Jornal Página 3
Coluna
Drone
Por Hélvion Ribeiro

Despedida do ano

A VEJA desta semana trouxe um erro grosseiro de português. É na manchete da CAPA: "MEU PAI É UM MONSTRO", frase tirada da entrevista da reportagem principal.

O correto é "MEU PAÍS É UM MOSTRO".

Quando olhei 2 ou 3 vezes de relance, li certo " MEU PAÍS É UM MOSTRO", porque estava muito absorvido pelos olhos sem vida, da filha de JOÃO de DEUS, quando ela afirmou que era violentada pelo pai - JOÃO de DEUS ( ! ) desde os 10 anos.

De um jeito ou de outro, são milhares de vítimas.

E a Dalva, falou a verdade!
Não pelo que ela disse, mas pelo que os OLHOS dela mostram.

O que os OLHOS dela - sem vida - mostram, é uma dor infinita, uma amargura e uma infelicidade permanentes.

Os olhos dela mostram, que sua doença é irrecuperável, nem com os melhores médicos, psicólogos ou psiquiatras.

O MONSTRO é o BRASIL!

Só nós poderíamos produzir e manter por décadas um animal deste calibre. Só no MOSTRO Brasil, se pode formar uma rede de proteção conivente e acobertadota do criminoso.

DALVA , fizeste bem em não divulgar. Você seria morta, não pelo pai/bandido. Ele fatalmente mandaria um de seus bandidos amigos te matar.

Só um uma coisa intocável te mantém viva - por Deus, o destino ou seja o o que for - você foi mantida VIVA para poder mostrar o absurdo dos criminosos.

Sim, só no BrasilMONSTRO, um curandeiro entrosado com endinheirados, Artistas, Políticos, Jornalistas e Comunicadores, todos interessados na criação e manutenção do animal diabólico, poderia existir.

E a nossa mídia, antes tão arrogante e poderosa, nossa tão decantada mídia levou o João lá em cima. E o manteve lá.

Por mais um capricho e um absurdo o JoãoMONSTRO , recebeu um codinome curioso é fatal : JOÃO de DEUS.

De DEUS...

Em nome de Deus, tem se cometido muito crimes. Dos outros deuses também.

Dante coloca esses MONSTROS no sétimo inferno.

E o BrasiMONSTRO também.

Foi este BrasilMONSTRO, que deu coragem e audácia para o João do Demo, cometer seus crimes.

PORQUE ELE SABIA QUE FICARIA IMPUNE!

Aqueles coitados e coitadas, fragilizados, doentes as vezes terminais , que o idolatravam e divinizavam , foram sim vítimas de tudo isto , por ter sido induzidos a se submeter ao criminoso e seus asseclasMONSTROS.

Quando nossos políticos, artistas , comunicadores, jornalistas e poderosos bajulam este e outros MONSTROS , dão a eles poder e força para suas MONSTRUOSIDADES, eles crescem, ficam " grande e pisam forte".

A impunidade, a demora, o prende/solta, os recursos da justiça brasileira, os infindáveis embargos, a proteção CORPORATIVA do BRASILMONSTRO; das organizações criminosos, as malas de dinheiro roubado à luz do dia, a corrupção, o assassinato de 70.000 pessoas por ano, situações que se mantêm só poderiam mesmo produzir este PAÍS MONSTRO, que temos.

Logo advogados do JoãoMONSTRO- de Deus - no PAÍS MONSTRO, encontrarão um meio de tirá-lo da prisão.

Só no PaísMONSTRO um curandeiro, durante 4 décadas pode se manter junto com seu grupo de bandidos enganando e cometendo crimes e se manter glorificado.

PaísMONSTRO - onde o crime é ADMINISTRADO de DENTRO dos presídios.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 22/12/2018 às 22h43 | helvionr@yahoo.com.br



Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br

Página 3
Drone
Por Hélvion Ribeiro

Despedida do ano

A VEJA desta semana trouxe um erro grosseiro de português. É na manchete da CAPA: "MEU PAI É UM MONSTRO", frase tirada da entrevista da reportagem principal.

O correto é "MEU PAÍS É UM MOSTRO".

Quando olhei 2 ou 3 vezes de relance, li certo " MEU PAÍS É UM MOSTRO", porque estava muito absorvido pelos olhos sem vida, da filha de JOÃO de DEUS, quando ela afirmou que era violentada pelo pai - JOÃO de DEUS ( ! ) desde os 10 anos.

De um jeito ou de outro, são milhares de vítimas.

E a Dalva, falou a verdade!
Não pelo que ela disse, mas pelo que os OLHOS dela mostram.

O que os OLHOS dela - sem vida - mostram, é uma dor infinita, uma amargura e uma infelicidade permanentes.

Os olhos dela mostram, que sua doença é irrecuperável, nem com os melhores médicos, psicólogos ou psiquiatras.

O MONSTRO é o BRASIL!

Só nós poderíamos produzir e manter por décadas um animal deste calibre. Só no MOSTRO Brasil, se pode formar uma rede de proteção conivente e acobertadota do criminoso.

DALVA , fizeste bem em não divulgar. Você seria morta, não pelo pai/bandido. Ele fatalmente mandaria um de seus bandidos amigos te matar.

Só um uma coisa intocável te mantém viva - por Deus, o destino ou seja o o que for - você foi mantida VIVA para poder mostrar o absurdo dos criminosos.

Sim, só no BrasilMONSTRO, um curandeiro entrosado com endinheirados, Artistas, Políticos, Jornalistas e Comunicadores, todos interessados na criação e manutenção do animal diabólico, poderia existir.

E a nossa mídia, antes tão arrogante e poderosa, nossa tão decantada mídia levou o João lá em cima. E o manteve lá.

Por mais um capricho e um absurdo o JoãoMONSTRO , recebeu um codinome curioso é fatal : JOÃO de DEUS.

De DEUS...

Em nome de Deus, tem se cometido muito crimes. Dos outros deuses também.

Dante coloca esses MONSTROS no sétimo inferno.

E o BrasiMONSTRO também.

Foi este BrasilMONSTRO, que deu coragem e audácia para o João do Demo, cometer seus crimes.

PORQUE ELE SABIA QUE FICARIA IMPUNE!

Aqueles coitados e coitadas, fragilizados, doentes as vezes terminais , que o idolatravam e divinizavam , foram sim vítimas de tudo isto , por ter sido induzidos a se submeter ao criminoso e seus asseclasMONSTROS.

Quando nossos políticos, artistas , comunicadores, jornalistas e poderosos bajulam este e outros MONSTROS , dão a eles poder e força para suas MONSTRUOSIDADES, eles crescem, ficam " grande e pisam forte".

A impunidade, a demora, o prende/solta, os recursos da justiça brasileira, os infindáveis embargos, a proteção CORPORATIVA do BRASILMONSTRO; das organizações criminosos, as malas de dinheiro roubado à luz do dia, a corrupção, o assassinato de 70.000 pessoas por ano, situações que se mantêm só poderiam mesmo produzir este PAÍS MONSTRO, que temos.

Logo advogados do JoãoMONSTRO- de Deus - no PAÍS MONSTRO, encontrarão um meio de tirá-lo da prisão.

Só no PaísMONSTRO um curandeiro, durante 4 décadas pode se manter junto com seu grupo de bandidos enganando e cometendo crimes e se manter glorificado.

PaísMONSTRO - onde o crime é ADMINISTRADO de DENTRO dos presídios.

Escrito por Hélvion Ribeiro, 22/12/2018 às 22h43 | helvionr@yahoo.com.br



Hélvion Ribeiro

Assina a coluna Drone

Hélvion A. Ribeiro, 69. Atuou como Dentista em Lages, Urubici, Fpolis, RJ, Camboriú, Itajaí, Blumenau e BC. Seu trabalho mais importante é contribuir como voluntário, especialmente pela Universidade Gratuita. Pai de 3 médicos, tem 5 netos, faz academia rural no sítio em B. Camboriú onde tem a felicidade de viver há 20 anos.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade