Jornal Página 3
Coluna
Mãe na Roda

Balas não fazem mal...

 

...quem oferece é que faz!

Neste final de semana conheci uma senhora que é avó de uma menininha de 1 ano e meio. A avó tá desesperada porque a pequena não dorme. Diz que vai dormir quase de madrugada, chorando porque não quer dormir e não faz soninho durante o dia.

Existem várias causas para uma criança não dormir bem mas uma bem frequente é a alimentação. Falei para avó que devia dar uma olhada se não tava comendo muita besteira... A avó, cozinheira de mão cheia e fogão à lenha, logo dispara: "come bem, muita verdura e comida caseira e também mama no peito toda hora porque a mãe dela vive dando o peito. Mas to falando do sono, o apetite é bom!" Nisso, a tia que tava quieta ouvindo tudo disse: "Mas qual o problema em a gente dar um docinho pra ela? Ela é magrinha, pode comer e ela gosta tanto... eu moro do lado da casa dela e compro saquinhos de bala para ela comer... ela já sabe onde fica na gavetinha e vai lá toda hora comer uma."

Existem muitos problemas em se dar uma balinha para uma criança, que vão muito além de ficar gordo ou magro.
Segundo a nutricionista Joana Pinheiro, "quando se ingere uma grande quantidade de guloseimas ou qualquer alimento rico em açúcar como bolachas, refrigerantes e balas, os níveis de açúcar no sangue ou glicemia disparam. Este efeito origina, numa criança, uma explosão de energia, a qual se segue uma quebra dos níveis de açúcar no sangue ou hipoglicemia, o que pode originar cansaço, birras e até isolamento." Dificuldades no sono e na concentração aparecem com muita frequência em crianças que consomem diariamente guloseimas, além da explosão de energia ainda tem a diminuição de nutrientes: cálcio, sódio, potássio e magnésio, para citar somente alguns, são retirados de várias partes do corpo para “digerir” o açúcar.

Aquela simples e inocente balinha que seu filho come no mercado, no restaurante, na casa da tia, não é só uma simples balinha, e somada a todo o açúcar consumido pode ser a causa de muitas das suas preocupações.

Ajude as crianças a se alimentarem de maneira inteligente e saudável. Ofereça alimentos frescos e naturais. Fuja dos industrializados, eles não são bons!

Não ofereça balas, pirulitos, refrigerantes e alimentos processados. Ofereça abraços e frutas!
Compartilhe sua experiência de vida, conte uma história de sua infância, convide para cozinhar. Estar junto é o melhor 'doce' da vida!

Por uma humanidade mais fraterna.
Paz e bem.

Leia mais sobre O Açúcar e As Crianças, aqui no blog.

Escrito por Ana Paula Góis, 14/10/2015 às 07h19 | conviteecia@hotmail.com



Mãe na Roda é um espaço colaborativo para compartilhar a maternidade e questões afins.














Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: [email protected]

Página 3

Balas não fazem mal...

 

...quem oferece é que faz!

Neste final de semana conheci uma senhora que é avó de uma menininha de 1 ano e meio. A avó tá desesperada porque a pequena não dorme. Diz que vai dormir quase de madrugada, chorando porque não quer dormir e não faz soninho durante o dia.

Existem várias causas para uma criança não dormir bem mas uma bem frequente é a alimentação. Falei para avó que devia dar uma olhada se não tava comendo muita besteira... A avó, cozinheira de mão cheia e fogão à lenha, logo dispara: "come bem, muita verdura e comida caseira e também mama no peito toda hora porque a mãe dela vive dando o peito. Mas to falando do sono, o apetite é bom!" Nisso, a tia que tava quieta ouvindo tudo disse: "Mas qual o problema em a gente dar um docinho pra ela? Ela é magrinha, pode comer e ela gosta tanto... eu moro do lado da casa dela e compro saquinhos de bala para ela comer... ela já sabe onde fica na gavetinha e vai lá toda hora comer uma."

Existem muitos problemas em se dar uma balinha para uma criança, que vão muito além de ficar gordo ou magro.
Segundo a nutricionista Joana Pinheiro, "quando se ingere uma grande quantidade de guloseimas ou qualquer alimento rico em açúcar como bolachas, refrigerantes e balas, os níveis de açúcar no sangue ou glicemia disparam. Este efeito origina, numa criança, uma explosão de energia, a qual se segue uma quebra dos níveis de açúcar no sangue ou hipoglicemia, o que pode originar cansaço, birras e até isolamento." Dificuldades no sono e na concentração aparecem com muita frequência em crianças que consomem diariamente guloseimas, além da explosão de energia ainda tem a diminuição de nutrientes: cálcio, sódio, potássio e magnésio, para citar somente alguns, são retirados de várias partes do corpo para “digerir” o açúcar.

Aquela simples e inocente balinha que seu filho come no mercado, no restaurante, na casa da tia, não é só uma simples balinha, e somada a todo o açúcar consumido pode ser a causa de muitas das suas preocupações.

Ajude as crianças a se alimentarem de maneira inteligente e saudável. Ofereça alimentos frescos e naturais. Fuja dos industrializados, eles não são bons!

Não ofereça balas, pirulitos, refrigerantes e alimentos processados. Ofereça abraços e frutas!
Compartilhe sua experiência de vida, conte uma história de sua infância, convide para cozinhar. Estar junto é o melhor 'doce' da vida!

Por uma humanidade mais fraterna.
Paz e bem.

Leia mais sobre O Açúcar e As Crianças, aqui no blog.

Escrito por Ana Paula Góis, 14/10/2015 às 07h19 | conviteecia@hotmail.com



Mãe na Roda é um espaço colaborativo para compartilhar a maternidade e questões afins.