Jornal Página 3
Coluna
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

Mala Direta

 

Alto Padrão

O mega empresário Julio Tedesco reuniu amigos e familiares pra comemorar seus 70 anos de idade, numa confraternização que começou no fim de tarde e varou a madrugada. A família Tedesco, conhecida por fazer as melhores festas da região, dessa vez se superou e quem esteve por lá saiu estupefato. Decoração, comida, bebida, som (Dj China), uma recepção impecável em todos os sentidos. Amigos dos tempos de corrida lhe entregaram uma caricatura ao lado de um Opala. A filha Patrícia de improviso contou boas histórias dele. A esposa Vany Tedesco, a filha Juliana e o marido Aristides juntos com os netos recebiam a todos com muita alegria e elegância. Por fim o show do cigano Sidney Magal lotou a pista de dança. Uma noite inesquecível.

Fotos Manuela Ramos

Marta e Cri Machiavelli, este escriba e o aniversariante Júlio Tedesco

Jonas com Renê Rotta, o prefeito Fabricio e Margareth Rotta, na festa. 


 Problema Mundial

Na maioria das cidades do mundo aumentou muito o número de pessoas que preferem viver nas ruas, e os motivos são os mais variados. Vão desde problemas familiares, alcoolismo, drogas ou simplesmente em função das dificuldades de conseguir emprego, que permita pagar por uma moradia. Alguns mesmo com a insistência da família e das autoridades habituam-se à vida nas ruas e não aceitam voltar para casa. Por aqui a situação se agrava com a enorme leva de catadores que saem de todos os lugares e por aqui aportam sonhando com uma vida melhor. Um deles ao ser idagado porque escolheu nossa cidade respondeu, “ aqui é plano e não falta material reciclável”. Sinal dos tempos de crise.


Cleon Medeiros

A quadra móvel que a Federação de Padel instalou na Tamandaré chamou tanta atenção no Campeonato Catarinense que acabou ficando pra sediar etapa do Campeonato Brasileiro, dia 20 de abril e para incentivar a prática deste esporte. Até 15 de abril pode ser usada pelo público 

 

 MALA DIRETA

 

  •  As caçambas de entulho se transformam nos fins de semana num grande depósito de lixo e de sobras de móveis velhos. Pra piorar a vizinhança na maior cara de pau usa a caçamba paga pelo vizinho pra colocar seus entulhos. Alguns jogam até lixo doméstico. Uma solução seria cobri-las com uma lona nos fins de semana ou recolhe-las. Os ratos são os que mais se locupletam da grande lixeira a céu aberto. Tem uns enormes feito um gambá. Questão de saúde pública. Pra pensar.
  • A nova moda da cidade são as pequenas lojas de conveniência que se espalham por toda cidade. O mesmo ocorre com as redes de supermercados que, segundo se comenta, deverá ter em breve um novo mega mercado da rede Imperatriz, no terreno em frente à Praça das Bandeiras. Pelo jeito comida ainda é um negócio que vale a pena investir.
  • A nova iluminação na esquina do calçadão da Central ficou show e tornou aquele lugar mais bonito e seguro. Deveria ser usada em vários pontos da cidade. Outra iniciativa da atual administração que caiu no gosto popular foram as lixeiras subterrâneas. Aquela bagunça na área central tava demais. Pontos pros homens dos altos da Dinamarca.
  • A morte da vereadora Marielle chamou a atenção do mundo todo que, apesar de ouvir e ver todos os dias a matança que tomou conta do Rio de Janeiro e alguns estados, parece que só enxergou esse crime. A vereadora é uma das 60000 pessoas que morrem violentamente nesse país todos os anos. Nessa estatística entra pobre, rico, branco, negro, indios, crianças e velhos. Os criminosos no Brasil não escolhem, apenas matam e por qualquer motivo. Dá saudade dos tempos que vagabundo roubava com 38. Tá feia a coisa.
  • Uma dica pra quem gosta de comida asiática a dica é  conhecer o Brava Sushi da Barra Sul. O local é lindo e  tem uma vista linda da Marina Tedesco e seus super iates. Servem pratos maravilhosos e pra quem não aprecia esse tipo de comida servem peixes e filés deliciosos.O local tá sempre cheio, é bom chegar cedo. Vale conferir.
  • Sábado a minha filha Cris comemorou com amigos e familiares o chá de bebe do meu netinho Nicolas que chega em maio. Enquanto as mulheres confraternizavam, fui com meu sobrinho neto Pedro Antônio ao Parque Unipraias. Lá nos juntamos ao Sidemir que também levou dois netinhos dele, a Helena e o Henrique, pra passear. Foi uma tarde maravilhosa num local lindo, organizado, com uma vista deslumbrante e brinquedos de última geração. A criançada se divertiu. Imperdível.
  • O STF na semana passada primeiro mostrou um show de impropérios entre os ministros Gilmar Mendes e Barroso, parecia briga de feira. Segundo fez uma gambiarra jurídica pra conceder um Habeas corpus preventivo ao ex- presidente Lula. Por fim pararam a sessão porque tinham compromissos inadiáveis. A mais alta corte do país passa uma sensação de insegurança jurídica, não tem um rumo definido, votam de acordo com suas conveniências. Isso é péssimo pra todos indistintamente.
  • ESSE ANO FAÇA CERTO. DIGA NÃO A VIOLÊNCIA. FAÇA A SUA PARTE.

 

 

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 05/04/2018 às 16h16 | jonasramos3011@hotmail.com



Jonas Ramos Júnior

Assina a coluna J. Júnior

Advogado pós graduado em direito ambiental, reside em BC desde dez/1981. Escreve no JP3 desde 1992, porque tem interesse na cidade e no seu desenvolvimento.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

Mala Direta

 

Alto Padrão

O mega empresário Julio Tedesco reuniu amigos e familiares pra comemorar seus 70 anos de idade, numa confraternização que começou no fim de tarde e varou a madrugada. A família Tedesco, conhecida por fazer as melhores festas da região, dessa vez se superou e quem esteve por lá saiu estupefato. Decoração, comida, bebida, som (Dj China), uma recepção impecável em todos os sentidos. Amigos dos tempos de corrida lhe entregaram uma caricatura ao lado de um Opala. A filha Patrícia de improviso contou boas histórias dele. A esposa Vany Tedesco, a filha Juliana e o marido Aristides juntos com os netos recebiam a todos com muita alegria e elegância. Por fim o show do cigano Sidney Magal lotou a pista de dança. Uma noite inesquecível.

Fotos Manuela Ramos

Marta e Cri Machiavelli, este escriba e o aniversariante Júlio Tedesco

Jonas com Renê Rotta, o prefeito Fabricio e Margareth Rotta, na festa. 


 Problema Mundial

Na maioria das cidades do mundo aumentou muito o número de pessoas que preferem viver nas ruas, e os motivos são os mais variados. Vão desde problemas familiares, alcoolismo, drogas ou simplesmente em função das dificuldades de conseguir emprego, que permita pagar por uma moradia. Alguns mesmo com a insistência da família e das autoridades habituam-se à vida nas ruas e não aceitam voltar para casa. Por aqui a situação se agrava com a enorme leva de catadores que saem de todos os lugares e por aqui aportam sonhando com uma vida melhor. Um deles ao ser idagado porque escolheu nossa cidade respondeu, “ aqui é plano e não falta material reciclável”. Sinal dos tempos de crise.


Cleon Medeiros

A quadra móvel que a Federação de Padel instalou na Tamandaré chamou tanta atenção no Campeonato Catarinense que acabou ficando pra sediar etapa do Campeonato Brasileiro, dia 20 de abril e para incentivar a prática deste esporte. Até 15 de abril pode ser usada pelo público 

 

 MALA DIRETA

 

  •  As caçambas de entulho se transformam nos fins de semana num grande depósito de lixo e de sobras de móveis velhos. Pra piorar a vizinhança na maior cara de pau usa a caçamba paga pelo vizinho pra colocar seus entulhos. Alguns jogam até lixo doméstico. Uma solução seria cobri-las com uma lona nos fins de semana ou recolhe-las. Os ratos são os que mais se locupletam da grande lixeira a céu aberto. Tem uns enormes feito um gambá. Questão de saúde pública. Pra pensar.
  • A nova moda da cidade são as pequenas lojas de conveniência que se espalham por toda cidade. O mesmo ocorre com as redes de supermercados que, segundo se comenta, deverá ter em breve um novo mega mercado da rede Imperatriz, no terreno em frente à Praça das Bandeiras. Pelo jeito comida ainda é um negócio que vale a pena investir.
  • A nova iluminação na esquina do calçadão da Central ficou show e tornou aquele lugar mais bonito e seguro. Deveria ser usada em vários pontos da cidade. Outra iniciativa da atual administração que caiu no gosto popular foram as lixeiras subterrâneas. Aquela bagunça na área central tava demais. Pontos pros homens dos altos da Dinamarca.
  • A morte da vereadora Marielle chamou a atenção do mundo todo que, apesar de ouvir e ver todos os dias a matança que tomou conta do Rio de Janeiro e alguns estados, parece que só enxergou esse crime. A vereadora é uma das 60000 pessoas que morrem violentamente nesse país todos os anos. Nessa estatística entra pobre, rico, branco, negro, indios, crianças e velhos. Os criminosos no Brasil não escolhem, apenas matam e por qualquer motivo. Dá saudade dos tempos que vagabundo roubava com 38. Tá feia a coisa.
  • Uma dica pra quem gosta de comida asiática a dica é  conhecer o Brava Sushi da Barra Sul. O local é lindo e  tem uma vista linda da Marina Tedesco e seus super iates. Servem pratos maravilhosos e pra quem não aprecia esse tipo de comida servem peixes e filés deliciosos.O local tá sempre cheio, é bom chegar cedo. Vale conferir.
  • Sábado a minha filha Cris comemorou com amigos e familiares o chá de bebe do meu netinho Nicolas que chega em maio. Enquanto as mulheres confraternizavam, fui com meu sobrinho neto Pedro Antônio ao Parque Unipraias. Lá nos juntamos ao Sidemir que também levou dois netinhos dele, a Helena e o Henrique, pra passear. Foi uma tarde maravilhosa num local lindo, organizado, com uma vista deslumbrante e brinquedos de última geração. A criançada se divertiu. Imperdível.
  • O STF na semana passada primeiro mostrou um show de impropérios entre os ministros Gilmar Mendes e Barroso, parecia briga de feira. Segundo fez uma gambiarra jurídica pra conceder um Habeas corpus preventivo ao ex- presidente Lula. Por fim pararam a sessão porque tinham compromissos inadiáveis. A mais alta corte do país passa uma sensação de insegurança jurídica, não tem um rumo definido, votam de acordo com suas conveniências. Isso é péssimo pra todos indistintamente.
  • ESSE ANO FAÇA CERTO. DIGA NÃO A VIOLÊNCIA. FAÇA A SUA PARTE.

 

 

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 05/04/2018 às 16h16 | jonasramos3011@hotmail.com



Jonas Ramos Júnior

Assina a coluna J. Júnior

Advogado pós graduado em direito ambiental, reside em BC desde dez/1981. Escreve no JP3 desde 1992, porque tem interesse na cidade e no seu desenvolvimento.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade