeiro lugar, segundo pesquisa da Anatel, ficou a Unifique, empresa de Timbó. Ela recebeu nota 7,64 seguida pela Net com 6,88. A Vivo teve 6,47 e a Oi 5,85. Foram entrevistados cerca de 100 mil consumidores em 2018 no Brasil. A Unifique atua em 116 municípios catarinenses, fornecendo serviços para empresas. Graças a qualidade dos serviços, 80% dos novos contratos da Unifique são recomendações de quem já é cliente. A empresa tem crescido numa média de 35% ao ano. Com 21 anos, a empresa opera com banda larga, vende TV por assinatura e telefonia digital.

Cidade de oportunidades
Sinop (MT) com 3.942 m2, totalmente plana, é a cidade de oportunidades. Praticamente não tem indústrias. Sua produção está no agronegócio (soja, milho, algodão e agropecuária). Está em andamento a instalação de uma usina de etanol à base do milho. Atualmente, a cidade produz 40 milhões de toneladas de grãos. Com a instalação da usina, espera-se dobrar a produção. Também, em estudos, o ramal ferroviário, cujo destino é o porto no Pará, evitando assim, o grande volume de caminhões em nossas rodovias. Profissionais liberais como médicos, dentistas, engenheiros, arquitetos, contadores, entre outros, tem um campo fértil na cidade. Devido sua distância com a Capital Cuiabá (mais de 500 kms), cidades menores em volta, dependem de Sinop, cujo significado é Sociedade Imobiliária do Norte do Paraná. A cidade tem pouco mais de 40 anos de existência, mas já conta com mais de 150 mil habitantes, cinco universidades e quatro sucursais de TV. Cresce em mais de 10% ao ano. É o novo eldorado brasileiro.

Mais emplacamentos
A Federação da Distribuição de Veículos Automotores de Santa Catarina (Fenabrave-SC), entidade que representa 580 concessionárias de veículos automotores de todo o Estado, divulgou o desempenho do setor no mês de fevereiro. As vendas de 2019 em relação as de fevereiro de 2018 tiveram acréscimo de 16,37%. No total, 14.712 unidades, entre automóveis, utilitários leves, caminhões, ônibus e motos, foram emplacados no mês. A frota circulante em SC soma hoje, 5 milhões de veículos, sendo que a maioria é de automóveis, em um total de 2,8 milhões.

Pobreza municipal
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC), numa atitude sobretudo cidadã e de respeito ao contribuinte, que é quem quita a fatura, se conscientizou que tem que fazer algo no delicado problema que hoje envolve 105 municípios, cuja receita é insuficiente para se manter. Chamou o presidente da Federação Catarinense dos Municípios para um começo de conversa.

Preservação
O decreto do governo federal que elimina 21 mil funções de confiança e gratificações não atinge os cargos cobiçados pelos partidos na estrutura federal nos Estados. Essas vagas foram preservadas. A longo prazo, a intenção do Ministério da Economia é conseguir privatizar ou extinguir muitas destas estatais que hoje são comandadas por afilhados políticos.

Aposentadoria
Foi aprovada na Comissão de Direitos Humanos relatório da proposta que acaba com a aposentadoria especial de governadores e presidente da República. O projeto foi baseado em uma sugestão popular, via portal E-Cidadania do Senado. A PEC precisa ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Imposto dos combustíveis
Na semana que se comemorou o Dia do Consumidor, dia 15, o Sindipetro-SC lançou uma campanha publicitária: “O problema não é o Posto, é o Imposto”. O objetivo é informar para os clientes que o dono do posto, diferente do que muitas pessoas pensam, não é o vilão do preço pago nas bombas. O presidente da entidade afirma que 43% do preço da gasolina comum é composto por impostos: federal (PIS, Cofins e Cide) e estadual (ICMS), pouco mais de 41% se dividem entre a refinaria e o valor do etanol adicionado ao combustível. Sobram 15% para os postos e distribuidoras. No caso do óleo diesel, o percentual é de 16%. É dessa porcentagem que saem o aluguel, salário dos funcionários, encargos sociais, água, energia e segurança.

Turismo de negócios
A China tem sido o destino de muitos brasileiros atraídos pela cultura, história e excentricidade do país mais populoso do mundo. Além de receber um grande número de visitantes em busca de turismo exploratório, algumas cidades também são referências para turismo de negócio. Uma delas é Guangzhou, conhecida por receber a maior feira de importação do mundo em variedade de expositores: em torno de 25 mil.

Royalties
O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar dia 4 de abril o processo que trata da demarcação da divisa oceânica entre os Estados do Paraná e de Santa Catarina para fins de distribuição de royalties a título de indenização também aos municípios devido à exploração de poços de petróleo.

Colheita na Serra
O verde dos parreirais, a uva em processo final de maturação e a qualidade dos vinhos finos têm atraído cada vez mais turistas para a Serra catarinense. Março, que marca o início da colheita de uvas viníferas na região, se consolida a cada ano como um mês importante para a economia local. A 6ª Vindima de Altitude, que segue até dia 31 deste mês, reúne 14 vinícolas dispostas a apresentar o melhor de cada produção, com harmonizações, passeios e programação cultural.

Indústria têxtil em Brusque
A primeira fábrica de tecidos que logrou êxito em Brusque foi a Fábrica Renaux, constituída por Carlos Renaux em 1892. O início da atividade fabril só foi possível graças a um pequeno grupo de alemães, conhecidos como “auslands-deutesche”, que estavam estabelecidos em terriório polonês quando a partir de 1889, emigraram para o Brasil. Com base nas pesquisas de Dirschnabel (2019), as famílias Weber, Kreidlow, Oziemowski, Kosel e Schultz, dentre outras, estavam entre os “Tecelões de Lodz” que ajudaram a criar a Renaux. Inicialmente eles se estabeleceram na linha do Sternthal, Guabiruba do Norte Alta, e por isso, Guabiruba ficou conhecida como a Terra do Tecelão. Os primeiros anos da fábrica foram duros e, devido às dificuldades de venda dos tecidos, a fábrica ficava parada frequentemente, o que dificultava a conservação de uma turma de operários experimentados.

Para quem deve ao INSS
O governo vai pedir ao Congresso autorização para usar aplicativos de mensagens, redes sociais e call center para cobrar devedores. A estratégia tem o objetivo de elevar a recuperação de recursos que entraram na Dívida Ativa da União, hoje em R$ 2 trilhões. O projeto de lei, que integra o pacote de reforma da Previdência, deve ser enviado à Câmara nos próximos dias. O governo espera reduzir os cusos de cobrança e permitir que os débitos sejam pagos o quanto antes.

Mais empreendedorismo
Realizada pelo Sebrae, a pesquisa Global Entrepreneurishp Monitor revela que 38% dos brasileiros em idade produtiva estão envolvidos com algum tipo de atividade na área dos micro e pequenos empreendedores, o que representa 52 milhões de pessoas. É o segundo melhor desempenho para a taxa de empreendedorismo brasileiro desde 2002. O crescimento, pelo terceiro ano consecutivo ocorre após a identificação de uma demanda de mercado e resulta, por consequência, em empresas mais preparadas. Nos últimos três anos a proporção de empreendedorismo por oportunidade cresceu 62% em 2018. Em 2012 e 2013 a taxa foi de 71%.

Justiça Federal
A mudança da sede da Justiça Federal em Itajaí para um hotel, na Praia Brava, incomodou advogados. Em reunião da OAB, relataram falta de acessibilidade, distância do Centro e um ambiente que constrange os cidadãos. O critério para a escolha do novo espaço teria sido econômico.

Oxford cresce
A Oxford, de São Bento do Sul, aumentou a receita líquida em 13% no ano passado. O faturamento bruto atingiu R$ 358,4 milhões. A empresa conseguiu dobrar as vendas nos últimos cinco anos. O número de peças produzidas em 2018 chegou a 62,5 milhões. As exportações tiveram elevação ainda mais significativa, passando a participação no faturamento geral de 8,3% em 2017 para 10,6% em 2018. Com crescimento de 44%, as vendas internacionais somaram R$ 26 milhões. Para 2019, a Oxford planeja avançar 16% na receita líquida. Para alcançar o objetivo, vem intensificando ações comerciais, de marketing e produtos. Para o mercado brasileiro, a companhia se propõe a ser uma marca de soluções completas para cozinhar, servir, organizar, decorar e brindar.

Automóveis importados
No acumulado do primeiro bimestre de 2019, um dado se destaca: pela chegada de carros à pauta importadora predominante entre os cinco principais produtos que compõem a relação. As compras de automóveis aumentaram em 208% quando comparados ao mesmo período de 2018. O aumento significativo é reflexo exclusivamente do mês de fevereiro, onde a compra de veículos aumentou 300% na comparação com igual mês do ano passado. O salto ainda é resultante das operações da GM feitas pelo porto de Itajaí, que eram inexistentes até junho de 2018. Os que tiveram maior representatividade no volume de carros importados foram São Francisco do Sul (US$ 13,3 milhões) e Itajaí (US$ 8 milhões).

Produção de maçãs
A safra de maçã recém iniciou em Santa Catarina, mas se depender das estimativas do setor, deve ficar próxima de 600 mil toneladas. O número representa um crescimento de 4% em relação à última colheita, quando as macieiras catarinenses produziram 575 mil toneladas, de acordo com a Associação Brasileira de Produtores de Maçã. O clima também colaborou, o que agrega qualidade à fruta que colore e perfuma prateleiras por todo o Brasil. A região de São Joaquim é responsável por 35% do plantio nacional de maçã. Os municípios de Bom Jardim da Serra, Urupema, Urubicí, Bom Retiro, Painel e Lages estão dentro desta fatia, que juntos devem colher entre 380 e 400 toneladas este ano. São 12 mil hectares plantados, uma gama de 2,4 mil fruticultores. No Estado são 16 mil hectares.

Mercado de Pulgas
A paixão por antiguidades marcou mais uma edição do Mercado de Pulgas, em Brusque. A 13ª edição do evento ocorreu de 9 a 10 de março, tendo como local o Pavilhão da Fenarreco. Discos de vinil, tocadores de discos, bicicletas, brinquedos, roupas, louças e moedas são alguns dos produtos expostos. Participaram do mercado mais de 100 expositores vindos principalmente de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Além do evento ser antiguidades, é um evento cultural. Esta edição contou com 10 novos expositores.

Documento único
Decreto do governo federal institui o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como instrumento suficiente e substitutivo da apresentação de outros documentos do cidadão no exercício de obrigações e direitos ou na obtenção de benefícios. Na prática, estabelece que os órgãos da administração pública federal terão três meses para adequação dos sistemas e procedimentos de atendimento ao cidadão e 12 meses para consolidar os cadastros e as bases de dados a partir do número do CPF. O texto atualizado confirma a dispensa, já definida em lei, de reconhecimento de firma e da autenticação em documentos produzidos no país perante órgãos públicos.

Rodovia Brusque-Itajaí
Com o objetivo de pressionar o governo do Estado acerca da finalização das obras de infraestrutura na Rodovia Antônio Heil (SC-486), estrada estadual que liga Brusque a Itajaí (BR-101), a administração municipal pretende enviar um relatório contendo todos os serviços que ainda precisam ser feitos, antes da entrega oficial da duplicação. Atualmente, não há nenhuma movimentação no canteiro de obras. Preocupa esta situação. A empresa responsável está deixando a desejar. É uma obra muito importante para Brusque e região.

Mundo ideal
A desvinculação das receitas do orçamento da União seria a melhor medida que a equipe econômica poderia tomar, libertando Estados e municípios das amarras da lei, se estivéssemos em um mundo ideal. Setores importantes como saúde, educação jamais precisariam ter recursos assegurados por lei se houvesse um compromisso dos gestores em priorizar essas duas áreas, assegurando qualidade do serviço oferecido ao cidadão. Na vida real, no entanto, as contas estão descontroladas e a tentação é grande. O comprometimento com a folha de pagamento já está alto, incluindo o incrível peso dos inativos, na maioria dos casos. Portanto, enquanto não houver uma reforma da Previdência para valer e o início do equilíbrio das contas, é temerário acabar com os percentuais obrigatórios.

O que aconteceu?
Vários deputados estaduais se perguntam, depois de ouvirem o secretário da Fazenda, dias atrás, pintando um quadro catastrófico nas finanças do Estado, o que aconteceu, principalmente com ele. O mesmo secretário esteve na Assembleia em dezembro, anunciando várias medidas saneadoras e agora, depois de pouco mais de dois meses, fala em calamidade financeira.

Preço alto
O Tribunal de Contas de SC vai auxiliar o governo do Estado na compra de medicamentos. Os técnicos chegaram a conclusão de que o mesmo distribuidor vende o medicamento com preços diferentes para o poder público e clínicas e hospitais privados, por exemplo. A ideia é formar um banco de dados de preços e exigir os valores de mercado nos editais. Empresários reclamam que o preço para os governos é mais alto porque atrasa o pagamento.

Posto Ipiranga
Preocupante a proposta do ministro da Economia de acabar com os repasses mínimos obrigatórios para saúde e educação. Pesquisas mostram que o Brasil investe em educação, por exemplo, um percentual superior a muitos países desenvolvidos e até de terceiro mundo, porém, sem os resultados esperados. Claro que o problema é, também, de gestão, mas dá para imaginar o que prefeitos e governadores fariam com essa verba sem carimbo?

Eventos aguardam definição
O Convention & Visitors Bureau de Balneário Camboriú já recebeu mais de 30 consultas de organizadores no Centro de Eventos de BC. São produtores nacionais e internacionais, que aguardam a definição dos valores de aluguel. As propostas são para eventos que ocorrerão nos próximos oito anos e somam um público estimado de 140 mil pessoas. Para algumas, já não há mais tempo hábil. Os eventos de grande porte costumam ser definidos com pelomenos dois anos de antecedência.

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 19/03/2019 às 16h30 | acdiegoli@gmail.com



Augusto Cesar Diegoli

Assina a coluna Economia & Negócios

Contabilista aposentado, graduado em Direito pela Univali (ex-Fepevi), pós graduado em Direito tributário e Finanças Empresariais pela Furb, árbitro/mediador e diretor da Câmara de Mediação e Arbitragrem de Brusque e diretor da Facema - Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade